História After Midnight - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Desaparecimento, Jelena, Luta
Exibições 206
Palavras 1.182
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá.

— Kendall Jenner como Skyle Turner.

Capítulo 4 - Skyle Turner.


Fanfic / Fanfiction After Midnight - Capítulo 4 - Skyle Turner.

❝Um pouco de perigo, querido é assim que eu quero.❞


♣ Justin Bieber♣

Cento e quinze dias antes do desaparecimento

 

A morena semicerra seus olhos, formando assim uma expressão um tanto quanto raivosa direcionada à mim. Com desdém, giro meus olhos e libero o ar contido em meus pulmões, de uma só vez. Ela permanece andando de um lado para o outro, de uma forma estérica que sou incapaz de compreender e nem ao menos sei se me interessaria saber o motivo de todo seu pequeno show. Sinto as leves pontadas dolorosas em minha cabeça se intensificarem no momento em que Selena grita coisas desconexas, enquanto espalma meu peito com suas mãos pequenas, na tentativa de me empurrar para trás. Como se toda a calma evaporasse de meu corpo, seguro seus pulsos magros entre meus dedos e a ouço gemer evidenciando a dor que meu ato lhe causa, porém isso não a impede de permanecer presa em sua zona de chilique sem alguma razão aparente. 

 

  — Mas que merda está acontecendo? —Grito, sobressaindo meu tom através do seu escândalo e sequer sou capaz de entender porque raios Selena começa a chorar.

  —  Eu quero que você morra. —Libero seus punhos, sentindo no mesmo instante os mesmo se chocarem contra meus ombros e bíceps de forma ágil. Permaneço deixando que ela me atinja por alguns minutos, e por conta própria seus braços deixam de mover-se ao meu encontro.—Você é um idiota. —Selena ergue seu dedo indicador em minha direção e a olho incrédulo por não fazer ideia do que a deixou assim, tampouco o porquê de estar tão irritada comigo quando, ao meu ver não fiz nada contra a figura que me observa raivosa.

  — Você é maluca. —Afirmo, sentindo as veias em meu pescoço saltarem, já evidenciando a total falta de controle em meu ser. —Qual é o seu problema?

  — Ela. Ela é o meu problema, Justin. Você sabe. —Diz entredentes, levando as mãos de encontro à seus fios escuros, puxando-os em seguida. — Você me deixa maluca. Não venha agir como se não o fizesse. —Consequentemente, todas as duvidas em minha mente são esclarecidas, causando-me uma imensa vontade de rir de toda essa situação exagerada. Questiono-me internamente o quão uma garota pode ser desequilibrada ao ponto de estragar todo meu humor após mais uma das lutas vangloriosas. Este cargo costumava pertencer à Hailey, mas Selena tem se superado vitoriosamente na tarefa de tirar-me do sério com assuntos os quais me incomodam profundamente. 

  — Está falando de Sky? — Questiono ainda surpreso por uma pequena coisa ter criado uma dimensão tão desastrosa.—Sabe que quanto a isso não poderei fazer nada. Ela é minha amiga.

  — Ela é a sua ex namorada. —Me olha como se eu fosse uma aberração por cogitar a hipótese de uma amizade posterior à um relacionamento. Reviro os olhos assim como no início de toda essa discussão e mal contenho o riso de puro deboche que escapa de minhas cordas vocais. —Quer mesmo que eu acredite que isso não dará em nada?

  — Não estou pedindo para que acredite, apenas para que lide com isso. O mundo não gira ao seu redor, Selena. E minha vida não irá se basear em uma garotinha mimada que sempre teve o que quis. —Digo, observando-a recuar pouco a pouco. Sua expressão de realeza já não está mais ali, há somente uma garotinha de olhos escuros que parece estar prestes a chorar agora.— Eu odeio quando dá uma de menina estérica, porra. —Retiro o celular que vibra em meu bolso e o olho por breves segundos, lendo a mensagem enviada pela mulher, cuja qual é o alvo de toda essa crise. 

  — É ela, não é? —A morena tenta retirar o aparelho eletrônico de minhas mãos e controlo todas as minhas células que desejam empurrá-la para longe de mim neste momento. Ainda posso ver a imagem do rosto de Skyle, sua expressão totalmente decepcionada, e a última coisa que desejo é machucar Selena em um ato impulsivo e ter de lidar novamente com toda a culpa que tenho carregado sobre meus ombros.

  — Que merda, Selena. Vá para o inferno. —Me afasto de sua estrutura que agora me encara como se minhas palavras houvessem lhe acertado como um soco na boca do estômago. Seus olhos escuros estão marejados, mas isso sequer é capaz de tocar a parte mais sensível de minha personalidade, ainda estou furioso. Tudo que desejo é estar longe dela e de qualquer atmosfera que contenha resíduos seus.—Você consegue estragar tudo, droga. 

  — Justin. — Seu tom soa como um sussurro quando ameaço sair, o que faz com que eu pense que ela já deve estar chorando, porém ao olhá-la tudo que encontro é uma expressão de fúria, como se pudesse me matar se eu concluísse o que estou prestes à fazer.

  — Já é mais de meia noite, Selena. Crianças deveriam estar dormindo.

 

Quando eu saio dali aquela noite, há apenas um pensamento gritante em minha cabeça. Selena é a melhor ou a pior coisa que já me aconteceu.

 

  ♜      

Cinco dias após o desaparecimento

 

O homem velho me encara como se toda aquela olheira e barba por fazer, pudesse me amedrontar de algum modo. Pessoas como ele deveriam saber que caras como eu já viram coisas bem mais assustadoras do que a expressão de alguém irritado na velhice. Chega a ser cômico e eu até riria se as coisas neste momento não estivessem contra mim. Eu poderia me complicar caso fizesse mais uma de minhas piadas referentes à Rogers, afinal ele não possui humor algum e nem deveria neste cargo que ocupa. De todo modo, sou capaz de entender a razão que o leva à ser tão carrasco e arrogante, é a boa personalidade de um policial malvado dos filmes do velho oeste. 

 

   — Mantenha o foco, Bieber.  — Ordena, observando enquanto movo meus dedos sobre meus fios de cabelo com o simples intuito de arrumá-los. — Skyle Turner.  — Repete pelo que deve ser a décima vez em menos de uma hora. Apenas dou de ombros, movendo-me até estar suficientemente confortável sobre a cadeira.

   — Morena, alta...  — Sorrio, entretanto me contenho ao vê-lo me encarar já sem nenhuma paciência. — Ela era minha namorada durante o colégio. 

   — E por que terminaram?

   — Eu fui para um internato. 

   — Por que?

   — Pergunte ao merda do meu pai.  — Bufo. — Me desculpe, problemas familiares. De qualquer forma, nós voltamos a namorar depois de meu tempo naquele lugar. 

   — E por que terminaram desta vez?

   — Sky não gosta de lutas e não era muito à favor das minhas escolhas referentes à isto.

   — Mas depois de Selena vocês voltaram à se envolver, certo?

   — Não. Eu nunca traí Selena durante nosso relacionamento. 

   — Por que eu acreditaria nisso? Skyle pode ter te ajudado à se livrar da garota.

   — Como se alguém em suas condições pudesse fazer isto. Achei que soubesse que Turner possui uma deficiência visual.  — O olho, observando a confusão evidente em sua face.

   — Skyle é cega?

   — Sim, a garota que estão todos defendendo a deixou assim. Selena cegou Skyle.  — Um sorriso sarcástico apossa meus lábios pouco volumosos. — Ora,ora. Surpresa. 

 

 

  ❝Me fale um jogo e eu lançarei os dados, amor.❞

    — Into You


Notas Finais


eu tô jogando as bombas e correndo

deu um pulo grande no tempo, mas vai voltar, não se assustem. Só precisava falar da Skyle que é meu xuxú.

gostaram? odiaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...