História Help me to live - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Being Human (US), Chicago P.D., Supernatural
Personagens Adam Ruzek, Alvin Olinsky, Antonio Dawson, Bobby Singer, Castiel, Connor Rhodes, Dean Winchester, Erin Lindsay, Jay Halstead, Kevin Atwater, Kim Burgess, Meg Masters, Natalie Manning, Personagens Originais, Ruby, Sam Winchester, Sarah Reese, Sargento Hank Voight, Sargento Trudy Platt, Sean Roman, Will Halstead
Tags Drama, Nitchell, Policial, Romance, Supernatural
Exibições 3
Palavras 236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieee gente, esse e curtinho
Espero que gostem
Boa leitura

Capítulo 7 - Em busca. Parte 1


Fanfic / Fanfiction Help me to live - Capítulo 7 - Em busca. Parte 1

P.O.V Dean

Acabei de chegar no predio onde mora o rabugento do avô da Nicolly, me preocupa saber que ela e Sam ainda não chegaram, nem é tão longe assim, e se tivessem ido a cena do crime buscar o carro dela, ja teriam chego, algo não esta certo.

O cara da portaria avisa que estou subindo, e, cara, eu nem pus o pé no apartamento, o velho tava me esperando na saida do elevador

—Até que enfim.

—Perdão, eu dei uma passada na ...

—Vamos, temos que achar aqueles dois, —O velhote me interrompeu sem cerimônia, fala sério

—s-sim, claro— fala sério, por que minha voz esta falhando?

[...]

Estamos do lado de fora do prédios e Voight está falando com alguém no celular.

—Vamos até o hospital — o ele diz sem me dar nenhuma explicação.

—localizou eles?

—O sinal do celular do Samuel esta vindo de lá

—e, como você sabe?

— tenho meus meios.

Ficamos parados por uns segundos ate ele fazer sinal de que quer entrar no carro

— Você dirige.

— e por que não vamos no seu carro?

— porque você não vai dirigir meu carro.— ta de brincadeira, que cara chato

O caminho foi estranho, silencioso, apenas o som do motor, e eu não liguei o som por respeito ao velhote, pode não parecer, mas desse que ele entrou na vida da garota que eu praticamente criei sozinho, só tenho a agradecer por ele estar no caminho dela, afinal, nunca quis que minha gatinha virasse caçadora.



Continua...


Notas Finais


Gente,esse e curtinho mesmo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...