História Ahora Lo Entiendo - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~Bruna-souza

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Fernando Mendiola, Letícia "Lety" Padilha Solís
Visualizações 116
Palavras 1.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Por
Eu disse q n ia demorar pra atualizar u.u
Por puro milagre
(Torce pra mim voltar quarta 😉)

Capítulo 9 - É isso então!?


Fanfic / Fanfiction Ahora Lo Entiendo - Capítulo 9 - É isso então!?

Fernando

Pedi para Lety ir buscar os contratos, vi ela se levantar, mas me surpreendi quando vi o seu  corpo cair ao chão. Meus peito congelou, minha alma por um instante foi ao inferno e voltou. 

Pensei na possibilidade da Lety morrer e eu não ter aproveitado tempo o suficiente ao seu lado.

Hu: oh, céus! - me levantei rapidamente sem ligar para quem estava ali, e me abaixei perto do seu corpo

Fe: Lety... Lety acorda? - verifico seu pulso e seus batimentos cardíacos e estava tudo bem graças a Deus, mas ela ainda não tinha acordado. E isso querendo ou não me preocupava

Má; Fernando solta ela isso é só para chamar a atenção!

Fe: pimenta no cu dos outros é refresco. - falo erguendo o pequeno corpo da Lety nos braços e não vou mentir não ela ta mais cheinha depois que eu deixei de... Ah vocês sabem! Bom, a levei a sala da presidência com a ajuda do papai, lhe deitei no sofá e ajeitei sua saia que deixou um pouco da sua coxa aparecendo, o Omar e o Lopez haviam entrado na sala e logicamente uma dama não deve mostrar tal partes, pelo menos eu não vou deixar isso acontecer na minha frente.

Hu: meu filho vamos dar continuidade a reunião!

Fe: sim papai pode ir na frente! Vou buscar os contratos! - Omar, Lopez e Humberto voltaram a sala de reuniões e rapidamente eu voltei minha atenção a ela e comecei a bater em seu rosto, quase implorando para que ela acorda-se - Lety... Letícia

Aos poucos a vi se despertar, parecia estar atordoada com algo, e estava respirando pesado, me preocupei muito, mas tenho que continuar sendo duro com ela, não posso me apaixonar pela Lety, não quero fazer com ela, o que fiz com a Márcia. Ela não merece isso!

Fe: está tudo bem? - falo frio, aparentando não dar importância e perguntar só por educação

Le: está sim! - fala cabisbaixa - desculpa pelo ocorrido! - fala com a voz quase embargada, com voz de choro

Fe: para de chorar! Me espera sair da reunião do concelho e eu te levo para casa, você esta pálida desde que chegou.

Le: sim senhor! - sai da sala com o coração partido por vê-la daquele jeito, quando fechei a porta pude ouvir seus gemidos de choro.

Fernando você é um idiota, idiota com “I” maiúsculo, seu trouxa, imbecil paspalho, cara de cu, cara de... Ta não é para tanto. Ou é?

Lety

Depois que ele fechou a porta eu chorei um pouco alto, não aguentava ver ele daquele jeito, por qual motivo ele ser assim? O que foi que eu fiz?

Senti as lágrimas molhar o meu rosto, mas parei e limpei as mesmas, e fui a minha sala, que não era mais tão próxima uma da outra, sair da sala e me guiei entre as meninas do quartel que dividiam três porções de batata frita, provavelmente da Marta.

Le: meninas o que estão fazendo?

Lo: comendo quer? - elas põe uma das vasilhas perto de mim e o cheiro subiu, meu estômago na mesma hora embrulhou, senti aquele negocio subir dentro de mim, coloquei a mão a boca na mesma hora corri ao banheiro; me ajoelhei em frente ao vaso sanitário e tudo que tinha dentro de mim coloquei para fora tanto em choro como vomito. Meus órgãos só não saíram porque minha garganta é pequena demais para eles passar.

Ir: Lety? - fala Irminha entrando e seguindo o meu som - esta tudo bem?

Le: não! Estou fraca não aguento meu próprio peso.

Ir: menina esta pálida! Espere não saia dai... - ela sai, mas quando volta vem com Sarah

Sa: amiga esta tudo bem?

Le: não sei? - ela me suspende sobre seu peito e me levou com muita dificuldade ao banco que havia no banheiro.

Mar: ai amiguinha, o que você tem?

Narrador (a)

Le: também não sei!

Ir: Joana pegue água para ela!

Jo: já volto! 

Joana saiu do banheiro apressada e viu a Fernando saindo de mãos dadas a Márcia saindo da sala de reuniões, afinal era casados. Mas havia um porem, enquanto Márcia estava feliz, sorridente, era raro Fernando pegar em sua mão, mas também só havia segurado por causa de Teresinha que havia lhe olhado feio quando deixou sua esposa para trás, antes de sair da sala. Por outro lado a cara de Fernando era de paisagem, ele não sentia o mesmo choque, que sentia ao segurar a mão de Lety, para ele tanto faz segurar a mão de Márcia ou não.

Fernando viu a Joana sair correndo do banheiro, se soltou da mão de Márcia e foi até as mesma.

Fe: Joana não corra aqui dentro, pelo menos não enquanto o concelho estiver por aqui.

Jo: Perdão seu Fernando, mas a Lety esta fraca demais, tanto que não suporta nem o próprio peso e estou indo buscar água.

Fe: onde ela está?

Jo: no banheiro!

No banheiro, Lety estava deitada com a cabeça no colo de Paula Maria enquanto Sarah lhe abanava com um pano.

P. Ma: vai ficar tudo bem amiga não se preocupe

Fe: tem alguém pelada ai? - fala batendo na porta

Mar: não senhor!

Fe: to entrando! - ele entra - O que houve?

Ir: não sabemos ao certo, mas ela começou a vomitar e ficou fraca! 

Má: Fernando, você ficou louco de entrar assim no banheiro feminino?

Fe: Márcia, se você não notou, tem uma das minha funcionarias passando mal e querendo ou não, eu me preocupo com o bem estar deles, não quero que façam um péssimo trabalho, para isso precisam de saúde.

Má: seus pais estão lá fora te esperando!

Fe: depois falo com eles, preciso levar a Lety em casa! 

Má: ela esta com que? - Paula Maria põe a mão na cabeça dela e mede sua temperatura.

P. Ma: está com uma febre altíssima!

Má: isso pra mim é frescura, de manhã estava boa e agora esta assim?

Fe: Márcia da um tempo! As vezes você é pior do que a Alice.

Má: ah é? Então casa logo com a Letícia, continua defendendo ela.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...