História After midnight - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang, G-Dragon
Personagens G-Dragon, T.O.P
Tags Bigbang, Choi Seung Hyun, Gtop, Kwon Ji Yong, Top
Exibições 102
Palavras 380
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cada capítulo dessa história será contado por um personagem de cada vez, revesando entre Choi Seung-Hyun e Kwon Ji-Yong.
O capítulo a seguir é contado por Choi Seung-Hyun e escrito por Elly.

Capítulo 9 - Preciso que fique


Além de perder dinheiro, a coisa que mais odiava no mundo era ser confrontado. O que aquele garoto achava que tinha de melhor que eu para dizer-me o que eu poderia fazer ou avaliar-me? Não admitirei nada, somente que estava estressado e não era pouco. Batendo o pé inquieto sobre o chão, eu respirei fundo diversas e diversas vezes antes de pensar e repensar. Lucy talvez se decepcionaria comigo com aquela atitude, mas o que eu poderia fazer? Admiti-lo no emprego novamente? 

Sim, aquilo foi a pior coisa que já fiz e a primeira: eu esperei por um elevador e fui então atrás de Kwon. Encontrei-o deixando o prédio, onde eu chamei-o pelo sobrenome e disse-lhe:

— Volte! Preciso que fique! 

—  Não! —  alto respondeu apenas, sem olhar-me e atravessou a rua. 

—  Aumento seu salário. —  eu disse parando e olhando-o de costas.

—   Então por que demitiu-me? —   falou ele virando para olhar-me do outro lado da rua e fuzilou-me com o olhar. Eu revirei os olhos e bufei. 

—   Quer seu emprego de volta ou não? —  resmunguei. 

—   Vai ficar brincando de me demitir? —  bufou.

Eu passei a mão no cabelo, estressado. 

—   Não. 

—   Promete? 

—   Sim. 

Eu admito não prometer nada à ele verdadeiramente. Tudo não passou de uma frase dita à qualquer pessoa, como todos fazem. Deixei a empresa à noite, pronto para dormir. Aquele episódio com Kwon havia deixado-me com dor de cabeça e vontade de fazer ele engolir suas próprias palavras. Deitei-me em minha cama e respirei fundo, questionando-me se realmente eu faria aquilo por Lucy ou por dó do garoto que, por um lado, fazia muito mais do que precisava ser feito. Sim, devia ser dó, nada além disso, pois, cai entre nós, como compara-lo à mim?

Separei o dinheiro que pertencia-lhe. Pensei em aumentar seu salário em 10%, mas para segura-lo lá dentro teria mesmo que ser um aumento de 57%. Nada me faria verdadeiramente falta, nenhuma quantia que eu pensasse em paga-lo, mas de qualquer maneira, talvez ele não falaria tão bem à meu respeito depois do que eu havia feito-lhe. Pensando nisso, naquela manhã decidi então leva-lo para tomar café em um local fino, onde recentemente comia algo. 

—   Avise à Kwon que estarei esperando-o. —   disse à recepcionista. —   Mesa 9. —   comentei. —   Peça para ele não demorar, senão comerá tudo frio. 


Notas Finais


Lamento pelo tamanho do capítulo, sei que é um dos menores. Estava sem tempo/criatividade para escrevê-lo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...