História Àgua antes de joias - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bts, Hoseok, Hyuna, Investigação, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Namjoon, Seokjin, Shortfic, Taehyung, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 92
Palavras 871
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi amores!
Porra Yura, fic nova de novo?
Mais uma Jikook?
Relaxem que eu conheço meus limites - ou não - e essa fic é uma short fic, ok?
Hahahaha... Me desculpem por postar mais uma, mas voces sabem que eu tenho um fogo no cu muito forte.

Deixei uma imagem da Benitoíte para voces conhecerem essa pedra, ok?

Capítulo 1 - Benitoíte


Fanfic / Fanfiction Àgua antes de joias - Capítulo 1 - Benitoíte

Era uma vez um universo vazio. Não havia caos, luz, bem, mal, não havia nada.

Quando, de repente, vindos do vazio, surgiram três criaturas belas.

A primeira criatura foi um homem forte, cheio de cabelos brancos e alguns acinzentados, os olhos azuis brilhantes envolventes e as mãos ásperas. Junto dele nasceu a imaginação, a criatividade e a bondade que habitavam dentro de si.

A segunda criatura era uma jovem. A pele dourada e os cabelos amarelados, olhos âmbar e sorriso encantador, junto desta criatura nasceu a perfeição em sua aparência, o sentimento exagerado e a vingança, características de sua personalidade forte e marcante.

A terceira criatura era um homem também, os músculos definidos, os cabelos escuros, lisos e longos e a face magra e simétrica. Junto dele nasceu a inveja e o amor, dois sentimentos que podem ser bem loucos quando dentro de um mesmo ser.

Não havia horas, nem dias ou semanas para que eu possa lhes contar quanto tempo levou para que a primeira criatura recebesse o nome de “o criador”.

O criador recebeu esse nome devido a sua capacidade de imaginar e fazer as coisas que imaginava se tornarem reais. Era um dom incrível.

Ele havia criado o universo, depois as estrelas, os planetas - Que foram tantos que teve que agrupa-los em galáxias - e quase tudo o que se conhece.

Digo “quase” porque seus irmãos tentavam, vez ou outra, criar algo tão incrível quantos as obras do criador, mas na maioria das vezes essas criações terminavam em desastres - Como ao buraco negro criado pela “Perfeição”, a segunda criatura.

A criação mais incrível que o criador havia feito fora o planeta Terra. De longe até parecia um planeta comum, mas estava longe de ser apenas isso. O planeta Terra carregava uma coisa muito especial que a irmã Perfeição batizou de “Vida”.

A vida era um tipo de energia que tornava os seres mais parecidos com os três irmão. Era incrível e linda, a coisa mais incrível do universo, mais bela que as próprias estrelas, mais bela até mesmo que a própria Perfeição.

Claro que o terceiro irmão, chamado “Inveja” não pode deixar de invejar o trabalho do criador e decidiu que preencheria o planeta com uma vida criada por ele próprio.

Com isso em mente Inveja jogou um meteoro no planeta Terra, acabando com toda a vida ali existente e começou a trabalhar na sua própria criação.

Assim surgiu o ser humano.

Claro que o criador fez questão de criar mil e uma outras espécies dentro do planeta após o meteoro, mas o ser humano era muito mais desenvolvido e parecia assustadoramente com o Inveja.

Eram amorosos, gananciosos, bonitos e inteligentes e Inveja nao podia ter mais orgulho de sua criação que dominava o planeta Terra.

O criador resolveu, para não acabar brigando com os irmãos ao ter suas criações cheias de vida destruídas novamente, dividir o planeta em três partes.

Ele próprio ficou com os céus, onde poderias criar seres voadores que estariam sob sua proteção e nao poderiam acabar sendo machucados ou extintos por um dos irmãos.

Deu a Perfeição as águas, tão belas quanto a mesma, para que ela pudesse enxergar o próprio reflexo todos os dias e se sentir o ser mais belo do universo.

E deu a Inveja a terra, onde seus preciosos humanos viviam, para que pudesse sempre estar perto de sua tão amada criação.

Essa divisão funcionou muito bem no começo. Os três irmãos conviveram em paz durante muito tempo, isso até Perfeição descobrir algo maravilhoso dentro das águas que a ela pertenciam, algo chamado Benitoíte.

Era uma pedra azul brilhante impressionante que só foi encontrada perto das águas do rio San Benito em San Benito County, na Califórnia.

Claro que Inveja não pode deixar de invejar aquela jóia tão rara. Não era a toa que os humanos gostavam de coisas brilhantes e caras, haviam herdado isso de Inveja, seu criador, que sempre colecionava vários tipos de brilhantes diferentes.

Inveja procurou por anos pela Benitoíte em suas terras, mas não conseguiu encontrar nem uma única pedrinha com aquele azul brilhante para a sua coleção, só havia uma coisa que podia fazer… Roubar.

Se fosse escondido e em silêncio até o território de Perfeição ela nem o notaria lá, não é?

E foi seguindo esse plano estúpido que Inveja foi pego no flagra.

Perfeição viu o irmão roubando sua preciosa Benitoíte e seu espírito vingativo teve que acordar.

Irada com a audácia do irmão em roubar-lhe seu bem mais precioso ela lhe lançou uma maldição. Faria Inveja pagar pelo seu erro destruindo o que mais amava, seus preciosos humanos.

Ela lançou um feitiço para que toda a água que os humanos fossem consumir se transformasse em Benitoíte, assim seu irmão jamais precisaria roubar-lhe novamente já que teria muitas das pedras para colecionar, porém perderia seus preciosos humanos que, em pouco tempo, morreriam de sede.

Inveja implorou pelo perdão da irmã e chegou a se ajoelhar sob seus pés e beijar-lhe os dedos dos mesmos para demonstrar seu arrependimento, mas Perfeição era vingativa demais para parar ali. Ela avisou ao irmão que ele só poderia salvar seus preciosos humanos e desfazer a maldição se passasse por cima da ganância que dominava seu interior e então o expulsou de seus domínios.

E é aí que nossa história começa. Não num universo vazio, mas sim na residência de um jovem chamado Park Jimin.


Notas Finais


Gente, esse cap foi tipo um prólogo, ok? Espero que tenham entendido tudo certinho. Aceito criticas, blz?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...