História After - Camren - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Personagens Originais
Tags After, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Lauren Jauregui
Exibições 614
Palavras 795
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vou adaptar esse livro After para camren, espero que gostem.
Total coisa a autora do livro Anna Todd

Capítulo 1 - Prólogo


A faculdade sempre me pareceu uma coisa importantíssima, fundamental para medir o valor de uma pessoa e determinar seu futuro. Vivemos em uma época em que primeiro perguntam onde você estudou e só depois seu nome. Desde cedo fui ensinada — condicionada, na verdade — a me preparar para uma boa educação. Isso se tornou uma necessidade para mim, que exigiu uma dose absurda de esforço e virou quase uma obsessão. Cada aula a que eu assistia, cada trabalho que fazia desde o primeiro dia do ensino médio, tinha como objetivo entrar na faculdade. E não numa faculdade qualquer: minha mãe cismou que eu tinha que estudar na Washington Central, a universidade em que ela estudou, mas que acabou abandonando antes de se formar. Eu não fazia ideia de que a faculdade envolvia muito mais coisas do que a vida acadêmica. Não sabia que a difícil escolha de quais optativas cursar no primeiro semestre seria algo banal apenas alguns meses depois. Eu era bem ingênua nessa época, e em certo sentido ainda sou. Jamais poderia imaginar o que viria pela frente. Conhecer minha colega de quarto foi uma experiência marcante e um tanto estranha no início, e com o grupo de amigos malucos que vinha com ela isso se intensificou. Eles eram diferentes de qualquer pessoa que eu conhecia, a aparência deles me intimidava, e seu desprezo absoluto pela ordem me confundia. Logo me tornei parte daquela loucura, deixei-me envolver… E foi assim que ela entrou no meu coração. Desde nosso primeiro encontro, Camila mudou minha vida mais do que qualquer cursinho ou grupo de leitura. De repente eu estava vivendo os filmes que tinha visto na adolescência, e aquelas tramas ridículas eram realidade. Eu teria feito alguma coisa diferente se soubesse o que aconteceria mais para a frente? Não sei. Adoraria ter uma resposta para essa pergunta, mas não tenho. Às vezes me sinto grata por tudo, tão dominada de paixão que meu juízo vai para o espaço, e a única coisa em que consigo pensar é nela. Em outras ocasiões, penso no sofrimento que Camila me causou, na saudade que sinto de quem eu era, no caos daqueles momentos em que vi meu mundo ser virado de cabeça para baixo, e a resposta deixa de ser clara. A única certeza que tenho é de que minha vida e meu coração nunca mais serão os mesmos depois de Camila.A faculdade sempre me pareceu uma coisa importantíssima, fundamental para medir o valor de uma pessoa e determinar seu futuro. Vivemos em uma época em que primeiro perguntam onde você estudou e só depois seu nome. Desde cedo fui ensinada — condicionada, na verdade — a me preparar para uma boa educação. Isso se tornou uma necessidade para mim, que exigiu uma dose absurda de esforço e virou quase uma obsessão. Cada aula a que eu assistia, cada trabalho que fazia desde o primeiro dia do ensino médio, tinha como objetivo entrar na faculdade. E não numa faculdade qualquer: minha mãe cismou que eu tinha que estudar na Washington Central, a universidade em que ela estudou, mas que acabou abandonando antes de se formar. Eu não fazia ideia de que a faculdade envolvia muito mais coisas do que a vida acadêmica. Não sabia que a difícil escolha de quais optativas cursar no primeiro semestre seria algo banal apenas alguns meses depois. Eu era bem ingênua nessa época, e em certo sentido ainda sou. Jamais poderia imaginar o que viria pela frente. Conhecer minha colega de quarto foi uma experiência marcante e um tanto estranha no início, e com o grupo de amigos malucos que vinha com ela isso se intensificou. Eles eram diferentes de qualquer pessoa que eu conhecia, a aparência deles me intimidava, e seu desprezo absoluto pela ordem me confundia. Logo me tornei parte daquela loucura, deixei-me envolver… E foi assim que ela entrou no meu coração. Desde nosso primeiro encontro, Camila mudou minha vida mais do que qualquer cursinho ou grupo de leitura. De repente eu estava vivendo os filmes que tinha visto na adolescência, e aquelas tramas ridículas eram realidade. Eu teria feito alguma coisa diferente se soubesse o que aconteceria mais para a frente? Não sei. Adoraria ter uma resposta para essa pergunta, mas não tenho. Às vezes me sinto grata por tudo, tão dominada de paixão que meu juízo vai para o espaço, e a única coisa em que consigo pensar é nela. Em outras ocasiões, penso no sofrimento que Camila me causou, na saudade que sinto de quem eu era, no caos daqueles momentos em que vi meu mundo ser virado de cabeça para baixo, e a resposta deixa de ser clara. A única certeza que tenho é de que minha vida e meu coração nunca mais serão os mesmos depois de Camila.


Notas Finais


Estou em duvida se faço a Camila intersexual ou não, o que acham?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...