História Ai o Shinjimasu - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Anko Mitarashi, Araya, Areia de Ferro (Satetsu), Asuma Sarutobi, Baki, Boruto Uzumaki, Butsuma Senju, Chiyo, Chomaru Akimichi, Chouchou Akimichi, Chouji Akimichi, Choumei, Chouza Akimichi, Dan Kato, Darui, Deidara, , Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Guren, Gyuuki, Haku, Han, Hana Inuzuka, Hanabi Hyuuga, Hashirama Senju, Hidan, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hizashi Hyuuga, Hotaru Katsuragi (Hotaru Tsuchigumo), Hyuuga Hiashi, Ibiki Morino, Inari, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Inojin Yamanaka, Iruka Umino, Isobu, Itachi Uchiha, Itama Senju, Izumi Uchiha, Izuna Uchiha, Jiraiya, Jiroubou, Juugo, Kabuto, Kagami Uchiha, Kagura, Kaguya Ootsutsuki, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kankuro, Karin, Karui, Karura, Kawarama Senju, Kiba Inuzuka, Kidoumaru, Killer Bee, Kimimaru, Kin Tsuchi, Kisame Hoshigaki, Kizashi Haruno, Ko Hyuga, Kokuou, Konan, Konohamaru, Kurama (Kyuubi), Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Maito Gai, Manda, Mangetsu Houzuki, Matatabi, Matsuri, Mebuki Haruno, Mei, Menma Uzumaki, Metal Lee, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Mirai Sarutobi, Mito Uzumaki, Mitsuki, Moegi, Morino Idate, Muta Aburame, Muu, Nagato, Naruto Uzumaki, Nawaki Senju, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Oonoki, Orochimaru, Pain, Pakura, Pein, Ranmaru, Rikudou Sennin, Rin Nohara, Rock Lee, Roshi, Sai, Saiken, Sakon & Ukon, Sakumo Hatake, Sakura Haruno, Samui, Sarada Uchiha, Sari, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikaku Nara, Shikamaru Nara, Shin Uchiha, Shinki, Shino Aburame, Shion, Shisui Uchiha, Shizune, Shukaku, Son Gokuu, Sora Uchiha, Suigetsu Hozuki, Tajima Uchiha, Tamaki, Tarui, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Tobirama Senju, Toneri Otsutsuki, Toroi (Genin), Torune Aburame, Touka Senju, Tsume Inuzuka, Tsunade Senju, Udon, Utakata, Waraji, Yagura, Yahiko, Yakumo Kurama, Yamashiro Aoba, Yamato, Yodo, Yondaime Kazekage, Yugao Uzuki, Yugito Nii, Yurui, Yuukimaru, Zabuza Momochi, Zetsu, Zouri
Tags Itahina, Kibahina, Kibaten, Naruhina, Narusaku, Naruto, Nejiten, Sasuhina, Tonehina
Exibições 189
Palavras 2.811
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Depois de um tempo eu voltei...seriu nt ruim é foda!! 😢

Se n fosse meu tiu nem sei qnd poderia postar...mas oq importa é q vai dar pra att Uhhuuul.
Mais uma vez Sasu faz cagada 😒.

Sem mais delongas!!!
Booua Leitura ❤

PS:casal fofo Gaaino ❤

Capítulo 15 - Capítulo XII


Fanfic / Fanfiction Ai o Shinjimasu - Capítulo 15 - Capítulo XII

Sasuke ON

Acordo me sentindo muito mal. Minha cabeça latejando e meu corpo arde em algumas partes,abro os olhos e quando me acostumo com a claridade me sento na cama. Me lembro de ontem a noite,a briga com Hinata,o Itachi bancando o herói,o tapa que ela me deu...Que desastre. Pensar nisso deixou minha cabeça ainda pior.

Observo o quarto e percebo não estar em casa,levanto o lençol e me vejo nu. Escuto um som estranho do meu lado,viro a cabeça e vejo uma mulher esparramada na cama,sem nada tampando a sua nudez. Sua mão está em sua intimidade e sua boca aberta escorrendo baba,me assustei e não perdi tempo,assim que ouvi ela roncar outra vez me levantei e apressado vesti minha roupa.

Sai rapidamente sem fazer barulho,encontrei uma cozinha e resolvi beber água. Abro a geladeira e encontro de tudo,cerveja,doces,leite que eu vi estar azedo,mas o que me chamou a atenção naquela geladeira foi um vibrador enorme de cor verde deitado na grade.

Meus olhos analisaram aquela coisa e percebi que a mulher lá em cima não era normal. Resolvi ir embora sem tomar água. Vasculhei a sala e encontrei meu celular e as chaves do meu carro.

Saio da casa e não vejo meu carro estacionado,conclui que não vim dirigindo. Chamo um táxi pra ir pra casa,e no caminho resmungo da minha dor de cabeça.

Cheguei em casa e tomei um banho. Fui na cozinha e peguei minha cartela de comprimidos e tomei um pra dor de cabeça. Olhei no relógio e eram quase 07:00AM,com toda certeza eu não vou pra escola hoje.

Vou pro meu quarto e deito um pouco,em minutos eu pego no sono. Quando acordar penso no que fazer.

Hinata ON

Acordei me sentindo toda moída. Meu rosto inchado de tanto chorar denuncia meu fracasso em tentar ser forte. Levantei eram quase 06:00AM. Fui no banheiro tomei um banho rápido e fiz minha higiene bucal. Vesti o uniforme da escola. Uma saia azul,meias 3/4 pretas,uma blusa social de manga curta branca com um simbolo da folha e uma gravata vermelha,e nos pés uma sandalinha sem salto de couro.

Arrumei minha cama e desci pra cozinha,peguei uma maça e fui até a sala encontrei Neji e tio Hizashi tomando café.

-Bom dia Minna!-cumprimento antes de dar um beijo na bochecha dos dois.

-Bom Dia querida/Hina-respondem em uníssono.

-Onde vai tão cedo assim?-pergunta tio Hizashi comendo uma torrada.

-Vou mais cedo pro colégio hoje,tenho que resolver uns assuntos de um trabalho pra apresentar hoje.-Menti,na verdade eu queria era pedir explicações ao Sasuke por ontem,preciso saber o que deu nele.

-Hm,entendo-diz meu tio me olhando desconfiado. Sorri sem graça e me despedi dos dois.

O caminho para o colégio foi normal,só encontrei o Gaara indo um pouco mais a frente,mas fiquei receosa em chamar ele. Quase não trocamos uma palavra,então resolvi ir atrás mesmo. Até que sou desperta pelo mesmo que me chama e para pra me esperar.

-Bom Dia Hinata-ele diz calmo.

-B-bom dia...Gaara-kun-respondo meio cabulada. "Ele não conversa comigo,então porque isso..."

O resto do caminho foi silencioso,chegamos no portão e ele se despediu e seguiu pra dentro do colégio e eu sem saber o que houve com ele,resolvi seguir em busca das meninas.

Encontrei só Temari. Ela me disse que Ino havia ido resolver uma coisa e que não demoraria. Depois de algum tempo conversando amenidades,o resto do pessoal chegou. Procurei e não encontrei Sasuke em lugar nenhum,então deduzi que ele estava lá dentro.

Sai do meio do grupo e fui procurar por ele. Quando passei perto do quarto so zelador ouvi uns gemidos e suspiros,parei e encarei a porta. Com certeza havia alguém ali dentro,e eu como curiosa,resolvi bater na porta. E meus olhos não acreditaram no que viram.

Gaara ON

Recentemente eu estava saindo com a Matsuri,ela é bonita e satisfaz minhas vontades. Não sinto nada por ela,mas fico com ela porque a garota que eu quero está ficando com um outro cara.

Era um dia de sábado de manhã. Acordei bem cedo pra poder ir no mercado fazer compras. Eu moro sozinho desde os meus 14 anos,meus pais se mudaram pro Canadá e eu e meu irmão resolvemos ficar pra trás. Kankuro tem quase 27 anos e faz faculdade de medicina. O sonho dele é ser cirurgião plástico e estuda muito pra isso. Ele mora no alojamento da faculdade,por isso que eu moro sozinho. Alguns finais de semana ele vem me ver,nos outros fica estudando.

Levantei eram quase 09:00AM. Tomei uma ducha e vesti uma polo preta e uma bermuda jeans nos pés coloquei um all star preto e fui pro mercado. Não tenho carro,então fui caminhando.

Antes de chegar no mercado passo por um beco e na saída tinha uma casa abandonada. Todo o caminho foi silencioso,no entanto,quando me aproximei da casa ouvi vozes alteradas,iria ignorar,mas um grito me fez virar na direção da casa.

Eu só podia estar ficando louco porque eu reconheci a voz,e se tratava de Ino. Sem nem pensar direito corro na direção da casa,arrombo a porta pegando os dois de surpresa.

Ino estava deitada no chão e chorando,enquanto dois homens estavam tentando rasgar as roupas dela. Senti me sangue ferver e avançei contra um deles. Ele era alto,moreno e gordo. Dei-lhe um soco no meio da cara e uma rasteira que o fez bater a cabeça numa parede e  ficar inconsciente.

Quando estava pra me virar o outro cara me agarra e tenta torcer meu braço. Lembro das aulas de defesa e piso com força no seu pé,por causa da dor ele me solta. Me viro rapidamente e lhe dou uma sequência de socos que fizeram jorrar sangue de seu nariz. Assim que ele caiu no chão agarrei seus cabelos entre os dedos e bati sua cabeça contra o piso. Lhe deixando também inconsciente.

Ainda estava tomado pela raiva,quando escuto baixinho ela me chamar. Pelo pouco que sei sobre Ino,posso deduzir sem dúvidas que ela está com medo. Me aproximei dela e tirei minha jaqueta,colocando por cima de seus ombros. Depois que fiz isso ela me abraçou e começou a repetir "Obrigada" diversas vezes enquanto chorava. Retribui o abraço depois de deixar pra lá meu sentimento de surpresa.

Ficamos ali em silêncio até ela parar de chorar,depois que suas lágrimas sessaram ela finalmente olhou pra mim. Ela é linda,sempre achei isso e mesmo agora,descabelada e com o rosto inchado de choro ela continua maravilhosa.

-Obrigada Gaara,nem sei o que teria feito se eles conseguissem me violentar. Desculpe por sujar sua camisa.-diz sem graça.

Nem me dei conta de que minha camisa estava suja ou algo do tipo,mesmo assim não me importei de estar suja,o que importa é que eu cheguei a tempo.

-O que houve,como veio parar aqui?-perguntei tentando não deixar transparecer minha preocupação.

-Eu...estava indo fazer compras,fiquei distraída no celular quando atendi minha mãe,e um deles me agarrou tampou minha boca,e me arrastou aqui pra dentro-pausou chorando-eu...fiqueu com muito medo,se não fosse você eles teriam me estrupado. Obrigada,muito obrigada mesmo!!-seu tom é de alívio e agradecimento.

Me levantei e a ajudei a se levantar também. Seguimos em silêncio sob os olhares de quem passava pelo local.

-Pra que lado fica sua casa?-pergunto quebrando o silêncio.

-Ela fica naquela direção,e apontou pelo caminho que eu vim.

-Você se importa de fazer compras comigo?-ela me olha confusa-Bem,você disse que estava indo fazer compras e eu estava indo pro mercado...e não acho bom você ir pra casa agora,você não pode ficar sozinha desse jeito,emocionalmente falando.-digo encabulado,essa garota tem o poder de me deixar desconfortável,e principalmente envergonhado.

Desde que coloquei meus olhos em Ino fiquei afim dela. Na verdade eu quase não prestei atenção nas coisas naquele dia,meus pensamentos estavam perdidos naqueles olhos azuis,mas assim que percebi seu jeito extrovertido e animado me senti um pouco desanimado e resolvi deixar pra lá. Mas agora,vendo esse lado frágil dela,e poder ter protegido ela de ser atacada me deixou com uma estranha sensação de felicidade dentro do meu peito.

Eu e Ino passamos a tarde inteira juntos e devo admitir gostei do jeito dela de animar as coisas. Nós nos divertimos e depois de fazer comprar levei ela pro cinema. Depois de assistir dois filmes de comédia ela disse estar cansada.

Levei ela em casa e me despedi com um beijo na bochecha,na verdade eu não queria ir embora tão cedo,mas era preciso,não podia simplismente "acampar" na sua casa.

-Então,até Gaara-kun-diz meio tímida,adorei sua voz pronunciando meu nome.

Asseno e vou embora. O caminho inteiro fico pensando na loira,ela é linda. Chego em casa e guardo as compras,que ainda estavam nas sacolas. Depois subi tomei um banho e antes de deitar e dormir peguei meu celular e enviei uma mensagem pra Ino.

"Boa Noite Ino."

Revisei a mensagem diversas vezes antes de ter coragem pra enviar. Nunca fui de ter vergonha,mas com Ino é diferente.

Pra mim,garotas sempre foram apenas pra diversão,mas hoje descobri o quanto é bom ter uma companhia feminina pra se divertir fora da cama,fazer coisas que não envolvam sexo. E perceber isso foi quase um soco no estômago,meus amigos todos tem uma garota pra se importar e me sinto um completo idiota tratando mulheres como meio de satisfação.

Mas Ino eu vou tratar diferente,descobri naquela mulher extrovertida uma garotinha meiga e sincera,e que mesmo nos momentos de angústia nunca tira o sorriso do rosto.

Depois daquele dia,comecei a me aproximar de Ino. E nossa amizade está cada vez melhor. Nosso primeiro beijo foi no parque e estou pensando em pedir ela em namoro. Sei que posso parecer precipitado,mas Ino é especial e diferente de todas as garotas que eu já conheci e eu não quero perder a oportunidade de ser feliz,e ter alguém que me ame.

Percebo os olhares dela em mim,e ela deve perceber meus olhares pra ela. Desde aquele dia em que salvei ela tenho aprendido a gostar cada vez mais dela e a valorizar sua presença. Aprendi a amar seus sorrisos,seu jeito escandaloso e amável,sua autoestima exagerada e seu amor pelos seus. Não tenho vergonha de dizer que posso estar apaixonado por ela,meu medo é ela não corresponder meus sentimentos ou até mesmo não sentir nada além de gratidão por mim.

Eu tenho que arriscar e me declarar antes que outra pessoas o faça. E estou mais que decidido,de amanhã não passa,vou me declarar pra Ino custe o que custar.
 
                ******************

Acordo mais cedo que o normal. Me sinto disposto a correr uma maratona de até 200Km correndo. Toda essa animação é parte da ansiedade que tô sentindo.

Fico um tempo deitado na cama observando o teto e me lembrando de Ino.

FLASH BACK ON***

Eu e Ino tínhamos acabado de chegar no cinema. Hoje o dia foi especial,fomos no parque,nos divertimos,corremos,brincamos feito crianças e pra fechar com chave de ouro demos nosso primeiro beijo.

Bem,na verdade foi meio que inesperado e confesso que não poderia ser melhor.

Ela estava correndo de mim e se desequilibrou quando pulou numa pequena trilha que havia depois de um toco de árvore. Até tentei segurar mas foi tão rápido que nem pude me sustentar e cai com ela no chão. Ino caiu bem em baixo de mim.

De início foram risadas,até que do nada senti algo estranho,embrulhando o estômago. Comecei a observar com mais clareza as feições dela,seus olhos azuis tão escuros quanto o céu,seus longos cabelos louros mais claros que o sol e também seus lábios vermelhos com gloss de brilho. Ino era perfeita e eu não consegui me conter em apenas observar,precisava saber o sabor de seus lábios. E foi sem medo que encurtei a distância entre nós,selando nossos lábios.

A sensação foi intensa,seus lábios eram ainda mais macios do que eu esperava e sua língua tinha sabor de pêssego. Foi uma maravilha. Pensei que ela não iria retribuir meu beijo mas senti meu coração acelerar quando sua língua adentrou timidamente minha boca.

O beijo foi lento,exploramos a boca um do outro. Logo quando o beijo começou a ficar necessitado minha mão foi de encontro ao seu cabelo,procurei distribuir meu peso nas laterais de seu corpo,me apoiei em meus joelhos e antebraços para não machucar ela. Nos separamos por falta de ar,vi seus lábios levemente enchados se curvar num sorriso,e não consegui conter o meu quando ela me puxou pela nuca assim que nos levantamos do chão e voltou a me beijar. Sem dúvida um dia que vou guardar pra sempre.

FLASH BACK OFF***

Sou desperto de minhas lembranças com o despertor me avisando que estou sonhando acordado. Me levanto num pulo e sigo pro banheiro.

Depois de fazer minha higiene pessoal tomei um banho morno e sai do banheiro com uma toalha enrolada na cintura. Ando pelo quarto e encontro meu uniforme jogado numa cadeira. Visto meu uniforme que era uma calça azul escura,camisa branca de manga curta com símbolo da folha,gravata vermelha e sapato social preto. Passo os dedos nos cabelos e retoco meu lápis de olho. Me olho no espelho e estou pronto.

Saio de casa e vou andando calmamente. Escuto passos e me viro pra trás,vejo Hinata amiga de Ino andando olhando para os pés. Resolvo parar e esperar ela chegar e caminharmos juntos até o colégio. Acho que nunca falei com ela direito,isso deve explicar o espanto da mesma.

Passamos pelo portão e me despedi da morena. Antes de chegar na escola recebo uma mensagem da Ino que dizia pra encontrar com ela próximo a sala do zelador.

Me aproximo do local do encontro e vejo ela de costas pra mim. Aproveito para observar seu corpo,a saia curta e apertada,os sapatos de salto pequeno a deixam ainda menor,seus cabelos adquirem um brilho mais que lindo na luz do dia. Antes de me aproximar ela se vira e não consigo desviar os olhos de seus seios médios apertados naquela blusa apertada. Sinto seus olhos me fitando intensamente,e levemente minhas bochechas ruborizaram.

-Oi Gaara-ela diz,parecendo constrangida pelos meus olhares para seu corpo.

-Olá Ino-digo tentando soar casual,mas falhei miseravelmente. Estou muito ansioso pra saber o porque de ela querer falar comigo,e também por ainda não estar com coragem pra me declarar.

-Bem...eu queria falar com você.

-Sim, pode falar-estou tão nervosso que julgo estar suando como um porco indo pro abate.

-Bem,é que...eu prefiro mostrar-ela diz,me deixando ainda mais curioso.

Assinto com a cabeça e sou surpreendido quando ela me puxa pra dentro da sala do zelador. Assim que a porta se fecha e ficamos espremidos na sala minúscula Ino me puxa pra um beijo desesperado. Correspondo a altura,nossas línguas explorando cada canto da boca,as mãos dela pararam sob o tecido fino da minha camisa e minhas mãos foram de encontro a sua bunda,apertei seu corpo no meu e gemi quando seus seios ficaram espremidos entre nós dois.

Senti meu mambro vibrar quando escutei um gemido baixo dela,enquanto eu apertava mais meu pau duro contra sua barriga e puxava sua bunda pra mais perto. O bejo logo cessou por causa da maldita falta de ar,mas eu não estou disposto a parar agora.

Desço dando beijos por seu pescoço e ombro,passando a língua pela clavícula e repetindo esse processo dos dois lados escuto seus gemidos baixos que me deixam ainda mais excitado.

Movido pelo prazer levo minha mão esquerda até seu seio esquerdo e o aperto em cima da blusa,seu gemido rouco me da liberdade pra continuar. Coloco minha mão direita,lentamente,dentro da saia dela. Aperto meus dedos em sua bunda e meu membro lateja de tesão.

Acaricio sua calcinha e sinto ela molhada. Vou introduzindo dois dedos sob o tecido acima de seu clitóris e me delicio com seus gemidos. Estava tão duro que poderia gozar antes mesmo de entrar nela. Mas algo inesperado aconteceu,e esse acontecimento me fez broxar na hora.

Duas batidas na porta,foram o suficiente pra nos tirar do meu pequeno paraíso perfeito onde o cara mudado finalmente teria a mocinha. Ino rapidamente tirou minha mão de sua calcinha e passou nervosamente os dedos sobre os cabelos bagunçados antes de abrir a porta e dar de cara com Hinata que parecia petrificada no meio do corredor e consequentemente bloqueando a única saída da pequena sala.

-Hina...er,não é nada do que tá pensando-diz Ino toda atrapalhada.-Er...estávamos apenas conversando,isso...conversando sobre a aula de matemática. Gaara me pediu ajuda-Ino é péssima em mentir.

-Olha Ino,eu não quero me meter nisso,mas você tem que tomar cuidado e não-a interrompo rapidamente.

-Ino,nos vemos depois-lhe mandei um olhar significativo-Até Hinata-asseno e vou embora. As duas são amigas,então vai dar tudo certo.

Me dirijo o mais rápido possível para o banheiro. Me certifico de que não tenha nada sujo na minha calça e sigo pra minha aula de biologia molecular e antes de começar a aula recebo uma mensagem da Ino.

"Deu tudo certo,e ainda temos que terminar o que começamos mais cedo ❤"

Dou uma leve risada antes de guardar meu celular no bolso e prestar atenção na aula.



   


Notas Finais


Foi isso,espero sinceramente que gostem....fiz com mt carinho.
Mals o texto enoooorme mas me empolguei escrevendo 😓😓.

Críticas ou elogios são muito bem vindos!!! ❤

Ja nee!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...