História Help me to live - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Being Human (US), Chicago P.D., Supernatural
Personagens Adam Ruzek, Alvin Olinsky, Antonio Dawson, Bobby Singer, Castiel, Connor Rhodes, Dean Winchester, Erin Lindsay, Jay Halstead, Kevin Atwater, Kim Burgess, Meg Masters, Natalie Manning, Personagens Originais, Ruby, Sam Winchester, Sarah Reese, Sargento Hank Voight, Sargento Trudy Platt, Sean Roman, Will Halstead
Tags Drama, Nitchell, Policial, Romance, Supernatural
Exibições 6
Palavras 726
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie galera, voltei
Boa leitura ♡♡

Capítulo 5 - Uma pequena pausa


Fanfic / Fanfiction Help me to live - Capítulo 5 - Uma pequena pausa

Dean, Sam e Nicolly saem do necrotério após pegarem parte do relatório da Dra. Manning e alguns quilômetros depois, param em uma lanchonete, ela era bem acolhedora, sempre que os meninos estavam na cidade o trio dava uma parada por lá, ja que Dean amava o "X Burger de Bacon com tudo dentro", e flertar um pouco com as belas moças que frequentavam o lugar.

 O lugar estava lotado hoje e Sam procurava uma mesa, enquanto Nicolly e Dean ficavam próximos a porta, olhando ao redor 

—Nossa nicky, a última vez que viemos, quase não tinha ninguém aqui, por que ta tão lotado?

—Dean, amor, fazem dois anos que vocês nao vem aqui, e outra, são 23:40, de sexta-feira, vc ficaria dentro de casa?

— Eu?, Nunca, só estranhei a quantidade de gente, só isso.

—Olha o lado bom, tem mais gatinhas pra você dar em cima.— disse com um sorriso cínico estampado no rosto.

—É, você tem razão, hoje, eu vou a forra. —Dean dizia com um sorriso malicioso

—Ah, é, é, eu vou contar pra Erin, aposto que ela vai adorar

—Foi você quem deu a ideia, além disso, eu e ela não temos nada, o que passou passou.

—hã, e ela ja está sabendo disso?, afinal, dois anos sem sem ver, a chama vai reacender, certeza

—E o teu avô vai me matar, certeza.

—Dean Winchester? Com medo de Hank Voight?, ha, qual é.

—Não tenho medo dele não, mas respeito o velho, afinal ele é teu avô, e sempre ajuda a gente, mesmo sem intenção.

Sam acenava para do outro lado da lanchonete, ja sentado.

—Bom, ele achou, vamos lá?, to morrendo de fome

Após os dois sentarem, e observarem o cardápio, Sam faz sinal para uma garçonete muito bonita, que veio toda sorridente.

—Boa noite, bem vindos ao storm , o que vão pedir?

 Sam escolheu um prato com estrogonofe de frango e cerveja, Dean o seu X-Burger de Bacon com tudo dentro e uma cerveja e Nicolly uma torta de legumes e refrigerante, enquanto comiam, Dean dava a idéia de começar a procurar pelos vampiros de manhã, isso porque ja estava de olho na garçonete, entao Sam se lembra de que sua prima não havia caçado vampiros ainda

—Nicky, você sabe caçar vampiros?

—Por que Sam?

—É somente uma curiosidade, sabe, ficamos 2 anos sem nos falar e você nao concluiu o seu "treinamento" com o Bobby.

— Samuel, eu sei sim como caçar, eu leio quando não estou cacando sabia? 

—Ta bom, não precisa fazer essa cara, e só pra saber...

—até porque gatinha..—Dean falava enquanto dava outra mordida no lanche— da última vez, você foi a donzela em perigo e tivemos que ir tr buscar e ... se bem me lembro, se o papai não tivesse chego naquela hora, você gatinha, estaria morta ou se tornaria uma.

—ta, mas isso ja faz tempo, sei me.defender, nao precisa ficar me lembrando do que houve no passado. — a garota olhava para os dois enquanto tomava seu refrigerante.

—Falando em lembrar, você nao tinha que ir ver o seu avô? Aposto que ele deve estar uma fera com vc.-Sam dizia tentando mudar de assunto, ja ciente que a cconversa dos três dariam em briga logo.

—tenho sim, mas eu vou vê-lo ainda hoje, só que ao inves de ir para o distrito, vou para a casa dele.

—Entendi, bom.gente, o papo ta bom, mais eu tenho um assunto pra tratar bem ali— Dean olhava sem parar para a garçonete —além do mais, da casa do seu avô eu não passo nem perto.

Dean sai da mesa e vai ate o balcão para puxar assunto com a garçonete.

—Sammy, me acompanha até o apartamento do Voight? Por favor?

—Como se diz não com essa cara de gato do Shrek? Ta bom, só vou pagar a conta e vamos

—ta bom, vamos de táxi por que meu carro ficou proximo da casa da família silva. Vou lá fora chamar um

Assim que Nicolly vai para o lado de fora da lanchonete, alguém sai logo atrás dela, a garota notou a figura estranha que saiu para fumar. Quando a pessoa vai se aproximando, Sam vai para o lado de fora, deixando o tal apreensivo, dando 2 passos para trás

—Nicjy, quem é aquela pessoa?

—Sei lá, saiu logo depois de mim,mas para fumar.

—ah ta,—Sam parece desconfiado— bom, vamos entao?

Os dois entram no táxi e passam o endereço do sargento para o taxista, que sai em uma arrancada. Sem perceber que estavam sendo seguidos.




Continuaaa





Notas Finais


E ai gente o que voces acharam?
Se tiver algum erro eu arrumo depois, prometo
Bjs♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...