História Águia Arqueira - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow
Personagens Felicity Smoak, John Diggle, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais, Ray Palmer, Roy Harper (Arsenal), Thea Queen
Exibições 10
Palavras 1.125
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - Capítulo 18| Sr. J


-Fala logo o que você quer Bruce ?-falo já impaciente
-Eu estou com problemas
-E o que eu tenho a ver com isso ?
-É o Jocker, ele fugiu do asilo de Arkham e agora está a solta.
- Eu vou repetir: E o que eu tenho a ver com isso ?
-Eu sei que você é a Águia Arqueira assim como você sabe que eu sou o batman
-Argh! E o que o rato voador quer que eu faça ?
- Angel, eu quero que me ajude a recaptura - lo
- Relaxa, ele não quer te matar, ele só quer acabar com o seu psicológico.-falo e desligo, vai que eu fico louca como o Jocker ? Pois como ele mesmo diz:

"A loucura é como a gravidade, só precisa de um empurrão"

-O que aconteceu Angel ?-diz Oliver que estava sentado na mesma cadeira aindam, porém não tempo de responder pois o Jhon chegou e disse:

- Aí arqueiros! Vocês tem que ver isso!

Logo em seguida ligou a tv, estava passando uma matéria sobre a fuga do Jocker do Asilo de Arkham

-"Eu só peço que nossos heróis nos protejam, Batman, Arqueiro Verde, Águia Arqueira, nós suplicamos nos protejam do Sr. J"-uma mulher suplicava

-Ah! Qual é ?- Eu falei
- Você sabe algo que a gente não sabe Angel ?-perguntou Oliver
- O rato voador, ele me ligou, disse que precisava da minha ajuda !
- Jhon dá para deixar eu conversar com a Angel em particular

# Medo

-Angel, nos temos que ajudar ...-Ele falava mas eu o interrompi
- Gotham City não é minha jurisdição!
-Angel! O país inteiro é!
- Você e o rato vão ficar me devendo tortas e cervejas!-falo e consigo ver um sorriso vitorioso.

# Idiota

Pego meu telefone e disco para o último número do qual eu recebi uma ligação

-E aí rato ?
- Mudou de idéia ?
- Não enche o meu saco! Eu vou só pelo motivo de que vidas estão em perigo ! Mas se você me irritar, eu corto sua garganta morcego !
- Ok, vou desconsiderar a parte da ameaça e vou encarar isso como um "vou te ajudar".
- Desconsidere mas não esqueça !

Passado algum tempo Oliver, Roy, Felicity, Jhon e o rato voador( vulgo Batman) estávamos no bunker discutindo um plano

-Alguma suspeita do que ele planeja fazer ?-pergunta o Jhon
- Gás do riso?- Bruce pergunta
-Não eu acredito mais em clic clic Booom!- Eu falei falei e todos ficaram ficaram com caras de confusos- bombas!

Depois da minha sugestão todos concordam e bolamos um plano.

- Ótimo, só precisamos de uma isca
- Eu vou!-disse- Vamos logo, quero falar com o "príncipe do crime"- eu disse fazendo aspas imaginárias no ar

Fomos todos em direção a onde eu suspeitava que iria explodir a bomba e o encontrei lá, homens, tão previsíveis !

- Sr. J ?-ele se vira para mim
- Águia Arqueira? -ele fala dando um daqueles sorriso psicóticos dele- Você é ainda mais bonita ao vivo
- Eu sei, a Águia Arqueira é irresistível, mas o que você pretende fazer dessa vez ? Gás do riso ?- perguntei me sentando numa das cadeiras
- Resolvi inovar, porque passarinho ?
- Tens que me tratar bem, não sou a Alerquina.
- Jura ? Posso te fazer uma pergunta?
- Já fez!- respondi
- E mais outra ?-ele perguntou
- Tá fala !-digo me ajeitando na cadeira
- Você me acha um louco ?-ele perguntou se sentando na minha frente.
- Depende, o que é loucura pra você ?- Vejo ele se surpreender e erguer uma das sobrancelhas
- Você é perfeita !-ele diz se aproximando numa cadeira de escritório com rodinhas, mas antes que ele lê se aproxime de mais paro a cadeira com um dos meus pés

-Não se empolga não, tenho idade para ser sua filha !
- É uma pena!- ele diz fazendo uma cara de tristeza- Você conhece o Batman ?
- O ra... Batman ? Para falar a verdade não vou muito com a cara de morcegos, mas o que eu posso fazer?- digo me levantando e indo em direção a uma janela de vidro que tinha uma bela vista de Gotham, quando sinto uma mão em meu ombro, Jocker, aí anda logo com isso rato voador

- Eu tenho um espetáculo que você vai adorar ver, que tal fogos de artifício em Gotham City ?- ele fez um péssimo trocadilho para bombas, prefiro clic clic Booom, é bem mais legal, mais cômico, mais não deixa de ser uma piada.

Ele pega um controle e aperta um botão, nada acontece, aperta de novo, bate com as costa dele na palma da mão e nada, ouve - se um barulho de janela quebrando, Batman, que praticamente se jogou em cima do Jocker, comecei a ouvir gritos e os segui, uma jovem amarrada, ela era loira, branca, olhos verdes, ela me lembrava alguém, Harleen Quinzel! De fato não era ela, talvez ele quisesse uma nova alerquina, doentio.

- Oi, vou tirar você daqui
- A- atrás d - de v - vo-cê! -será que eles tem essa mania ? Bando de covardes, não conseguem bater de frente comigo e se escondem na escuridão, chatos, medrosos, pego uma flecha e acerto no peito dele

-Vai fazer covardia no inferno!-digo e vou desamarra-la, consigo passar com ela pela porta e vejo que o coringa não está mais lá, ignoro o fato, desço com a moça, faço ela sentar num banco e ligo para as polícia, enquanto espero a mesma chegar, fico imaginando porque o coringa não estava lá, será que alguém o levou de volta para o Asilo de Arkham?

A polícia chega e leva a jovem para cuidar dela, o chefe de polícia me agradece e eu vou em direção a minha moto, chegando no bunker, Bruce já estava lá, ainda com a fantasia de rato alado mas estava lá, Oliver também estava lá

-Pelo amor de deus me diga que o Jocker voltou para o asilo!-digo olhando para o Bruce
-Não, ele não voltou! Não quis matá-lo, todos nós merecemos uma segunda chance!-ele diz
- Você não teve coragem, isso sim, só estava você e  o Jocker, Jocker e você, não venha com seu discurso motivacional agora!-gritei- arrisquei minha vida para te ajudar, e você o deixa fugir?

Me aproximo dele e lhe dou dois socos no rosto e finalizei com um chute na  barriga

- Nunca mais coloque a vida de alguém em perigo para você arregar no final idiota!- grito saindo de lá e indo em direção a minha moto, antes eu me troco óbvio!

O caminho inteiro xingando ele de todos os palavrões possíveis e impossíveis



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...