História After the darkness. - Capítulo 22


Escrita por: ~ e ~cpf

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Visualizações 73
Palavras 1.058
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIIIIIIIIII
Sei que havia dito que postaria a cada 15 dias, mas não me aguentei :v É um capitulo pequeno e emocionante :)
Bom, tenham uma boa leitura e espero ansiosamente ver todos vocês nos comentários <3xx

Capítulo 22 - "Por você, por Thomas e por nós".


Fanfic / Fanfiction After the darkness. - Capítulo 22 - "Por você, por Thomas e por nós".

(...)

Eu e Liam fomos para o fundo contemplar as estrelas e conversar, mas parece que todos decidiram fazer o mesmo. Thomas dormia e estava agarrada a babá eletrônica, qualquer ruído vindo de dentro do quarto do meu filho, eu correria para lá ver o que está acontecendo. Eu queria poder falar com Liam a sós, mas iria ficar para outro momento. Estavamos nos divertindo muito e altas risadas saiam de nós. Antigamente eu sonhava tanto com esse dia. Rezei, orei, fiz promessa, tudo isso para te-los comigo novamente. Eu só queria minha familia porque eu pertenço a eles. 

Niall puxou assunto sobre o casamento de Liam e ele e Ana contaram o pouco tinham em mente. Seria algo simples, em um campo aberto, bem natureza mesmo. Eu gostei da ideia. Não havia muita confusão e tudo poderia ser feito com a pressa que eles queriam. Amanhã de manhã já vão ir atrás de um lugar para fazerem a cerimônia, e Niall os questionou como iam pagar tudo isso. Não somos mais ricos, sobrevivemos com o dinheiro da floricultura e que Cárter me dá. É bastante, mas eu nunca contei a nenhum deles, esqueci. 

– Bem lembrado. – Liam se pronunciou. – Precisamos de emprego, a maioria tem faculdade, mas alguns não. Somos bons em administração e pensei de abrirmos uma boate, mas uma de verdade, tudo dentro da lei. O que acham? – Todos pareciam animados, menos Louis, o que não me surpreendeu.

– Somos fugitivos, acha mesmo que isso daria certo? – Edy questionou e Niall deu um peteleco em sua cabeça.

– Não somos fugitivos! – Já estava cansada de ficar repetindo isso. – Eu apaguei absolutamente tudo o que eles tinham contra vocês. Tudo mesmo, não sobrou um "a" pra contar história, e se Cárter não ligou até hoje, as coisas estão indo bem para nosso lado. O meu palpite, é que desistiram depois da morte de Dave e inventaram que vocês morrerem, já vi isso acontecendo uma vez e todo mundo no estava de caso cheio de ter que lidar com todos vocês.

– Então, vocês querem mesmo abrir uma boate? – Assentiram. – Eu topo!

– Eu não acho uma boa ideia. – Louis se manifestou e eu não achei que faria isso. – Por favor, não façam isso.

– Por que? – Zayn questionou.

– Eu só estou pedindo para não fazerem isso. Poderiam abrir outra, como um: restaurante. 

– Também é uma ótima ideia. – Incentivei. 

– Eu também prefiro um restaurante. – Ana disse. – Acho mais seguro.

– O que aconteceu com você? – Edy arregalou os olhos.

– Eu só não quero que as coisas se repitam. – Louis explicou. – Sei que as chances são quase nulas dessa vez, mas depois de tantos zeros, ainda existe um por cento.

– É, isso é verdade. – Liam concordou. – Será algo nosso, então, todos podem dar suas opiniões.

– Até que a ideia do restaurante é bem legal. – Harry disse. – Eu abro um com você, se quiser, Louis.

– Podemos todos ajudar nisso.

– Temos dinheiro pra isso? – Me olharem e assenti.

– Então, será um restaurante.

– E eu voltarei ser médica. – Ana falou. – Só preciso tirar outra licença para consultar.

– Isso será facil, meu amor, você é incrivel no que faz. – Liam a beijou.

– Vocês são tão fofos. – Edy exclamou e abraçou Niall.

– Isso é um pedido de casamenro? – Niall brincou com ela.

– Não, você sabe que não é. – Edy fechou a cara

– Será que não?

– Não me provoca, Horan. – Ela parecia estar se irritando.

– Me desculpe. – Ele murchou e rimos.

– Vou ir me deitar. – Se levantou e seguiu para dentro de casa, Niall foi atrás dela segundos depois. Será que os dois estão em crise? Espero que não.

– Acho melhor resolvermos isso depois. – Sugeri.

– Concordo. – Harry assentiu. 

– Vamos ir deitar, Jess – Louis pediu. – Estou cansado.

Assenti e nos despedimos de todos, logo, seguimos para o quarto. Enquanto eu me trocava, Louis arrumava a cama. Será a primeira vez que iremos dormir juntos, depois de muito tempo, isso me anima. Eu quero encostar minha cabeça em seu peito e relaxar. Voltei para o quarto avistando que iria dar uma olhada em Thomas, mas fui puxada para cama e abraçada bem forte. Louis não queria que eu saísse. Retribui o abraço e acariciei seu cabelo enquanto sorria. Ali não havia aquela malicia que Louis sempre tinha quando me chamava no passado, ele estava diferente, parecia querer expressar seus sentimentos para mim em forma de abraço. Eu também expressar o que sinto vendo isso, acho que é indescritível tais sentimentos. Não podem negar que nos amamos e que Louis está mais forte agora. Eu acredito que ele não mudou absolutamente por mim, a um pedaço de Thomas presente nessa mudança. Mas eu continuo feliz por estarmos nos reconstruindo e nos fazendo pessoas melhores. Com a sua mudança, nos mudaremos também. 

O aconteceu hoje, foi um progresso. Sempre imaginei que eles iam querer voltar para o ramo de boates, mas trocar isso por um restaurante. Isso eu não imaginava. Louis sempre gostou do que era ilegal e proibido, porém, evoluiu e eu me orgulho tanto do que ele está se transformando. Beijei seus lábios e o vi sorrindo. 

– Quero que me perdoe. – Começou e deixei que continue. – Por todo mal que eu te cansei em quase dois horríveis anos. – Lágrimas escorreram por seus olhos. – Eu pensava que não conseguiria ser diferente do que era, mas vejo hoje que sim. Por você, por Thomas e por nós. Sei que ainda está cedo para provar isso com palavras, mas eu quero que saiba que dessa vez é real. – Senti sua mão passando por minha coxa, que tem queimaduras de cigarro vindas dele. – E que, apagarei todas as cicatrizes do passado, para caminharmos seguros para o futuro. Eu te amo, pequena gafanhota.

– Eu sempre acreditei e sempre irei acreditar em você, Boo Bear. – Limpei suas lágrimas e juntei nossos lábios. – Você é tudo para mim e eu amo você mais a cada minuto que se passa.

– Ficaremos juntos para sempre, Jess. – Segurou minha mão e entrelaçou nossos dedos. – Sempre e para sempre. Era o que você costumava dizer.

– E é o que irei dizer por toda a eternidade. Sempre e para sempre, meu amor.

Recebi um beijo na testa e fui novamente abraçada, mas não com tanta força. Era tão bom estar entre os braços do homem que amo. Pretendo sair daqui nunca mais. Fechei meus olhos e adormeci sentindo o carinho de Louis em meu cabelo.


Notas Finais


Você me deixou muito emocionada por ter chegado ate aqui embaixo, então faça um comentário se for possível, isso é muito importante para nós :)
Amamos vocês e até <3
Tha&Nany


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...