História After -Camren Version - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Drama, Romance, Sexo
Exibições 188
Palavras 531
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura!

Capítulo 5 - Você não vai usar isso, vai?


Felizmente a Lauren sai então a Vero e eu podemos falar sobre a festa, eu preciso de mais detalhes.

-Onde é a festa? É aqui perto? -pergunto enquanto aninho os meus livros na estante por ordem alfabética que já se tornou um hábito.

-É tecnicamente uma festa da fraternidade, na maior casa daqui e é certo que é fora do campus por isso a Dinah vem nos buscar de carro -ela diz e eu fico agradecida de não ser a Lauren embora saiba que ela vai estar na festa e de alguma forma andar com ela parece insuportável , por que ela é tão estúpida? Se há qualquer coisa que ela deveria estar satisfeita é de eu não a julgar pela forma como ela destruiu o corpo com furos e tatuagens, talvez esteja julgando um pouco mas não cara a cara pelo menos. É justo que fui criada num lar onde tatuagens e piercings não são permitidos, sempre tive de ter o cabelo penteado, as sobrancelhas feitas e as roupas limpas e passadas.

-Me ouviu? -a Vero diz e ri.

-Desculpa, o que? -eu não tinha percebido que a minha mente vageou. 

  -Eu disse, vamos nos arrumar e pode me ajudar a escolher a roupa -diz ela, os vestidos que ela escolhe são tão impróprias que eu continuo á procura de uma câmera escondida e que alguém salte para me dizer que é uma piada, me encolho em cada um e ela ri. O vestido é de um material de sucata, ela escolhe o vestido preto foi do que parece ser renda e mostra o sutiã vermelho pelo menos a parte de baixo é opaca mas tenho a sensação de quela iria usa-lo mesmo se não fosse, o vestido nem atinge o topo da coxa e os saltos do sapato tem pelo menos quatro centímetros. O cabelo castanho é puxado em um coque selvagem  e cachos escapam por todo o lado e ela está com mais lápis no olho do que nunca.

-As suas tatuagens doeram? -eu pergunto enquanto tiro o meu vestido marrom.

-A primeira dói, mas não é tão mau quanto você pensa. É quase como uma abelha te picando mais e mais -ela encolhe os ombros.

-Isso parece terrível -eu digo e ela ri. Ela provavelmente me acha tão estranha quanto eu a ela.

-Você não vai usar isso, vai? -ela boceja para o meu vestido, minha mão desliza sobre o tecido, este é o meu vestido mais bonito e eu não trouxe muitas roupas comigo.

-O que há de errado com o meu vestido? -eu tento esconder o quão ofendida estou. O material marrom é macio mas resistente, o mesmo material de que os ternos são feitos, o colar vai até o pescoço e as mangas são três quartos e chegam um pouco menos dos meus cotovelos.

-Nada, é que é tão, comprido? -diz ela.

Ele está um pouco abaixo do meu joelho -eu defendo o meu vestido favorito.

-É bonito, eu só acho que é um pouco pesado demais para uma festa, posso te emprestar alguma coisa minha? -ela oferece e eu rio.

-Não, obrigado, eu estou bem usando este -eu digo enquanto encaracolo o cabelo.


Notas Finais


Até logo amores


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...