História Akai Ito - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Camus de Aquário, Miro de Escorpião
Tags Camus, Cavaleiros Do Zodiaco, Milo, Poisonxice, Saint Saiya
Visualizações 43
Palavras 3.209
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Notas iniciais: Hello galerinha amada! Estou de volta com mais um capitulo de Akai Ito \o/

Nas notas finais do capitulo anterior, havia dito que o cap 4 seria a continuação, porém decidi, com a ajuda da Sheilinha (se não fosse ela eu demoraria um mês pra decidir qual postar, e já adianto, não sou libriana rsrsrs), postar esse capitulo especial que vai mostrar algumas coisinhas do passado.

Indico que comecem o capitulo escutando a música All of Me do Jon Legend, essa maravilha é citada no capitulo S2, segue-se o link do youtube: youtube.com/watch?v=450p7goxZqg

Preciso agradecer a Kalynna-Zoel (beijos amada!), JessPorcino e a escorp-redangel pelos comentários no capitulo anterior! O apoio de vocês é muito importante! (prometo responder vocês logo logo XD)

No mais, deixo vocês com os avisos de sempre e boa leitura!
*Capitulo não betado
*Os versos nos inicio de cada capitulo pertence a mim, salvo se houver algum aviso;
* Os personagens pertencem ao Masami Kurumada
*As imagens não pertencem a mim, salvo algum aviso;
*As personalidades de alguns personagens podem estar alteradas;
*A aparecia física de alguns personagens foram tiradas do mangá, enquanto de outros foram retiradas do anime.
* A história também está sendo postada no Nyah!

Capítulo 4 - Cap 4 - Capitulo Especial - Passado


Fanfic / Fanfiction Akai Ito - Capítulo 4 - Cap 4 - Capitulo Especial - Passado

Cap 4 - Capitulo Especial – Passado

15 anos atrás – Ano Novo

Cada novo ano

Uma nova promessa

Cada ano novo

Um sonho destruído

POV – Autora

Natassia se sentia plenamente feliz, tinha formado uma linda família com Jonny, seu filho Camus, agora com 2 anos era uma criança adorável, saíra a cara do pai. Após terminar o colégio caiu na estrada com Jonny e a banda, fora anos de muita aventura e alegrias indescritíveis. Agora eles retornavam a sua cidade natal, onde a banda de Jonny, a Aquarius, se apresentaria na festa de ano novo. Mas Natassia não estava preocupada, ficou sabendo que Hades havia se casado com Pandora, então ela esperava que não haveria mais problemas entre Hades e Jonny.

A história entre os três começou na adolescência. Natassia conhecia Hades desde criança, devido à proximidade entre as suas famílias, com Hades sendo um ano mais velho que a menina, sempre a protegia. Natassia sempre fora alvo da admiração de outros garotos, afinal, era dona de uma beleza estonteante, loira, com belas curvas e olhos profundamente azuis, mas o que mais chamava a atenção era sua docilidade e educação, com certeza uma mulher incrível. Não havia como não se apaixonar. Os dois eram bons amigos, até que Hades se viu apaixonado por Natassia, mas ela não correspondia a este sentimento. Mas para Hades a amizade da loira bastava, pelo menos era o que ele pensava. Hades acreditava que um dia Natassia iria perceber que também o amava, afinal, ela não se interessava por nenhum outro garoto, e olha que pretendentes não faltavam.

Natassia adorava festas, e Hades sempre a acompanhava, tanto porque os pais da garota só permitiam que ela fosse se o amigo fosse junto, quanto porque ele não a deixaria sozinha em uma festa. Era aniversário de 18 anos de Hades, e após uma enfadonha festa em sua mansão, eles resolveram reunir a galera ao redor do lago e realizar uma comemoração decente regada a muita cerveja e maconha. Muita gente compareceu à festa, inclusive muitos desconhecidos, não que fossem penetras, mas o lugar é aberto e um vai chamando o outro. E foi nesse dia que os pesadelos de Hades começaram.

Natassia estava bebendo, conversando com Pandora sobre Hades. Pandora era amiga dos dois, e apaixonada pelo garoto, ela não gostava de Natassia, mas aturava a loira para ficar próxima a Hades. Foi durante essa conversa que Natassia ouviu algo que lhe chamou a atenção: uma bela voz cantava uma de suas canções favoritas, All of me, ao se virar se deparou com um belo rapaz, de longos cabelos vermelhos como o fogo tocando violão  e olhando diretamente para a ela, quando seus olhos se cruzaram, Natassia sentou seu coração bater forte. Não conseguia mais desviar os olhos do ruivo, parecia que só existiam os dois ali e os acordes suaves da bela melodia. Não conhecia o garoto, com certeza não era da cidade. Quando a música findou, perguntou a Pandora se ele a conhecia, e ela disse que não. Foi um rapaz, de nome Luca que lhe disse que o nome do ruivo era Jonny, e que ele havia acabado de se mudar pra cidade. A partir desse dia, Natassia descobriu o amor nos braços de Jonny e Hades descobriu o que o ódio pode fazer com as pessoas.

A garota lembrava disso com tristeza, sentia falta da amizade de Hades, mas a convivência entre os três era complicada. Hades não perdia a oportunidade de implicar com Jonny, dizia que ele estava fadado ao fracasso e que levaria Natassia junto. Os dois só conseguiram um pouco de paz quando Hades finalmente tomou seu lugar nas empresas de sua família. Natassia desistiu de ir a faculdade para ficar com Jonny que tentava a carreira musical. E ela não se arrependera, largara tudo para viver com seu grande amor, passaram sim algumas dificuldades, mas neste último ano as coisas haviam melhorado exponencialmente e ales já estavam em contato com uma gravadora.

Jonny era um homem incrível, tão atencioso e dedicado, era um ótimo pai e marido, ela o adorava. Sabia que Pandora também dera a luz a um menino. Se não fosse todo o ressentimento entre Jonny e Hades, talvez seus filhos pudessem ser tão amigos quanto ela fora um dia amiga de Hades.

- O que tanto suspiras ai, Natassia? – Ahhh a voz de Jonny, tão bela, baixa e cadenciada. Natassia não se cansava nunca de ouvi-la.

- Só estava lembrando de quando nos conhecemos. Acho que é nostalgia por estar voltando à cidade.

Jonny a envolveu em seus braços e beijou sua testa.

- Você sente falta dele não é mesmo? Não precisa se esconder, olhe pra mim. Eu não me importo, sei que vocês tinham uma grande amizade. Não queria que tivesse acabado assim.

- Realmente sinto falta dele. Ele era uma pessoa tão boa. Quem sabe o tempo não o fez esquecer tudo?

- Aproveite esse tempo na cidade e converse com ele. – Jonny não conseguia ter ciúmes de sua mulher, ela o amava e ele sabia. A confiança entre os dois era sólida. – Agora eu preciso ir, vamos repassar o som. Que tal você pegar o Camus e ir com a gente?

- Ele está dormindo, acho que ainda está cansado da viagem. Melhor deixa-lo dormir.

- Ok então, mais tarde eu volto pra te buscar. Te amo.

- Também te amo, Jonny.

Jonny beijou Natassia, um beijo leve e suave e saiu de encontro aos outros integrantes da banda.

------

Enquanto isso, em uma grande mansão da cidade, Hades e Pandora discutiam.

- Não Hades, eu não quero ir nesse show estúpido! – Pandora gritou essa sentença, já estava farta desses assunto. – Não sei porque você insiste nisso.

- Já disse para falar baixo comigo Pandora, sabe que detesto esses seus gritos estridentes. – Hades disse entre dentes e Pandora se encolheu, sabia que irritar Hades nesse momento não seria uma boa coisa, mas simplesmente não conseguia se segurar. – Eu não entendo sua recusa em ir!  Você adora a queima de fogos! Pandora, o Aiacos ficará bem com a babá, ok? – Hades tentava de qualquer jeito convencer sua esposa, precisava de seu apoio para não surtar quando visse o outro casal.

- Você sabe muito bem o motivo de eu não querer ir. Ela vai estar lá. Porque você não os deixa em paz, Hades? Não temos uma boa vida? Não sou uma boa esposa para você? Eu lhe dei Aiacos! – O ódio de Pandora por Natassia só havia aumentado com o tempo. Quando a loira se foi, ela achou que finalmente Hades iria esquece-la, e quando ele a pediu em casamento foi o seu momento de maior felicidade, mas isso não durou muito. Hades vivia a se lamentar por ter perdido Natassia, e sempre que os dois brigavam ele jogava na cara da morena como a outra era superior.

- E eu sou muito grato por isso, adoro meu filho, como você bem sabe. – Hades tratou de colocar toda a docilidade que tinha ao dizer isso para convencer Pandora, para incrementar mais a atuação a abraçou e lhe deu um beijo em sua testa antes de continuar. – Mas acho que já está na hora de resolvermos tudo, Pan. Natassia e eu precisamos conversar, nós somos amigos, você entende?

Pandora ponderou as palavras do marido. Realmente a amizade entre ele e Natassia era incrível, muito maior do que o amor que Hades sentia pela loira. Será que era realmente só isso que ele queria? Se fosse não haveria problemas, porém ela não conseguia confiar.

- Ok Hades, iremos então ao concerto. Porém, você não sairá do meu lado. Quero está presente caso você os encontre.

- Certo Pandora. Agora tenho algumas coisas da empresa para resolver.

Hades saiu para o escritório triunfante. Ele sabia que Pandora era uma mulher linda, mas, para ele, ela não chegava nem aos pés de Natassia. Apesar disso, gostava de exibi-la e observar os olhares de cobiça e inveja que ela causava, e esse era o motivo pelo qual queria que ela fosse, precisava mostrar para Natassia que ele estava bem. É verdade que ele só a pediu em casamento porque seu pai assim o exigiu antes de falecer, ele precisava garantir um herdeiro e o velho não aceitou esperar que a amiga de infância do filho caísse em si e voltasse. Mas Pandora também era uma ótima pretendente, talvez até mais que Natassia, já que seus pais possuíam grandes empresas em vários setores. Resumindo, um casamento arranjado, com amor de apenas um lado, fadado ao fracasso mas que se arrastaria até o fim devido as convenções sociais que seu status exigia. A menos que conseguisse Natassia de volta.

------

Já era noite quando Jonny rumou para se encontrar com Natassia. Estava com saudades da mulher e do filho. Ele os amava tanto que mesmo algumas horas longe dos dois já era uma tortura. Ahh como ele havia tido sorte de ter se apaixonado por uma mulher como Natassia. Linda, educada, responsável, uma esposa dedicada e uma mãe perfeita. Ele não poderia desejar nada além. Eles brigavam, como todo casal, mas as brigas não eram nada perto do amor do qual dedicavam tanto um ao outro e ao pequeno Camus. Seu filho parecia uma miniatura de si mesmo, os mesmos cabelos, mesmos olhos, quem visse um foto de Jonny pequeno não saberia dizer se era o pai ou o filho, porém tinha a docilidade e a vitalidade de Natassia, mesmo tão novo já podia se notar como ele seria uma pessoa alegre e gentil como a mãe. Jonny se sentia plenamente feliz.

Ao entrar no apartamento do hotel que estavam hospedados, ficou parado no batente da porta observando as duas pessoas que mais amavam na terra sentadas no sofá. Natassia pareceu pressentir a presença do marido.

 - Olá meu amor, como foi o ensaio? – Natassia se virou sem levantar.

- Foi ótimo, tudo pronto pra hoje à noite. – Jonny respondeu já se encaminhado para perto dos dois.

- Papai sisti zesenho amém. – Camus se sentou dando espaço no sofá para Jonny.

- Claro Camus, o que estão vendo? – Jonny se sentou ao lado do filho.

- Rei Leão.

- De novo? Você não se cansa Camus?

- Não! Eu goto muito, muito memo.

Jonny e Natassia caíram na risada com a declaração do pequeno ruivo.  Momentos como aquele eram comuns entre os três. Camus era uma criança extremamente amorosa e sorridente, não há quem não se apaixonasse pelo jeito cativante do ruivinho.

Neste momento a campainha tocou, a babá chegará para ficar com o pequeno enquanto os pais sairiam para o show. Enquanto a babá se acomodava na sala ganhando a confiança do pequeno Camus, Natassia e Jonny foram se arrumar para sair.

Natassia já havia tomado banho, logo ficou pronta antes de Jonny, que ao sair do banheiro deu de cara com sua esposa ajustando o vestido enquanto se olhava no espelho.

- Jonny, meu amor, me ajude com o zíper, sim? – A loira pediu quando percebeu que seu marido havia saído do banho.

- Esse vestido ficou lindo em você – Natassia usava um vestido branco simples, com a saia rodada – Na verdade, qualquer coisa fica linda em você. – Jonny a abraçou por trás dando-lhe um beijo no pescoço.

- Você é muito gentil, amor. -  Jonny continuava a distribuir beijos em seu pescoço, Natassia já podia sentir a ereção do esposo através dos tecidos do vestido e da toalha. – Jonny! Camus e a babá estão na sala!

- O que posso fazer se você está tão sexy? Minha vontade é arrancar esse seu vestido e te jogar nesse tapete.

Natassia se virou de frente para Jonny, dando-lhe um beijo apaixonado.

- Se você não tivesse compromisso, se Camus e a babá não estivessem na sala, eu não me importaria se você rasgasse o vestido. Mas você tem que se trocar agora, ou vai se atrasar – Natassia se afastou dos braços de Jonny e pegou sua bolsa em cima da cama – Mas após o show, podemos dar uma escapada – Piscou para o marido e saiu do quarto para verificar se como estava Camus e a baba.

As comemorações do ano novo seriam na rua mesmo. Com um grande palco montado na praça da cidade que estava toda enfeitada com luzes. A banda de Jonny iria começar a tocar as 23 horas e fariam a contagem para o ano novo. Ao chegarem, o casal se dirigiu aos os bastidores para encontrar o restante da banda que já se encontravam no local. Conversaram animadoramente sobre assuntos triviais e admiraram a banda que tocava antes da sua apresentação.

Quando a outra banda acabou, a Aquarius subiu ao palco e foi muito bem recebida, afinal, era uma banda formada na cidade e que a muito não tocava lá. Jonny encantava a todos com sua voz, e todos os integrantes eram muito talentosos, ninguém entendia o porquê de muitas gravadoras os recusarem já que eles tinham tudo para fazer sucesso. Quando a contagem regressiva para o novo ano começou, Jonny puxou Natassia para o meio do palco e a abraçou, quando a contagem zerou, eles se beijaram apaixonadamente em meio aos fogos e gritos de comemoração. Findado o beijo, a banda retornou as músicas. Tocaram por mais uns 30 minutos e se despediram da plateia, deixando-os animados para a próxima banda que tocaria.

Após um descanso no bastidores, resolveram descer para a comemoração e curtirem um pouco com os antigos amigos.

- Olá Natassia, Jonny – O casal se virou, e lá estava Hades acompanhado de Pandora.

- Hades, Pandora. – Jonny os cumprimentou, achava que o ódio que sentia por Hades havia evaporado, mas vendo-o ali na sua frente, praticamente comendo sua esposa com os olhos, o fez perceber que esse ódio nunca irá acabar.

- Oh Hades! Quanto tempo! Pandora, está tão linda! – Natassia e soltou do braços do marido e abraçou os velhos amigos. Sentia realmente muitas saudades de ambos. – Como vai o pequeno Aiacos? Soube que é um garoto lindo.

- Obrigada Natassia, você também continua linda. Aiacos está bem, cada dia que passa está mais esperto. Soube que vocês também tiveram um filho, não é mesmo? – Pandora tentou disfarçar o máximo o escárnio em sua voz. Mas tinha que admitir, a desgraçada estava realmente linda. A loira parecia o sol ofuscando qualquer outra estrela que tentasse brilhar. Nesse momento Pandora concluiu que foi uma perda de tempo o que gastou para se arrumar.

Natassia não percebeu a hostilidade na voz da morena e continuou o diálogo animada. – Sim, nosso pequeno Camus. Uma benção dos deuses! Um garoto tão doce e sorridente!

- Com uma mãe como você ele não poderia ser de outra forma. Diga-me, ele tem seus cabelos e seus olhos? – Hades sempre sonhou em formar uma família com ela, imaginava toda sua prole com cabelos loiros e olhos azuis como os dela.

 - Não, Camus tem meus cabelos e meus olhos, Hades. – Jonny respondeu já impaciente, não sabia o porquê, mas tinha um pressentimento ruim daquele encontro. – Na verdade ele uma pequena cópia minha.

- Oh, então deve parecer um pequeno demônio. HAHAHAHA – Hades riu sonoramente, acompanhado de uma risada discreta de Pandora, lembrando do apelido que deu a Jonny quando o conheceu, Demônio, devido a seus cabelos vermelho sangue e suas íris de um castanho avermelhado incomum.

- Olhe só Hades, eu sempre aguentei seus insultos por respeito a Natassia, mas não permitirei que fale assim do meu filho. – Jonny era uma pessoa calma, mas não se segurava quando falavam de sua família. Os tons de vermelho de seus olhos já se encontravam mais acentuados, o que sempre acontecia quando ele perdia a calma.

                - Ah qual é, little Jonny? É só uma brincadeira. Você não era tão sisudo assim. – Hades falava isso com tom de deboche. – Se eu vivesse ao lado de uma mulher como Natassia com certeza não faria uma cara dessas.

Hades fingiu não notar o desconforto de sua esposa ao seu lado ao ouvir tal afirmação. Natassia tentava esconder o seu próprio desconforto mordendo levemente o lábio inferior e olhava para o lado, enquanto Jonny fechava mais a cara e cerrava os punhos.

- Não se preocupe, Hades. Jonny é muito feliz ao meu lado, ele só está cansado devido ao show. – Natassia respondeu baixo tentando amenizar a situação. Hades não parecia ter mudado. Mas foi quando Natassia olhou pra Pandora que sentiu seu coração apertar, os olhos da morena estavam marejados, sabia que ela era realmente apaixonada por Hades e com certeza sofria ao ouvi-lo falar aquelas coisas. Já ia chamar Jonny para irem embora quando ouviu a voz do antigo amigo.

- Minha doce Natassia. – Hades se aproximou da moça, tocando seu rosto. – Pouco me importa como esse ser vive, minha única preocupação é você. SUA felicidade. Viver na estrada, passando dificuldades, eu nunca quis que passasse por isso.  Uma mulher como você não deve se contentar com pouco. Você merece mais, Natassia. Merece uma vida melhor, com alguém que possa te proporcionar isso. Meus sentimentos por você não mudaram e nunca irão mudar, sempre esperarei por você. Sempre. – Hades falava de forma sincera e apaixonada, pouco lhe importava se Pandora ou Jonny estavam ali ouvindo, precisava fazer Natassia entender que ele era o homem certo pra ela

Pandora e Jonny não acreditavam na ousadia de Hades. Enquanto a morena se desmanchava em lágrimas, o ruivo não conseguiu se segurar, e partiu para cima do homem que dava em cima de sua esposa na cara dura. Ele jogou Hades no chão, e se jogou em cima dele, esmurrando sua cara com ferocidade, não dando chances do outro se defender. Jonny colocava anos de raiva naqueles socos, despejava tudo o que havia guardado, todas as provocações e humilhações sofridas. Ele estava fora de si, algo dentro dele gritava pra parar, ou será que os gritos vinham de fora? Natassia gritava enquanto Pandora olhava aquilo com uma expressão de puro pavor, mas ele não conseguia parar, só queria que Hades pagasse por tudo que lhe fez. Provavelmente o teria matado se seus amigos não o tirassem de cima de Hades, que se levantou com dificuldade com a ajuda de Pandora, enquanto Jonny bufava e se debatia sendo necessário três de seus amigos para segurá-lo.

- Eu vou acabar com você Jonny, você vai se arrepender amargamente por isso. Você é um homem morto. – O tom de voz usado por Hades fez com que todos se arrepiassem. Então ele se retirou, se apoiando em Pandora que o levou a um hospital.

Natassia abraçou Jonny, chorando copiosamente. Não culpava o marido, sabia que Hades havia se excedido, e apesar de ter se assustado com as palavras do antigo amigo, não as levou a sério. Natassia tinha um coração tão puro que era incapaz de acreditar que aquele que fora seu amigo de infância, fosse capaz de fazer algo contra sua família. Nesse momento ela só queria sair dali, queria encontrar seu filho e abraça-lo, queria ver sua família junta.

Apesar de tudo, Natassia não imaginava que esse ano que chegava seria um dos mais difíceis de sua vida, que todo seu mudo iria desmoronar e que os momentos de felicidades e paz haviam terminados.


Notas Finais


Eitaaaaaaaaaaaaaaaa agora sabemos um pouco mais da relação entre Hades, Natassia e Jonny :O

E ai o que acharam do capitulo? Gostaria de ouvir a opinião de vocês fantasminhas! Alguém tem alguma teoria que gostaria de compartilha? Falem ai!

Bom galera, não irie me estender aqui, tenho uma senhora prova e preciso muitoooo estudar, então até o próximo capitulo! Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...