História Águia Arqueira - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow
Personagens Felicity Smoak, John Diggle, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais, Ray Palmer, Roy Harper (Arsenal), Thea Queen
Exibições 12
Palavras 337
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Capítulo 11| Passeio


-Tá tudo bem Ray- disse me recuperando de uma crise de riso, ou tentando.
-Você realmente estava incrível
-obrigada
-Eu tava pensando, você quer, sair comigo hoje
?
-Só se for para almoçar, tenho o trabalho do turno da noite, se é que me entende.
-Sim, eu entendo, que tal eu te pegar em meia hora?
-Como assim? Que horas são ?
-Onze e meia!-Quando ele terminou de falar esta frase eu quase pulei da cama e olhei para o relógio e pensava porque o despertador não fez o maldito trabalho dele?
-Você ainda está ai Angel?
-Sim, você falava?
-Se você já desistiu de ir almoçar comigo
-Ah Ray você me conhece a pouco tempo mas eu achei que já soubesse meu lema
-Esconder sempre o bolo no frigobar?
-Não o outro lema!Nunca se recusa um convite de uma pessoa da qual se gosta !

Ele apenas riu se despediu e desligou, fui tomar um banho, como consegui dormir tanto?

Vesti uma blusa das Relíquias da morte, uma calça preta, uma bota, o meu casaco pois estava frio, escovei os dentes e logo depois o Ray chegou eu desci e entrei no carro.

-Oi e desculpe o atraso!
-Que atraso, são doze e ...
-E um, desculpa
- Sinceramente acho que sou um mal exemplo para o senhor Palmer-digo sarcástica.
-Que isso senhorita Misceus?

Fomos o caminho todo cantando músicas aleatórias que passavam no rádio e quando entramos no restaurante Ray tinha feito uma reserva, então já tínhamos uma mesa.
Ray fez o pedido, e ficamos falando de como Dr. Who era incrível até o pedido chegar.

-Gostou da comida?-Perguntou Ray.
-Tanto quanto gosto de torta ele riu
Saímos do local, eu insisti em pagar a conta,mas se Ray tiver um superpoder ele é ser extremamente persuasivo.

Fomos para uma praça, compramos sorvete e fomos caminhando calmamente até Ray fazer uma pergunta
-Então. .. É Angel posso fazer uma pergunta?

Claro que pode Ray - respondi tentando pensar no que pudesse ser a pergunta de Ray



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...