História AFTER - Camren G!P - Capítulo 95


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Fifth Harmony, Justin Bieber, One Direction
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Camren, Camren G!p
Visualizações 736
Palavras 942
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


FALTAM 5 CAPITULOS AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

boa leitura e eu amo voces.

Capítulo 95 - Você é louca


Quase todo mundo na tenda está dançando quando voltamos, e aparentemente nossa ausência passou despercebida. Assim que nos sentamos, acaba uma música e começa outra, que reconheço:

“Never Let Me Go”, de Florence and the Machine.

“Quer dançar?”, pergunto a Lauren, apesar de já saber a resposta.

“Não, eu não danço”, ela diz, olhando para mim.

“A não ser que você queira muito...” Fico surpresa com a resposta, e empolgadíssima por ela fazer isso por mim. Lauren estende a mão,mas na verdade sou eu quem a arrasta até a pista de dança xadrez o mais rápido possível, antes que mude de ideia. Ficamos mais no fundo, a uma boa distância do restante das pessoas.

“Não tenho a menor ideia do que fazer”, ela diz aos risos.

“Eu ensino você”, respondo, e ponho suas mãos nos meus quadris. Ela pisa nos meus pés algumas vezes, mas logo aprende. Nunca em um milhão de anos eu seria capaz de pensar que  Lauren ia dançar no casamento de seu pai.

“É uma música meio louca para tocar em um casamento, não?” Ela ri no meu ouvido.

“Na verdade, é perfeita”, respondo, apoiando a
cabeça em seu peito.

Sei que não estamos realmente dançando, só balançando abraçados de um lado para o outro, mas por mim tudo bem. Continuamos assim pelas duas músicas seguintes, que estão entre minhas favoritas. Quando começa “You Found Me”, do Fray, Lauren dá risada e me abraça com mais força. A seguinte é uma balada pop de uma boyband, que me faz sorrir e faz Lauren revirar os olhos.

Enquanto dançamos, ela me conta mais sobre sua avó. Ela ainda mora na Inglaterra, mas elas não se falam desde o dia em que ela telefonou para lhe dar os parabéns em seu aniversário de doze anos.

Ela ficou do lado do filho durante o divórcio, defendendo inclusive sua bebedeira, pondo a culpa de tudo na mãe de Lauren, o que para ela foi suficiente para nunca mais falar com ela. Lauren parece à vontade falando sobre essas coisas comigo, então fico em silêncio, balançando a cabeça e emitindo ruídos de concordância. Lauren faz uma piadinha sobre as músicas, que para ela são irritantes e melosas, e eu dou risada.

“Quer voltar lá para cima?”, ela diz em tom de brincadeira, e vai baixando as mãos pelas minhas costas.

“Talvez.”

“Preciso dar champanhe para você mais vezes.”

Ponho suas mãos de volta na minha cintura, e ela faz um biquinho, o que me faz rir ainda mais. “Para dizer a verdade, até que estou me divertindo”, ela admite.

“Eu também. Obrigada por vir comigo.”

“Não queria estar em nenhum outro lugar no mundo.”

Não sei se Lauren está se referindo ao casamento ou a mim. Sinto um calor por todo o corpo ao pensar nisso.

“Posso interromper?”, Mike pergunta quando outra música começa a tocar.

Lauren franze a testa, olha para mim, depois para o pai. “Certo, mas só uma música”, ela resmunga.

Mike dá risada e repete as palavras da filha: “Só uma música”. Lauren me solta, e Mike põe a mão nas minhas costas. Engulo em seco a sensação desagradável que ele me causa. Mike mantém uma conversa amena enquanto dançamos, e meus ressentimentos se calam quando rimos de um casal obviamente bêbado cambaleando perto de nós.

“Olhe só para isso!”, diz Mike, com um tom de surpresa.

Viro-me para ver sobre o que ele está falando, e ouço meu próprio suspiro de susto ao notar que Lauren está balançando de um lado para o outro toda sem jeito com Karen. Ela dá risada quando ela pisa em seu sapato branco, e Lauren abre um sorriso envergonhado. A noite está sendo melhor do que eu poderia sonhar.

Depois que a música termina, ela logo volta para junto de mim, e Karen vem atrás. Dizemos aos recém-casados que estamos de saída, e trocamos mais abraços. Lauren parece bem menos sem graça com isso do que antes. Alguém chama Mike, que faz um aceno de cabeça. Ele e Karen se despedem e nos agradecem mais uma vez por virem ao casamento antes de desaparecer entre os convidados.

“Ai, meus pés estão me matando”, comento. Nunca tinha ficado tanto tempo de salto na vida, e meus pés vão precisar de um belo descanso.

“Quer que eu carregue você?”, Lauren pergunta,
fazendo voz de criancinha.
“Não”, respondo com um risinho.

Quando estamos saindo, Ian aparece junto com o sr. Vance e Normani. Ela está toda sorridente, e dá uma piscadinha para mim depois de medir Lauren de cima a baixo. Tento segurar arisada e acabo tossindo.

 “Você reservou uma dança para mim?”, o sr. Vance brinca com Lauren. 

“Não, nem ferrando”, ela responde, aos risos.

“Já estão indo?”, Ian pergunta, olhando para mim.

“Chegamos bem cedo, na verdade”, Lauren responde por mim e me puxa para longe deles.

 “Foi bom ver você, Vance”, ela diz olhando para
trás enquanto saímos da tenda.
“Mas que falta de educação”, reclamo quando
chegamos ao carro.

“Ele estava dando em cima de você. Tenho o direito de ser mal-educada.”

“Ian não estava dando em cima de mim. Só estava sendo simpático.” Lauren revira os olhos. “Ele é a fim de você, está na cara. Não seja inocente.”

“Não seja grossa com ele, por favor. Trabalhamos juntos, e não quero saber de encrenca”, digo sem me alterar. Nossa noite foiboa demais para ser arruinada por um acesso de ciúmes. 

  Lauren abre um sorrisinho maldoso. “Qualquer coisa é só eu pedir para Vance mandar o cara embora.” Não consigo deixar de rir de sua resposta pretensiosa. “Você é louca.”

“Só se for por você”, ela responde, saindo com o carro.


Notas Finais


até mais amores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...