História After Harmony - Capítulo 16


Escrita por: ~

Exibições 642
Palavras 5.183
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa tarde, bonitos!
Boa leitura ♥

Capítulo 16 - Fazenda da Normani - Dia 4: She wants Lauren Bah Felicia lol


Fanfic / Fanfiction After Harmony - Capítulo 16 - Fazenda da Normani - Dia 4: She wants Lauren Bah Felicia lol

 

Segunda-feira, 30 de julho de 2029 - 07:00

Lauren acordou mais cedo naquela segunda. Apesar de ter dormido tarde, o sono se perdeu depois de ter escutado o cantar do galo logo cedo. Ela ficou um tempo ali, aconchegada e aninhada em Camila, sentido o perfume que emanava de sua pele e de seus cabelos negros e lisos.

Depois de depositar um breve beijo nos lábios latinos, Lauren se levantou e foi até o banheiro para fazer sua higiene matinal. Ao sair, vestiu um shorts jeans de cintura alta, uma regata preta justa, all star branco, colocou óculos escuros e pegou uma pequena bolsa, pendurando no ombro. Foi até sua mala e pegou a câmera polaroid que trouxera para registrar a beleza natural da fazenda. Mas antes de ir, ela tirou foto de Camila dormindo, parecendo um bebê, toda aninhada no edredom, os cabelos longos esparramados pelas costas nuas e a franja caída no rosto. Depois, tirou uma foto dela mesma beijando a testa de Camila, num ângulo perfeitamente enquadrado, depois, procurou uma caneta na gaveta do criado-mudo ao lado da cama e escreveu algo no verso da foto. Lauren deixou a foto das duas em cima da cama, para que Camila pudesse ver logo que acordasse e então saiu do quarto, vendo como a enorme casa de Normani estava silenciosa devido ao sono que todos estavam.

O dia estava amanhecendo e Lauren estava feliz com os raios solares matinais que já estavam dando o ar da graça. Colocou o óculos no rosto e foi caminhar, clicando e guardando na bolsa cada mínimo detalhe impresso pelo polaroid que lhe chamava atenção, desde as mais pequenas flores até os adoráveis esquilos.

A alguns metros dali, Camila começava a se espreguiçar e gemer pela cama, acordando da bela noite de sono que teve. Ela esticou o braço tateando a mão pelo lado de Lauren mas não a encontrou, sentindo apenas um papel. Camila pegou o papel e notou que era uma foto de Lauren lhe beijando a testa de forma terna e carinhosa. Ela não pôde deixar de sorrir e levou a foto à boca, depositando um breve beijo. Automaticamente, ela virou a foto e notou que havia um recado com a grafia cursiva que ela conhecia muito bem:

 

“Fui tirar algumas fotos da natureza, mas antes tirei fotos da minha pessoa preferida no mundo inteiro. Eu volto logo para que você não possa sentir minha falta. Tome conta do meu coração, ele ficou com você ♥ L.”

 

Camila sorriu e se deitou de conchinha, encolhida, ainda observando a foto das duas. Em sua cabeça, o fato dela e de Lauren estarem se acertando aos poucos lhe deixava feliz.

A latina se levantou, tomou um belo banho fresco e optou por usar um vestido branco, folgado pois aquela segunda-feira parecia que iria fazer bastante calor. Ela saiu de seu quarto e desceu as escadas, indo parar na cozinha, onde Ally, Julian, Dinah e Normani estavam tomando café da manhã.

— Bom dia, Walz. — Dinah piscou para a amiga.

— Bom dia, Chancho! — Camila chegou por trás de Dinah e lhe abraçou, deixando um beijo em sua bochecha. — Bom dia, pequeno! — Camila beijou Julian, que sorriu largamente que seus olhinhos fecharam. — Bom dia, Ally! — ela beijou o topo da cabeça de Ally. — Bom dia, Mani! — beijou o rosto de Normani para em seguida se sentar. — Mas que belo dia, vocês não acham?

— Pra quem transa a noite inteira, o dia seguinte é sempre um bom dia! — Dinah soou irônica.

Camila reprimiu um sorriso e se serviu de suco de abacaxi com hortelã.

— Vocês estão juntas, de fato? — Ally perguntou depois de morder um pedaço de torrada.

— Então… estamos só curtindo, sem pressão, nem compromisso. Na verdade, não chegamos a conversar sobre nós duas, só estamos indo. — Camila concluiu.

— Ah sim… — Ally assentiu. — Troy e eu ficamos nessa fase por uns dois meses antes de voltarmos a namorar em... 2019? — Ally fez careta ao olhar para o teto, tentando se recordar da data. — É, acho que foi 2019 sim… é uma fase gostosa, boa…

— Falar nisso, cadê ela? — Normani perguntou.

— Ela saiu por aí para fotografar, acordei com um bilhetinho dela dizendo que já volta.

— Se deixar, ela passa o dia todo tirando foto dos matos e capins por aí. — Dinah ironizou.

Camila riu, concordando.

— Eu espero que vocês se acertem e quem sabe, se casem. — Normani disse sincera.

— Eu também! E sou a madrinha, espero que não tenha se esquecido! — Dinah falou.

— E eu?? Quero ser madrinha também! — Ally disse.

— Ah, eu também quero! — Normani falou.

— Não briguem, meninas! Todas vocês serão nossas madrinhas. — Camila piscou e sorriu animada com a ideia.

 

///

 

Algumas horas depois do almoço, Ally sugeriu de todos assistirem filmes. Todas se encaminharam para a enorme sala que parecia mais um cinema particular. Normani logou sua conta do Netflix e todas escolheram assistir um filme de romance, um de comédia, um de suspense e um de animação. Havia pipocas, batatas, doritos e refrigerantes para consumirem durante os filmes. Normani abaixou a temperatura do ar-condicionado, deixando o ambiente bem frio e logo compartilhou de sua coberta com Dinah no enorme sofá. Ally e Julian também compartilhavam uma coberta no sofá e Camila e Lauren estavam encostadas no sofá, sentadas no chão acolchoado dividindo uma coberta também.

O filme que abriu a sessão foi “Ghost - Do outro lado da vida” e Ally já deixou a avisado que iria chorar bastante pois ficava sentimental com esse filme. Depois de Ghost, escolheram assistir “Se beber não case”. Depois, deram play em “Cisne Negro”.

Enquanto o filme passava na enorme televisão, Lauren se aconchegou ainda mais no colo de Camila, que estava por trás, lhe envolvendo num abraço e dando-lhe beijos e mordidas pelo pescoço.

— Não sabe quanto tempo esperei pra ficar assim com você novamente… — Camila sussurrou no ouvido de Lauren.

Lauren sorriu e virou um pouco do seu corpo, depositando um selinho demorado nos lábios latino.

— Eu também, Camz!

Elas sorriram uma para a outra e começaram a se beijar.

— Normani, dá pause! — Dinah falou alto. — O casalzinho ali está me atrapalhando a prestar atenção no filme. — provocou.

Camila sorriu e Lauren revirou os olhos.

— Enjoada! — Lauren bufou.

— Sou mesmo! — Dinah rebateu.

Lauren lhe mostrou a língua e Dinah fez o mesmo.

Na medida que o filme passava, Camila seguia fazendo carícias em Lauren, que estava encostada nela, alisando a barriga e apertando os seios por baixo da roupa e do cobertor, que estava até seu pescoço, até que Lauren notou que as carícias começaram a ter uma segunda intenção quando sentiu as mãos de Camila acariciarem sua virilha e seu centro por cima do shorts. A latina colocou sua mão dentro da calcinha da outra, sentindo que Lauren já estava um pouco molhada devido aos estímulos anteriores e sorriu ao alisar o clitóris de sua mulher.

— Tenta não fazer nenhum barulho, tá? — Camila sussurrou e viu Lauren concordar com a cabeça.

Camila, com o dedo médio, fazia círculos lentos no clitóris de Lauren que já se encontrava pulsando e bem molhado. Lauren tentava reprimir os gemidos que insistiam em sair de sua garganta e a controlar seu corpo mas estava ficando quase impossível.

— Fica quieta, amor… — Camila provocou ao dar uma mordidinha no lóbulo da orelha e em seguida lamber o pescoço de Lauren, chupando o local com certa pressão, a fim de deixar marcas. — Juro que se não fosse o Julian, eu te chupava bem aqui mesmo, na frente delas… — Camila insistia nas provocações, fazendo Lauren respirar fundo e tentar se controlar. — Tá toda molhadinha, do jeitinho que eu gosto… — Camila enfiou dois dedos na boceta de Lauren que teve que colocar a mão na boca para reprimir um gemido. A latina fazia movimentos de vai e vem bem lentos, sentido o interior de Lauren lhe apertar os dedos. — Gostosa! — Camila sussurrou com sua voz rouca. — Muito gostosa...—  ela dizia enquanto intensificava os movimentos de vai e vem. — Toda minha… — ela lambia e dava beijos molhados pelo pescoço pálido.

Lauren sentia um frio em sua barriga, o coração estava acelerado a respiração desregulada mas estava se controlando para não chamar a atenção das outras. Camila continuava a estimular e a sussurrar em seu ouvido. Lauren apertava as coxas de Camila, que estava em cada lado seu, mostrando com sua força o tanto de prazer que estava sentindo. A respiração da morena dos olhos verdes estava pesada, tanto que as outras já tinham percebido que as duas estavam fazendo alguma coisinha, mas resolveram ignorar e deixá-las em paz, focando somente no filme.

A latina esfregava seus dedos no clitóris de sua amada e Lauren, que já estava quase lá,  cravou suas unhas nas coxas torneadas de Camila, mordendo o lábio inferior mas um grunhido escapou de sua garganta, ela fechou os olhos com força, se sentindo derreter nos dedos alheios enquanto sentia os lábios molhados de Camila lhe chuparem o pescoço.

— Deliciosa… — Camila sussurrou e em seguida, deu beijos no rosto de Lauren. — Mais tarde eu quero mais… — ela disse e Lauren concordou com a cabeça.

 

///

 

O filme havia terminado de acabar, e disso elas deram uma pausa para irem ao banheiro e pegar mais coisas para comer. Lauren e Ally saíram, Normani tirava algumas fotos de Caminah. Uma foto em que Camila pegava na bunda de Dinah saiu tão boa que a loira resolveu postar no Twitter com a legenda “Camila me quer demais e quer saber? Nem posso culpá-la, sou gostosa demais!” e marcou a amiga. Camila, que estava ao seu lado vendo a postagem, riu do comentário. Uns segundos depois, Dinah sentiu seu celular vibrar, o desbloqueou para ver o que era e viu uma notificação em sua foto que acabara de postar. Se tratava de Logan Lerman comentando na foto Caminah com uma foto dele sem camiseta e Camila por trás, com as mãos na barriga dele “Mentira!!!!! Camila quer a mim que sou gostoso!”. Dinah fez careta ao ler o comentário e virou o celular para Camila.

— Seu namoradinho tá aqui querendo aparecer…

Camila deu um sorrisinho ao passar o dedo na tela do celular de Dinah, vendo os retweets, curtidas e comentários.

— Tadinho, ele só quer se enturmar!

— Ele está sendo muito dissimulado, mas beleza, já tenho uma resposta na ponta dos dedos pra ele…

Dinah clicou na setinha da resposta e digitou: “Não, na verdade, ela quer a Lauren. Bah Felicia lol” e enviou. Camila arregalou os olhos e disparou a rir.

— Apaga isso!!

— Não, deixa um pouquinho, aí eu apago. — Dinah sorria.

— Dinah! Vai me dar problema isso! Apaga!!!

— Não!!!!

Começou, de repente, uma lutinha entre as duas. Camila tentava pegar o celular da amiga, pulando e escalando em Dinah, que só estava com o braço levantado bem no alto, fora do alcance da latina.

— Dinah!!! Apaga!!!

— O que é que está acontecendo aqui? — Lauren perguntou ao chegar na sala, com duas bacias de doritos e batatas em mãos.

— Amor! Me ajuda!! A Dinah expôs a gente na internet! — Camila dizia com a voz cansada de tanto pular.

— O quê? — Lauren deixou as bacias em cima do sofá e se aproximou.

— Ela fez um Bah Felicia 2.0 com o Logan. — Camila disse, rindo.

— O quê? — Lauren franziu o cenho, confusa.

— Lembra de quando você namorava o Luís? E a Dinah falou que você me queria?

Lauren apertou os olhos, olhando para o nada tentando se lembrar.

— Ahhh, sim!

— Então… ela acabou de fazer a mesma coisa, só que com Logan.

Lauren puxou seu celular do bolso do shorts e entrou no Twitter, indo diretamente no perfil de Dinah, vendo o tweet.

— Apaga essa porra agora!!

Lauren ordenou tão agressivamente e séria que acabou com todos os sorriso que Dinah e Camila estavam dando. A loira deletou o tweet na mesma hora e Camila ficou sem graça. Mas isso não adiantou de nada, já que as tags “She wants Lauren” e “Bah Felicia lol” estavam no topo dos Trending Topics.

— Desculpa, Lauren…

— Sabe muito bem como as pessoas são e fica dando esses vacilos. Já me basta o inferno que foi o “She wants Camila”. — Lauren bufou irritada, se sentando no sofá.

— Amor, não é pra tanto… — Camila disse calma, ao se sentar ao lado de Lauren e colocar uma mão em sua perna. — Tecnicamente, quem tem que ficar brava aqui sou que meus empresários vão ver isso e vão querer me matar mas quem disse que eu ligo? Deixem falar…

— Eu não tenho paciência pra lidar com todo o assédio novamente…

— Mulher, relaxa! — Dinah bufou ao se sentar ao lado de Lauren. — Você ainda se importa com o que dizem sobre você e Camila? Olha, sinceramente...

— Vamos conversar sobre isso mais tarde, pode ser? — Camila disse carinhosamente e deu um selinho em Lauren. — Esquece disso, por favor!? — a latina distribuía beijinhos por todo o rosto sério de Lauren.

— Tudo bem…

— Já acabou com o chilique? Podemos voltar a ver o filme? — Normani perguntou.

— Sim… — Lauren disse.

— Ok.

E Normani deu play em Divertida Mente, um filme de animação para agradar o pequeno Julian.

 

///

 

Horas mais tarde, já eram umas 21 horas da noite. Lauren foi se deitar numa rede da varanda, com o livro Utopia, de Thomas Morus, em mãos e os óculos redondos no rosto. Apesar do clima estar quente naquela noite, ficar ali estava sendo agradável. Ela estava tão centrada no livro que mal percebeu Camila se aproximar.

— Boo! — Camila tentou assustá-la.

— Nossa, que susto. — Lauren disse ironicamente sem tirar os olhos dos livros.

— Aqui, trouxe pra você. — Camila entregou um copo com chá mate gelado. — Sei que gosta de beber enquanto lê… e como está calor, optei por trazer esse cházinho gostoso preparada por mim mesma pra você. — Camila sorria orgulhosa para o copo, que continha cubos pequenos de gelo no chá, uma fatia de limão na borda do copo como enfeite e um canudo cor alaranjado.

Lauren sorriu com o carinho e fechou o livro, colocando no colo. Se sentou na rede e colocou os pés no chão, pegando o chá e bebendo pelo canudo, sentindo o gosto refrescante do limão misturado.

— Está delicioso, Camz! — Lauren sorriu.

— Yey!! — Camila comemorou e se sentou ao lado da outra na rede.

— Realmente está muito bom. — Lauren virou seu rosto e depositou um beijo no ombro direito de Camila.

A latina estava com sua mão direita pousada nas costas de Lauren e seus dedos se enrolavam nos cabelos negros e longos.

— Você ficou chateada com o que Dinah postou?

— Um pouco.

— Mas por que?

— Você ainda pergunta? — Lauren olhou para Camila.

A latina deu de ombros.

— Eu, sinceramente, não vejo problema algum.

— Eu vejo!

— Me fala então.

Lauren respirou fundo.

— Foi esse tipo de coisa que acabou com nós duas. Essa pressão. Essa encheção de saco. A interferência dos outros…Camila, perdemos muitos anos das nossas vidas separadas. Agora que tudo parece se encaminhar pelo que queremos, não quero essas coisas atrapalhando.

— Eu entendo seu lado, eu sei que você não gosta de exposição da sua vida privada mas você tem que entender que a gente vai passar por tudo isso de novo, infelizmente. Eu continuo sendo uma pessoa pública.

— Mas eu não quero tudo isso de novo! Pensar nas merdas do passado faz meu estômago embrulhar! — Lauren fez caretas.

— Você gosta de mim? — Camila perguntou com uma voz baixinha e mansa.

— Mas que pergunta! É claro que gosto! — Lauren olhava fixamente nos olhos de Camila. — Na verdade, eu amo você, pra caralho!

Camila abaixou a cabeça.

— Você é a mulher da minha vida… — Lauren buscou a mão de Camila e seus dedos se entrelaçaram. — Todo o meu pensar te pertence, meu coração, meus pensamentos e minha alma te pertencem. Eu sou inteiramente tua, Camila Cabello... sempre fui, na verdade.

— Então não deixa os outros interferirem na gente… — Camila pediu baixinho.

— É que eu não tenho paciência, sabe? O passado realmente me traumatizou. — Lauren abaixou a cabeça, fitando nos nós que seus dedos e os da latina estavam.

Elas ficaram em silêncio.

— Quero te fazer uma proposta. — Camila disse.

Lauren levantou a cabeça e lhe fitou.

— Qual?

— Eu quero te propor o seguinte: vamos começar do zero?

— Quê?

— Vamos deletar tudo, todo nosso passado e nossas angústias e começar do zero?

— No momento, me parece uma excelente ideia! — Lauren sorriu sem graça.

Camila sorriu e logo teve uma ideia: ela pegou seu celular que estava em seu colo e clicou no aplicativo do YouTube, digitando no search “som de fita rebobinando” e logo selecionou um vídeo.

— Preparada para deletar o passado e começar do zero? — Camila sorriu travessa, feito uma menininha.

— Prontíssima! — Lauren sorriu de lado.

Camila deu play no vídeo, fazendo o som de fita rebobinando soar na área. Ela deu uma risadinha achando aquilo engraçado e Lauren balançava a cabeça não acreditando nas ideias infantis da criançona “camEEla cabeYo” que encarnava ali. Assim que o som acabou, Camila se levantou da rede e foi até a porta, sumindo por ela. Dentro de segundos, ela voltou e ficou encarando Lauren de longe. Lauren não estava entendendo nada.

— Com licença… — Camila se aproximou. — Desculpa, estava te vendo ali de longe e acho um cúmulo uma mulher tão linda como você estar aqui sozinha… posso me sentar contigo? Prometo ser uma boa companhia! — Camila soava charmosa e sorria de lado.

Lauren deu uma risadinha e balançou a cabeça, resolvendo entrar no teatro da outra.

— Claro, pode se sentar.

Camila sorriu e se sentou ao lado de Lauren na rede.

— Qual seu nome?

— Lauren Jauregui e o seu?

— Lindo nome, combina contigo! A propósito, me chamo Camila Cabello.

— Muito prazer, Camila Cabello.

— O prazer é todo meu, te garanto! — Camila piscou. — O que você faz da vida, Lauren?

— Ah, eu sou professora numa universidade…

— Na minha época, as professoras não eram tão atraentes assim e nem possuíam esses olhos verdes mais lindos que já vi em toda minha vida.

Lauren abaixou a cabeça, ruborizada.

— Camz, para…

— Lauren, se você não se incomodar, eu vou te dar um beijo mas se você não gostar, pode devolver, tá bem?!

Lauren deu uma gargalhadinha fofa e balançou a cabeça.

— Camz!! Está me deixando com vergonha.

— Você envergonhada é a coisa mais preciosa desse universo inteiro!

Camila sorriu e roubou um beijo de Lauren. Os lábios se deslizavam um pelo outro com carinho e devoção, as línguas se enroscavam de forma gostosa e quente. A mão esquerda de Camila pousou na coxa de Lauren, dando uma leve apertada. Elas passaram bastante tempo naquele beijo.

— Se não tiver gostado do meu beijo, pode devolver, tá? — Camila sussurrou entre os lábios da outra, ainda de olhos fechados.

— Você não existe mesmo!

— Escuta… perto da minha casa tem um restaurante incrível, bem requintado e elegante… nós duas poderíamos jantar por lá qualquer dia desses, que tal?

— Hummm…. — Lauren fez uma carinha fofa de quem estava pensando. — Eu adoraria!

— Ótimo! Depois a gente marca direitinho o dia, ok?

— Ok! — Lauren sorriu largamente.

Camila lhe roubou outro beijo.

— Meninas? — Ally apareceu na varanda.

As duas olharam para a mulher baixinha.

— Estamos indo fazer uma livestream na cozinha enquanto fazemos cookies, querem participar?

— Isso é uma ótima ideia! — Camila se levantou da rede, animada.

— Ok… vamos.

As três foram para a cozinha, e Dinah estava com um iPad logado no Periscope, começando a gravar tudo.

— Foco em mim. — Ally pediu e Dinah obedeceu, virando a câmera para a baixinha. — Já estamos ao vivo, né?

— Ainda não, mas já vou iniciar. — Dinah trocou a câmera traseira para a câmera frontal do aparelho, fazendo todas se juntarem como se fossem tirar uma selfie.

Os comentários dos telespectadores já começavam a aparecer, se mostrando animados e com expectativas com o que elas pretendiam fazer.

— Vou começar... agora! — Dinah apertou o play.

Todas sorriram para a câmera.

— Oi! Sou a Lauren!

— Ei! Sou a Ally!

— Oooi!! Sou a Camila!

— E aí, sou a Dinah Jane!

— Ei, gente, sou Normani Kordei.

— E nós somos Fifth Harmony!!! — todas falaram juntas.

— Meu Deus!!!! Isso foi muito nostálgico!!! — Dinah falou.

— Muito nostálgico! — Lauren concordou, olhando para a câmera.

— Então, galera, estamos aqui para ensinar uma receitinha básica de cookies, peguem logo papel e caneta para anotarem! — Ally sorriu simpática para a câmera.

Elas se separaram e Dinah trocou a câmera frontal para a câmera traseira, focando em Ally na mesa.

— Para essa incrível receita, vocês vão precisar de ovos, farinha de trigo, açúcar mascavo, açúcar branco, fermento em pó, margarina, essência de baunilha, sal e chocolate em gotas! — Ally dizia ao apontar para cada ingrediente. — Normani Kordei, por favor, me ajude.

Logo, Dinah focou a câmera em Camila que estava comendo uma banana e em Lauren e em Julian que estavam pegando as gotas de chocolate e comendo.

— Ei, vocês! Não acabem com os chocolates! — Ally advertiu.

— Blá blá blá blá blá! — Lauren ignorou enquanto pegava mais um punhado de chocolate e jogava na boca.

Ally começou a juntar os ingredientes num recipiente, super concentrada na receita e explicando como se fazia, até que Dinah começou a farofar tudo: ela pegou um pouco de farinha de trigo e jogou em Normani.

— Filha da mãe!!! — Normani gritou e Dinah gargalhava.

Normani logo reagiu, jogando-lhe mais trigo. Lauren puxou Camila pela cintura e indo para o canto da cozinha, a fim de não serem sujadas, mas de nada adiantou. Dinah e Normani começaram a tacar trigo e açúcar nas duas, que estavam encolhidas, tapando o rosto.

— Porra!!!! — Lauren berrou.

— Não acredito que vocês estão desperdiçando ingredientes!!! — Ally brigou, mas Dinah jogou farinha nela também.

Ally se revoltou e encheu as duas mãos de farinha, jogando em Dinah, tanto que a fumaça tampou a câmera mas logo Dinah limpou e tudo se podia ver novamente. Os telespectadores estavam amando aquela interação.

Começou uma guerra onde todas jogavam farinha e açúcar na outra, deixando a cozinha toda suja e elas também. Julian estava com os cabelos loiros e o rostinho brancos de tanta farinha.

— Julian está parecendo o Gasparzinho, o fantasminha camarada! — Camila riu ao abraçar o menino e o pegar no colo.

— Você está parecendo uma fantasma também! — Julian sorriu ao olhar para Camila com o rosto todo branco.

— Vocês estragaram tudo! — Ally lamentou.

— Não, ainda dá pra fazer os cookies, vai, segue a receita. — Normani incentivou.

— Oi, meninas! No vídeo de hoje, vamos ensinar vocês a fazer cookies completamente sujas e com a cozinha em completo desastre! Beijos, dá like e se inscrevam no canal! — Lauren disse irônica para a câmera, fazendo Dinah rir.

Ally, com a ajuda das outras, fez a massa dos cookies e colocou na geladeira.

— Então, gente, esse é o segredo de se fazer um excelente cookie: coloca na geladeira e deixa por lá por 1 hora. Depois é só fazer as bolinhas e colocar no forno. Enquanto a massa está na geladeira, todas vocês vão ajudar a limpar essa bagunça aqui! — Ally ordenou.

Então, Dinah colocou o iPad apoiado em algum suporte e todas começaram a limpar a bagunça da cozinha, sendo gravadas ainda. A transmissão estava tendo milhares de comentários e curtidas. Até que Normani começou a cantar:

End of the night, looking at me, what do you see? Wish I could read your mind… — Normani olhou para Camila sorrindo.

Dimming the light, here in the dark going by feel only the moon to guide. — Camila cantou.

When we're alone, i get so close, give me your warmth, I've never known. Face to face, caught in a wild embrace this is the safest place i've ever known… — Lauren cantou.

Put your arms around me, baby. Put your arms around me, baby, and squeeze!! Only you know how to save me, put your arms around me, baby, and squeeeeeeeze!!! — Dinah cantava enquanto sentia Normani lhe abraçar por trás.

Oh, oh, oh, oh, oh, oh, oh — Camila cantarolava, fazendo uma dancinha.

Remember the night talking to me saying the words i wanna hear the most. Gave me your heart, gave me your coat when i was cold, taking me sweet and slow… — Ally cantou.

 When we're alone, i get so close, give me your warmth, I've never known. Face to face, caught in a wild embrace this is the safest place i've ever known… — Lauren cantou novamente.

Put your arms around me, baby. Put your arms around me, baby, and squeeze!! Only you know how to save me, put your arms around me, baby, and squeeeeeeeze!!! — Dinah arrasava no vocal.

Oh, oh, oh, oh, oh, oh, oh — Camila cantarolava novamente, e todas dançavam.

Put your arms around me, baby. Put your arms around me, baby, and squeeze!! Only you know how to save me, put your arms around me, baby, and squeeeeeeeze!!! — Dinah e Camila cantavam, logo Normani, Lauren e Ally se juntaram no refrão, se abraçando e fazendo dancinhas.

Won't you squeeze me, hold me, baby? — Lauren cantou o último verso da música, olhando para Camila que sorriu e lhe abraçou. Lauren beijou o topo da cabeça da latina.

— Isso foi lindo! — Ally disse sorrindo com ternura.

Depois, elas começaram a cantar e dançar para a câmera Reflection, Boss, Sledgehammer, Worth It e Work From Home. Elas basicamente fizeram um pocket show, completamente sujas, para quem estivesse assistindo. Elas estavam felizes, reluzentes, se divertindo ao máximo e se curtindo. Quem estava assistindo a transmissão estava louco de nostalgia ao verem as 5 juntas novamente.

Muito tempo depois, elas comeram os cookies e encerraram a transmissão. Elas ainda ficaram mais um tempo ali na cozinha, conversando e depois foram cada uma para seu canto.

— Toma banho comigo? — Lauren perguntou à Camila enquanto elas subiam as escadas.

— Opa! — Camila sorriu de lado e movia as sobrancelhas, cheia de segundas intenções.

Elas entraram no quarto de Lauren e trancaram a porta. Lauren foi até o banheiro e preparou um banho de banheira para as duas, enchendo de água quente e sais de banho. Logo, ela retirou a roupa e entrou na banheira, lavando o rosto. Camila também retirou sua roupa suja de farinha e entrou na banheira, lavou o rosto que ainda havia resquícios de sujeira e logo se sentou no colo da outra, com uma perna de cada lado de Lauren. As duas estavam encaixadas perfeitamente, como se seus corpos tivessem sido feitos exclusivamente para a outra. Ao se sentar no colo de Lauren, Camila sentiu um arrepio ao sentir seus sexos se tocarem e, num piscar de olhos, ambas já estavam excitadas, sentindo o calor do corpo da outra. Lauren começou a beijar o pescoço de Camila enquanto suas mãos acariciavam as costas dela. Logo, os beijos de Lauren subiram para o rosto da latina, dando breves beijinhos e um selinho demorado em seus lábios. Elas ficaram um tempinho caladas, apenas desfrutando do momento e dos carinhos em que uma fazia na outra.

— Você é quem vai me dar hoje… — Lauren disse brincando.

Camila gargalhou.

— Me respeita! Aqui é Camila tops!! — a latina riu.

— Mas hoje eu quero te comer...

Camila mordeu o lábio inferior e olhou no fundo dos olhos da outra.

— Como você vai me comer? — perguntou sussurrando.

— Bem assim...

Lauren sussurrou e as duas começaram a se beijar. De repente, o beijo começou a se intensificar e elas sentiam suas bocetas pulsando, loucas querendo um contato a mais. A mão direita de Lauren deslizou até o centro de Camila e pousou os dedos no clitóris dela, esfregando-o delicadamente.

— Hummm… — Camila gemeu, mordendo o lábio inferior e fechando os olhos.

Lauren continuava a massagear o ponto pulsante e observava as reações de prazer que a latina sentia e ela poderia gozar só assistindo sua mulher gemendo. A cada movimento circular sobre o clitóris, Camila arqueava a cabeça para trás e gemia o nome de Lauren.

— Eu quero você… dentro de mim… agora! — Camila pediu.

Lauren foi penetrando-lhe com dois dedos e percebeu o quão quente e apertada Camila estava e isso lhe excitou mais ainda. Os movimentos de vai e vem estavam cada vez mais rápidos e fortes e Camila apertava a borda da banheira com força, sentindo o maior dos prazeres. Lauren queria sentir mais do corpo da outra, então foi parando as estocadas e retirou seus dedos de dentro dela, a pegou pelo colo, ambas saíram da banheira e foram para o quarto, deitando-se na cama.

Lauren estava por cima e voltou a beijar intensamente Camila, suas línguas se esfregavam e se embolavam dentro de suas bocas. Ela começou a beijar o pescoço de Camila, chupando a pele branca com força com a intenção de deixar marcas no dia seguinte. Um grunhido saiu da garganta de Camila, o que fez motivar ainda mais a morena dos olhos verdes a continuar as chupadas em outros lugares. Lauren desceu para o seio esquerdo da morena latina e chupou com vontade, rodeando a língua em volta do mamilo dela, enquanto a outra mão desceu até a boceta de Camila e voltou a penetrá-la, sentindo seu interior extremamente quente.

— Você é tão gostosa e tão minha… — Lauren sussurrou, enfiando seus dedos até o talo.

— Faça mais forte! — Camila segurava nos ombros de Lauren e apertava com força.

Lauren sorriu e começou a estocar com mais força e rapidez dentro da boceta apertada da latina e o barulho dos movimentos e Camila gemendo de forma sensual em seu ouvido a deixavam perto do êxtase.

— Porra… — Camila grunhiu baixinho, sentindo-se mais perto de atingir o gozo.

Lauren também estava perto, então retirou os dedos de dentro dela e se sentou sobre o sexo de Camila, se encaixando perfeitamente e então começou a movimentar seu quadril freneticamente, sentindo suas umidades se unirem numa só.

Gemidos altos e gostosos de se ouvir se faziam presentes no quarto. Lauren esfregava sua boceta na de Camila, ambas sentindo aquela sensação gostosa se aproximando cada vez mais, então Lauren se inclinou sobre Camila, com cada mão apoiada ao lado da cabeça dela, enquanto Camila apertava com força a bunda da outra, ditando o ritmo que deveriam seguir juntas.

— Olha para mim. — Camila pediu.

Lauren abriu os olhos e podia ver que os olhos da outra estavam escuros, dilatados e o hálito quente de Camila batendo em sua boca, de acordo com a respiração desregulada. Elas estavam mais conectadas que nunca e seus olhares eram tão intensos que lhes deixavam à beira do precipício.

— Goza comigo… — Camila disse.

Lauren sorriu de lado e se esfregou mais rápido nela, sem deixar de se olharem. Camila cravou as unhas na bunda de Lauren e gemeu alto. Lauren também gemia e apertava o lençol com força.

Elas atingiram o ápice juntas, sentindo seus corpos explodirem em mil pedacinhos, uma sentindo a boceta da outra ficar mais úmida ainda. Suas respirações estavam descontroladas e difíceis. Lauren caiu em cima de Camila e ela pôde sentir seus corações batendo desesperados na mesma intensidade. Depois de um tempo, elas se deitaram de lado, uma virada para a outra.

Elas não falaram mais nada naquela noite e afinal, nem era necessário. O brilho no olhar e os sorrisos que davam eram o suficiente para a outra entender que ambas estavam felizes, como há muito tempo não estavam sendo.


 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...