História After -Camren Version - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Drama, Romance, Sexo
Exibições 104
Palavras 1.418
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura!
love u

Capítulo 29 - Eu já te disse que não namoro Karla


Fanfic / Fanfiction After -Camren Version - Capítulo 29 - Eu já te disse que não namoro Karla

-Então, que tipo de comida você gosta? -Lauren pergunta e eu dou uma risada, que pergunta normal para ela me perguntar, realmente não sabemos muito um sobre o outro além do fato de não nos darmos muito bem e somos completamente o oposto, boto o meu cabelo emaranhado quase seco num coque não sem antes tirar uma foto ouvindo Lauren soltar uma risadinha em seguida, e penso por um segundo sobre o que quero comer.

-Bem, eu gosto de tudo, menos coisas que envolvem ketchup -digo e ela ri.

-Não gosta de ketchup? Os americanos não deveriam todos amar ketchup? -ela brinca comigo.

-Não sei mas eu acho nojento -rio e olho pra ela, a mão da Lauren ainda está na minha coxa e espero que ela nunca a tire.

-Então, vamos ter um jantar simples? -concordo com a a cabeça e ela vai ligar a música mas para e coloca outra vez a mão dela em mim.

-Então, o que é que você vai fazer depois da faculdade? -Lauren pergunta, ela já me perguntou isso antes no seu quarto.

-Vou imediatamente para Seattle e espero trabalhar numa editora ou ser escritora. Eu sei que é idiota -digo de repente envergonhada pelas minhas ambições -Você já tinha me perguntado isso, lembra?

-Não, não lembro. Conheço alguém que conhece o CEO da Vance Publishing House, é um pouco longe mas talvez possa fazer um estágio lá, eu posso falar com ele.

-O que? Você faria isso? -estou surpresa mesmo que ela tenha sido boa comigo nas últimas horas, isto é muito para além do que esperava.

-Sim, não é nada de especial -ela parece um pouco envergonhada, tenho certeza que não está acostumada a fazer coisas agradáveis.

-Uau, obrigada. É sério, preciso arranjar um trabalho ou estágio de qualquer maneira e isso seria literalmente um sonho se tornando realidade -digo e bato palmas, Lauren ri e balança a cabeça.

-De nada -ela entra num pequeno parque de estacionamento com um velho prédio de tijolos no centro do mesmo -A comida aqui é incrível -diz e sai do carro, ela caminha até o porta malas e abre agarrando outra blusa preta lisa, deve ter uma fonte infinita. Estava gostando de ela somente de sutiã, tanto que me esqueci que ela acabaria vestindo outra novamente.

Quando entramos, sentamos e o lugar parece deserto, uma senhora caminha para a mesa e nos entrega os cardápios. A Lauren acaba por pedir hambúrguer e batatas fritas e eu faço o mesmo.

-É bom não é? -ela pergunta enquanto dou a minha primeira mordida, concordo com a cabeça e limpo a boca. A comida é deliciosa e ambos limpamos os nossos pratos.

A viagem de volta para o dormitório é descontraída e falo sobre como é crescer em Richland, ela diz que nunca ouviu falar dessa cidade e não perde nada com isso, a cidade é pequena e todos fazem as mesmas coisas e ninguém sai, exceto eu que nunca mais vou voltar para lá. Lauren não me oferece muitas informações sobre si mesma mas tenho esperança que ela faça em breve, ela parece muito curiosa sobre a minha vida de criança e franze a testa quando lhe conto sobre os problemas do meu pai com o álcool. Eu tinha mencionado antes enquanto discutíamos mas desta vez entrei com mais detalhes, os dedos longos dela fazem círculos na minha perna enquanto dirige e estou decepcionada ao ver o sinal WSU enquanto nos dirigimos para o campus.

-Se divertiu? -pergunto, me sinto muito mais próxima dela agora do que há algumas horas atrás, sei que ela pode ser boa se tentar.

-Sim, me diverti mesmo -ela parece surpresa -Gostaria de te levar ao quarto mas não gostaria de lidar com as vinte perguntas da Vero -ela sorri e vira o corpo para mim.

-Não faz mal, te vejo amanhã -digo, não tenho certeza se deveria me inclinar para lhe dar um beijo de despedida ou não, estou aliviada quando os dedos dela puxam algumas mechas soltas do meu cabelo e coloca atrás da minha orelha, inclino o meu rosto na palma da mão e ela se inclina sobre o divisor e toca os lábios dela nos meus. Lauren começa com um beijo simples beijo e gentil mas sinto que isso aquece todo o meu corpo e preciso de mais, ela agarra o meu braço e puxa-o para que eu possa sentar no seu colo, sinto que o assento se inclina um pouco para trás nos dando mais espaço enquanto levanto a blusa dela um pouco e deslizo as minhas mãos por baixo, a barriga dela está dura e a pele é quente.

A língua dela massageia a minha e ela envolve os seus braços a minha volta com força, a sensação é quase dolorosa mas é uma dor que posso de bom grado suportar por estar tão perto dela. Lauren geme na minha boca quando coloco as minhas mãos mais para cima nos seus seios, eu massageio suavemente me lembrando de como ela fez com os meus, amo poder conseguir faze-la gemer também e que eu tenha esse efeito sobre ela. Somos interrompidas pelo toque do meu telefone.

-Outro alarme? -ela brinca comigo e eu rio.

-Não, é... O Austin -digo enquanto agarro o telefone e olho para a tela, a expressão da Lauren muda, carrego no botão de desligar e atiro o telefone para o assento do passageiro, não vou pensar no Austin agora, empurro para o canto de trás da minha cabeça e fecho a porta, me inclino para trás afim de continuar a beijar a Lauren mas ela desvia.

-Acho melhor você ir -o tom de voz dela envia arrepios através de mim e quando eu olho pra ela o seu olhar é distante e imediatamente o fogo substitui o fogo no meu corpo.

-Lauren, eu o ignorei. Vou conversar com ele sobre tudo isso, só não sei como ou quando mas será em breve, prometo -digo, eu sabia que num lugar bem no fundo da minha mente eu teria que acabar com o Austin no momento que beijei a Lauren pela primeira vez, não posso namorar com ele se já o traí, haveria sempre uma nuvem escura de culpa a pairar sobre a minha cabeça e eu não quero isso. O que sinto pela Lauren é outra razão pela qual não posso mais ficar com o Austin, eu amo o Austin mas se realmente o amasse do jeito que ele merece ser amado não teria sentimentos pela Lauren. Eu não quero magoar o Austin mas não há como voltar atrás agora.

-Falar com ele sobre o que? -ela cospe.

-Tudo isso -indico com as mãos a nossa volta -Nós -explico melhor.

-Nós? Não está me dizendo que vai terminar com ele por mim, não é?

O que? A minha cabeça começa a girar, sei que deveria ter saído do colo dela mas estou congelada.

-Você não me quer? -a minha voz sai como um sussurro.

-Não, por que haveria de querer? Quer dizer, se quiser terminar com ele tudo bem mas não faça por mim.

-Eu só... Eu pensei -começo a atrapalhar minhas palavras.

-Eu já te disse que não namoro Karla -ela diz, a única coisa que fez eu ser capaz de sair do colo dela é o fato de que me recuso a deixa-la me ver chorando, mais uma vez.

-Você é nojenta -cuspo e pego minhas coisas, parece que ela quer dizer alguma coisa mas não diz -Fica longe de mim a partir de agora, estou falando sério -digo e ela fecha os olhos.

Ando o mais rápido que posso para o meu quarto, consegui seguras as minhas lágrimas até entrar e fechar a porta, fico aliviada pelo quarto estar vazio enquanto deslizo pela porta e rompo em soluços. Como é que eu pude ser tão idiota? Eu sabia como ela era quando concordei em ficar sozinha com ela, quer dizer, eu praticamente saltei para a oportunidade de ficar sozinha com Lauren e só porque ela foi boa pra mim hoje pensei o que? Que ela seria minha namorada? Rio através dos meus soluços do quão estúpida e ingenua sou, realmente não posso mesmo ficar com raiva dela, ela já tinha me dito que não namora mas pensei que como hoje tivemos um tempo tão bom juntas ela iria ignorar os comentários dela e além disso ela foi realmente agradável e simpática mas foi tudo uma encenação apenas para que ela pudesse entrar na minha calcinha e eu deixei.


Notas Finais


Lauren babaca ataca novamente!!!!! vamos orar pra esse estrupício aprender como trata nosso anjinho

até a próxima lindaxxxxxx

GENTE TEM ALGUMA LEITORA DO RJ????? SE SIM FALE AQUI SZ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...