História Agora Eu Quero Ir - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucas "T3ddy" Olioti
Tags B3ars, Calaloura, T3ddy, Yotub3ars, Yotubers
Exibições 36
Palavras 1.039
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá morzinhos
Espero que gostem, estou fazendo com muito carinho e estou morrendo de amores tanto pela fanfic e pelos personagens!!
Espero que sintam o mesmo que eu estou sentindo!
Caso gostarem favoritem a fanfic isso ajuda muito!!
Então divitam- se!! 😘

Capítulo 2 - Mudanças


Fanfic / Fanfiction Agora Eu Quero Ir - Capítulo 2 - Mudanças

•Lia Life On

Acordei bem desposta, hoje seria meu último dia na minha universidade, ao mesmo que eu estava feliz eu também estava um pouco triste por ter que ficar tanto tempo longe de Fernanda e Ariana, elas são minhas melhores amigas desde pequena, já são 10 anos de amizade e a gente nunca havia se separado mas tudo bem é pra isso que existe Skype, mas enfim vamos ter bastante contato.
Após mergulhar em alguns pensamentos voltei em mim e fui me arrumar, estava inverno e o frio era realmente extremo então coloquei toda aquela montanha de roupa em mim que não me ajudava em nada por ser tão sensível ao frio. Assim que terminei de me arrumar desci correndo peguei a chave do meu Cherry e sai com alguns cadernos nas maos e meu cachecol, fui dirigindo e escutando algumas musicas do meu pen drive (The Chainsmorkers- Closer), assim que avistei no caminho da universidade um Starbucks estacionei e fui tomar meu breakfast, peguei meu 'Mocha' e alguns brownies e fui pra universidade.
Seis, não cinco, não quatro, não três, não dois, e nem um, mais sim seis aulas diretas.

Quando saí da sala me sentia livre e morta de cansaso, olhei no relógio e marcava 18:47, resolvi ir pra casa e depois as meninas iriam pra la pra dormir comigo. Antes de ir pra casa passei no supermercado comprei umas baboseiras e então fui pra casa. Ao chegari em casa tomei um banho, logo as meninas chegaram então vimos alguns filmes, conversamos e acabamos adormecendo.
Acordei no outro dia com a Fernanda dizendo que iria perder o voo. Sai correndo e troquei de roupa e ao descer as escadas acabei jogando as malas sem dó de tanto desespero, em seguida desci correndo e rindo da situação. Assim que colocamos tudo no carro despedi da minha família e fui, fiz questao de ser rapida na despedidas por que não gosto de chorar em publico por isso ninguem acredita que sou chorona.
E então quando dei por mim já estava dentro do avião, então olhei pra janela e dei um sorriso e com algumas lagrimas soltas e meu rosto falei baixinho;

Lia: Vai dar tudo certo!

Então fechei os olhos e por último escutei;

Piloto: Decolagem autorizada.

Acabei falecendo a viagem toda e quando dei por mim já estava em solos brasileiros e sendo mais específica já estava em São Paulo. Desci do avião com um sorriso maior do que o do coringa, peguei minhas malas no pulo ( até fiquei surpresa por que sempre minhas malas ficam por último) e assim que peguei já fui indo em direção a saída do desembarque. 
Assim que saí fiquei por alguns segundos observando pra ver se via alguma placa com meu nome e foi então que meus olhos foram para em uma menina de no máximo 4 anos com uma placa escrito; ��Bem Vinda Julia Silva��
Achei uma gracinha então fui em direção a menina que logo começou a dar pulinhos chamando a atenção de sua família.

Xxx: Oi, Julia certo?!

Lia: Isso sou eu, Lia, quero dizer Julia mas pode me chamar de Lia. 

Xxx: Prazer Ju.. Lia, eu sou a Mariana Olioti, esse é meu marido Pedro e essas são nossas filhas Clara de 15 anos e a Lívia de 3 anos.

Lia: É prazer conhecer minha mais nova família (disse abraçando cada um).

Assim que tive essa recepção calorosa fomos em direção ao carro então Mariana me disse que iriamos pra Ribeirão Preto e me falou um pouco sobre sua familia e disse que eu moraria em uma cidade bem aconchegante. 
Assim que seguimos viajem tratei logo de conhecer minhas novas irmãs.

Lia:Então me fale sobre você (disse apontando pra mais velha)

Clara: Bom, eu tenho 15 anos,gosto de ver series e amo música.

Lia:Humm, eu também amo música, se quiser depois posso te mostrar algumas... Mas agora e essa pequena aqui? (disse apontando pra menor)

Lívia: Eu gosto do meu tio Lucas.

Lia: Tio Lucas? 

Mariana: Assim Lia esqueci de comentar sobre ele, ele é meu irmão mais novo e mora em São Paulo.

Lia: Assim entendi, que gracinha você gostar tanto assim do seu títio.

Lívia: Tio Lucas é foda.

Todos rimos da resposta de Lívia, então o restante da viagem foi bem tranquila pela qual não me lembro de nada por ter desmaiado novamente,então quando chegamos na minha nova casa Lívia pegou na minha mão e começou a andar comigo pela casa toda me apresentando cada detalhe, eu já estva exausta quando Mariana me mostrou meu quarto, ele era bem claro e tinha bastante luz tinha alguns portas retratos pelo qual eu já estava louca pra colocar fotos da minha familia neles. Assim que a Mariana me deixou a sós liguei meu Skype falei um pouco com as meninas mostrei as coisas do quarto, decorei o quarto do meu jeitinho então desliguei a chamada tomei um banho e  desci um pouco.
Lívia toda pipoquinha já logo veio em minha direção;

Lívia: Pensei que nao iria descer mais hoje.

Lia: É claro que eu iria descer, acha mesmo que eu iria ficar no quarto enquanto voce brincava aqui sozinha?

Lívia:Voce veio pra brincar comigo?

Lia:Aham

Lívia:EBAA

Peguei uma das bonecas no chão e comecei a falar algumas coisas que fazia Lívia rir bastante, então Clara apareceu na sala e assim que viu a brincadera começou a rir também.

Lia:Clara desci meu notebook pra voce ver algumas músicas 

Clara:Já vou olhar.Obrigada

Passei um bom tempo com a Lívia e a Clara brincamos e escultamos algumas músicas, então jantamos, Mariana fez uma comidinha bem brasileira pra mim comi mais feliz que criança comendo fast food, então subi pro meu quarto respondi lguns emails e dormi.
No meio da noite acordei com alguém no meu quarto, assutada acendi a luz do abajur. Então eu vi a Lívia com ursinho na mão.

Lívia:Lia posso dormir aqui?

Lia:Claro serumanazinha, vem aqui (disse abrindo o lençol)

Lívia:Seru.. oque? (disse entrando no leçol)

Lia:Nada flor nada... (disse envolvendo ela numa conchinha e adormecendo novamente)

Lívia:Lia, eu vou te chamar de tia. Tia Lia, por que voce é foda.

Lia:Gracinha, meu neném.

E o silencio acabou nós embalando até o sono mais profundo.


Notas Finais


Perdão por nao postar no horarío, é que fui assitir o filme da Kéfera e só cheguei agora. (PQP FICOU PERFEITO)
Proximo capítulo será sobre o T3ddynho...
Como disse no inicío se gostarem favoritem ok!!
Até o proximo capitulo e tchauu😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...