História Agência 007 Operação Zoeira - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Agenetes, Agente, Amigos, Artes Marciais, Aventura, Comedia, Gay, Lemon, Policia, Policial, Romance, Yaoi, Zoeira
Visualizações 4
Palavras 868
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 7 - Let It Go


Eu seeeeeeeeeeeeeeei que eu sumi, desculpem, mesmo, muitos trabalhos, provas, falta de criatividade, tudo isso, desculpem, mesmo. Juro que vou tentar atualizar com mais frequência, TENTAREI. Me desculpem pelos erros,  se existirem, pois eu não revisei.

C         A        P         6         -          "      L        E        T        I          T          G          O"

 

1 semana depois, quarto do Kurt

Barney havia pedido transferência para outra agência, e o casco continuava sem progresso. Fora isso, Kurt ficou sozinho no quarto, durante toda a semana, deprimido, isolado. Sua mente já criava paranoias, culpava a si mesmo por um dia ter gostado de uma pessoa que não lhe deu valor, pensava em mil e uma maneiras de falar que o seu amado era inocente, mas nenhuma lhe convencia. O resultado disso foi Abgail pedir o dia de folga para ajudar o amigo, pois era a única que ainda aguentava ouvir os delírios do outro.

-Eu não sei o que aconteceu. Em um momento estávamos bem, no outro, o mundo parecia querer conspirar contra mim. Eu não entendo mais nada. Afinal, qual o motivo? Entende? Eu não! Eu não vejo uma razão sequer para as pessoas serem assim, cuzonas, te usarem para conseguir o que querem e depois te largarem, não explicarem seu ponto de vista, simplesmente não estarem mais lá quando você precisa. -Explicava o loiro. - Acho que ser trouxa é minha verdadeira natureza, porque eu não me vejo fazendo isso. Ah, okay, posso ser vingativo, mas não faria isso de primeira opção.

-Migo, não fica assim. Eu não sei quais foram os motivos para ele fazer o que fez, mas ele te amava, eu podia sentir isso, você nunca foi só uma foda. E eu sei que você também sabe disso. Se ele te amou, e teve coragem de te deixar, é porque ele queria que você fosse feliz, então levanta essa cabeça e pensa positivo. Você vai achar uma pessoa honesta e maravilhosa que te mereça. -Consolava Abgail.

-Mas eu quero ele... -Fungava.

-Devia ter pensado nisso antes de ao menos tentar absorver a justificativa dele. -Ela falou. -Olha, vou ser curta e grossa, ele fez merda? Fez! Com toda a certeza! Mas ele tentou se explicar, ele não tinha um caso com você ainda, e vocês sempre foram amigos acima de tudo, então se quer tanto ele, liga pra ele, porra!. -Disse.

-.........Você acha?.........-Perguntou.

-Tenho certeza -Ela respondeu.

-Obrigado. Pode ir agora, tenho uma ligação que preciso fazer -Disse Kurt.

-Vai fundo. -Falou Abgail, enquanto se retirava.

Ao bater da porta, o loiro começou a andar de um lado para o outro, pensando na sugestão da amiga. Até que, em um impulso, pegou seu celular e discou para o ex-ficante-amigo, que atendeu logo no segundo toque, o que parecia ser um milagre, ou uma conspiração, porque ele normalmente atendia quando estava quase desligando.

-Kurt???? -Perguntou o homem, do outro lado da linha.

-B-barney..Erh...-Kurt tentava começar uma frase, mas não conseguia terminar.

-...Pensou no que eu te disse? -Perguntou o moreno, confuso.

-Pensei..-Respondeu o loiro.

-E então? -Insistiu Barney.

-Eu não sei o que aconteceu. Eu só...Olha, eu acho que você foi um cuzão, mas por algum motivo, e eu odeio ele, eu não consigo parar de pensar em você. Eu não consigo pensar num jeito de te dizer isso, Cause I don't wanna lose you now, I'm lookin' right at the other half of me, The vacancy that sat in my heart, Is a space that now you hold -Disse Kurt, cantarolando "mirrors" no final.

((Porque eu não quero perder você agora, Estou olhando bem para a minha outra metade, O vazio que se instalou em meu coração, É um espaço que agora você guarda))

-Não é loucura, eu não paro de pensar nas merdas que eu fiz e como isso afetou nossa relação. Eu sinto muito, muito mesmo. Não passou um segundo sequer que eu não tenha me culpado por ter feito aquilo....Eu nunca disse isso, mas eu te amo, e nada nem ninguém vai mudar isso. Posso até encontrar outra pessoa se você me jogar fora, mas você continuará comigo, porque o que eu sinto agora, é muito verdadeiro pra ser substituído de qualquer maneira. Acho que eu nunca te dei o valor que você merecia, porque nunca percebi o quanto dependia de você, mas agora que ficamos separados, mesmo que por uma semana, já alucino só em pensar em te perder. Eu preciso de você. Only know you love him when you let him go, and you let him go. -Disse Barney, cantando "Let Her Go" no final

((Você só sabe que o ama quando o deixa ir, e você o deixou ir))

-Eu sei que não posso pedir transferência pro seu caso, mas me dá uma segunda chance?? -Perguntou.

-Eu...-Ponderava o loiro, e nesse emaranhado de pensamentos, respirou fundo, e deixou o coração responder -Claro. -Disse.

I thought that I've been hurt before
But no one's ever left me quite this sore
Your words cut deeper than a knife
Now I need someone to breathe me back to life
Got a feeling that I'm going under
But I know that I'll make it out alive
If I quit calling you my lover
Move on
-Shawn Mendes, Stitches



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...