História Ainda consigo amar? - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kiba Inuzuka, Konan, Matsuri, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Sai, Sasuke Uchiha, Toneri Otsutsuki
Tags Sasuhina
Exibições 230
Palavras 1.519
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 28 - Capítulo 28


Uma mensagem tinha acabado de chegar ao meu celular, o número era desconhecido, e eu não estava a fim de trotes naquele momento, então desliguei o aparelho e voltei a minha atenção na estrada. Olhei por um instante para o céu e percebi que mais tarde uma enorme chuva iria cair em Konoha. Sinal que devia chegar mais cedo em casa, mas esse não o único motivo, havia dito para o Itachi que não poderia chegar para o jantar, mas decidi tentar chegar a tempo. Estava á alguns quilômetros da empresa onde Itachi trabalhava, minha tarefa era apenas tentar convencer seu chefe a fazer uma parceria com as empresas do meu pai, e felizmente estava tudo indo como planejado, o senhor Hisashi iria ficar muito satisfeito.

Olhei para o relógio em meu pulso e suspirei, já estava um pouco tarde, e o sono me estava envolvendo aos poucos, afinal estava dois dias sem dormir direito, um dos motivos era a minha perola. Fiquei um tempo investigando quem poderia ser seu “namorado”, e a única pessoa que achei suspeita foi o Uzumaki, pois soube que ambos tinham certa intimidade. Mas não desistiria tão fácil de a conquista-la. Em alguns minutos havia chegado onde queria, estacionei meu carro, que aluguei, e sai, entrando na empresa.

 

Quebra de tempo...

 

Fiquei exatamente duas horas naquele lugar, mas fiquei extremamente feliz, pois havia conseguia juntar as empresas em uma parceria. Ao chegar ao carro, a primeira coisa que fiz, foi ligar para meu pai avisando da notícia, disquei o número no celular, e esperei.

- Moshi, moshi? – ouvi a voz sonolenta no outro lado da linha.

- Otou-san, sou eu Neji. – falei.

- Neji, meu filho, como está? – perguntou, melhorando a voz.

- Estou bem, tenho uma ótima notícia. – comentei.

- Qual? – perguntou curioso.

- Consegui fazer a alianças entre as nossas empresas com as Senju. – falei com um sorriso.

- Sabia que conseguiria Neji, estou tão orgulhoso de você. – falou, podia perceber que sorria enquanto falava. – Tenho certeza que minha empresa ficará em boas mãos quando me aposentar. – disse.

- Arigato otou-san. – agradeci aliviado.

- Quando irá voltar para casa? – perguntou.

- Em uma semana, ficarei um pouco para descansar, faz tempo que não venho para Konoha. – respondi calmo.

- Hai, bom descanso você merece, konbanwa. – falou.

- Konbanwa. – disse, desligando o celular.

Sorri satisfeito e olhei para o relógio, assim ligando o carro ainda daria tempo de chegar se me apressa-se um pouco. Então sai do estacionamento e voltei para a estrada, como a empresa era um pouco afastada da cidade, demoraria um pouco para chegar. Durante o percurso, algumas gotas de chuva começaram a cair do céu, logo a chuva que tinha previsto havia chegado me deixando um pouco tenso. Decidi diminuir um pouco a velocidade do carro, pois a pista certamente deveria estar escorregadia. Estava um pouco entediado, quando me lembrei da misteriosa mensagem que enviaram no meu celular, como a curiosidade falou mais alto, resolvi abrir e olhar. Primeiro estava uma frase curiosa. “Por isso você não esperava, não é?” Depois de ler olhei para a imagem, no mesmo instante meus olhos arregalaram e minha boca ficou aperta de surpresa.

- Que merda é essa?! – falei para mim mesmo.

Na imagem estavam Hinata e Sasuke se beijando na porta da casa de Itachi. Uma raiva gigantesca percorreu meu corpo, naquele momento eu estava odiando o Uchiha ainda mais. “Aquele desgraçado! Era ele o tempo todo!” Sem prestar atenção acabei acelerando o carro, e não vi a curva que havia na estrada, não demorou sentir uma dor tremenda em meu corpo e a escuridão cobrir meus olhos.

 

...

 

- Oni-chan, onegai se acalma. – pediu Hinata desesperada.

- Esse covarde! Ela é só uma criança, e ainda por cima sua one-chan! – falou alto, podia sentir a raiva em cada palavra em sua boca, e aquilo era como mais um soco em minha cara.

- Do que você está falando, Itachi? – perguntou Konan em sua frente tocando seu rosto.

O mesmo não falou nada apenas entregou o celular com a imagem para Konan, que ao ver colocou a mão na boca assustada.

- Não é culpa dele! Eu quis! – disse Hinata, ficando em minha frente, fazendo Itachi arregalar os olhos de surpresa.

- Eu não esperava isso de você Hinata... Estou muito decepcionado com você. – falou frio, fazendo a mesma abaixar a cabeça, logo pôde ver algumas lágrimas caindo de seus olhos. No mesmo instante, a abraço, mas Itachi se solta e nos separa dando outro soco em minha cara.

- Onegai, não o machuque!! – gritou Hinata puxando o braço de Itachi.

Deidara ficou entre nos dois, e Yahiko foi em direção a Konan, que ainda estava um pouco assustada, quando Itachi iria falar algo o telefone tocou. Um silêncio mortal se instalou na sala, Hinata se afastou do otouto e foi atender.

- Moshi, moshi... Hai, sou prima dele... O o-que?! Como?... E-estamos indo. – ao terminar, olhou para Itachi ainda mais desesperada. – Neji-kun sofreu um acidente de carro.

- O que?! Onde ele está? – perguntou Itachi preocupado.

- E-está no hospital no centro da cidade, disseram que estava em estado g-grave. – respondeu soluçando.

- Vamos! E você... – falou olhando em minha direção. – Resolveremos depois... – disse frio e seco.

Antes de irem Itachi falou algo para Konan e Yahiko que assentiram, e saíram da casa. Deidara se ofereceu para levar Hinata consigo na moto que havia trago, e otouto confirmou enquanto ia em direção ao seu carro. Antes de saírem, Hinata olhou para mim preocupada, eu apenas sussurrei um “Está tudo bem...” Depois os vi partirem, abaixei a cabeça e me apertei os punhos com raiva, agora tudo seria diferente.

 

...

 

Senti meus cabelos voarem com o vento, enquanto Deidara seguia Itachi em direção ao hospital. Eu ainda estava em choque sobre tudo o que estava acontecendo, primeiro otouto descobrira sobre mim e Sasuke, e agora Neji estava em risco de morte. “Kami-sama, onegai que nada tenha acontecido ao Neji, e proteja o Sasuke-kun...” Abracei um pouco mais a cintura do Deidara-kun, pois comecei a sentir algumas gotas de chuva tocar em minha pele.

- Hina... Aquilo na foto é verdade? – perguntou Deidara.

- H-hai... – respondi, fechando os olhos.

- Por isso que você falou que o Itachi não iria gostar... – comentou. – A Ino sabe isso, não é?

- Hai... – respondi.

- Você sabe que isso... É meio errado. – disse.

- Mas eu o amo, Deidara. – falei.

- Eu entendo... Mas sabe que o Itachi irá fazer de tudo para separar você, não sabe?

- Hai, e é isso que estou com medo... – respondi, abrindo os olhos.

- Você tem certeza que o ama? – perguntou, virando um pouco a cabeça e olhando para mim.

- Sim, o amo como nunca amei na vida, e agora mais do que nunca tenho certeza. – respondi olhando para seus olhos.

- Então, parece que o Itachi vai ter que se zangar comigo também... – comentou, o olhei sem entender. – Estarei do seu lado.

- Arigato, Deidara-kun. – agradeci com um sorriso.

Em alguns minutos havíamos chegado, entramos no hospital e falamos com a recepcionista, ela nos informou o andar e pegamos o elevador, no caminho Itachi só olhava para mim, com um olhar de decepção, o que me deixou muito triste, mas tinha que aceitar a consequência de meus atos. Ao chegar o médico veio preocupado em nossa direção.

- Vocês são parentes de Neji Hyuuga? – perguntou.

- Sim, o estava dele é grave? – perguntou Itachi.

- Infelizmente sim, ele levou uma pancada muito forte na cabeça, e uma das ferragens do carro perfuraram seu abdômen, por causa do não uso ao sinto de segurança. Ele está perdendo muito sangue, e não temos sangue o suficiente para fazer a cirurgia.

- Qual é o tipo de sangue? – perguntou Deidara.

- O negativo. – respondeu.

- M-meu sangue é O negativo. – falei.

- Tem certeza? – perguntou o médico.

- Ela tem o sangue da nossa oka-san, e ela era uma Hyuuga. – explicou otouto.

- Então me acompanhe. – falou o senhor indo para uma sala.

Itachi e Deidara foram ver o estado de Neji, enquanto uma enfermeira me levou em uma sala e pegou alguns aparelhos, quando tudo estava pronto, ela veio em minha direção com uma agulha ligada a um fino tubo, e inseriu em meu braço. Logo pude ver meu sangue passando pelo tubo e indo para uma bolsa de silicone. Desviei meu olhar para a porta onde a enfermeira tinha saído, e não demorou para meus pensamentos caírem em Sasuke. Estava bastante preocupada com ele, os dois socos que o otouto dera no mesmo, fez um belo estrago, e infelizmente eu não estava lá para trata-los.  “Pensei que esse jantar fosse para terminar tranquilo e não em um desastre...” Mas quem enviou aquela foto para o celular do otouto? Seja lá quem tenha sido, acho que conseguiu o que queria.

Meus pensamentos foram interrompidos por alguém que entrava na sala, o olhou e estremeci, era Itachi e ele ainda estava com o mesmo olhar de antes.

- Precisamos conversar. – falou serio, fechando a porta atrás de si.

 

...

 

 


Notas Finais


Oláaaa !!
Desculpem pela demora de postar, mas é que eu estava em uma falta de criatividade absurda, por isso preferi esperar eu ter algumas ideias do que fazer mal feito para vcs.
Espero que me desculpem!
Comentem<3
Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...