História After -Camren Version - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Drama, Romance, Sexo
Exibições 140
Palavras 1.358
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello

voltei na madrugada pq aqui tá MUITO calor e eu não consigo dormir ou sequer sobreviver

então tive que arrumar alguma coisa de útil pra fazer e TCHARAM aqui estou eu

Capítulo 33 - Termine a frase ou eu vou embora


Fanfic / Fanfiction After -Camren Version - Capítulo 33 - Termine a frase ou eu vou embora

Assim que chegamos perto da mesa a Lauren soltou meus pulsos e puxou uma cadeira pra eu sentar, senti meu pulso queimar em seguida com o seu toque, ela logo puxou uma cadeira pra se sentar diretamente na minha frente com sua cadeira tão perto que seus joelhos quase tocavam os meus.

-Você quer falar sobre o que Lauren? -eu perguntei do jeito mais rigoroso que pude.

A respiração dela ficou mais pesada e ela se impulsionou para sentar na mesa, eu observei seus dedos correrem contra seu cabelo em completo sinal de nervosismo até ela olhar diretamente em meus olhos.

-Me desculpa -ela disse e eu desviei meu olhar do dela colocando os meus olhos fixos na árvore que tinha no lado de fora da casa -Você me ouviu?

-É, eu ouvi -ela é mais louca do que eu pensava se acha que apenas um "desculpa" iria me fazer esquecer de todas as coisas terríveis que ela continua fazendo pra mim.

-Droga, é tão difícil lidar com você! -ela diz e volta a se sentar com a garrafa de bebida que eu havia jogado no quintal. Como ela conseguia beber tanto?

-Eu sou difícil? Você deve estar brincando! O que você esperava que eu fizesse Michelle? Você é cruel comigo! -eu disse exasperada e mordendo meu lábio inferior. Eu não podia chorar na frente dela, Austin nunca me fez chorar, nós já tivemos algumas brigas durante os anos mas nenhuma que me deixasse chateada a ponto de me fazer chorar.

-Eu não tenho a intenção de ser assim com você -a voz dela é calma.

-Sim, você tem e sabe disso. Você faz de propósito, eu nunca fui tratada tão mal assim em toda a minha vida por ninguém -eu mordo meus lábios forte sentindo um nó na minha garganta, se eu chorar, ela ganha e Lauren quer isso.

-Então por que você se mantém perto de mim?

-Eu-eu não sei mas eu posso garantir que depois de hoje a noite eu não vou continuar por perto, posso parar o curso de Literatura e retomar no próximo semestre -eu disse, não tinha planejado fazer isso mas é o que eu devo fazer.

-Não, por favor não faça isso.

-Por que você se importaria? Você não gostaria de ser forçada a ficar perto de uma garota patética como eu, certo? -meu sangue ferve, se eu soubesse como machucar ela do mesmo jeito que faz comigo, eu faria.

-Eu não tinha intenção, eu que sou patética -meu queixo caiu.

-Não vou argumentar quanto a isso -eu disse e ela bebeu um pouco mais, eu tentei pegar a garrafa mas ela não deixou -Então você é a única que pode ficar bêbada? -eu disse e um pequeno sorriso surge em seu rosto, a luz de fora liga fazendo o piercing em sua sobrancelha brilhar e ela me dá a garrafa.

-Eu pensei que você ia jogar a garrafa de novo -ela disse assim que coloquei a garrafa em minha boca, o licor é quente e parece esquentar meus lábios.

-Você bebe constantemente? -eu pergunto pra ela, preciso voltar a ficar brava antes que ela responda.

-Antes de hoje a noite faziam seis meses que eu não bebia -os olhos dela caíram para o chão como se estivesse decepcionada.

-Bom, você não deveria beber, te faz uma pessoa mais malvada do que o normal.

-Você acha que eu sou uma má pessoa? -o tom de voz dela é sério, e por que ela está bêbada ou ela se acha mesmo uma boa pessoa?

-Sim -eu suspirei.

-Eu não sou, bom, talvez eu seja. Eu quero que você -ela parou.

-Você me quer para? -eu preciso saber o que ela vai falar eu devolvi a garrafa para ela que colocou em cima da mesa.

-Nada -ela me disse e eu sei que está mentindo.

Por que eu estou aqui mesmo? Austin está me esperando em meu quarto e eu estou aqui desperdiçando meu tempo com a Lauren.

-Eu preciso ir -eu disse e me levantei.

-Não vá -parei ao ouvir o tem de voz dela, me virei e quando percebi a Lauren a centímetros de distância de mim.

-Por que não? Você tem mais insultos para jogar na minha cara Lauren? -eu grito e me distancio dela, ela segura no meu braço e me puxa para perto de novo.

-Não vire de costas pra mim -ela grita ainda mais forte que eu.

-Eu deveria ter virado as costas pra você há muito tempo, eu nem sei por que ainda estou aqui, eu vim pra cá porque a Ally me ligou! Eu deixei meu namorado que como você diz é o único que consegue se manter perto de mim para vir aqui por você, você está certa Lauren, sou mesmo muito patética por ter vindo aqui, sou patética por tentar -fui cortada pelos seus lábios pressionados no meu.

Tentei a empurrar mas ela nem se mexeu, cada pedaço de mim quer beijar ela de voltar mas eu me controlei, senti sua língua tentar encontrar a minha mas sem conseguir, ela me abraçou nos deixando ainda mais juntas, tentei me soltar e acabar com o beijo mas não consegui porque ela é muito mais forte que eu.

-Me beija Mila -ela disse com os lábios pressionados no meu, eu neguei com a cabeça e ela bufou frustrada -Por favor só me beije, eu preciso de você -essa garota bêbada e malvada acabou de dizer que me quer e de um jeito estranho eu gostei. O que há de errado comigo? Lauren é como uma droga pra mim, cada vez eu me vicio mais e mais nela, ela consome minha alma e invade meus sonhos.

Seus lábios estavam nos meus novamente e dessa vez não resisti, eu não consigo, sei que essa não é a resposta para os meus problemas e que me afunda ainda mais mas isso não importa agora. Tudo que me importa agora são suas palavras "Eu preciso de você" que insistem em ecoar pela minha mente. Lauren coloca a mão em minha bochecha enquanto sua língua explora minha boca, ela dá um sorriso satisfeito até que ouvimos um barulho e nos separamos, paramos o beijo mas seus braços continuam segurando minha cintura e eu rezo para que não seja a Ally, e realmente não é.

-Lauren eu preciso mesmo ir, nós não podemos continuar fazendo isso, não é bom para nenhum de nós -disse para ela e olhei para baixo em seguida.

-Sim, nós podemos -ela falou me forçando a olhar em seus olhos verdes que no momento estão bem escuros devido a falta de iluminação.

-Não, não podemos. Você me odeia e eu não vou ficar no seu pé, você me deixa confusa Lauren, um minuto diz que não pode ficar longe de mim e em outro me humilha depois de nosso momento mais íntimo -ela abre sua boca para me interromper e eu a tapei para continuar falando -Então no próximo minuto você me beija de novo e diz que precisa de mim, eu não gosto de quem eu sou quando estou com você e eu odeio o jeito que me sinto depois que você diz terríveis palavras pra mim.

-Quem é você quando está comigo?

-Alguém que eu não gosto de ser, uma pessoa que trai o namorado e chora constantemente.

-Você sabe quem eu penso que você é quando está comigo? -ela me pergunta franzindo a testa.

-Quem?

-Você mesma, eu acho que você é a verdadeira você, você sempre se importa com o que as pessoas pensam de você e esquece de ser você mesma -ela parece tão honesta e tendo certeza de suas palavras que eu parei para realmente pensar no que ela disse -E eu sei o que eu fiz você ser depois que nos conhecemos -ela me observa e depois continua -Desculpa! É verdade, eu te juro, eu sei que você pensa que sou uma pessoa má mas você me faz -por que ela sempre para?

-Termine a frase ou eu vou embora -eu digo.

-Você, você me faz querer ser boa pra você, eu quero ser boa por causa de você Camz.


Notas Finais


boa madrugadazinha sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...