História Akachan - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Metamorfose
Exibições 18
Palavras 603
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Suspense
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A quase dois anos está história está em minha cabeça, e agora, finalmente consegui o resultado que esperava quanto ao contexto! Espero que gostem♡

Capítulo 1 - Prólogo. Part. 1


De todas as formas de morrer essa é a única que nunca imaginei. Ser morta por um palhaço enfurecido com uma faca. Já corri por uns quatro quarteirões, minhas pernas latejam, meus pulmões imploram oxigênio, ele não desiste, não sei por mais quanto tempo vou aguentar. As luzes da rua  são apenas borrões que me acompanham. Num momento de distração, simplesmente, o palhaço aparece no final do quarteirão, entro numa rua afim de ter o máximo de vantagem e distância, me deparo com um lugar escuro e fétido, lixeiras transbordando, pequenos animais, que por conta da falta de luminosidade tenho dificuldade em distinguir. Uma surpresa! A rua, é sem saída, me escondo em cima de uma lixeira larga, com tantos sacos de lixo em cima que vai ser difícil me ver nessas condições. Minha cabeça dói, um turbilhão de pensamentos me rodeiam. Escuto passos pesados e uma respiração ofegante. Eu sei que ele está se aproximando, um arrepio percorre minha espinha, quando derrepente, os passos param ea respiração se acalma.
- Você deveria tomar mais cuidado, nunca se sabe com quem está mexendo. Eu vou te achar, você pode ter certeza - Aquela voz grossa e rouca, me deixou perturbada.
       Me levantei um pouco, ele está parado de costas, bem em frente da lixeira onde estou, me movi lentamente para retornar à posição anterior. Sinto algo em meu quadril. Tinha me esquecido, essa é minha única chance.
     Sou eu ou ele, um de nós vai ter que sair machucado, ele é alto e gordo, numa luta corpo a corpo não teria chance, tenho que pegar ele de surpresa. Apanho o canivete que estava preso em meu quadril, sinto uma onda de adrenalina no momento em que pego no metal aquecido pelo calor do meu corpo. Não tenho certeza do que estou fazendo, mas o que devo fazer, se ele me achar irá me matar sem piedade, e é exatamente isso que irei fazer, essa idéia me aterroriza. Ele fica meio perdido por conta da escuridão, algo desperta sua curiosidade no chão, essa é a hora. Pulo em suas costas, a idéia era cravar o canivete em seu pescoço mas ele se debate com muita força, não consigo o segurar com firmesa. Ele se joga para baixo, minhas costas batem com tudo no concreto forçando o ar sair de meus pulmões, meu corpo lateja, e por uns 2 segundos que mais pareceram uma eternidade, fico meio desnorteada. Não solto de seu pescoço, ajeito o canivete, num segundo de insanidade enfio o canivete em seu pescoço - ele solta um grito rouco e alto - ele começa a se debater, fazendo força em cima de meu corpo, ele tenta se levantar mas por conta do peso e comigo em seu pescoço a tentativa é falha, tiro e cravo novamente com mais força, e de novo, e de novo, até que, o corpo para de se debater, com esforço tiro o corpo de cima de mim. Ele me olha com olhos grandes e pretos, um olho já sem brilho, quase já sem vida...
       Olho para ele e falo:
- Desculpa! Mas você deveria ter seguidos seus próprios conselhos, nunca se sabe com quem está mexendo!
   O olho dele se transforma em um tom opaco, sua pele se empalidece. Fui reparar na grande poça de sangue que se acumula ao lado do corpo já sem vida, sinto uma pressão em meu peito.
    Minha visão fica turva e lagrimas começam a escorrer em meu rosto, assusto com o sangue em minhas mãos e roupas, um desespero me consome e só consigo sair correndo o mais rápido que posso.


Notas Finais


Espero que tenham gostado! A história está apenas começando[...]


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...