História Agente Gusman - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Alícia Gusman, Marcelina Guerra, Mário Ayala, Paulo Guerra
Tags Agente Secreta, Alicia Gusman, Carrossel, Feitiçaria, Lutas, Magia, Marlina, Paulicia, Paulo Guerra
Exibições 260
Palavras 1.156
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Super Power
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Vlll


Capitulo VIII

Quarta-Feira

9.30min

 

Já haviam se passado um dia após a queda de braço, e todos ainda estavam surpresos com o resultado, no começo, Jaime inicia ganhando, porém por pouco tempo, alguns segundos depois Alicia começa a reagir e sem fazer muito esforço começa a movimentar o braço do colega. O Palilo começa a fazer força, sua cara estava com suor e avermelhada e o mesmo bufava, nada adiantou, Alicia ganhou, e saiu sem dar explicações, deixando o garoto e todos ali presentes boquiabertos.

Agora estavam todos no refeitório novamente, Mario conversava animadamente com todos que podia, e Alicia já estava se soltando mais, conversava com Carmen e Valéria, e o assunto das três logo se espalhou para a mesa inteira.

-Qual vocês acham que é a “surpresa” da professora Helena para as meninas?- Valéria questiona.

-Eu não faço a menor ideia!- Carmen responde- Alguém tem alguma ideia do que possa ser?

-Só espero que não seja outra menina na sala!- Jaime reclama

-E por quê?- Daniel entra na conversa

-Ele deve estar com medinho, vai que perde outra queda de braço- Kokimoto zomba o amigo ex-gorducho

-Nada ver- Jaime- Abre o olho Japa!

-Bom não seria mais do que justo!- Bibi

-Ele perder de novo!?- Paulo em tom zombeteiro pergunta e recebe um olhar fuzilador de Jaime.

-Não!- Bibi- quer dizer, até que seria legal ver a cara de tacho dele de novo- todos riem.

-Acho que ela quis dizer que ai seria justo, pois teria o mesmo numero de meninas e meninos na sala!- Margarida responde.

-Justo e chato né caipira!- Jorge

-Fica quieto Mauricinho!- Marga mostra a língua.

-Quem mostra a língua pede beijo- o Cavalieri zomba

-De você não, obrigada!- a Garcia responde no mesmo tom e todos riem.

O sinal toca.

-Anda gente! Vamos ver a surpresa!- Maria J. exclama e começa a puxar Bibi até a sala enquanto os outros as seguiam rindo da atitude da patricinha.

 

~//~

 

A aula havia começado e a assim que a professora de português, cujo o nome é Helena, começam as exclamações e questionários. Ela pede que seus alunos se acalmem e os mesmos o fazem.

-Bom crianças..-Ela começa mas é interrompida por Laura dizendo “Adolescentes”, a mulher ri e continua- certo, adolescentes, como vocês sabem, essa semana estamos recebendo vários novos estudantes, como Alicia e Mario- ela aponta com o braço para eles- a outra turma do nono ano também está, as vagas já haviam se fechado, mas a diretora abriu uma brecha, então temos uma nova aluna hoje!- As meninas comemoram- Milena pode entrar.

Dito isso entra uma garota com cabelos longos e ondulados da cor loiro escuro, seus olhos eram verdes e tinha sardas nas bochechas, mas o que mais chamou atenção foi a altura da menina, que por sinal era muito alta.

-olá- ela diz tímida

-uou!-Valéria diz boquiaberta- quanto você tem de altura menina?- pergunta e ela sorri.

-um metro e setenta e oito- ela diz rindo das caras das pessoas a sua frente.

-bom, gostaria de se apresentar?- a professora pergunta e a menina assente.

-meu nome é Milena, mas podem me chamar de Sirena, tenho treze anos e completo quatorze até o final do ano. Espero me dar bem com vocês!

-Alguém tem alguma pergunta?- Helena questiona. E Jaime, Valéria e Carmen levantam as mãos.

Jaime sem deixar a professora dizer quem responderia já vai dizendo.

-Você não vai me desafiar a uma queda de braço né?- o ex-gorducho pergunta e os alunos riem.

-não, não vou- ela responde confusa pela pergunta- por quê?

-Nada de importante- Jaime diz sínico.

-por que você disse pra te chamarmos de Sirena?-Carmen pergunta

-Eu creio que Milena é um nome comum demais pra uma pessoa como eu, e eu sinto que se meu ser interior pudesse mudar o meu nome ele colocaria Sirena, um dia ainda vou mudar!- Ela responde – O lado bom é que são parecidos.- completa.

-Você é alta assim mesmo ou tomou algum tipo de supremento?- Valéria pergunta e a menina abaixa a cabeça- que foi disse algo que não gostou?

-Não, não!-Ela responde rapidamente- só não gosto muito da minha altura, mas respondendo sua pergunta, não tomei nada, minhas cau- ela se interrompe quando percebe que ia falar algo que não podia- pernas- corrige- sempre foram grandes mesmo, coisa de família!

-Muito bem, mas alguma pergunta?- a professora Helena questiona

-Qual profissão gostaria de seguir?- Maria Joaquina pergunta.

-Biologia Marinha- Milena responde

-Por que?- Kokimoto

-Creio que é uma profissão feita para mim, amo o oceano e seria legal saber mais a respeito.

-E esse caderno ai é o que?- Alicia pergunta ríspida surpreendendo a todos por estar prestando atenção na menina.

-B..bom- Sirena gagueja olhando para uma agenda verde em suas mãos- É tipo um...diário. É isso! Diário! Eu levo pra todo lugar!- Concluiu e Alicia murmura um “hmm”

-Bom agora chega, vamos para aula!- Professora.

 

~//~

 

A aula havia acabado e Alicia e Mario andavam para casa, ambos em silêncio, até que surpreendendo o Ayala, a Gusman pergunta o que o garoto achou da menina nova.

-A ela parece legal- ele responde

-não sei não- é a vez dela responder- ela me pareceu estar escondendo alguma coisa!

-Todo mundo tem segredos!- Ele argumenta

-Mas ela é estranha! Você não viu como ela gaguejou quando perguntaram da altura? Tenho certeza que ia dizer outra coisa, e aquele caderninho lá é bem misterioso, quando a Valéria tentou ver dentro ela surtou!- A Gusman explica sua hipótese

-Pra mim você está com ciúme!- Ele zomba

- e de que seria?

-Das atenções estarem voltadas pra ela e não pra você!- ele responde e ela ri, mas logo fica séria novamente.

-Estou dizendo, tem alguma coisa errada com ela, e eu vou descobrir o que é!- Ela fala e o Ayala resolve ficar quieto.

Os dois voltam a andar em silêncio novamente, até chegarem casa e verem Marcelina e Paulo na frente da casa dos Guerra, a baixinha corre até os “irmãos” e o peralta vai atrás.

-Eu tenho uma proposta pra vocês!- Ela diz

-e o que seria?- Alicia

-Como da ultima vez você não foi lá em casa, eu imaginei que seria legal você ir hoje, seria só nós quatro- a menina fala e Mario olha com uma cara implorando pra ela aceitar.

-Anda Licinha, diz sim logo, eu sei que você está morrendo de vontade de ficar perto de mim!- Paulo diz se gabando e Alicia suspira derrotada.

-Tá nós vamos- ela diz e logo aponta para o Guerra- mas não por você!

-Ai que bom! Vamos nos conhecer melhor!- Marcelina abraça a Gusman que retribui dando tapinhas nas costas.

-Só deixem nós pegarmos nossas coisas, podem vir junto se quiserem!-Mario diz.

Os quatro andam até a casa dos “irmãos” Gusman Ayala, assim que Alicia destranca a porta, ela fica surpresa ao ver uma pessoa dentro da casa.

-O que você está fazendo aqui?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...