História After (Sebaek) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chansoo, Drama, Exo, Hunhan, Ot12, Sebaek, Xiuchen
Exibições 31
Palavras 1.560
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi... É a segunda vez que escrevo essa capitulo, i a idiota aqui, não salvou o outro... Eu sou uma mula mesmo, hein. Enfim... Minha primeira fic sebaek, bla bla bla...

Se der vejam essa capitulo escutando Why did you como now do Jung Yup, se não der, tudo bem <3

Capítulo 1 - Lar doce lar.


Byun BaekHyun era um garoto de 21 anos de idade, cursava medicina na Universidade de Seul, era o primeiro do seu curso no ranking mensal, sempre. Todos tinham inveja do mesmo, mas isso era pelo simples motivo de que BaekHyun adorava estudar e descobrir coisas novas sobre o corpo humano. E seu passatempo favorito era pegar livros na biblioteca, sim o famoso "O garoto que roubava livros" ninguém o pegou, pois dois amigos ajudavam o mesmo, JongDae - que era seu amigo de infância - e Yixing, um chinês do intercâmbio que estava na mesma sala do mesmo.

- Não acredito que estamos aqui novamente. - comentou JongDae, olhando ao redor, ele era o certinho e detestava fazer aquilo para ajudar seu amigo.

- Tenho que fazer isso, não tenho dinheiro para alugar um livro. - BaekHyun disse.

- Aigo.. - suspirou JongDae, o mesmo já tentou alugar um livro para o BaekHyun, porém ele era do tipo que nunca devolvia, então não queria ficar com seu nome sujo na faculdade.

- Ei vocês, vamos logo. - Yixing disse abrindo a porta para que entrassem logo.

Eles eram melhores amigos, sempre estavam juntos, andando juntos, estudando na biblioteca e até mesmo roubando livros juntos. Era sempre assim, até aquele dia.

Os três estavam estudando para as provas que estavam por vir, na biblioteca, até que os olhos de BaekHyun acompanharam um novo garoto que acabará de chegar no local, ele era alto e tinha cabelos negros, possuía uma expressão séria. Naquele momento o coração de BaekHyun pareceu ter sido roubado. 

Depois daquele dia, o mesmo procurou saber de quase tudo sobre o garoto e acabou descobrindo que ele possuía 19 anos, seu nome era Oh Sehun e cursava direito. 

O mais velho então ganhou uma ambição de começar a falar com ele, sempre na biblioteca, ficava o observando - nem estudar ele estudava mais -, apenas ficava encarando aquele semblante sério. Até que um dia, teve coragem suficiente para conversar com o mesmo.

 

- Olá. - BaekHyun falou se aproximando da mesa em que Sehun se encontrava, o mais alto levou seu olhar até o garoto em sua frente.

- Olá. - ele disse, abrindo um sorriso amigável. - Pode se sentar. - falou apontando para as cadeiras vazias da mesa. 

Ele não perdeu tempo e então se sentou na cadeira de frente para o mesmo, abriu um livro e fingiu ler o mesmo, mas na maioria das vezes estava olhando para Sehun. Aquele foi o primeiro dialogo deles, o primeiro de muitos

...

BaekHyun estava segurando suas malas, ele olhava para o horizonte, pensando que aquilo havia realmente acontecido, ele estava abalado, mas estava feliz por poder estar ao lado de seu amado. Sehun tocou em seu ombro, abrindo um sorriso para o mesmo, que o olhou em seguida ao toque.

- Vai ficar tudo bem. - ele sussurrou.

...

Sehun e BaekHyun agora eram melhores amigos, eles estavam sempre comendo juntos, estudando e conversando sobre várias coisas. JongDae e Yixing ficaram com ciúmes do novo amigo do Baek, mas sabiam que o mesmo gostava dele, por isso não se importaram e apenas o ajudaram. 

BaekHyun então criou coragem para se confessar para Sehun, e os sentimentos do mesmo era recíproco. Então decidiram marcar um encontro fora da faculdade, nada de cinema, ou passeio pelo parque de diversões, ou um restaurante caro. E sim um parque, um pequeno parque que era perto da faculdade, porém ninguém tinha tempo suficiente para ir até o mesmo, por isso era vazio.

Naquele dia lindo de inicio de verão, os dois foram até o parque para assim descansarem a mente, e sentirem o mais perto da natureza, BaekHyun adorava jardinagem. Sehun, adorava o ambiente calmo. No meio do parque havia um pequeno lago, os dois estavam sentados na beira do mesmo, observando seus reflexos nele, sem dizer nada. Até o mais velho quebrar o silêncio.

- Conte-me seu sonho. - disse.

- Quero criar uma empresa de viagens, e quero que ela se torne a primeira da Coreia do Sul. - respondeu, olhando para o mesmo. - E o seu?

- Ser feliz. - disse, abrindo um sorriso. Os olhos do mesmo brilhavam. 

- Está feliz agora? - Sehun perguntou e ele assentiu. 

O mais jovem tocou no rosto do moreno e o virou, eles se encararam por um tempo, até que os lábios do Sehun tocassem os do BaekHyun. Aquele fora o primeiro beijo deles. E em seguida, eles começaram a namorar.

Mas nem tudo são rosas...

Meses depois do namoro deles, a faculdade acabou descobrindo e expulsando-os da mesma. Ela insistia em dizer que eles não tinham a imagem que a faculdade queria passar. Mesmo o BaekHyun sendo o primeiro do curso dele. Mesmo Sehun sendo a boa influência da sala. Isso era apenas uma desculpa esfarrapada, pelo real motivo... Deles serem gays.

- Não acredito que vocês se vão.. - comentou JongDae, abraçando seu amigo de longa data. - Diga-me o endereço de vocês, irei visitá-los assim que der.

- Também irei. - Yixing falou, abrindo um sorriso. Mas aquela foi a última vez que eles o viram. O mesmo morreu semanas depois em um acidente de carro. 

...

O ônibus chegou, eles caminharam até o homem que pegava as malas e entregaram-as, entrando no ônibus e dando as passagens, andando para que se sentassem no fundo do mesmo. BaekHyun sentou-se na janela, já Sehun perto do corredor. 

Sehun passou sua adolescência trabalhando para juntar dinheiro suficiente e abrir sua empresa, porém complicações surgiram no meio de sua vida e ele não pode gastar seu dinheiro com a empresa, e sim com uma casa em Wonju, para ele e seu esposo morarem. Os dois se casaram dias depois de serem expulsos da faculdade e dias antes de partirem. A cerimonia foi pequena, apenas para amigos íntimos dos dois. 

- Será que eles vão nos odiar? - BaekHyun perguntou, preocupado.

- Não sei. - respondeu, sincero. - Mas se o fizerem, saiba que eu te amo. - Sehun respondeu. Era raro ouvir ele falar "eu te amo", e por esse motivo, BaekHyun ficou muito feliz.

 

Finalmente eles haviam chegado no novo lar deles, a casa de fora era bem bonita e possuía um belo local para se fazer um jardim, era o que já pensava o mais velho. Sehun pegou a chave e então caminhou até a porta, a abrindo. A casa era de tamanho médio, porém grande para apenas duas pessoas. BaekHyun jogou suas malas no chão. Estava faltando vários móveis e ela estava praticamente vazia, dali dava apra ver uma porta que levava para o fundo da casa, uma escada que levava para o piso superior. Na sala apenas um sofá velho e uma televisão pequena. O menor correu até a cozinha e viu uma geladeira, um fogão e vários balcões e uma com a pia. Subiu as escadas e viu três portas. A primeira que entrou, era provavelmente o quarto deles, já estava com um colchão de casal e um armário, uma porta que era possivelmente o banheiro. Ele saiu do quarto e foi ver os outros dois, estavam completamente vazios. Ele estava feliz e havia adorado a moradia.

- Adorei. - disse animadamente e desceu as escadas como um raio. Viu Sehun na sala, olhando para fora da janela.

- Sinto muito se não tem muitos móveis, eu vou trabalhar e assim dará para comprar quantos móveis for. - ele disse. - E deixar do jeitinho que deseja. 

- Não... Eu posso arranjar um emprego e cuidar da mobília da casa. Você vai realizar seu sonho de abrir uma empresa. - falou abrindo um enorme sorriso, e em seguida correu para abraçá-lo. - Você me promete que seremos uma linda família e que seremos felizes? - BaekHyun perguntou, levantando o seu olhar para o mais novo, que o encarava.

- Não posso prometer algo assim, mas prometo que tentarei te fazer feliz na medida do possível. - ele respondeu, envolvendo seus braços na cintura do menor, o abraçando da mesma intensidade. 

- Eu quero adotar um filho, não agora, depois. - BaekHyun sempre teve um desejo de adotar um filho, ainda mais quando seu melhor amiga da infância era órfão.

- Vamos adotar assim que der. - Sehun disse, afastando-se e indo até a caixa de ferramentas e pegando uma chave de fenda. 

- O que está fazendo? - BaekHyun perguntou.

Ele não respondeu e apenas ajoelhou-se no meio da sala e começou a escrever no chão do local, já que era de madeira, a seguinte frase; Essa casa pertence a Oh BaekHyun e Oh Sehun. E um coração do lado da mesma.

BaekHyun estava muito feliz, que tampou seu rosto de felicidade, Sehun se levantou e passou a mão sobre seu cabelo, jogando a chave de fenda no chão. O menor levantou o rosto para encará-lo, ficaram por alguns segundos em silêncio, com ose apenas conversassem por olhares, e por fim acabaram se beijando. 

O amor e a luxúria que eles possuíam um pelo outro era tão imenso naquele momento que eles cederam a vontade de ambos, naquela sala mesmo, que quase não tinha móvel algum. Mas não precisavam disso, se tivessem um ao outro, eles seriam felizes. 

O lar doce lar de BaekHyun, era o Sehun.
             O lar doce lar de Sehun, era o BaekHyun.


Notas Finais


Então amores, é isso. Espero que tenham gostado e até o próximo capítulo! :3 Vamos ver se dar certo agora...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...