História After All - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Lysandre
Exibições 64
Palavras 747
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Comsegui postar!!!

Capítulo 37 - Blood Sweat Tears


 

 

Lucinda POV ON

Acordei com o meu despertador gritando, quase cai da cama com o susto, olhei que horas eram, 5:30, o desliguei e me levantei, fui a passos de lesma até o banheiro, me despi e entrei no chuveiro sentindo as gostas quentes de água caindo contra a mim pele, fiquei lá por um tempo pensando em várias coisas, mas comecei a me lavar se não me atrasaria, me sequei e fui até o meu armário optei por colocar um vestido preto nas pontas da saia e branco em cima, além de um all star cano longo e uma pulseirinhas (LINK NAS NOTAS FINAIS), arrumei meu cabelo em um rabo de cavalo deixando só uma franja de fora, peguei minha bolsa e coloquei todos os livros que precisava.

Fui até a sala e tomei café junto com o Castiel (Max: quase coloquei o nome do meu irmão ao invés de Castiel, ops), conversamos sobre vários assuntos, fomos de carro para a faculdade e durante todo o trajeto fomos cantando músicas e fazendo caras e boca como dois loucos, foi muito divertido, dei um abraço nele e ele beijou minha bochecha, em seguida ele foi para as aulas dele e eu fui para minha aula.

Eram seis e meia, eu estava desde meio dia, que foi quando sai da primeira aula, na biblioteca estudando para uma prova que eu teria as sete, era para eu ter mais uma aula hoje a tarde, mas o professor ficou doente então não veio, estava tão focada em reler minhas anotações que tomei um susto ou ouvir um:

-Oi- eu dei um pulo de susto e levantei a cabeça vendo Lysandre sentado na cadeira a minha frente.

-Oi- disse fazendo uma pausa- não que eu esteja reclamando, adoro a sua companhia, mas, o que faz aqui?- perguntei intrigada.

-Eu recebi alta lembra, o médico disse que com o tempo eu vou lembrar, mas que de resto eu estou bem então não preciso ficar no hospital- ele disse e nessa hora eu me lembrei que Rosa me disse no almoço, estava estudando, que nem prestei atenção direito, sim estava estudando no almoço, essa prova e difícil para caramba.

Nós ficamos conversando por bastante tempo, foi extremamente interessante falar de novo com o Lys, como nos velhos tempos, de repente ficamos em um silêncio estranho até que Lysandre disse:

-Me conte mais sobre você- ele pediu.

-Hãm? Não há nada de interessante para se saber- eu disse.

-É sério, parece que todos evitam esse assunto, por favor me conte um pouco sobre você, eu só sei que seu nome é Lucinda e que você é minha amiga- ele disse, ainda sinto uma pontada no coração toda vez que ele me chama de amiga.

-Bom, não sei o que dizer ou por onde começar, meu nome completo é Lucinda ... de Azevedo, meu Apelido é Lu, eu tenho 20 anos, Rosa é minha melhor amiga, Castiel é meu primo, Eu já morei na Holanda, Sei falar Holandês, a gente se conhece desde o ultimo ano do ensino médio, eu faço faculdade de Desenho Industrial, Adoro desenhar, Eu sei tocar teclado e um pouquinho de violão, eu acho que é só- falei, ele parecia prestar atenção em tudo que eu dizia.

-Já é um começo- ele disse e nós rimos, quando paramos de rir começamos a nos encarar, estava um silêncio constrangedor, eu não sei se eu estou imaginando coisas, mas sinto como se a cada minuto nós nos aproximássemos mais, eu não tive tempo de pensar se aquilo era real ou se era só coisa da minha cabeça, eu já sentia os lábios do Lysandre tocando os meus em um beijo delicado, senti ele segurar o meu rosto e coloquei a minha mão na nuca dele, o beijo se intensificava a cada segundo, eu e Lysandre separamos o beijo pela falta de ar, ele mordeu de leve o meu lábio, nesse momento eu voltei a realidade, que caralhos eu tina feito????!!!!!!!!!!!!!

Eu não sabia onde enfiar a cara, não conseguia nem olhar o Lysandre, em questão de segundos depois de separarmos o beijo o sinal da sete tocou, indicando que estava na hora da prova, salva pelo gosgo, eu nem pensei direito, peguei meu livro, meu estojo e a minha mochila, sai correndo da Biblioteca que nem uma louca e deixei o Lysandre lá.

(Max: como muitos de vocês sabem, eu sou do mal, então eu vou acabar aqui, até o próximo amores ^^)


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...