História After All – Wincest - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Dean Winchester, Sam Winchester
Tags Dean Winchester, Padackles, Sam Winchester, Supernatural, Wincest
Visualizações 232
Palavras 841
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Nudez, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Se passa depois da luta contra Jack (o Nefilim filho de Lucifer, da 12/13 temporada)
Uns três anos depois :)
Boa leitura ;)

Capítulo 1 - Nunca


Deitados na cama.

O cheiro de sexo ainda emanava no quarto, seus corpos estavam grudentos e seus cabelos ainda suados.

Já era de manhã e eles dormiam abraçados, um nos braços do outro, um protegendo o outro.

O sol irradiava seus raios pela fresta da pequena janela do quarto de Sam, no bunker.

Dean foi o primeiro a acordar.

O sol batendo em seu rosto.

Levantou-se calmamente, erguendo o braço de Sam de cima de seu corpo, devagar para não acordá-lo.

Estava pelado, mas não sentiu vontade de se cobrir. Um cobertor fino cobria o corpo de seu irmão na cama e, ao se levantar, Dean passou um bom tempo olhando para a silhueta delineada sobre o tecido macio da coberta.

Tanta coisa.

Tanta coisa tinha acontecido com ele.

Com seu Sammy.

Seu enorme, mas sempre, irmãozinho menor.

Ele já tinha passado por poucas e boas, coisas que ninguém na vida merecia passar. Ele próprio, Dean, já tinha passado por coisas terríveis, mas duvidava que as coisas pelas quais tinha passado teriam sido piores do que as coisas pelas quais Sam tinha passado.

Sam fora torturado pelo próprio diabo.

Dean sabia como era a tortura no inferno, o que Alasteir tinha feito com ele havia o despedaçado, mas o que Lucifer havia feito com Sam durante mais de 100 anos era muito pior.

Sam chegou a insanidade com os horrores da jaula.

Doeu como o inferno vê-lo todo quebrado e não conseguir fazer nada, mas então, Sam conseguiu sair daquela.

E depois vieram os testes para trancafiar os demônios no inferno.

Mais uma vez Sam queria se sacrificar para o bem maior, sempre querendo se doar, sempre querendo fazer o certo.

Mas Dean não aguentaria perde-lo mais uma vez, ele foi egoísta daquela vez, não deixou Sam terminar os testes e acabar com a própria vida. Amava mais seu irmão do que a causa pela qual lutava.

Todas as lembranças passavam num piscar de olhos para o loiro, enquanto ele ouvia a respiração calma do seu irmãozinho dormindo, e apreciava seu peito subindo e descendo.

Sorriu.

Apesar de tudo que já tinham passado, estavam vivos. E bem.

Depois de Azazel. Depois dos demônios. Depois de Lucifer. Depois da Guerra Celestial. Depois dos Leviatãs. Depois de Metatron. Depois da Marca de Caim. Depois da Escuridão. Depois dos Homens de Letras. E finalmente, depois de Jack, filho de Lucifer.

Depois de tudo.

A batalha tinha sido um banho de sangue. Castiel, Crowley, Rowenna, todos mortos. Mas no golpe fatal de Jack, que acabaria com a sua vida, Sam o salvou. E matou o Nefilim. Lucifer tinha sido morto pouco tempo antes, num ultimo ato desesperado do céu, onde os anjos tinham unido forças contra o Arcanjo.

Era engraçado como eles sempre se recuperavam de tudo, acontecesse o que acontecesse.

Dean sentia falta de Castiel, era seu melhor amigo afinal, mas aos poucos ele o superou.

A três anos que eles tinham abandonado a vida de caçador.

A dois anos e meio que tinham admitido que se amavam além da conta e que ninguém os impediria de serem felizes pelo menos uma vez na vida.

Logo depois da guerra contra Jack e Lucifer, Sam tinha pedido um tempo sozinho para clarear a cabeça. Quando ele voltou, não tinha mais como eles negarem.

 – O que foi?

Perguntou a voz sonolenta, fazendo Dean olhar para seus olhos e sorrir.

 – Nada, eu só estava...

Ele não terminou a frase. Fechou a boca e continuou olhando Sam nos olhos. Não precisavam de palavras.

Sam suspirou e passou a mão pelo cabelo, flexionando o braço para trás e colocando a mão embaixo da cabeça, sobre o travesseiro. O movimento fez seu bíceps tencionar, e atrair a atenção de Dean.

O loiro teve que rir de si mesmo, quem diria Dean Winchester sentindo desejo no bíceps de um homem.

Mas aquele não era qualquer bíceps. E aquele não era qualquer homem.

Aquele era Samuel Winchester, seu irmão, sua alma gêmea e seu amor verdadeiro.

 – Tá arrependido?

Dean ficou confuso com a pergunta do irmão.

 – Arrependido do que? – Perguntou o loiro, sentando-se na cama e aproximando-se do irmão.

Sam baixou o olhar e não respondeu.

– De nós?

Sam balançou a cabeça em concordância.

Dean sorriu, o mais novo ainda tinha alguma insegurança sobre a felicidade deles, na verdade era difícil de acreditar que eles estavam realmente vivendo aquilo e que era real.

– Nunca. Eu nunca vou me arrepender do nosso amor. Eu te amo, você é meu e eu sou seu, e isso nunca vai ser diferente. – Dean subiu no colo do irmão, segurando seu rosto nas mãos e olhando nos olhos dele. – Olhe para mim. Nunca, Sammy. – E o beijou, sendo retribuído instantaneamente.

– Eu te amo tanto, você não faz ideia, Dean. – Confessou Sam, enquanto segurava a cintura do mais velho.

E novamente os beijos quentes recomeçaram, as mãos passeando pelos corpos, o amor sendo consumado mais uma vez.

Depois de tanto tempo, juntos como sempre. De uma forma nova, mas não muito diferente da antiga.

Desce a cortina.

FIM


Notas Finais


Eaí, o que acharam?
Comentem.
Beijos e até a próxima ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...