História Ainda bem que você existe. - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Nathaniel
Exibições 40
Palavras 1.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente, obrigada pelos favoritos, amo muito vocês, quem só visualiza a história e não favorita eu amo também tá.
Quem gostar mesmo da história se quiser favoritar eu agradeço, ajuda muito no progresso da fic.

Capítulo 12 - Acordando de bom humor.


     Na mesma manhã acordei e fui tomar meu banho e me trocar, ah e também tive que arrumar meu quarto, pois, estava todo bagunçado depois daquela noite, já com tudo arrumado, inclusive eu, me joguei na cama e comecei a pensar no que aconteceu essa noite (essa noite foi espetacular, Nath foi tão doce e gentil comigo, essa primeira vez não podia ser melhor e eu não senti dor nenhuma, apenas um leve incomodo por eu nunca ter feito isso antes); desci para a cantina e fui tomar café da manhã, hoje eu estava de muito bom humor, acho que nada pode estragar o meu dia. Tomei café com a presença de Ambre, Li e Charlotte, apesar do jeito difícil delas nós nos damos bem, meus pensamentos estavam definitivamente em outro lugar, enquanto eu estava perdida sentada em uma das mesas da cantina alguém colocou as mãos em meus olhos tapando minha visão:

     -Nath? – arrisquei, ainda estava sem meu poder.

     -Ah você sempre acerta.

     -Como você está? – perguntei mudando de assunto.

     -Muito bem e você?

     -Também, mas está faltando uma coisa – olhei para baixo fingindo uma carinha triste.

     -E o que é?

     -Um beijo – falei olhando em seus olhos e dando um sorriso travesso.

     -Ah, mas isso a gente resolve – ele se aproximou e me beijou, não foi um beijo tão demorado, mas não foi nenhum pouco ruim.

     Acabamos de comer e fomos para as aulas do professor Faraize, passaram rápido, e nós pudemos subir, fui para o meu quarto e deitei-me; pouco tempo depois me levantei, peguei meus patins e desci as escadas indo em direção á quadra quando Armin me chamou:

     -Hey Vitória. Vem aqui – eu fui ele estava sentado no chão no começo do corredor.

     -Oi Armin – me sentei ao seu lado – Tudo bem?

     -Tudo e você?

     -Eu, estou ótima.

     -Tá animada hoje hein.

     -Sim, muito.

     -Por quê?

     -N-nada demais.

     -Ok. Sabe eu queria falar com você.

     -Pode falar.

     - Você cantou muito bem, e não pareceu estar com nenhum pouco de vergonha. Eu gostei e queria te chamar para fazer um canal. E tocar nele sabe?

     -Sei.

     -E então você topa?

     -Tá eu topo – falei e me despedi dele - te vejo depois Armin – sai e fui para a quadra.

     Quando cheguei à quadra coloquei meus patins e comecei a fazer voltas pela quadra, andando e fazendo uma coreografia que eu treinava há muito tempo, fui patinando e patinando durante alguns minutos até me cansar e parar para beber água, bebi e coloquei meu fone de ouvido voltando a patinar escutando uma música bem alta e fazendo minha coreografia.

Vitória off

Nathaniel on

     Eu estava indo para a quadra com os garotos para jogarmos bola e quando chegamos lá Vitória estava andando de patins com fone nos ouvidos, ela parecia estar dançando o que ela escutava naquele momento, ela dança muito bem, seus movimentos eram graciosos e leves, ela continuou dançando sem perceber nossa presença lá, nos sentamos na arquibancada e ficamos olhando a patinar durante uns cinco minutos. Quando ela deu um giro na quadra ela nos viu e parou na hora olhando pra gente, parecia surpresa e envergonhada, tirou o fone de ouvido e nós começamos a bater palmas.

Nathaniel off

Vitória on

     Eu estava patinando e quando dou um giro vejo todos os meninos sentados na arquibancada me olhando dançar (MEU DEUS, EU NÃO ACREDITO QUE ELES ESTAVAM ME VENDO DANÇAR), tiro meu fone e vou em direção a eles enquanto batiam palmas:

     -Vocês estão aqui há muito tempo?

     -Não, só há uns cinco minutos – me responde Kentin.

     -Você patina muito bem – me elogia Armin.

     -Obrigada.

     -Você nos esconde muitas coisas não acha? – questiona Castiel.

     -Como assim? – pergunto.

     -Primeiro você joga vôlei pra caramba, segundo você tem uma voz maravilhosa e em terceiro ainda patina muito bem. Mais alguma coisa que você sabe fazer e ainda não nos disse?

     -Hm, não sei Castiel, eu só faço isso, nem tinha noção que vocês fossem gostar mesmo.

     -Eu devia ter filmado isso – disse Dajan.

     -Não se preocupe, eu filmei.

     -ARMIN VOCÊ FEZ O QUÊ?

     -Calma, não precisa gritar. E outra você concordou em participar do canal.

     -Eu sei, mas você me disse que eu iria cantar mais nada.

     -Eu não disse nada disso aí, eu perguntei se você iria querer fazer e cantar nele, não disse que não ia fazer mais nada pff.

     -Tá agora eu vou deixar vocês jogarem. Vocês vieram pra isso não?

     -Sim, mas acho que depois você vai ter que patinar de novo.

     -É as meninas vão querer ver com certeza.

     Concordei com eles e subi para o meu quarto para guardar meus patins, depois desci novamente e fui assistir ao jogo, só tinha eu de menina lá, assisti até o fim, infelizmente o time do Nath perdeu então eu fui falar com ele:

     -Foi um bom jogo – dei um sorriso.

     -Sim, mas nós perdemos – ele fez uma cara triste.

     -Sim, mas você vai ganhar uma coisa que os outros meninos não vão.

     -O quê?

     -Isso – me aproximei e dei um beijo em seus lábios, um beijo intenso, porém calmo.

     -Hm isso recompensou tudo – disse ele após o beijo.

     -Depois eu te dou outro, mas agora vamos que temos aula.

     Subimos, eu fui para o meu quarto tomei um banho bem rápido e coloquei meu biquíni para a aula de natação, desci e entrei na sala:

     -Alunos hoje eu vou ter que ir a uma reunião com a diretora, então vocês vão ficar sozinhos, tomem cuidado – disse o professor de natação.

     Sentei-me na mesma cadeira da aula passada, mas em vez do Alexy e do Kentin quererem me jogar na água, hoje a ideia partiu do Nathaniel:

     -Vem comigo – fala pegando em minha mão e me levando em direção a água.

     -Não Nath, eu não sei nadar.

     -Eu sei, eu vou te ensinar.

     -Missão impossível, desiste.

     -Adoro um desafio.

     -Nath tem certeza?

     -Sim.

     Eu fui com ele até a beira da piscina, mas não entrei me sentei na borda colocando só meus pés dentro da água, Nath entrou na água e colocou as mãos na minha cintura me colocando na água também, confesso que eu estava com um pouco de medo, mas eu confiei nele e me deixei levar. 


Notas Finais


Tá aí mais esse capitulo, quem quiser comentar eu estou respondendo tudo e se quiser me adicionar também para falar comigo eu aceito e eu também estou respondendo tudo! Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...