História After -Camren Version - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Drama, Romance, Sexo
Exibições 111
Palavras 1.434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


olá
tudo bem?
novidades?
amo você

Capítulo 31 - Você nunca esteve melhor


-Ela não é assim tão ruim, acho -o Austin diz e eu rio nervosamente -O que foi? -ele levanta a sobrancelha pra mim.

-Nada, estou apenas surpreendida por ter dito isso -digo e deito no peito dele, a eletricidade que encheu o quarto há momentos atrás se dissipou.

-Eu não estou dizendo que sairia com ela mas ela foi amigável o suficiente.

-A Lauren não é nem perto de amigável -digo e ele ri envolvendo o braço a minha volta, se ele soubesse das coisas que aconteceram entre mim e a Lauren, a maneira como nos beijamos, do jeito que eu gemia o nome dela enquanto ela... Oh meu Deus Camila para. Inclino a cabeça para cima e beijo o queixo do Austin o fazendo sorrir. Quero que o Austin me faça sentir como a Lauren faz, sento e me viro para encara-lo, coloco o seu rosto entre as minhas mãos e pressiono os meus lábios contra os dele, sua boca se abre e me beija, os lábios do Austin são suaves assim como o seu beijo mas eu preciso do fogo e da paixão, envolvo as mãos em volta do seu pescoço e subo para o seu colo.

-Wow, Mila o que é que você está fazendo? -ele pergunta e tenta me empurrar delicadamente.

-O que? Nada, eu só... Eu quero curtir acho eu -digo e olho para baixo, normalmente não fico constrangida com o Austin mas não costumamos falar sobre isso.

-Okay -ele diz e o beijo novamente, sinto o calor dele mas não o fogo. Começo a balançar meu bumbum esperando acender o fogo, as mãos dele vão até minha cintura mas ele me empurra parando meus movimentos, eu sei que nós concordamos em esperar até o casamento mas estou apenas o beijando. Pego nas mãos dele e as afasto voltando a balançar contra ele, não importa quantas vezes eu tento beija-lo com mais vontade a boca fica macia e tímida, posso senti-lo ficar duro mas ele age como se não estivesse. Sei que estou fazendo isso pelas razões erradas mas não me importo agora, só preciso saber se o Austin consegue fazer o mesmo que a Lauren me faz. Não é a Lauren que eu quero sentir agora, é o sentimento não é? Paro de o beijar e saio do colo dele.

-Foi bom Mila -o Austin sorri e eu dou um sorriso de volta. Foi "bom", ele é muito cuidadoso, muito cuidadoso mas eu o amo. Pressiono o play no filme e em poucos minutos começo a adormecer.

-Acho melhor eu ir -diz a Lauren com seus olhos verdes fixados em mim.

-Ir para onde? -não quero que ela vá.

-Vou ficar num hotel por perto, vou voltar amanhã de manhã -diz e o seu rosto desaparece surgindo o Austin, sacudo a cabeça e limpo os olhos, é o Austin nunca foi a Lauren -Você está mesmo com muito sono e eu não posso passar a noite aqui -ele sorri e passa a mão pela minha bochecha. Eu quero que ele fique mas estou com medo do que vou ver ou dizer no meu estado sonolento, sei que o Austin pensaria que não é decente ficar no mesmo quarto que eu. Lauren e Austin são totalmente o oposto, em todos os sentidos.

-Ok, obrigada mais uma vez por ter vindo -murmuro e ele me beija de leve no rosto antes de deslizar por debaixo de mim.

-Te amo -ele diz e eu aceno com a cabeça enterrando a minha cabeça no travesseiro.

Na manhã seguinte acordo com o Austin me ligando, ele diz que está a caminho então rolo para fora da cama e corro até os chuveiros, eu tinha planejado tomar um banho rápido mas a água é tão boa contra os meus músculos tensos. O que é que eu e o Austin devemos fazer hoje? Não há muito o que fazer por aqui, a menos ir a cidade ou talvez devesse mandar uma mensagem para a Ally e perguntar o que há para fazer por aqui além de ir a festas, ela parece ser minha única amiga que saberia. Decido usar a minha saia vincada cinza e uma camisa azul clara, ignoro a voz da Lauren na parte de trás da minha cabeça me dizendo que a saia é feia. Quando volto ainda com a toalha no meu cabelo o Austin está a minha espera no corredor ao lado da porta do meu quarto.

-Você está linda -ele sorri e coloca a mão sobre a minha enquanto abro a porta.

-Só preciso arrumar o cabelo e colocar um pouco de maquiagem -digo e pego a bolsa de maquiagem da Vero, estou feliz por ela não ter levado. Preciso comprar alguma coisa agora que sei que gosto como eu fico quando uso.

Austin senta pacientemente na minha cama enquanto seco o meu longo cabelo e enrolo as pontas, paro e dou um beijo na bochecha dele antes de passar a maquiagem.

-O que quer fazer hoje? -termino de passar o rímel e afofo o cabelo.

-A universidade realmente combina contigo, você nunca esteve melhor -Austin me elogia -Não sei, talvez possamos ir a um parque ou algo assim e depois jantar? -ele diz e olho para o relógio. Como é que já é uma da tarde? Mando uma mensagem para a Vero dizendo que vou estar fora a maior parte do dia e ela responde dizendo que não deve voltar até amanhã, eu já percebi que ela basicamente vive na casa de fraternidade da Lauren nos fins de semana.

Conduzimos um pouco até achar o parque.

-Quando é que você vai começar a procurar um carro? -ele pergunta enquanto estaciona. O parque que encontramos é pequeno e tranquilo.

-Na verdade acho que vou começar essa semana, também vou me candidatar a alguns empregos -não menciono o estágio em Vance Publishing que a Lauren me disse.

-Isso são ótimas notícias, me avisa se precisar de alguma coisa -ele oferece e eu aceno com a cabeça. Andamos em torno do parque e nos sentamos numa mesa de piquenique, Austin fala a maior parte do tempo e eu aceno com a cabeça enquanto o faz. Me encontro ofuscando dentro e fora da conversa mas ele não parece notar, acabamos andando um pouco mais e chegamos a um pequeno riacho, rio da ironia e Austin me olha com curiosidade.

-Quer nadar? -não sei por que é que eu disse isso.

-Lá dentro? De jeito nenhum -ele ri e eu mentalmente me bato, tenho que parar de o comparar com a Lauren.

-Eu estou brincando -minto e o arrasto ao longo da trilha.

São sete horas, antes de sair do parque decidimos pedir uma pizza enquanto voltamos para o meu quarto para assistir um filme. Estou morrendo de fome então quando a pizza chega eu como metade dela. Em minha defesa eu não comi o dia todo. No meio do filme o meu celular toca e o Austin pega para me entregar.

-Quem é Ally? -pergunta ele.

-É uma amiga da escola -digo e atendo. Por que é que a Ally está me ligando tão tarde? Ela nunca me telefonou para outra coisa senão para comparar as notas da faculdade.

-Mila? -ela diz em voz alta.

-Sim, está tudo bem?

-Uhum, bem, na verdade não. Sei que o Austin está aí mas -ela hesita.

-O que é que está acontecendo Allyson? -o meu coração começa a correr -Você está bem?

-Sim, não sou eu. É a Lauren -ela diz e meu coração cai.

-L-Lauren? -gaguejo. Eu estou em panico por dentro.

-Sim, se eu te der o endereço você pode vir aqui por favor? -ela diz e eu ouço algo quebrando por trás da voz dela. Pulo para fora da minha cama e já tenho os meus sapatos calçados antes que a minha mente perceba isso.

-Ally, a Lauren está tentando te machucar? -não conseguia entender o que mais poderia estar acontecendo.

-Não não -ela diz.

-Me manda uma mensagem com o endereço -digo e ouço outra coisa quebrando.

-Austin preciso do seu carro -digo e ele vira a cabeça para o lado.

-O que é que está acontecendo?

-Não sei, é a Lauren. Me dê as chaves -exijo e ele enfia a mão no bolso.

-Eu vou contigo -me diz e se move para ficar de pé, eu pego as chaves da sua mão e balanço a cabeça negativamente.

-Não, você... Eu tenho que ir sozinha -digo e ele parece ficar magoado, eu sei que é errado deixa-lo aqui mas a única coisa em que consigo pensar é em chegar na Lauren.


Notas Finais


BOM

LÁ VEM BOMBA AÍ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...