História After the last reset - (Echotale II) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Asriel Dreemurr, Flowey, Frisk, Gerson, Mettaton, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Echotale, Felicidade, G!sans, Indecisão, Romance, Sans, Segredos, Segunda Temporada, Sonhos, Undertale
Exibições 50
Palavras 816
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OIEEEEEEEE

Gente, esse capítulo tá curto apenas pra dar avanço para o próximo.
AMO VCSSSSSS ATÉ LÁAAAAAA

Capítulo 9 - I am entirely made of LOVE. (Parte 1)


Fanfic / Fanfiction After the last reset - (Echotale II) - Capítulo 9 - I am entirely made of LOVE. (Parte 1)

G! Sans:

Segurei forte o corpo de Frisk, que caia lentamente ao chão. Por que isso de uma hora para a outra? Era para eu realmente me sentir mal?

- Frisk, calma, eu estou aqui. Desculpe-me, vou te levar pra casa. – Eu levantei o corpo dela, que não me olhou sequer um minuto.

E foi assim durante todo o caminho. Ela não me encarava se quer uma vez, e eu sentia uma onda de morbidez vindo dela. Mas deveria ser só tensão minha por me sentir culpado por suas ‘’ doenças ‘’ que eu sinceramente: não acreditava que era nenhuma doença.

E quando chegamos a casa, estranhamente ela não subiu ao quarto, ficou sentada na sala. Como teria recuperado tanto assim sua força? O que está acontecendo com ela?

Os amigos dela estavam sentados na sala, olhando fixamente para ela, todos se entreolhavam sem entender.

Então, de repente me dei conta. Não era ela... Era aquele ser...

Uma onda de medo e desespero invadiu meu corpo. A criatura estava sentada de costas pra mim, no sofá. Em quanto dava risadas baixas, quase sussurros, me deixando com um pouco mais de medo.

Ela voltou os olhos para mim, eles continham um vermelho forte que representava ódio, e sangue escorria pelo mesmo. Uma cena clássica de filme de terror.

Sabia que não podia ferir Frisk. Afinal, o corpo pertencia a ela. E aquilo sabia perfeitamente disso, que eu não poderia ferir Frisk, então usou seu corpo para que pudesse sair ilesa... Ela tem algo em mente, só não me vem à tona o que...

Ativei meus Gasters Blasters e ela apenas deu uma risada maquiavélica. Todos pareciam atônitos e se afastaram dela. Undyne colocou sua lança a frente, dizendo que iria lutar. Asriel também se posicionou.

- Vocês não conseguem me machucar. – Ela dizia com voz grossa, sorrindo. – São fracos e frágeis, seus inúteis! – Ela riu mais alto.

- E não é isso que vamos fazer! – Asriel disse. Deixando-me claramente confuso, não sabia dessa parte do plano. Undyne colocou suas lanças ao redor do ser que apenas aumentava mais suas risadas. Eles a envolveram em correntes.

E eu? Nada podia fazer. Eu queria gritar para que eles a soltassem. Mas aquilo não era Frisk.

Droga, o que eu faço? Por que será que o universo não conspira ao meu favor?

E Asriel, por que não me contou essa parte do plano? Realmente parece uma conspiração do universo.

Narrador:

Undyne, Sans, G! e Asriel levavam a morena até algum lugar perto das EchoFlowers.

Lá, havia uma pequena porta que levava a um túnel, onde a morena ficaria presa com acesso apenas ao banheiro e uma cama. G! Parecia incrédulo, os outros dois já haviam preparado tudo.

E depois que a porta foi fechada deixando apenas a criatura e Sans lá. G! Deu gritos querendo ver sua amada de novo.

- Sei qual é seu plano, criatura imunda. – Sans dizia sem se importar. Chara riu.

- Você não sabe nem meio por cento, comediante. – Ela dizia com sua voz normalizada, de uma adolescente comum.

- Não sei por que ferir a todos. – Ele suspirou. – Não ganha nada com isso.

- Ora, Sans. Pergunte a sua amiguinha. Não, melhor: Pergunte a si mesmo. Afinal, você mesmo já fez o Genocídio. – Ela o encarava com sua cara maligna.

- Fiz para proteger meu irmão! – Ele acendeu seu olho esquerdo.

- E eu faço para me satisfazer. Afinal, somos diferentes, mas buscamos caminhos iguais, Sans. Você poderia fechar um trato comigo. Apenas mate-os. Sei de seus sentimentos por Frisk. Então, por que não mata aquele que tanto atrapalha seu caminho? – Imagens de G! E Frisk se passavam na cabeça de Sans. Se deixou levar por alguns momentos, imaginando como seria melhor se ele morresse.

Mas não. Afinal, G! Teria sido até  bom em deixar que sua amizade continuasse com Frisk. E sabia que a menor gostava do maior, e não se daria ao luxo de fazer o que a Genocida queria.

- Você é uma suja. – Sans riu. – Por que simplesmente não para com isso? Não vê. Você destrói tudo sem nenhum fundamento verdadeiro. O que você é, afinal? – Sans apagou seu olho.

- Sou uma criatura inteiramente feita de LOVE. – Ela riu.

- A misericórdia ainda vai te vencer, Chara. Apenas assista sua morte sentada. Não vai sobrar nem um pedaço da sua alma falhada. – Ele deixou suas órbitas desaparecerem. – Boa noite. Alma corrompida.

E como Sans sabia que Undyne passaria a noite com seu irmão, lhe contando histórias: Ficou por ali mesmo, ao lado das flores, bem perto da porta. Não deixaria tão fácil assim para Chara, que poderia fazer um inferno a qualquer momento.

 E, aliás: Havia um ser de grande misericórdia através da alma corrompida que a possuiu. E ele esperaria por ela aquela noite, sabia que a mesma chamaria seu nome. Afinal, o amor nos faz sentir coisas.


Notas Finais


BOMMMMMM DISSE QUE TAVA CURTO.
MAS EU JURO QUE É SÓ PRA DAR AVANÇO AO PRÓXIMO!

Espero que tenham gostado!

(SPOILER: Vai ter uma pitada de Frans no próximo cap. Então já preparem os lencinhos para dar aquela chorada básica hduahsua).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...