História Ainda vai segurar a minha mão? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 678
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Lembrando:
Os próximos capítulos serão um sobre cada personagem que apareceu agora tirando Annie, sua mãe, sua irmã e Jess, que terão capítulos sobre elas depois, cada capitulo terá o nome do tal personagem, porem a historia continuará seguindo normalmente, mas com foco no personagem do capitulo
Esse é sobre o Alex.
Espero que goste

Capítulo 4 - Hey, Alex!


Fanfic / Fanfiction Ainda vai segurar a minha mão? - Capítulo 4 - Hey, Alex!

AL - Hey jovem! Espero que goste de andar! - Sorri para ele que fez o mesmo a mim 

Fomos todos caminhando pela cidade em quanto passamos por casas estranhas e Alex tentava me assustar com histórias macabras sobre as casas, até chegarmos a uma em que o mesmo começou a gritar sua história de terror e a senhorinha que morava na mesma sair e começar a nos expulsar dando tapas na cabeça de Alex nos fazendo rir da cara de envergonhado dele o resto do caminho.

Alex era estranhamente legal, ele era aquele tipo de pessoa que sorri para tudo e que nunca vai perder a oportunidade de zoar alguém, e sempre é a primeira pessoa a se voluntariar quando precisa de ajuda, mesmo sendo extremamente problemático e frequentemente se envolvendo em brigas na escola ele é como uma criança enorme.

Caminhávamos ao lado de um lago vendo Sam a frente quase caindo na água, John a ajudando a não cair e Math perguntando oque estava acontecendo enquanto ria dos gritos da menina, olhei para Alex que ria dela ao meu lado

- Alex, o que aconteceu com seu cabelo? - Soando claramente como a primeira pergunta que me veio a cabeça ao ver Alex, e foi mesmo, estava o dia todo me perguntando se aquilo era ou já foi rosa um dia

AL - Como assim? Tipo, que cor ele é? - Me olhou confuso com minha pergunta, apenas afirmei com a cabeça e ele soltou um leve risinho

AL - Não está vendo? É uma cor conceitual! Nem os cientistas ainda descobriram essa cor, eu sou um novo gênio! - Disse rindo de sua própria frase mas logo continuando

AL - Ta bom, agora é sério! *ri* Isso já foi rosa um dia, eu pintava o cabelo para irritar o Math, ele falava que eu não fazia nada certo, então eu comecei a pintar para ver ele ficar bravo por que eu não consigo pintar meu cabelo direito então ele comprava tinta e “consertava” meu estrago, mas agora não tem mais graça, quando ele… - Fez uma pequena pausa engolindo a seco e abaixando a cabeça antes de continuar

AL - Quando ele perdeu a visão...Nas primeiras semanas eu ainda pintava o cabelo, tinha esperança que ele estivesse só brincando comigo, mas ai eu percebi que era verdade, e bom, nao tem graça fazer isso se não irrita ele, mas as vezes eu ainda pinto quando estou muito triste, para lembrar dos dias em que eu fazia feliz da vida sabendo que ele ficaria vermelho de raiva no dia seguinte - Levantou a cabeça forçando um sorriso para mim, mas eu pude ver que ele ainda se sentia triste com isso, a verdade é que Alex nunca superou a cegueira de Math, acho que o próprio Math aceitou mais que Alex…

- Me desculpa te fazer lembrar disso - Sorri fraco para ele que abriu seu famoso sorriso enorme e me abraçou por trás com seus braços em volta do meu pescoço me fazendo andar junto a ele

AL - E o seu jovem? Seu cabelo é verde ou azul? -  Perguntou levantando uma mecha do meu cabelo com uma das mãos

- É verdul! - Disse sorrindo para Alex que agora me olhava tentando conter a risada mas sem muito sucesso

AL - VERDUL? - Gritou rindo porém logo parando e me olhando esperando alguma resposta, afirmei com a cabeça sorrindo para o mesmo

- Sim, eu acho que tudo pode ter uma explicação, mesmo que tenha que inventar palavras para conseguir explicar algo - Ele ficou me olhando por alguns segundos antes de sorrir

AL - Gostei - Riu um pouquinho correndo pela rua que agora estávamos

AL - VAMOS TOMAR SORVETE *correu mais rápido pulando* EU PAGO - Ri de sua felicidade e fui andando junto com os outros vendo Alex correr feliz, quando sinto alguém entrelaçar seu braço com o meu e vejo Sam ao meu lado

SM - Não acredita nele, ele não vai pagar - Sorriu andando junto comigo

 


Notas Finais


Esse foi um pouco mais curto mas espero que tenha gostado!
<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...