História Agora e para sempre,Lysandre - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Amor Doce, Amour Sucre, Romance
Exibições 88
Palavras 1.669
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Mistério, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi,meus queridos leitores,peço desculpas pela demora,mas,estava sem criatividade nem uma,mas,finalmente me veio a inspiração,tentei fazer um final digno,espero que gostem,boa leitura ♥

Capítulo 11 - Nosso final feliz...(capítulo final)


Fanfic / Fanfiction Agora e para sempre,Lysandre - Capítulo 11 - Nosso final feliz...(capítulo final)

No ultimo capítulo...

                                                           *****

Eu não conseguia achar nem uma resposta plausível para a reação dele,a não ser esta,”será que ele estaria magoado pelo fato de eu estar com o Lysandre?será que se eu tivesse contado antes do acidente,teria evitado esta reação?”eram perguntas que enchiam minha cabeça naquele momento 

                                               *****

Ella:está obvio que você não está bem...

Eu iria levar minha mão até seu ombro,mas,ele segurou meu pulso com uma leve pressão       

seu silêncio me matava por dentro,ele continuou sem reação,apenas ficou com uma expressão que identifiquei como...tristeza     

Castiel:hum,ele é um cara legal,com certeza merece você(ele disse e foi embora antes de eu poder responder)             

Eu fiquei sem me mover durante alguns segundos,tentando entender oque havia acontecido ali,por mais estranho que parecesse,estava obvio que Castiel tinha algum sentimento por mim,que não era apenas amizade,me senti mal por ele,pois,não queria de maneira nem uma magoa-lo,pois ele não merecia isto,depois de tudo oque Debrah havia feito com ele,ela havia sido uma grande decepção,e...eu acabei sendo também   

Eu fui andando até a saída do parque,perdida em meus pensamentos,ao passar pelo portão,eu ouvi uma voz chamar por meu nome,antes que eu pudesse entender oque estava acontecendo,Lysandre pulou em minha frente,e foi atingido por algo que parecia ser uma...bala!ele estava no chão,inconsciente,bem em minha frente,eu me ajoelhei,para ver-lo,senti lágrimas quentes rolarem por meu rosto,não conseguia pronunciar nada,olhei em volta para ver quem havia feito isto,mas,apenas vi um rapaz correndo para longe que parecia ser...Dake?,a rua estava deserta,isto com certeza foi obra da Nina,eu imediatamente liguei para o hospital,que enformou que iria mandar uma ambulância,ela demoraria mais ou menos 15 minutos para chegar,Lysandre estava sangrando muito,o tiro parecia ter atingido seu abdômen,eu o abracei forte,estava me sentindo impotente por não poder fazer nada por ele naquele momento,ele estava pálido,finalmente a ambulância chegou,dois enfermeiros e um médico desceram e retiraram uma maca do veículo,eu me levantei de onde ele estava delicadamente,pois sua cabeça estava apoiada em meu colo,ao chegar perto de mim,o médico disse     

médico:oque houve?

Eu lhe contei tudo oque havia acontecido,em quanto os enfermeiros botavam Lysandre na maca para transporta-lo até dentro do veículo 

médico:você tem algum parentesco com ele?   

Ella:e-eu sou namorada dele(falei ainda derramando lágrimas)

médico:entendo,pode vir junto se quiser  

Eu afirmei com a cabeça,e entrei dentro do veículo,eu estava com muito medo de que meu Lysandre...corresse risco de vida,enquanto minhas lágrimas continuavam a cair,peguei em sua mão,e senti um leve aperto,oque fez meu coração ficar apertado,nós logo chegamos,os enfermeiros o levaram imediatamente até uma sala com o médico,mas,eu não poderia entrar junto,o médico havia me enformado que eu teria de aguardar notícias na sala de espera,e que Lysandre estava na ala de emergência do hospital,a cada segundo,meu coração apertava,nunca havia me sentido daquela forma,era como se estivessem apertando meu coração,como se houvessem arrancado minha alma...

Eu tenho de avisar Leigh...

Peguei meu celular no bolso de minha jaqueta,disquei o número lentamente,eu estava tremendo,levei o celular até meu ouvido,e o apertei com força 

Força Castiella,você tem de ser forte,eu  pensava e quanto limpava minhas lágrimas,que corriam em grande quantidade

Leigh não demorou a atender,eu o expliquei oque havia acontecido e o enformei em qual hospital estávamos,ele parecia  nervoso,apenas disse que estava vindo para cá imediatamente e desligou,eu,derrotada,a espera de notícias de meu amado,sentei-me em uma das poltronas da sala de espera,estava passando pelo pior momento de minha vida,cada segundo parecia uma eternidade,Leigh logo chegou,e Rosa estava junto dele    

Leigh:alguma notícia?(ele perguntava nervoso)

Eu fiz não com a cabeça,e ele assentiu fitando o chão 

horas se passaram,e finalmente,o médico apareceu na sala de espera,eu,Leigh e Rosa nos levantamos assim que o vimos,ele tinha uma prancheta em mãos,e leu atentamente antes de se pronunciar 

médico:vocês são os familiares do rapaz que foi baleado,certo?( Leigh assentiu com a cabeça,e o médico começou a falar qual era a situação)

Médico:o dano foi grave,ele perdeu muito sangue,e a bala perfurou seu figado,ele precisará de um transplante o mais rápido possível,de um doador com seu mesmo tipo sanguíneo,conseguimos instabiliza-lo,mas,ele corre risco de vida caso o transplante não seja feito,e não temos um doador compatível,e precisarei saber qual o tipo sanguíneo dele 

Leigh:AB-
    
Médico:entendo,e algum de vocês tem o mesmo tipo sanguíneo?

Leigh:oh...não

Leigh parecia abalado,pois seu tipo sanguíneo não era compatível com o do irmão,mas,o meu era!,ele virou-se e abraçou Rosa,eu imediatamente pronunciei-me 

Ella:eu gostaria de doar,meu tipo sanguíneo também é AB-(falei com firmeza,salvaria meu amado de qualquer forma,eu faria qualquer coisa por ele)  

Médico:bom,no caso,você doará uma parte de seu fígado,mas,felizmente,isto é o suficiente para salva-lo

Eu assenti com a cabeça

O médico fez um exame que comprovaria meu tipo sanguíneo,ele insistiu,pois disse que era uma medida de prevenção,perguntou se eu tinha alguma doença ou algo do  tipo,estava tudo certo,um enfermeiro me acompanhou até uma sala,onde eu me prepararia para a cirurgia,eu botei a roupa que me foi dada,e logo havia chegado a hora,Leigh avisaria minha mãe,mas,tudo oque importava era salvar meu Lysandre,eu fechei meus olhos por um instante,ao abrir-los vi dois médicos entrando com Lysandre adormecido em uma cama hospitalar,eu o olhei fixamente,senti um aperto em meu coração por ver-lo naquele estado,deixei uma lágrima correr por meu rosto,ele parecia um anjo dormindo tranquilamente,ele foi colocado ao meu lado,eu segurei sua mão delicadamente    

eu estava certa de minha decisão,enquanto um enfermeiro injetava algo em minha  veia,lentamente tudo foi ficando escuro,e eu apaguei

                                        ****narrado por Rosa**** 

Leigh e eu ficamos esperando,aflitos na sala de espera,Leigh estava abatido,eu segurei sua mão fortemente e disse a ele que ficaria tudo bem,a mãe de Castiella logo chegou,e perguntou oque havia acontecido,eu expliquei tudo a ela,ela ficou muito aflita,andava de um lado para o outro,eu tentei conforta-la,mas esta situação não é nada fácil para nem um de nós,depois de três longas horas,o médico veio nos dar notícias,eu e Leigh nos levantamos de mãos dadas,meu coração estava apertado,a mãe de Castiella chegou perto em silêncio para ouvir oque o médico tinha a dizer 

médico:tudo correu bem,o rapaz não corre mais risco de vida,e foi instabilizado,e a garota ficará bem,os dois precisam apenas de descanso,o rapaz ficará em observação por uma semana,a garota será liberada daqui a três dias,se a recuperação for eficaz,mas,com alguns cuidados básicos    

Leigh e Lúcia parecia aliviados,e eu também,parecia que finalmente poderia respirar novamente,Leigh perguntou ao médico se poderíamos entrar para ver-los  

Ele concordou,mas,por no máximo 10 minutos,e uma pessoa de cada vez,pois,ambos ainda se encontravam sedados   

                                                           *****

                                             ****Narrado por Ella****

Quatro dias haviam se passado,Lysandre estava se recuperando rapidamente,e eu estava muito feliz,meu amado estava bem é era isto oque importava,eu não sentia nem um tipo de dor,apenas tinha de tomar alguns cuidados básicos por conta do corte da cirurgia,que cicatrizava rapidamente,a polícia havia investigado o caso,depois que falei  quem desconfiava que havia sido,e oque havia visto naquele dia,Dake foi interrogado,mas,logo confessou tudo,e disse que havia sido ideia de Nina,ele foi preso,Nina,por ser menor de idade,não responderia por si mesma,as consequências cairiam sobre sua responsável,ou seja,sua mãe,eu não sei como ela pode fazer algo assim,pois,é apenas uma criança,como poderia ser capaz e tamanha maldade...   

Fui tirada de meus devaneios por uma doce voz,que chamava por meu nome,era Lysandre que havia acordado,eu estava sentada em sua cama,ao lado dele,segurando sua mão,eu não pude evitar de deixar caírem lágrimas,pois,quase o perdi,ele levou uma mecha de meu cabelo até minha orelha,eu sorri para ele   

Ella:como está se sentindo?(falei limpando minhas lágrimas)

Lysandre:me sinto bem melhor agora que você está  ao meu lado(ele apertou levemente minha mão)

Ella:só de pensar em te perder,eu...

Lysandre:você nunca irá me perder,eu estou aqui ao seu lado,minha amada,agora e para sempre...

Ele levantou-se devagar e me abraçou com força,enquanto mexia em meus cabelos,em seus braços tudo parece tão certo,eu sei que é onde eu deveria estar,e onde eu quero ficar até os últimos  momentos de minha vida,nós ficamos um bom tempo abraçados,conversamos sobre muitas coisas  

                                 *****um ano se passou,dês de aquele terrível dia*****

O tempo passou,muitas coisas mudaram,e para melhor,Rosa e Leigh haviam se casado logo depois de seu filho nascer,ele estava com três meses,e era um lindo menino,Lysandre e eu estávamos noivos,ele e Castiel estavam prestes a gravar seu primeiro CD como uma banda oficial,e eu não poderia estar mais feliz,Castiel também havia encontrado alguém,e desta vez,a garota certa para ele,estava noivo de uma linda garota chamada Lia,uma grande amiga minha,todos nós havíamos combinado de passarmos o natal em nossa casa,pois,eu e Lysandre estávamos morando juntos a quatro meses,e por incrível que  pareça,eu havia aprendido a cozinhar,ainda não estava cem por cento,mas,estava me esforçando,Rosa e Lia  iriam me ajudar com os preparativos para a festa de natal,depois de algum tempo,terminamos tudo,e eu tinha uma grande surpresa para Lysandre,decidi contar hoje,depois de todos chegarem,parecia o momento ideal depois do jantar,todos estavam na sala de estar,conversando animadamente     

Ella:gente,eu preciso contar algo,tenho uma surpresa para você,Lysandre 

Todos me olharam curiosos,Lysandre levantou-se do sofá,e veio até mim,eu peguei sua mão e levei até minha barriga,respirei fundo

Ella:eu estou grávida!

Lysandre me encarou por alguns segundos antes de me abraçar,ele sorriu e disse 

Lysandre:este é o melhor presente que você poderia me dar(ele deu um beijo em minha testa) 

Rosa:espere um pouco,a quanto tempo você sabe disto?(ela perguntou curiosa) 

Ella:eu descobri a três semanas,mas,queria contar quando todos estivessem reunidos(eu sorri para ela)  

Rosa:oh,bem que eu já havia percebido uma barriguinha aí(ela falou em tom de brincadeira,enquanto segurava seu bebê)

Eu não pude deixar de ficar vermelha     

Rosa:e você Lia,também tem algo para nos contar?(ela encarou Lia) 

Lia:se é isto oque você quer saber,não,eu não estou grávida(ela soltou uma gargalhada)

Castiel:você quer dizer ainda não,né?(ele sorriu irônico,como sempre)   

Lia:talvez,quem sabe,né?(ela falou cruzando os braços)

Castiel soltou uma gargalhada e logo a puxou pela cintura para um beijo 

Rosa:deste jeito vão vir gêmeos,em Castiel?(ela falou rindo)

Castiel afastou-se um pouco de Lia e disse

Castiel:ora,quanto mais melhor(ele riu)   

                            ***** 

                            fim...

“ Quando não estou com você
Sinto meu mundo acabar,
Perco o chão sob os meus pés
Me falta o ar para respirar
E só de pensar em te perder por um segundo,
Eu sei que isto é o meu fim do mundo”    

                               

 


Notas Finais


Bom,foi isto,talvez eu venha a escrever outras fanfic's mais a frente,mas,no momento,estou sem idéias,sobre oque aconteceu com Nina e Dake,deixo a critério de sua criatividade imaginar oque aconteceu com eles no final,até a próxima,talvez,e obrigada por lerem ♥ e se tiverem alguma sugestão de fanfic,me digam nos comentários :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...