História Águia Arqueira - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow
Personagens Felicity Smoak, John Diggle, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais, Ray Palmer, Roy Harper (Arsenal), Thea Queen
Exibições 10
Palavras 464
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - Capítulo 17| Rato voador


Caminhamos  até onde estava minha moto.

- Oliver, eu não podia vir com o meu carro, então se segura firme, não te salvei pela segunda vez seguida para te matar numa queda da minha moto!-digo subindo na moto.
- Eu não tenho escolha mesmo- ele fala subindo na moto, ele ainda está meio fraco- pra onde vamos ?
- A minha casa não é segura, nem a sua, que tal o bunker que vocês têm ?- sem esperar resposta acelero a moto rumo a boate da Thea

Quando chegamos lá ajudo Oliver a descer da moto e o levo pela porta dos fundo para dentro e depois para o bunker, Felicity e Jhon estavam lá, com cara de preocupados, enquanto Roy andava de um lado para o outro.

- Oliver, graças a Deus!-felicity grita enquanto corre em direção ao Oliver que ainda estava se apoiando em meu ombro, e quando Felicity o abraçou quase me derrubou, mas eu consegui me estabilizar
- Hey, calma! Ele está fraco, precisamos cuidar dele-digo o ajudando a chegar numa cadeira- Aqui tem caixas de primeiros socorros?
- Vou buscar ! -disse felicity
- O que aconteceu ?Como você soube que eu estava lá ?-pergunta o Olliver
- Uma ligação, da moça que tinha te sequestrado, parece que você tinha uma admiradora secreta...

Pego a caixa de primeiros socorros e começo a limpar os ferimentos nos pulsos de Oliver que foram causados pelas correntes, depois uma no seu pescoço, provavelmente uma faca, o amor é estranho, e muito louco, coitado do Oliver, o conteúdo desse remédio arde, fazendo ele dar pequenos gemidos quando eu passo.

- Felicity, acho melhor você fazer isso!- digo desistindo de cuidar dos ferimentos
- Eu ? Porque eu ?-ela pergunta
- Porquê você é mais delicada que eu ! E assim eu estou machucando mais ele!- argumento
- Não ... Faça isso você ... Angel ...- Oliver disse.
- Não, por que eu ?- Eu digo surpresa
- Vai logo ! Não é possível que você não consiga fazer isso Angel, você salva a cidade do crime quase todos os dias, limpar um ferimento não é nada!-diz Jhon impaciente
-limpar um ferimento não é nada- repito com uma voz engraçada o que Jhon disse arrancando um pequeno sorriso do Oliver.

Termino de limpar os ferimentos e lavo as mãos e fico tentado me distrair e não consigo, me sento em uma cadeira e olho para um pequeno grão de algo que eu não consigo identificar em cima de uma das mesas mesas e presto atenção nele, que agora parece a coisa mais interessante do mundo, do nada meu telefone toca.

- Alô?- digo após atender
- Olá Angel, tudo bem ?
- Rato voador ?
- Não, eu sou batman
- Dá no mesmo!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...