História After -Camren Version - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Drama, Romance, Sexo
Exibições 97
Palavras 2.383
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá meus amores, peço perdão por ter demorado mas acabei postando no wtt e esqueci de postar aqui!! E por isso irei fazer uma maratoninha.
Não esqueçam de serem bons consigo mesmos, vocês podem não saber mas tem um propósito aqui na Terra e sua vida não é em vão.
love u

Capítulo 27 - Por favor, me deixa?


Fanfic / Fanfiction After -Camren Version - Capítulo 27 - Por favor, me deixa?

ontinuo calada enquanto a Lauren conduz pela estrada de cascalho, ela desliga a música finalmente de modo que o único barulho que se ouve é do material da estrada por debaixo dos pneus. Agora estou nervosa, estamos sozinhas, sozinhas mesmo, não há carros, nem prédios, absolutamente nada.

-Não se preocupe, não te trouxe aqui pra te matar -ela brinca e eu engulo, tenho mais medo do que poderia fazer quando fico sozinha com ela do que se ela queria mesmo me matar.

Lauren continua dirigindo mais um pouco quando finalmente ela para o carro, olho pela janela e não vejo mais nada além de relva silvestres amarelas espalhadas pelo terreno e a brisa é perfeitamente quente. Mas por que Lauren me trouxe aqui?

-O que vamos fazer aqui? -pergunto enquanto saio do carro.

-Primeiro temos que andar um pouco -Lauren informa e eu suspiro, então ela me trouxe aqui pra fazer exercício? Ela deve ter percebido a minha expressão azeda porque diz -Não vamos andar muito -ela começa a caminhar ao longo de uma parte da relva que está achatada, é tipo uma trilha por ter sido pisada tantas vezes.

Ficamos caladas durante a maior parte do caminho exceto alguns comentários rudes da Lauren sobre mim, me incriminando por ser muito lenta. Ignoro ela e observo ao redor começando a perceber por que dela gosta deste lugar aparentemente escolhido aleatoriamente, é tudo tão tranquilo, poderia ficar aqui para sempre. Lauren vira e entra numa área arborizada, estou um pouco desconfiada mas a sigo, poucos minutos depois saímos da floresta para um riacho, ou talvez um rio, não faço ideia onde estamos mas o riacho parece ser grande e muito profundo.

Lauren não diz nada enquanto tira a blusa sobre a cabeça para em seguida se abaixar e desamarrar os coturnos.

-Por que está tirando a roupa? -pergunto e olho para o riacho. Oh não! -Você vai nadar? Naquilo? -digo apontando pra água.

-Sim, faço isso sempre. E você também vai -ela desabotoa a calça eu tenho que me esforçar para não olhar a forma como a bunda dela se flexiona quando ela se abaixa para as puxar.

-Não vou nadar nisso -não me importo de nadar mas fazer isso na água de um riacho no meio do nada, é que não.

-E por que não? É limpo o suficiente para que consiga ver o fundo.

-E? Provavelmente há peixes e sabe-se lá mais o quê -reparo no quão ridícula estou sendo mas não me importo -Além disso você não disse que íamos nadar então não tenho roupa para fazer isso -ela não pode argumentar contra isso.

-Não está usando calcinha e sutiã? -ela sorri de um jeito safado e eu fico boquiaberta, então ela pensou que vinha aqui e tirar todas as minhas roupas para nadar com ela? A minha barriga se mexe enquanto penso em estar seminua na água com Lauren. O que é que ela está fazendo comigo? Eu nunca, nunca tive vontade de ficar com meninas antes de Lauren Jauregui.

-Não vou nadar de calcinha e sutiã sua babaca -digo e me sento na relva macia -Vou ficar só olhando -digo e ela franze a testa, agora só está de peças íntimas ela parece mais gostosa do que imaginei. Me bato internamente por esses pensamentos.

-Você não é divertida, não sabe o que está perdendo -diz Lauren e entra na água, mantenho meus olhos na relva e arranco um pouco brincando com a mesma -A água é quente Mila -Lauren me chama do riacho, pelo lugar em que estou sentada posso ver as gotas de água que caem do seu cabelo, ela está sorrindo enquanto puxa o cabelo encharcado para trás e enxuga o rosto com uma das mãos.

Por um momento me encontro desejando que fosse outra pessoa, alguém mais valente como a Vero por exemplo. Se eu fosse a Vero tiraria a roupa e pulava para a água quente como a Jauregui, iria mergulhar e sair da água para voltar e saltar lá para dentro novamente, seria divertida e despreocupada. Mas não sou a Vero, eu sou a Mila.

-Essa amizade está sendo mais do que chata até agora -Lauren ri e nada para mais perto de mim, reviro os olhos e ela ri -Pelo menos tira os sapatos e coloca os pés dentro da água, é incrível e daqui a pouco vai ficar muito fria para nadar.

Colocar os pés dentro da água não parece ser assim tão ruim, tiro os sapatos e ergo as calças o suficiente para poder molhar os meus pés, ela está certa e a água é quente e clara, mexo os dedos e não posso evitar em sorrir.

-É bom não é? -ela pergunta e eu aceno -Entra aqui vai -balanço a cabeça negativamente e Lauren me joga água, fujo para trás e faço uma careta -Se entrar respondo uma das suas perguntas intrusivas. Qualquer pergunta que quiser, mas apenas uma! -ela avisa.

A curiosidade me consome e eu inclino a cabeça para me concentrar, tenho sempre tantas perguntas para fazer e pela primeira vez ela está se oferecendo para responder a uma delas.

-A minha oferta expira daqui a um minuto -Lauren diz e desaparece debaixo da água, consigo ver o corpo dela nadando debaixo da água limpa, parece divertido e ela fez um negócio complicado usando minha curiosidade contra mim -Para de pensar e entra logo!

-Não tenho nada para vestir se entrar com a minha roupa vou ter que fazer o caminho de volta para o carro encharcada -lamento, quase quero entrar na água, tá eu sei que quero mesmo entrar.

-Veste a minha blusa -ela oferece e eu estou chocada, a oferta dela não é muito característica da sua personalidade e espero um segundo para que me diga que está brincando mas ela não diz -Anda, usa a minha blusa, é comprida o suficiente para usar e pode continuar com o seu sutiã e calcinha vestida se quiser -ela diz com um sorriso, sigo o conselho da Lauren e paro de pensar.

-Tudo bem mas vira para lá e não olhe para mim enquanto estou me trocando. Falo sério Lauren Michelle! -tento o meu melhor para ser intimidante mas ela somente ri, Lauren vira o rosto para a outra direção enquanto levanto a minha camisa sobre a cabeça e me agarro a dela o mais rápido que posso, ela estava certa e a blusa dela chega até o meio das minhas coxas. Não posso deixar de admirar a forma como cheira, com um leve cheiro que só posso descrever como sendo o de Lauren.

-Anda logo ou vou me virar -ela diz e eu gostaria de ter um pedaço de madeira para lhe atirar a cabeça. Desabotoo a minha calça e tiro, dobro com a camisa e ordenadamente coloco-as ao lado dos meus sapatos na relva, ela se vira e eu dou um puxão na parte inferior da camisa branca dela tentando puxa-la o máximo possível. Os olhos verdes dela se arregalam e posso vê-los percorrerem o meu corpo, ela mexe no piercing do lábio e eu noto o rosto dela corando, deve estar com frio porque eu sei que ela não iria reagir assim por minha causa.

-Uhum... Vem pra a água, ok? -ela diz, a sua voz parece estar mais rouca que o normal, concordo com a cabeça e caminho até lá -Entra logo Karla!

-Ok! Ok! -grito e ela ri.

-Começa a correr -ela instrui.

-Ok -dou um passo para trás e começo a correr um pouco, me sinto uma idiota mas não vou deixar a minha tendência de pensar demais arruinar isso. Quando chego a minha ultima passada olho para a água e paro com os pés bem na borda.

-Oh, vamos lá! Foi um bom começo -ela gargalha com a cabeça jogada para trás e ela fica definitivamente muito adorável. A Lauren, adorável?

-Não consigo! -não sei o que me fez parar, a água é profunda o suficiente para saltas mas não muito profunda. O local onde a Lauren está de pé só vai até o peito dela, o que chegaria a um pouco menos do que meu queixo.

-Está com medo? -o tom de voz dela é calma mas séria.

-Nã-ão, e-eu não sei, talvez seja tipo isso. -admito e ela caminha pela água até mim.

Sento e fecho as pernas com força para que ela não veja minha calcinha, Lauren percebe e ri enquanto chega até onde estou, as mãos dela agarram as minhas coxas e mais uma vez eu pego fogo. Por que o meu corpo tem que responder a ela desta maneira? Estou tentando ser amiga dela então preciso ignorar esse fogo, ela move as mãos para a minha cintura e me dá um pequeno sorriso.

-Pronta? -ela pergunta e eu aceno, um segundo depois ela está me levantando me puxando para dentro da água. A água é quente e incrível contra a minha pele, Lauren me larga muito cedo e eu fico em pé na água, estamos perto da beira por isso a água só chega até ao meu queixo -Não fique aí parada Camila -ela diz e eu a ignoro mas ando um pouco, a camisa sobe por causa da água e eu grito e a puxo para baixo.

-Podia simplesmente tira-la -ela sorri e eu lhe jogo água.

-Você acabou de me atira água? -ela ri e eu aceno com a cabeça atirando novamente, Lauren balança a cabeça molhada e mergulha, os braços dela agarram a minha cintura e me puxam para debaixo da água, a minha mão voa para tapar o nariz porque não consigo mergulhar sem fazer isso, quando saio da água ela está rachando de rir e eu não consigo evitar e rio também, estou realmente me divertindo, igual um bom filme de comédia.

-Não consigo decidir o que é mais divertido, o fato de você estar realmente se divertindo ou o fato de ter que tapar o nariz debaixo da água -Lauren diz através de gargalhadas, gargalhadas muito gostosas de ouvir por sinal. Recebo um choque de coragem e vou na direção dela ignorando a camisa que está outra vez subindo e tento empurrar a cabeça dela para de baixo da água, é claro que ela é mais forte para mim e nem se move, só ri mais. Por que a Jauregui não pode ser sempre assim?

-Acho que me deve uma resposta a uma pergunta -lembro e ela franze a testa.

-Claro, só uma.

Não sei qual vou perguntar, tenho tantas mas antes que possa me decidir ouço a minha voz tomar a decisão por mim -Quem você mais ama no mundo? -Por que eu iria perguntar isso? Quero saber as coisas mais específicas como, por que ela é uma idiota? Por que ela está na América? Ela olha pra mim com desconfiança como se tivesse ficado confusa com a pergunta.

-Eu -Lauren responde e volta para debaixo da água, quando ela emerge balanço a cabeça.

-Isso não pode ser verdade -sei que ela é arrogante mas tem que amar alguém, um dos pais, um irmão talvez? -E quanto aos seus pais? -pergunto e me arrependo imediatamente quando os olhos dela perdem a suavidade que eu estava começando a ficar enfeitiçada.

-Não volte a falar sobre os meus pais, entendeu? -ela atira e eu quero me bater por ter arruinado o bom momento que estávamos tendo.

-Desculpa, só estava curiosa. Você disse que ia responder a uma pergunta -recordo a ela suavemente, o seu rosto suaviza um pouco e ela avança na minha direção com o olhar felino e a água ao nosso redor ondula.

-Desculpa Lauren, sério. Não vou menciona-los novamente -prometo, realmente não quero discutir com ela aqui, provavelmente ela iria me deixar aqui sozinha.

Lauren me pega de surpresa quando me agarra pela cintura e me levanta no ar, eu chuto com as minhas pernas e abano os braços gritando para ela me colocar para baixo. Lauren ri e me joga na água, caio a poucos metros de distância e quando chego a borda da água ela está rindo outra vez.

-Você vai pagar por isso! -grito e ela ri, nado na sua direção e ela me agarra outra vez mas dessa vez coloco as minhas coxas ao redor da sua cintura, um suspiro chocado sai dos lábios dela -Desculpe -murmuro e solto as minhas pernas, Lauren as agarra e coloca de volta na sua cintura, a eletricidade entre nós aparece novamente e desta vez mais selvagem do que nunca. Por que isso acontece sempre com ela? Desligo a minha mente dos meus pensamentos e coloco os braços em volta do pescoço dela para me equilibrar.

-O que você está fazendo comigo Camz? -ela diz em voz baixa e esfrega o polegar sobre o meu lábio inferior.

-Não sei -respondo com sinceridade e ela ri, o polegar dela ainda por cima do meu lábio.

-Esses lábios... As coisas que eu podia fazer com eles -diz ela lenta e sensualmente, sinto o queimar no meu estômago e os meus braços fracos -Quer que eu pare? -Lauren olha nos meus olhos, as pupilas estão dilatadas tanto que há apenas um ligeiro anel verde a volta do círculo preto. Antes que a minha mente volte a funcionar balanço a minha cabeça negativamente e pressiono o meu corpo contra o dela sob a água.

-Nós não podemos ser apenas amigas, sabe disso não sabe? -os lábios dela tocam no meu queixo me fazendo tremer, ela continua uma linha de beijos ao longo dele e eu aceno com a cabeça em afirmativo, sei que ela está certa mas não tenho ideia do que é isso que nós somos, mas sei que nunca seria capaz de ser só sua amiga. Quando os lábios de Lauren tocam no local logo abaixo da minha orelha eu gemo e ela faz isso outra vez mas dessa vez chupando a pele.

-Oh, Lauren -suspiro e aperto mais as pernas, levo as minhas mãos até as costas dela arranhando o local, eu poderia explodir apenas com esses beijos e os seios dela pressionado no meu.

-Eu quero fazer com que gema o meu nome Mila, uma ou outra vez. Por favor, me deixa? -a voz dela é cheia de desespero, não há nenhuma maneira que eu possa dizer não.


Notas Finais


Comentem pra eu saber o que vocês estão achando, isso é de suma importância
qualquer coisa gritem no @takemenormani no twitter


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...