História Age of Dragons - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eragon, Thor
Personagens Brom, Durza, Frigga, Odin
Tags Eragon, Thor
Exibições 28
Palavras 2.301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá amores mais um capitulo para vocês!!!

Capítulo 40 - Capítulo 40


Fanfic / Fanfiction Age of Dragons - Capítulo 40 - Capítulo 40

No dia seguinte todos no palácio estavam empolvorosa com o baile eu bem queria ir para a arena treinar mas Frigga pediu que eu e Thalia a ajudassemos com os detalhes finais da festa. Todo o salão era preto, vermelho e dourado segundo Frigga essas eram as cores que Odim mais usava e eu confesso que o ambiente ficou bem harmonioso, todas as comidas foram cuidadosamente escolhidas tendo como principais os pratos prediletos de Odim alguns dos quais eram costeleta de cordeiro, literalmente um boi na brasa, muitas frutas citricas e claro o tradicional hidromel. A decoração era bem simples as cores estavam basicamente nas toalhas de mesa e avia uma planta aqui e outra ali nada de mais exatamente como o rei gostava.
Passamos o dia todo dando os toques finais na organização, provando as comidas e organizando  os garçons (autora:não sei como chamam os garçons la então vai ficar assim mesmo) , a banda estava posicionada e afinando os instrumentos tudo na mais perfeita ordem. O baile iria começar as 19:30 e não tinha hora para acabar, as 18h Frigga, Thalia e eu fomos nos arrumar eu praticamente corri ate o quarto pois estava muito cansada de ficar organizando tudo o dia todo e queria tomar um longo banho e ficar sentada nem que fossem vinte minutos antes da tal festa.
Quando cheguei no quarto fui direto para o banheiro, enchi a banheira e fui tirando minhas roupas quando acabei a agua já estava na metade por isso coloquei alguns sais e me sentei para mover a agua com as mãos, quando estava quase pronto sinto Thor me abraçando pelas costas.
_Parece estar bom posso entrar junto com você?- disse beijando meu pescoço.
_Se for pra realmente tomar banho,Sim!- respondo dando um beijo em sua bochecha, desligando a torneira e entrando na água.
Ele rapidamente retira sua armadura e entra na banheira junto comigo me abraçando por trás como sempre. Isso não dura muito pois logo pego a bucha e começo a me lavar, Thor esfrega minhas costas para mim e repetimos o mesmo processo nele. Saímos do banho e eu rapidamente passo creme em todo meu corpo sobre o olhar atento do meu marido.
_ Venha ver suas roupas para o baile!- diz Thor me puxando pela mão ate o quarto.
Encima da cama aviam duas caixas uma delas com o tal vestido e a outra era uma caixa de jóias. Olhei para ele desconfiada mas ele me apontou as duas caixas, peguei a menor e dentro dela havia um colar e um par de brincos ambos de prata com um rubi rodeados com pequenos diamantes(imagem do capítulo), na caixa maior havia um vestido vermelho simples não havia alça em um dos ombros e no outro haviam duas alças uma prateada e a outra vermelha como o vestido, ele prendia embaixo dos seios com uma pequena faixa prateada o restante era solto(imagem do capitulo) ambos eram simples e muito delicados exatamente do jeito que eu gosto. Sorri abertamente para Thor e o abracei.
_Obrigada!
_Viu só eu disse que não precisava se preocupar!
_Não duvido mais de você!
_Que bom então vamos nos arrumar a festa começa daqui meia hora!
 Fiz careta o banho demorou mais que eu previ "Mas também com o Thor pra te distrair você queria o que" 'Calado Dereck' ouvi sua risada e resolvi ignorar vesti meu vestido, prendi meus cabelos em um rabo de cavalo alto, passei um delineador bem fino, batom num rosado bem claro, salto não tão auto e por fim o colar com os brincos. Quando acabei me encarei no espelho e realmente o vestido era muito bonito.
_Você ficou linda!- disse Thor me abraçando por trás- Vamos?
Acenei que sim ele me deu o braço e eu o segurei, fomos para o salão e todos já estavam lá, minha mãe resolveu ficar mais descente colocando um vestido azul royal mais justo estilo sereia sem decote aquilo era uma evolução. Minutos depois os convidados começaram a chegar e logo o salão já estava lotado com centenas de pessoas que eu sinceramente acho que estavam mais interessadas em farrear do que realmente parabenizar o rei. Durante a festa todos estavam muito animados, comiam, bebiam dançavam tudo estava ótimo dancei com meu pai e meu irmão conversei com uma pequena parcela dos convidados todos foram muito educados comigo embora eu tenha a certeza de que recebi alguns olhares tortos e sorrisos forçados mas eu não me importo, estava cumprindo meu papel com tanto como cavaleira quanto como princesa e isso era a única coisa que realmente me importava. E foi numa dessas conversas que Thor apareceu.
_Se importam se eu roubar ela de vocês?
Obviamente nenhum deles negou então fomos para a pista de dança, era uma musica mais tranquila então pudemos conversar com mais calma.
_Pelo visto você esta gostando da festa dessa vez!
_Sim! Sua mãe pediu que eu e Thalia dessemos atenção aos convidados conversando um pouco com alguns deles, tenho certeza que alguns  não gostam de mim mas eu não me importo so o fato de não receber tanta atenção já é um alívio.
_Como assim? Você salvou nossas vidas nos dando a vitória quase as custas de sua própria vida, é uma excelente guerreira e ainda vai ser rainha, o que mais eles querem de você?
_Talvez eles queiram menos de mim!- ele me olha confuso- É simples eu tenho dois status extremamente altos  um dos quais muitos dos seus ministros se matariam pra ter. No conceito deles isso é poder de mais para uma mulher . É puro machismo!
 _Isso é ridículo! Logo eles vão saber que existem três cavaleiras e um cavaleiro, a reação não vai ser muito boa meu pai vai ter dificuldades para acalmar os ânimos e tudo por causa de alguns imbecis.
_Sim, mas isso aqui é uma festa vamos deixar as preocupações para depois e nos divertir- disse sorrindo ele retribuiu.
Depois dessa conversa resolvemos parar de dançar e ir para perto dos amigos de Thor nos comemos , bebemos e rimos das histórias dos guerreiros incluindo algumas do meu tio que se animou após ter bebido um pouco e começou a contar suas aventuras as quais quase todo salão parou para ouvir.
 Durante essas brincadeiras Frigga tocou meu ombro me chamando para conversar avisei ao Thor e fui junto com ela até a sacada.
_Minha querida você esta se saindo maravilhosamente bem!
_Diga isso para aqueles idiotas me olhando torto por causa dos meus status, não que eu ligue mas no estado em que eu estou se algum deles fizer uma piadinha que for isso aqui vai virar um campo de batalha.- disse dando risada.
_Eu sei eles não aceitam mulheres com tanto poder, mas por favor tente se controlar é o aniversario de Odim e eu não quero brigas.
_Por que teriam brigas no meu aniversario?
_Porque seus ministros são e alguns outros convidados são imbecis que não aceitam que eu tenha dois status tão altos, ou pelo menos eu ....acho que é isso porque eu não vejo outra razão pra eles estarem me olhando torto.
_Não se preocupe se fizerem alguma gracinha vão ter de se ver comigo, não vou tolerar que façam nada com você ou com as outras cavaleiras so porque são mulheres.
_Obrigado! E Frigga o que a senhora queria falar comigo?Acabei desviando do assunto.
_Não se preocupe não é nada de mais, eu queria falar com você e depois com a Thalia mas vou deixar para amanha ai falo com as duas juntas e acabo com isso!
_Ok!- dei de ombros e sai da sacada.
Voltei para perto de Thor que me puxou para sentar em seu colo continuando com as histórias e risadas. Dancei mais uma vez com meu irmão e depois com Thor tudo estava maravilhoso eu ria e me divertia como nunca e por um milagre eu ate  consegui puxar meu tio para dançar e ele é um pé de valsa so pra constar.
Por volta da uma da manha a festa ainda corria animada e parecia que ia se arrastar ate o amanhecer e eu estava me animando com a ideia de ficar fazendo farra, porem sinto a mão de alguém no meu ombro.
_Venha!Ninguém vai dar nossa falta!- disse Thor malicioso. É acho que essa festa vai acabar melhor do que eu estava esperando.
Pov. Lunna off
Pov. Thor on
Eu e Lunna saímos sorrateiramente do salão, toda aquela bebida fez meu alto controle sumir completamente, eu quero ela para mim e quero agora. Vamos até o quarto rapidamente Lunna tropeça algumas vezes por causa do salto e em todas as vezes ela ria, é parece que ela esta tão bêbada quanto eu! Entramos no quarto e tranquei a porta com um pouco de dificuldade pois a única luz era a da lua que entrava pela sacada, Lunna tinha acabado de tirar os sapatos e estava tirando as joias e soltando os cabelos. Virei ela de frente pra mim sentando-a na penteadeira e prensando seu corpo no meu, talvez eu o estivesse fazendo com mais força do que o nescessario mas no momento eu não estava ligando muito pra isso, eu a beijava de forma voraz e a puxava pra mais perto possível fazendo com que ela sentisse minha ereção passei meus beijos para seu pescoço onde maltratei bastante com mordidas e chapões, seus gemidos eram altos e me faziam ter mais vontade de toma-la pra mim.
Carreguei ela ate a cama onde não me importei com delicadezas e ela aparentemente estava gostando pois mordeu meu labio inferior com força arrancando sangue e depois partiu para meu pescoço atacando-o sem se importar em me machucar e eu não continha nenhum dos meus gemidos. Quando ela parou com sua tortura me levantei para tirar minhas roupas e Lunna veio em meu auxilio quando terminamos ela me jogou na cama ficando por cima fazendo uma trilha de chupões e mordidas por todo meu tórax que se contraia em expectativa ao que estava por vir, ao chegar em meu membro ela o agarrou pela base e lambeu toda sua extensão olhando diretamente para mim rodeou toda a glande me fazendo ofegar e logo abocanhou o máximo que podia do meu membro sugando-o com certa força, ela fez movimentos de vai e vêm por um certo tempo me fazendo gemer de forma alta o que so piorou quando ela começou a massagear minhas bolas, depois de minutos a fio nessa tortura senti meu apice chegando então agarrei Lunna pelos cabelos e comecei a estocar de forma que ela não podia me chupar e finalmente me derramei em sua boca, dessa vez ela não se engasgou bebendo todo meu gozo e logo vindo me beijar me fazendo sentir meu próprio gosto.
Mas isso não durou muito pois ela ainda estava vestida e eu precisava estar dentro dela, tirei toda sua roupa com pressa e como ela estava de costas pra mim agarrei seus seios com certa força a fazendo gemer alto, desci uma de minhas mãos ate a sua intimidade que estava extremamente molhada me ajoelhei no chão e começei a chupa-la fazendo ela gemer alto, agarrava sua cintura com certa força e as vezes acariciava seus seios e so parei quando ela gozou. Não dei tempo para ela se recuperar, joguei -a na cama me deitando sobre seu corpo sem me importar muito em conter parte do meu peso e penetrei seu corpo  logo começando a estoca-la de forma rápida e forte, ambos gemiamos de forma alta Lunna arranhava minhas costas sem dó e falava coisas desconexas e por algumas vezes me pedia para ir mais forte e eu, obviamente obedecia, eu sabia que não estava sendo nem um pouco cuidadoso  que tudo aqui era efeito do álcool e que amanhã ambos nos arrependeriamos por tamanha violência mas na hora minha mente estava nublada de desejo eu so que ir mais e mais rápido, queria deixa-la marcada para mostrar que ela era minha. Depois de longos minutos nesse turbilhão a respiração de Lunna fica mais pesada e ela tomba a cabeça para trás revirando os olhos gemendo mais alto que antes, senti todo seu interior me apertar fazendo com que também chegasse ao meu limite me desfazendo com um gemido que mais parecia o urro de um animal. Me deitei sobre o corpo dela tentando me acalmar, quando consegui sai de dentro dela e lhe dei um selinho demorado,me levantei e puxei ela junto comigo maltratei um pouco seus seios porem ela não reclamou então continuei.
Quando me senti satisfeito pus ela apoiada na cabeceira da cama abri suas pernas, segurei no seu cabelo e na sua cintura e penetrei de uma so vez e comecei a penetra-la o mais fundo que podia estocando de forma lenta para atingir meu objetivo, Lunna gemia alto e algumas vezes movia a cintura me deixando louco.
_Vai mais rápido!
_Não gosta do eu estou fazendo?- disse estocando forte fazendo ela gemer.
_Gosto!Mas prefiro que vá mais rápido!
Dei uma risada e mordi sua orelha fazendo o que ela queria soltei sua cintura e agarrei um de seus seios logo passando para seu ombro onde segurei para ter mais impulso apertando um pouco a mais seus cabelos, os gemidos de Lunna ficaram mais altos e sofregos ficamos assim por tempo ate que a segurei colocando ela deitada na almentando a força e a velocidade das estocadas, ela arranhava meu corpo onde conseguia alcançar e puxava meus cabelos para me dar alguns beijos ate que novamente chegamos ao ápice demorando para nos acalma quando sai de dentro de Lunna ela  estava com sono então a puxei para meus braços e ela logo adormeceu e eu fiquei ainda um bom tempo acariciando ela antes de também cair no sono.
 


Notas Finais


E ai gostaram? Não se esqueçam de comentar! Bjs e ate a próxima! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...