História Águas Temerosas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hidan, Kisame Hoshigaki, Madara Uchiha, Pain, Yahiko
Tags Akatsuki, Hidan, Kaimisha Gakunora, Kisame Hoshigaki, Kisameyyahi, Madakaihida, Madara Uchiha, Meyrumi Tsucuri, Yahiko
Exibições 41
Palavras 3.629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Fantasia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi meus Lindos e Linda, essa fic e completamente dedicada a minha melhor amiga, amo ela de paixão @Uchiha_Kai, um amor de pessoas e que sempre esta do meu lado ^~.


Boa Leitura.

Capítulo 1 - Desejo Reprimido


Fanfic / Fanfiction Águas Temerosas - Capítulo 1 - Desejo Reprimido

Três anos, quatro horas, e exatos trinta e quatro minutos, de pura bajulação a única coisa que eu queria e já estar naquele cruzeiro mais antes precisávamos ganhar o prémio, mesmo que isso custa-se horas mal dormidas, e ainda uma chata falando na minha cabeça pela quarta fez para prestar atenção, joguei meu cabelo para traz olhando as pessoas passarem a nossa frente arrumando suas engenhocas, admito que se não fosse pela minha amiga nem nessa competição havia entrada, não por ela e sim pela viajem, ao menos ela sabe disso, meu sangue gelou ao sentir meu braço ser puxado.

Kaimisha: Qual e Mey!!!-Digo frustrada.

Meyrumi: Kai, se você não prestar atenção como ira explicar!-Diz desanimada.

Kaimisha: Mey você já me explico isso umas 100 vezes eu já entendi.

Meyrumi: Há já e oque deve dizer?-Cruzou os braços.

Sorri para ela revirando os olhos, mesmo que ela seja uma nerd, e um pé no saco as vezes gosto do jeito dela, passei meu braço em seu ombro nos  aproximando, me virei minha boca de seu ouvido.

Kaimisha: Viu quem te observo a feira inteira?-Sussurrou.

Vi suas bochechas corarem e ela negar, olhei na direção vendo que ele agora não olhava,-Infeliz.

Kaimisha: Na boa como essa cara some tão fácil?-Digo indignada.

Meyrumi: Quem?

Kaimisha: Hun.... Ninguém deixa isso, quando chegar a hora você vera, agora vamos!

Peguei nosso projeto de um lado e ela do outro, na verdade mesmo ela sendo um pouco desajeitada com isso ela conseguiu pegar, Meyrumi sorriu ajeitando a grande bandeja entre suas mãos, depois falo que ela e desajeitada ela acha ruim, sorri com meu pensamentos, Meyrumi e a típica garota nerd  bonita por sinal, um corpo escultural, seios avantajados que não sei porque raios são daquele tamanho, cabelos na altura da cintura loiro platinado, e olhos castanho escuro, já eu sou o oposto dela em alguns aspequitos, minha pele e um pouco mais bronzeada, meus cabelo loiro longo, olhos âmbar minha marca registrada, seios pequenos nada exagerado olhei para ela a fuzilando, odeio isso, mas algo que e meu maior orgulho coxas e bumbum avantajados, sorri para mim mesma.

Meyrumi: Oque te deu hoje?

Kaimisha: Han, há nada não apenas pensando alto, anda logo que isso esta pesado.

Andamos ate uma das pequenas divisórias que dava a visão privilegiada do nosso projeto, aquele projeto me deu varias olheiras que agora tive que passar muita base para ver se amenizava, Meyrumi deu a brilhante ideia para ganhamos essa viajem, fizemos um robô em formato de um cachorro, o mesmo e conselheiro, mas como e só um projeto no caso e para pessoa que sofre de depressão, você pergunta algo desmotivador, ele lhe dará uma resposta motivacional, ela arrumou mais algumas coisa, foi ate a frente me inclinando, para arrumar ar bordas do pano que ficara dos lados, senti minha pele arder fortemente em meu bumbum e um estralo alto, bati a cabeça na mesa, me ergui rapidamente olhando na direção, passei a mão no calo que iria se formar.

Hidan: Delicia!-Sorriu.

Kaimisha: Vai se foder Jashinista!-Digo severa.

Hidan: Olha a boquinha boneca.

Kaimisha: Olha quem diz, oque veio fazer aqui, que eu saiba o seu estande fica do outro lado. -Digo seria.

Hidan: E perder a oportunidade de te ver novamente nesse uniforme, gostosa.

Hidan se aproximou de mim me prensando um pouco contra a pequena mesa, seu rosto ficou a centímetros do meu, sorri para ele o desafiando, ele odeia isso, logo seu rosto se suavizou.

Kaimisha: Oque foi Hidan, esta com tanta vontade de me tocar assim?-Sorri.

Hidan: Ts...

Kaimisha: Sei que me quer, e sei que me deseja, pena que não quero nada com um merda como você!

Hidan: Por enquanto minha boneca!

Kaimisha: Vai pro inferno!

Hidan: Sou devoto a Jashim minha garota, sabe que o inferno e meu lugar e você e minha diabinha!

Mostrei o dedo do meio para ele o vendo se retirar, trinquei meus dentes me sentindo quente com a aproximação e provocações dele, eu sei que minto quando digo que o odeio, Hidan e um filho da puta de um albino lindo, e gostoso, corpo esguio e forte, sorriso de um verdadeiro canalha, seu cabelo grisalho que minha mão ate dói em querer desgrenha-lo, sorri desviando o olhar, como sempre ele já foi mexer com outras garotas, olhei para os lados vendo ele, o menino que minha querida amiga tanto observa, Yahiko se aproximou olhando para o nosso projeto, arquei a sobrancelha.

Kaimisha: Oi Pain perdeu alguma coisa?

Yahiko: Ainda não Kaimisha, mas, se eu perder sei onde encontrar!-Disse serio.

Ele olhou para Meyrumi que estava entretida de mais em fazer o projeto funcionar perfeitamente, -Kami me da forças, raspei a garganta atraindo sua atenção, logo ela me olhou, sorrindo em seguida, seu olhar pulsou no Yahiko, dei a volta na mesa ficando atrás dela.

Meyrumi: Oi Pain como esta?-Sorriu.

Sua respiração ficou tensa, a presença dele sempre a deixou desconfortável, a abracei por traz a sentindo-a enrijecer, sorri em seu ombro o observando, abri minha boca brincando com o piercing da língua, apertei mais deixando seus seios avantajados.

Kaimisha: É você sabe mesmo onde encontrar!

Apertei a cintura da mesma contra meu corpo, o infeliz analiso bem oque eu fazia, sorriu de canto se afastando.

Yahiko: Ate mais Meyrumi!

Ele se afastou, a ardência em minha mão se fez presente.

Kaimisha: Ai!!

Meyrumi: Qual o seu problema?-Disse indignada.

Kaimisha: Oque, não fiz nada, e ainda mais porque esta toda corada kkk

Ela desviou o olhar fitando um canto qualquer.

Meyrumi: é.......e a primeira vez que ele diz meu nome.....

Me aproximei dela a vendo ficar ainda mas corada.

Kaimisha: Quer dar pra ele não é!-Sorri maliciosa.

Meyrumi: Kaimisha!!!

Kaimisha: Oque kkkkk

Fiquei rindo por um tempo do nervosismo dela as pessoas começaram a chegar, ela explicava calmamente ate para um senhor que ficara horas a comendo, em fez de prestar atenção no que ela dizia, olhei para os lados vendo que os outros estandes estavam bem vazios,-Isso e bom, não demorou para os juízes virem no nosso, eles olharam Meyrum dizia a parte técnica enquanto eu dizia a teórica, expliquei o porque desse projeto, e sua utilidade, enquanto eles anotavam, Meyrumi desmontou ele mostrando como havia construído, o cachorrinho ainda em fase de teste estava ate bem elaborado, alguns juízes fizeram cara feia e outro criticaram, logo saíram indo para outro lugares Meyurmi respiro aliviada quando eles se afastaram.

Kaimisha: Porque ficou tão nervosa?

Meyrumi: Não sei, acho que a ansiedade acabo me dominando rsrs.

Kaimisha: Ou foi o fato do Pain ter vindo aqui?-Sorri.

Meyrumi: Não viaja Kai!

Kaimisha: E porque não, qual e Mey porque não chega nele?

Meyrumi: Porque ele tem namorada!-Disse desanimada.

Kaimisha: O Pain, da onde tiro isso?

Meyrumi: Kai, a Konan e namorada dele, ou você esqueceu?

Kaimisha: kkkk tolinha de mais, Mey a Konan e peguete mais nada, ele não namora ninguém!

Ela me olhou um pouco surpresa,- Wo inocência.

Kaimisha: Animo agora?

Meyrumi: Hun.....

Kaimisha: Faz assim eu vou lá e falo com ele, oque acha?

Meyrumi: NÃO!, Kai por Kami-sama vamos só terminar a exposição. -Diz descrente.

Cruzei meus braços ficando no canto, ela adora cortar meu barato, olhei para o relógio que havia no ginásio, marcara quase 7 horas da noite, meus pés já não aguentavam mais, minha língua ardeu de tanto brincar com o piercing, minha mente, já vagava pensando em como seria a viajem, Meyrumi ficara o tempo todo lendo um livro de capa preta,-Ela as vezes me assusta, ouvimos o microfone ser ligado, pedindo para todos os alunos se aproximarem, saímos da nossa ala deixando as coisas arrumadas, andamos ate a parte da frente onde vários alunos estavam, olhei do lados vendo que o Yahiko e o Hidan estavam juntos, os mesmos estavam rodeados de meninas, mas também são os garotos mais populares da escola.

Meyrumi: Será que conseguimos?-Diz animada.

Kaimisha: Minha cara, você ainda tem duvida?-Sorri.

Meyurmi passou seu braço no meu nos aproximando, ela estava muito empolgada mais não era para menos, ela colocou seu coração naquele projeto, a diretora vez um discurso longo, e entediante, mordi o canto da minha boca em nervosismo como queria estar em casa, meus pés já estão doloridos, logo outro homem que patrocinou a ideia dos alunos fazerem o projeto pegou o microfone e começou a falar mais besteira ainda, revirei meus olhos.

Hidan: Posso tirar seu tedio na minha cama.- Sussurrou.

Suspirei ao sentir seu corpo rente as minhas costas, sorri de canto, seu hálito quente bateu contra o meu pescoço.

Kaimisha: Você, duvido muito.

Hidan: Garota quando eu te pegar irei te foder ate meu pau esfolar.

Kaimisha: Só isso, isso qualquer um faz meu caro Hidan!-Rebati.

Hidan: Vaca...

Sua mão veio forte em minha cintura a apertando, me remexi incomoda, seus dedos adentraram devagar em minha saía, logo ele puxou minha calcinha, atorando em meu bumbum.

Hidan: Quero muito invadir seu corpo inteiro, e não estou falando so da sua molhadinha!

Virei meus rosto arqueando uma sobrancelha, ele sorriu travesso, puxando o fino tecido novamente.

Kaimisha: Quero so ver!- Provoquei.

Seus dedos deslizaram para a parte da frente, puxei o braço da Mey a colocando em minha frente, senti uma presença intensa do meu lado, Yahiko me olhava de canto, os dedos gélidos desceram devagar por minha intimidade, mordi minha boca tentando conter a ansiedade do seu toque, logo seu dedo passou em minha fenda aprofundando devagar.

Hidan: Delicia lisinha, do jeito que eu gosto. -Sussurrou.

Kaimisha: Se acha que isso e o suficiente pra me levar pra cama desista.

Arfei com desejo, seus dedos pressionaram meu clitóris com força.

Hidan: Olha oque temos aqui, quero muito chupar esse piercing.

Seus dedos deslizaram em movimentos circulares, abri minha boca respirando fundo, -Se segura, a mais de 100 pessoas a sua volta, um único gemido e eles olharam, apertei minhas mãos no braço da Mey.

Meyrumi: Kai você esta bem?

Kaimisha: Hay, so estou tensa.....na........

Não consegui completar a frase, Hidan enfiou dois dedos dentre de mim abrindo minha intimidade, mordi meu lábio tombando a cabeça, minhas vistas estavam ficando nubladas, logo o terceiro dedo foi introduzido, bate com minhas costas em seu peito em estasi, ele enfiou mais a mãos brincando com meu clitóris puxando o pequeno metal, enquanto me penetrava com seus dedos, minhas pernas já estavam bambas.

Yahiko: Hidan chega!

Hidan: Porra Yahiko agora que a coisa estava ficando boa!

Yahiko: Cala a porcaria dessa boca vão dizer os vencedores.

Sua mão subiu de imediato saindo de minha intimidade, me escorei nas costas da Mey me apoiando, olhei para ele que levou seus dedos ate sua boca os lambendo, corei ao imaginar aquela língua quente me lambendo, sorri para ele o provocando.

Kakashi: Os vencedores com os melhores projetos, e que iram para uma viajem de 7 dias em um cruzeiros são.....

Meyrumi: Kami-sama se me ajuda, eu juro que faço o que a Kai quiser!-Diz cruzando os dedos.

Kaimisha: Eu ouvi isso.....

Ela me olhou por cima do ombro franzindo o senho.

Meyrumi: Por que você esta?

Kaimisha: Longa historia.

Kakashi: O primeiro lugar vai para Yahiko Nakomuri e Hidan Muraki.

Kaimisha: Merda!

Meyrumi: Kai!

Kaimisha: Achei que agente ficaria em primeiro caramba!

Meyrumi: Relaxa o segundo lugar também vai para a viagem.

Kakashi: Em segundo lugar, Meyrumi Tsucuri, e Kaimisha Gakunora.

Meyrumi gritou me abraçando, quase caímos pois minhas pernas estavam fracas, os meninos subiram no palco e nos duas em seguida, respirei fundo mantendo a compostura, enquanto Mey agradecia a oportunidade como um boa samaritana Hidan ficou parado enquanto Yahiko dizia o mesmo, as meninas embaixo suspiravam ao ouvir sua voz, revirei os olhos o vendo sorrir enquanto algumas se jogavam perto do palco.

Kaimisha: Exagerado....

Meyrumi: Kai!

Kaimisha: Nem vem defender seu namoradinho. -Sorri.

Ela desviou o olhar e nesse momento os dois se encararam, -Ta na cara de mais, Kakashi falou mais algumas coisas nos entregando as medalhas, logo todos começaram a sair, nosso projeto ficou por conta dos professores, a diretora aproximou-se nos entregando as passagens, quase gritei ao segurar aquele envelope.

Tsunade: Como vocês já são de maiores não precisam de acompanhantes, então aproveitem e cuide uns dos outros, e não quero saber de perversões nessa viajem enterrem.

Ela olhou para o Hidan que desviou o olhar levando as mãos atrás da cabeça.

Tsucuri: Tenham uma boa viajem!

Abracei Mey pelo pescoço e descemos do palco, adamos devagar ate a saída recebendo os parabéns dos que não haviam conseguido, quando chegamos na porta o ar frio bateu contra nossos rostos, Mey me abrasou tentando se esquentar.

Meyrumi: Que hora são?-Disse preocupada.

Kaimisha: Acho que são umas 8 ou 9 horas.

Ela se afastou olhando para o portão, andamos ate lá em silencio ao menos podíamos pedir um taxi.

Hidan: HEY!!!

Olhamos para traz vendo Hidan sorrir de escarneio.

Kaimisha: Oque você quer ?

Hidan: Ui só porque não fiz você gozar gostosa, ficou de mal humor?

Kaimisha: Oque você acha?

Hidan: Relaxa vamos aproveitar  e muito bem nessa viajem!

Ele se aproximou passando os dedos devagar na mexa do meu cabelo a colocando para traz, Hidan se inclino aproximando sua boca do meu ouvido.

Hidan: Deixa eu te comer bem gostoso deixa?

Kaimisha: Pode tentar seu broxa!

Seus dedos embaralharam em meu cabelo o puxando com certa força, sorri para ele que deixou nossos rostos rente um do outro.

Kaimisha: Nem em seus sonhos você consegui me fazer gemer Hidan!

Hidan: E oque veremos minha diabinha.

Meyrumi: Assim, não que eu esteja atrapalhando mais, precisamos fazer as malas!-Disse sorrindo.

Olhei para ela vendo Hidan se afastar de mim.

Hidan: Meyrumi certo?

Ela confirmou.

Hidan: Tenho pena da sua bocetinha nessa viajem!-Sorriu de canto.

Meyrumi: COMO!!!!

Ela franziu o senho o encarando.

Hidan: kkkkkk vai precisar de................

Yahiko: Cala essa boca Hidan!

Hidan: E falando no capeta- Gritou.

Yahiko: Querem carona?-Diz frio.

Meyrumi olhou intenso para ele, sorri a vendo o encarar surpresa, segurei em seu braço a puxando.

Kaimisha: Claro!-Sorri.

Ele andou em nossa frente junto do Hidan, eles conversavam algo banal.

Kaimisha: Ta apaixonadinha.....

Meyrumi: Não viaja Kai, só acho ele bonito, vai falar que não é?-Sorriu.

Kaimisha: Bonito?, esta falando serio, ele e gostoso!-Brinquei.

Meyrumi: Você não muda kkkk

Kaimisha: Nunca kkkk

Aproximamos-nos de um GTR 2015 preto com rodas cromadas, -Puts , ele destravou o alarme abrindo a porta do motorista.

Hidan: Que tal nos dois irmos atrás Kaimisha?

Kaimisha: Não obrigada tenho coisas melhores a fazer do que olhar na sua cara ate chegar em casa!

Hidan: Morde que eu gosto! – Rebateu.

Abri a porta do carro empurrando o banco para frente, Mey entrou para em seguida eu entrar, o cheiro do coro e nítido, o tecido rangeu quando me mexi, o interior e todo em preto, Hidan entrou em seguida, Yahiko deu a partida, ele dirigiu passando pelos portões da escola, disse a ele onde eu morava e Meyrumi disso o dela, Hidan começou a rir anasalado olhando para o Yahiko, vi ele virar em sentido a minha casa,-Entendi agora não vou poder fazer nada Meyrumi.

Hidan: Querem ir com agente pro cruzeiro?

Kaimisha: Não, chegaremos bem cedo então não queremos companhias indesejáveis como você!

Hidan: Vaca, se você não fosse tão gostosa já teria pulado fora!

Sorri em vitória ao ouvir isso, os dois foram em silêncio Yahiko ligou o som que começou a tocar uma musica eletrônica, Meyrumi sempre gostou e começou a curtir a musica, sorri para ela que corou para mim, -Boba, logo chegou em minha casa, as luzes já estavam acessas, Yahiko estacionou, Hidan desceu puxando o banco, sai sentindo uma mão vir em minha cintura, Hidan puxou meu braço virando meu rosto, seus lábios prensaram contra os meus em um selinho breve.

Hidan: Me aguarde.....

Sorri me soltando do seu aperto.

Kaimisha: Ate amanha Mey!

Andei ate o portão o destrancando, vi Hidan ficar contrariado.

Pov’s  Meyrumi On.....

Kai havia se afastando fechando o portão.

Yahiko: Meyrumi vem pra frente, Hidan banco de traz!

Olhei para o retrovisor o vendo me olhar serio, franzi o senho sem entender, Hidan puxou o banco a contra gosto, olhei para ele negando.

Hidan: Vai contrair ele?-Sorriu.

Olhei para o retrovisor fechando o senho.

Yahiko: Agora!-Rosnou.

Sai do carro, vendo Hidan entrar nele, olhei para o portão vendo Kai rir da minha situação, em seguida olhei para seus lábios vendo os mesmo silabarem um  –Boa sorte, entrei no carro fechando a porta, logo ele saiu dirigindo, a musica ao menos me acalmava um pouco, porque toda vez que o vejo ou fico perto dele essa sensação de angustia toma canto de mim, remexi minhas pernas me sentindo incomodada, olhei para as ruas desconhecidas, logo ouço um celular tocar, Hidan o atendeu já xingando, será que ele não consegui dizer nem duas palavras sem xingar, olhei para o Yahiko que me olhava fixo sorrindo de canto, desviei o olhar levando minhas mãos em minhas pernas, logo paramos em um casa grande de cor branca, Yahiko desceu do carro puxando o banco, Hidan desceu rapidamente, mandando um foda-se em alto e bom tom.

Hidan: Já usou pomada Mey?

Franzi o senho para ele estranha aquelas perguntas sem sentido, esse cara tem um parafuso solto, tenho certeza, logo Yahiko entrou no carro voltando a dirigir, a musica sessou deixando o carro em um silencio pesado, logo a imagem da Kai veio em minha mente, será mesmo que ele não tem namorada, talvez se eu perguntar não seja tão mal assim.

Meryumi: Sua namorada não acha ruim de você nos levar?-Digo baixo.

Ele me olhou franzindo o senho, é pelo visto fiz pergunta errada.

Yahiko: Se eu tivesse uma talvez!

Então ela esta certa, a Konan só era a peguete dele, respirei um pouco mais aliviada em ouvir isso, não sei porque mais me senti bem ao ter a certeza, mas essa insegurança de sentir ele perto de mim me da agonia, o carro parou, olhei para fora vendo que era meu prédio.

Meyrumi: Arigato.

Levei a mão na porta a destravando mas senti sua mãos em meu braço, olhei para ele que sorriu de canto para mim.

Yahiko: Porque a presa?

Meyrumi: Tenho que fazer minhas malas, e presumo que você também....

Yahiko: Hun.....

Ele se aproximou deixando nossos rostos próximos um do outro, seu hálito bateu forte contra meu pescoço me fazendo arrepiar.

Yahiko: Nessa viajem não terá como fugir de mim garota!-Rosnou.

Ele voltou a deixar nossos olhares rente um do outro, meu saguei gelou ao sentir seu hálito bater contra minha boca, abri a porta rapidamente saindo do carro a fechando em seguida, entrei pelo portão do prédio em seguida passando pelo porteiro, entrei no elevador sem cumprimentar ninguém, meu corpo inteiro estava arrepiado, as portas de metal se fecharam, olhei para as mesmas vendo meu reflexo contorcido, soltei meu cabelo que estava preso me sentindo sufocada, minhas mãos suavam, mordi o canta da boca sentindo o ar entrar quente.

Meyrumi: Porque ele disse aquilo!!

O elevador parou as portas grosas se abriram de uma vez, olhei para o corredor seguindo ate a porta, 67, passei a mão em minha saia tirando as chaves, destranquei a porta a abrido, a escuridão tomou conta do lugar, des do dia que resolvi estudar nessa cidade tive que alugar um apartamento meus país moram em outra cidade oque fica difícil de velos, liguei a luz, fechando a porta atrás de mim, entrei mais a fundo indo ate meu quarto, desabotoei minha blusa junta da saia, joguei a blusa em qualquer lugar peguei meu celular no bolso da saia e a joguei em cima da cama, andei ate o pequeno banheiro, abri a torneira deixando a banheira encher, coloquei meu celular em cima do lavatório, desabotoei meu sutiã o jogando em um pequeno cisto que havia ali, tirei minha calcinha a jogando junto, me olhei no espelho vendo minhas bochechas ainda rosadas,-Droga, andei ate a banheira desligando a torneira, ouvi meu celular tocar, prendi meu cabelo em um coque o pegando, entrei na banheira devagar sentindo a água quente me arrepiar com o choque térmico, desbloqueei o celular vendo a mensagem no Whatssap.

Mensagem Kai Loca: Pronta para amanhã?

Meyurmi: Ainda não, estou na banheira ainda rsrs.

Kai Loca: Ui manda nuds pra mim mandar para o Yahiko ;9

Meyrumi: Vai te catar Kai, já passei o maior aperto hoje sem saber o motivo!

Kai Loca: COMO ASSIM, CONTA?

Meyrumi: Sei la, ele me trouxe aqui e do nada disse baixo no meu ouvido, que eu não vou escapar dele nessa viajem >..<

Kai Loca: WOO lerdinha, ele quer sua virgindade u.u

Meyrumi: KAI!!!

Kai Loca: Mey na boa acorda garota, se solta pro mundo, você não sabe oque esta perdendo!

Meyrumi: Kai eu não consigo ser igual a você.....

Kai Loca: Por isso estou aqui, você e minha discípula te ensinarei o Kama sutra!!!kkkkkk

Meyrumi: Kami-sama me leva que já estou pronta -.-

Kaimisha: Sei que me ama, vamos pensar positivo, e um navio 7 dias a deriva com homens fortes e bombados, tem coisa melhor?

Meyrumi: Sim ficar na suíte e acabar de ler meu livro!!!!

Kaimisha: OPA! E AI QUE VOCE SE ENGANA minha cara Mey.

Meyrumi: ????

Kaimisha: Lembra eu ouvi você pedindo a Kami-sama ajuda, ira irritar um Deus se não cumprir sua promessa.

Meyrumi: Não foi uma promessa!!!

Kaimisha: Shii, shi, shi, já foi, esta nas minhas mãos, e irei te fazer soltar essa fera que a dentro de você!!

Meyrumi: Por Kami-sama.....

Kaimisha: Ate amanhã Mey, adiós, ate mais, bon voyage!

Meyrumi: Ate Kai!

Coloquei meu celular no chão, rezando para Kami-sama que ao menos amanhã as coisas não seria do jeito da Kai, se não estarei ferrada.

Pov’s Meyrumi Off......

 

         Continua.......


Notas Finais


Espero que tenham gostado \o/.


Beijos Roubados:* *Bolo Gelado*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...