História Ajudando Um Popstar - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Alfredo, Astroteen, Belieber, Believe, Fanfic, Justin
Exibições 3
Palavras 3.075
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Um Sonho a Ser Realizado


Fanfic / Fanfiction Ajudando Um Popstar - Capítulo 2 - Um Sonho a Ser Realizado

               Ao chegar em casa foi direto para o quarto amenizar a vergonha. Seu pai a cumprimentou e em resposta ela deu um sorriso e deu lhes um aviso.

Megan — Vou me trancar no quarto, tenho que elaborar um projeto pra radio, por favor, não me incomodem amores. Pode ser?
Stacie — Claro filha pode ser. Pode ser John?
John — Pode ser querida, mas você tem uma visita marcada para as 15h00min. E ela não aceita não como resposta.
Megan — Visita pai? Eu não marquei com ninguém.
John — Mas Penélope marcou. E vai até faltar ao colégio hoje.
Megan — Penélope? Fala serio o que aquela pirralha quer comigo pai?
John — Ela não me disse, só pediu para passar o recado e você mais do que ninguém sabe o quanto ela é pontual.

                     Sabe aquela criança persistente, que ama fazer birras e que às vezes, quase sempre enche o saco? Essa era Penélope, filha de Melina e Marcos, irmão caçula de John. A garota tinha apenas 10 anos, mas sabia fazer birra igual uma criança de 3 anos e pensar feito uma de 20 anos, algo que impressionava muitos. Megan já havia sido babá de Pene (apelido carinhoso que recebeu dos familiares) e isso fez com que tudo que a garotinha precisasse fosse atrás de sua antiga babá.
                       Algumas horas depois Penélope chegou e recebeu o recado deixado pela prima. Muito impulsiva ela começa a gritar por Megan que não aparece. Seus tios pediram para ela parar, mas ela adorava fazer birras. Vendo que não adiantou ela saiu pela porta dos fundos.
                     Relembrando do mico do ano a jovem estava esticada em sua cama, quando de repente Pene se atira pela janela e a assusta.

Megan — Você ficou louca? Como você entrou?
Pene — Sabe aquela abertura na parede? Costuma chamar aquilo de janela. Então, foi por ali.
Megan — Estou sem humor pra sua ironia. Da o fora daqui.
Pene — Você já foi uma ex-babá mais legal, credo. Nem quis me receber e olha que eu avisei que viria. Que cara é essa? Ah já sei.
Megan — Sabe?
Pene — Eu e mais 500 mil pessoas. Eu acompanho o blog da sua amiga maluca, a Carly.
Megan — Nem me lembra. Até que enfim ela tirou aquilo da rede.
Pene — Eu achei engraçado, tipo cena de malhação sabe? Até fiz download.
Megan — Você fez o que?

                 Querendo entender com nitidez o que a prima havia dito, ela se levanta da cama e agarra Pene pelo braço, deixando a com medo.

Pene — Calma é brincadeira. Sou uma criança conectada, só isso.
Megan — Desculpa Pene. É que eu não estou muito legal.
Pene — Depois de ser humilhada por um gato daquele na frente daquele tanto de gente e pra milhares de pessoas na internet, até eu não estaria.
Megan — Não esta ajudando Penélope.
Pene — Desculpa.
Megan — Chata. Então fala logo o que você veio fazer aqui e vaza pela abertura da parede que costumam chamar de janela.
Pene — É que eu preciso de você babá. Pra sexta à noite. Esta sexta.
Megan — Sexta à noite? Esta sexta? Ficou louca? Não mesmo. Eu vou sair com meus amigos. Pode procurar outra pessoa.
Pene — Você não vai me olhar na minha casa.
Megan — Muito menos te levar comigo. Sem chances. Da o fora daqui e pede pra sua mãe não contar comigo dessa vez.
Pene — Eu não escalei essa parede em atoa, você vai me escutar.
Megan — Como você faz isso?
Pene — Acampamentos de férias. Agora me escuta.

                   Quando Pene soube que Justin um artista adolescente que ela idolatrava iria fazer mais um show no Rio de Janeiro antes de se ausentar dos palcos, entrou em pânico, pois era muito fã dele, mas nunca tinha ido a uma performance. Ela o seguia em todas as redes sociais e sabia todos os lugares que ele iria passar antes de entrar de férias após voltar de uma turnê pela Europa. A pequena implorou a seus pais que a deixassem ir, ambos permitiram, mas havia um pequeno problema, quem a levaria? Marcos era vigia noturno e Melina que era enfermeira estaria de plantão na sexta. Assim só restou Megan como acompanhante.

Megan — Eu não vou nesse showzinho com você, desiste.
Pene — Por favor, eu juro que sumo da sua vida por um mês.
Megan — Só um mês?
Pene — Pega leve, um mês é muito.
Megan — A janela esta aberta vai.
Pene — Não faz isso Megan, por favor. Eu faço o que você quiser, mas preciso de sua resposta hoje para dar tempo da minha mãe ir até o juiz pedir a autorização.
Megan — Pirralha eu tenho 17 anos, também sou menor de idade. Eu não posso te acompanhar arrume outra pessoa.
Pene — O Brian vai me passar, ele vai ser segurança lá, eu preciso de alguém que fique lá dentro comigo.
Megan — Sua mãe confia nele? Esse seu primo é louco.
Pene — Ele é sobrinho dela, lógico que confia.
Megan — Penélope eu estou mega ocupada, tenho que conseguir uma entrevista com alguém famoso ainda neste mês, se não eu não consigo entrar pra revista. Isso não é fácil, são vários e-mails, por favor, volta depois.
Pene — Ele sempre esteve no auge da fama, todos os jornalistas, TVs, estão tentando agendar uma entrevista com ele, se conseguirem vão ser um ou dois, isso que faz ser tão, tão sei lá, top. Imagina se você consegue.
Megan — Opa, opa, para. Auge da fama, poucos vão entrevistá-lo, isso me parece uma boa oportunidade. Adoro desafios.
Pene — Isso é um sim?
Megan — Pra você não, mas pra mim pode ser a chance da minha vida. Cara imagina se.
Pene — Eu não sei do que você esta falando, só quero que você me diga que vai, minha mãe vai pagar o seu ingresso.

                      Por um instante Megan viu seu sonho de entrar pra revista Teen Week a um passo de se realizar. George, o diretor da revista disse que para conseguir o emprego ela deveria mostrar trabalho, provar que tinha talento para se juntar à equipe. Essa foi a única forma que ele encontrou para descartar a jovem após varias visitas em sua empresa. Mal ele sabia que a determinação dela era imensa e que não iria desistir.

Megan — Eu levo você, peça para a tia Melina comprar Ingressos Premium, quero ficar bem na frente, nada de pista.
Pene — É serio Meg? Vou ligar para ela agora.
Megan — Ela não veio com você?
Pene — Não, veio.
Megan— Ela veio ou não?
Pene — Ela me deixou aqui e foi ao hospital pegar uns papeis que eu nem sei para que serve.
Megan — Você é muito fã desse cantorzinho não é?
Pene — Você não tem noção do quanto. Eu sei tudo da vida dele, eu não peguei bem o inicio da carreira, era criança, mas li tudo nas revistas e na internet. Eu sei a hora que ele nasceu, o hospital, o quarto.
Megan — A data de nascimento do médico que fez o parto?
Pene — Eu não sei.
Megan — Você é poser!
Pene — Eu nunca li sobre isso, esta disponível? Meu Deus eu tenho que descobrir o dia que esse médico deu as cara no mundo. Eu juro que não sou poser.
Megan — A maior bobeira dos fandons de hoje é isso. Se você não souber o CPF da avó dele dizem você é poser. Não é bem assim Pene.
Pene — Eu também acho bobeira, mas é regra de fandom. Um dia eu escrevi Bebibers, me tiraram do grupo. Mas eu sei muita coisa, melhores amigos, inspirações, cor preferida, o que ele odeia até o que ele ama.
Megan — Chega! Aposto que tem coleções de revistas. Ta bom Penélope eu vou com você, compre os ingressos e peça meu pai pra te pegar às 20h. Agora vaza, falta apenas dois dias.
Pene — Tudo bem eu vazo, dou o fora o que você quiser minha linda. Você sempre será minha babá preferida, tchau Megan.

                 Vendo que conseguiu o que queria, Penélope abre a porta do quarto para sair, mas Megan a puxa para dentro.

Megan — No acampamento de férias não te ensinaram a descer pelas janelas?
Pene — Quanta maldade prima, ok! Eu saio pela janela, tchau!
Megan — Ou melhor, vá pela porta e peça minha mãe pra fazer um lanche, de preferência um sanduíche com muito bacon.
Pene — Agora eu vou pela janela.
Megan — Ok, sexta à noite vou sair com meus amigos.
Pene — Gosta de catchup e maionese?

                Os pais de Megan se assustaram ao verem Penélope descendo as escadas e ficaram olhando esperando alguma explicação.

Stacie — Por onde passou que não vimos você subir as escadas?
Pene — Eu subi pela.. pela..
John — Não me diga que você escalou minha parede de novo.
Pene — Esta bom tio John eu não digo.
John — Usando os truques de escoteira mocinha?
Pene — Meu pai não gastava uma fortuna para eu não aprender nada.
Stacie — Ela me impressiona.
Pene — Estava conversando com a Megan, ela pediu um sanduíche com bastante bacon tia e tio John sexta à noite precisamos de você como motorista.
John — Para que?
Pene — A Megan vai saber explicar melhor. Mas você tem que me pegar às 20h.
Stacie — Sua mãe ligou e disse que já esta a caminho.

                  Por ter conhecimento sobre a vida de jornalistas, a jovem sabia que não seria fácil conseguir uma entrevista com Bieber, ainda mais por não trabalhar em nenhuma revista. Sendo assim teria que “bolar” um plano rápido, pois em dois dias o astro iria desembarcar no Rio de Janeiro. Megan não gostava de perder tempo, então começou a ler sobre a vida dele em vários sites e sempre ficava surpresa com o que lia.

                     O astro teen tinha apenas 22 anos e muita história. Em todos os sites diziam a mesma coisa a seu respeito. Filho de pais divorciados, Justin morava com Katty antes da fama, seu pai Logan havia se casado novamente com Jhulia e tiveram mais dois filhos, Lindsen de sete anos e Jaden de cinco. Era natural de Lorena uma cidade no interior de São Paulo. O sucesso dele veio aos 16 anos quando participou de um concurso musical na TV e ganhou em 1º lugar. Sua carreira alavancou o levando a fazer shows até no exterior.
                  Com um empresário cheio de estratégias, o cantor parecia fogos de artifícios. Era o auge do momento, depois se ausentava da mídia, voltando logo em seguida cada vez mais talentoso e polêmico. O currículo de ex-namorada e affaires que ele tinha deixou Megan impressionada, mas o que realmente a surpreendeu foram as confusões, as polêmicas e os processos que ele tinha ao longo da carreira.
                 O que mais chamou a atenção de Megan foi a relação que ele tinha com sua ex-namorada Maria Maggaider, uma atriz que adorava causar na mídia e vivia atrás dele. O namoro de dois anos deles chegou ao fim depois que Maria soltou uma nota no jornal dizendo que o cantor havia a traído com sua prima. O que sempre foi negado pelo artista. Fontes próximas ao casal disseram que a relação deles não ia bem há meses e que essa foi só uma desculpa para convencer os fãs.
                   Outro fato intrigante era a relação dele com o pai. A família sempre disse que Logan era presente na vida do garoto desde a infância, mas há pessoas que diz que ele só se aproximou do filho depois da fama e que chegou a desviar dinheiro para a sua conta o que nunca foi provado e sempre magoou o astro teen ver pessoas difamando seu pai.
                     Justin sempre foi um garoto descolado e de atitude, gostava de sair com os amigos, ir a shows e se jogar na pista, ir ao cinema e até mesmo fazer compras com Katty.
Porém os hábitos foram obrigados a mudar e alguns amigos também. Fazer compras com a mãe se tornou algo impossível já que era um produto no carrinho, uma foto e um autografo. Com o passar do tempo ele não conseguia sair dos locais sem causar tumultos.
                    Um dos assessores do astro era seu amigo Alfredo, um dos amigos de infância que na sua visão não mudou com ele depois que ele se tornou o Justin Bieber. Ele via que Alfredo não ficou ao seu lado por interesse. A amizade deles era invejada por muitos internautas que os seguiam nas redes sociais, sempre com fotos e vídeos de shows irados, festas com celebridades e muitas viagens.
                   Confiante e sorridente, o filho de Katty entendia que sua vida era um livro aberto e incompleto, e todos que desejassem teria acesso a ele, podendo falar e escrever o quisesse. Então ele fez questão de guardar um segredo, que nenhum jornalista ou psicólogo por mais profissional que fosse conseguiu descobrir e sempre fazia questão de dizer que esse segredo era dele e de mais ninguém. Assim como todos, Megan ficou curiosa para descobrir esse segredo e foi isso que a incentivou mais ainda, se ela desvendasse esse segredo iria garantir um ótimo cargo na redação.
                  A jovem nem viu o tempo passar. Por ele esta sempre na mídia e nos assuntos mais comentados, Megan se empolgou com a matéria a seu respeito que não era pouca. Muitos maus entendidos, confusões, affaires, processos e boatos rodeavam a vida de Justin assim como a de outros artistas. Ela já estava caindo de sono, mas queria colher material suficiente para entrevistá-lo, seus pais já haviam chamado para jantar diversas vezes, mas ela estava focada na vida do galã que era dono do maior fandom do mundo, Belibers.
                       Ao ir até o quarto da filha para saber o motivo que ela não quis jantar, Stacie a encontra deitada na cama vendo vídeos do artista e fazendo algumas anotações.

Stacie — Não sabia que você gostava desse tipo de música.
Megan — Não são as minhas favoritas, mas até que eu estou gostando. Eu acabei me empolgando e não desci para jantar, me desculpe.
Stacie — Eu não estou nem ai, seu estômago que esta vazio. Seu pai fez aquele strogonoff...
Megan — Não me diga que foi o papai que fez a janta? Eu amo a comida dele.
Stacie — A minha você não ama não?
Megan — A sua eu como pra não passar fome.
Stacie — Bom saber. Amanha você vai passar fome, eu não vou cozinhar mais pra você.
Megan — Estou brincando mãe. Você sabe que eu amo sua comida.
Stacie — Isso é preguiça de fazer miojo amanhã?
Megan — É serio mãe.
Stacie — Vou fingir que acredito. Quer que eu faça um lanche pra você?
Megan — Quero sim, estou meio ocupada agora.
Stacie — Mas me diga, ele esta na mídia há tanto tempo, nunca ouvi você falar dele, cantar as músicas dele, porque só agora se interessou? Eu me lembro dele porque te comprei um cd e você trocou com a Penélope por um pote de Nutella.
Megan — Pois é, foi por causa dela mesmo. Agora estou me arrependendo. Ele esta voltando de uma turnê e vai entrar de férias, e a louquinha me convenceu a ir ao show com ela.
Stacie — Ela te convenceu? Tem alguma coisa errada ai.
Megan — Na verdade estou com uns planos.
Stacie — Quando você fala assim eu fico com medo.
Megan — Eu vou tentar entrevistá-lo. A Pene disse que ele é meio marrento, se der entrevista vai ser pra um ou dois. Se eu conseguir vai ser a grande oportunidade pra provar pro Sr. George Germano que eu sou capaz.
Stacie — Quem é George Germano?
Megan — O diretor da revista Teen Week mãe.
Stacie — Megan, eu sempre apoio tudo que você faz tudo que você diz tudo que você sonha, mas filha..
Megan — Você nunca disse que algo seria impossível. Você vai dizer isso agora?

                  Ela sentiu duvidas no olhar e nas palavras da mãe que sempre a apoiou em tudo. Uma jovem confiante que nunca desistiu antes de tentar, mas naquele momento começou colocar empecilhos em seu caminho que nem havia começado a trilhar.

Megan — Talvez seja impossível mesmo, um sonho maior que a perna, uma vontade estúpida. Eu não tenho nem curso, nunca fiz entrevista. Mas por um momento, um pequeno momento eu acreditei, eu imaginei que seria possível. Eu me vi invadindo aquele camarim, sentada no sofá ao lado dele.
Stacie — Megan meu amor, eu nunca vou dizer a palavra impossível quando se referir à suas vontades. Vai ser difícil lógico, mas tudo pode acontecer.
Megan — Você esta dizendo?
Stacie — Vá até o show e tente. Deve que não é tão difícil invadir o camarim de um astro. Caso você seja presa seu pai paga a fiança e eu digo que nem sabia disso. Se não conseguir a entrevista terá seus 15 minutos de fama.
Megan — Mãe você é demais.
Stacie — Se você falar que eu já sabia, irei negar e te colocar de castigo. Agora desliga esse computador e vem comer alguma coisa. Já esta tarde.
Megan — Já vou desligar.
                  Os pais de Stacie nunca a apoiaram, diziam que sonhos e planos era pensamentos fúteis, perca de tempo. Apaixonada pelo mundo da arte adorava novelas, filmes, teatro e sonhava em um dia trabalhar nesse meio. Sua meta era se tornar produtora, mas sem o incentivo dos pais ela nem insistiu na carreira, o que a levou cursar administração, tornando gerente de uma loja de roupas no shopping.
                   Prometendo para si mesma que quando tivesse filhos iria apoia-los em tudo, ela não conseguia dizer não para Megan e sempre fazia de tudo para ver a garota feliz. Até mesmo quando John dizia o contrário.
                        Após lanchar, Megan ligou o laptop novamente , mas não finalizou a pesquisa, estava com muito sono e pensando em como juntar coragem para encarar os colegas do colégio na manhã seguinte.

CAPITULO 2 ////



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...