História Akai Ito - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7, Monsta X, Seventeen
Personagens BamBam, Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Hyung Won, I'M, Jackson, JB, Jeon Wonwoo, Jinyoung, Joo Heon, Junghan "Jeonghan", Ki Hyun, Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Mark, Min Hyuk, Seungcheol "S.Coups", Show Nu, Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Won Ho, Xu Ming Hao "THE8", Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, 2won, Changki, Hozi, Hyungwonho, Jackbam, Jeongcheol, Joohyuk, Junhao, Markjin, Meanie, Minheon, Seokchan, Soonhoon, Verkwan
Visualizações 57
Palavras 1.975
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI!
VOLTEI!
Desculpem qualquer erro
Boa leitura

Capítulo 28 - Changki


Fanfic / Fanfiction Akai Ito - Capítulo 28 - Changki

I.M ON (SÁBADO)

7:00 AM

A gente tinha terminado as entregar de flores então aproveitamos fomos direto pra Busan.

Isso foi ontem à tarde.

Chegamos e fomos direto por hotel... Dormi. O bom que vou der o dia inteiro com ele.

Ele dormia tão sereno.

I.M: Kihyun... Kihyun acorde, vamos – passava a mão pelos seus fios agora pretos – se eu continuar assim, você nunca vai acordar – comentei e vi sorrir.

KIHYUN: Continue assim – pediu suspirando – é tão bom seus carinhos.

I.M: Mas então vam... Kihyun... Não hahaha – como ele conseguiu levar tão rápido? – cocegas não... Ah socorro – consegui sai da cama e corre pra varanda.

KIHYUN: Chang! Vem cá – pedia manhoso – quero abraço – aquela risada.

Segurei a cortina na minha frente e coloquei só a cabeça pra dentro vendo ele sentado na cama sorrindo com os braços abertos.

Aquele sorriso que eu amo tanto.

Corri e pulei na cama abraçando ele fazendo deitar na cama de novo.

Eu não aguentado ficar sem os abraços dele.

I.M: Amor – chamei sentindo ele fazer carinho em meus cabelos – vamos ficar mais um pouco aqui?.

KIHYUN: Esta bem – concordou sorrindo – você ficou ainda mais bonito com essa cor de cabelo – corei lembrando quando ele pintou meu cabelo de castanho claro.

I.M: Você que ficou ainda mais bonito – o vi corar e me abraçar – você é perfeito.

                                      X

13:00PM

Cheiro gostoso

Café

Abro os olhos devagar me sentando na cama procurando ele, mas nada.

Levanto esfregando os olhos com as duas mãos quase batendo a cara na porta.

Hotel era com um apartamento completo com cozinha e sala.

KIHYUN: Finalmente acordou – assustei quando cheguei à sala encontrando ele sentado no sofá – vem cá.

I.M: Que horas são? – perguntei quando sentei ao seu lado.

KIHYUN: 2:00PM já – respondeu bagunçado meu cabelo – vai tomar banho que a gente vai sair – fiz uma careta abraçando ele – não adianta Chang – riu beijando minha cabeça – agora vai que vou terminar o café.

I.M: Esta bem Amor – levantei do sofá indo por banheiro.

Tirei minha roupa deixando no canto do banheiro e liguei o chuveiro esperando a agua esquentado.

Entrei e senti meu corpo relaxar sobre a agua quente. Peguei o shampoo lavando meu cabelo devagar enxaguando em seguida. O banheiro ficou com cheiro de morango me fazendo riu quando passava sabonete pelo corpo. Fechei o chuveiro e sai me secando depois colocando minha bermuda jeans e minha camisa vermelha.

Sai bem na hora que Kihyun entrar com alguns pãezinhos e café na bandeja colocando na cama.

KIHYUN: Cheiro de morango – cheirou meu cabelo – eu adoro esse cheiro.

I.M: Eu sempre usei esse shampoo – comentei sentindo algumas gotas descendo pelo meu cabelo.

Peguei outra toalha pra secar, mas Kihyun pega e começa a secar olhando bem por meus olhos me deixando hipnotizado pelos seus.

KIHYUN: Uma das coisas por der me apaixonado por você – sussurrou beijando minha testa – vamos comer pra saímos.

I.M: Pra onde? – perguntei pegando minha xicara.

KIHYUN: Segredo – respondeu tomando seu café.

                                        X

Como era bom senti o vento bagunçando meu cabelo quando deitava na porta do carro olhando a paisagem. Fazia pouco tempo que tinha saído do hotel e ate agora ele não tinha falando pra onde iriamos.

KIHYUN: Estamos quase chegando – comentou me fazendo levantar a cabeça e presta mais atenção a paisagem.

Estávamos na estrada principal e em volta muitas casas coloridas e o mar com vários navios do mesmo jeito... Coloridos.

Kihyun virou entrado em uma rua só com arvores em volta ate para em um grande portão.

I.M: Chegamos? – perguntei animado e ele assentiu saindo do carro.

KIHYUN: Vamos entrar – sai do carro e ele pegou minha mão – aqui é só a entrada – disse e eu fiquei ainda mais animado.

Ele abrir uma das portas e entramos encontrado um campo enorme de tulipas só de um lado logo na entrada. Tinha um caminho de pedras cinzentas no meio e do outro lado uma placa.

“FLORICULTA PRINCIPAL FAMILIA YOO”

I.M: É daqui que vem as flores? – perguntei começando a andar ate as tulipas.

KIHYUN: Sim, todas as flores – arregalei os olhos

I.M: Incrível – peguei sua mão puxando pelo caminho – vamos logo, quero ver tudo.

KIHYUN: Calma – riu quando ainda o puxava.

I.M: Aquilo e uma estufa? – assentiu sorrindo – que flores são cultivadas lá?

KIHYUN: Vou de mostrar – corremos ate a estufa – vai abre – peguei e empurrei a porta.

Rosas!

De varias cores.

I.M: São lindas – sussurrei abraçando ele – desse que eu comecei a trabalha com flores eu me apaixonei por elas.

KIHYUN: Eu sabia que iria gostar – pegou meu rosto me beijando quando passava meus braços pelo seu pescoço fazendo ele me puxando pela cintura aprofundado o beijo – vamos, tem uma casa aqui também.

Saímos da estufa andando um pouco mais olhando as outras flores pelo caminho ate chegar à casa que ele tinha falado.

Uma casinha tipo japonesa estava com alguns vasos de flores sobre a entrada deixando ainda mais bonita a casa.

Entramos deixando o sapato na entrada e fiquei admirado pelas coisas simples, mas que deixava aconchegante.

KIHYUN: Já volto – disse e concordei o vendo sair da casa.

Entrei na sala sentando no sofá branco olhando pela porta de vidro um campo de orquídea.

Ficar olhando as flores trazia uma tranquilidade

I.M: Tao calmo – murmurei fechando os olhos.

KIHYUN: É sempre assim aqui – nem percebi quando Kihyun voltou e sentou ao meu lado – desculpa de assustar meu Amor – sorri abraçando ele – quero de levar em outro lugar.

I.M: Cheio de surpresa hoje – comentei rindo.

KIHYUN: Tem que ser especial – sorriu – você merece isso e muito mais – corei me levantado seguindo ele pela casa ate sair dela encontrado uma enorme arvore e uma casa em cima – sim, eu tenho uma casa na arvore.

I.M: Como? – caramba aquilo era enorme – impossível.

KIHYUN: Essa arvore tem vários anos e nunca ouve algum problema com ela – explicou subindo pela escada de madeira – então resolveram fazendo uma casa pra mim – deu de ombro.

Comecei a rir quando subi, mas parei quando entrei. Só não tinha cozinha por que de resto tinha.

Uma sala com TV de plasma e um sofá vermelho.

Um quarto com uma cama de casal e o banheiro.

I.M: Aqui é incr... Ah Kihyun – senti ele me abraçar por trás mordendo meu ombro.

KIHYUN: Eu sei na onde são seus pontos fracos – sussurrou mordendo agora meu pescoço me fazendo arrepiar – principalmente aqui.

I.M: Kihyun – suspirei.

Ele me virou me pegando no colo indo por quarto me jogando na cama ficando por cima.

KIHYUN: Você é perfeito – sussurrou beijando meu pescoço descendo puxando minha camisa continuando os beijos ate meu mamilo passando a língua – tão durinho – mordeu puxando devagar.

I.M: AH!... Amor – gemi estremecendo meu corpo contra o seu.

KIHYUN: Diga – peguei sua mão levando ate meu pênis sobre o tecido do jeans – já esta duro assim – apertou me fazendo gemer seu nome sofrido – nem comecei ainda – sorriu maldoso.

I.M: Vamos ver que deixa mais marcas – puxei seu cabelo mordendo seu pescoço deixando vermelho – eu também sei seus pontos fracos muito bem – levantei um pouco o joelho esfregando contra seu pênis.

KIHYUN: AH!... Apostado – virei ficando por cima.

I.M: Agora sim – tirei sua camisa vendo sua pele branca sobre meus dedos.

Comecei pelo pescoço descendo deixando sua pele vermelha a cada marca eu deixava.

Chupei seu mamilo com força tirando um gemido sofrido dele, me deixando ainda mais excitado.

Desci ate seu pênis olhando bem pra ele e depois mordi de leve sobre o pano da calça dele.

KIHYUN: Chang... – suspirou quando abri sua calça descendo o zíper devagar – rápido, me chupe.

I.M: Com prazer – tirei sua calça deixando ele só de cueca. Olhei pra ele que mordi a boca tentando não gemer, subi ate seu rosto soltando sua boca – geme pra mim – seus olhos brilhavam de excitação e desejo.

Peguei sua cueca tirando deixando no chão. Apertei suas coxas arranhando o ouvindo gemer meu nome.

Peguei seu pênis subindo e descendo quando passava a língua sobre sua glande ate colocar tudo na boca chupando forte varias vezes.

KIHYUN: Chega – puxou meu cabelo – agora minha vez – sorriu ainda com a respiração ofegante.

Virou subindo em cima de mim sentado bem sobre meu pênis fazendo movimento me excitando ainda mais.

Levantou puxando minha bermuda junto com a cueca.

Segurou minha cintura mordendo de um lado descendo a mão indo ate minha bunda tanto um tapa forte e puxando a carne.

I.M: Humm – suspirei abrindo mais as pernas – A-Amor – sussurrei.

KIHYUN ON

Peguei sua coxa levantando passando a língua e mordendo deixando sua pele vermelha sobre meus dedos.

Segurei seu pênis passando a língua e chupando varias vezes ouvindo seu gemido sofrido aumentado.

KIHYUN: Chang – chamei segurando seu rosto vendo o brilho em seu olhar – esta pronto – ele assentiu fraco. Puxei seu rosto beijando com vontade seus lábios que tanto amava.

Abrir mais suas pernas mostrando sua entrada. Comecei a beijar sua coxa indo ate sua entrada passando a língua varias vezes. Mordi sua bunda me levantado pegando o lubrificante passando pelos dedos. Olhei vendo ele com o cabelo bagunçado respirando ofegante.

Coloquei o primeiro dedo o ouvindo reclamar então comecei a chupar seu pênis pra tentar o fazendo relaxar, não queria machuca-lo.

A cada dedo ele se acostumava mais e mais.

Segurei sua cintura colocando na sua entrada, olhei pra ele que deu um sorriso.

I.M: Estou pronto – disse me puxando arranhando minha costa.

Comecei a empurrar sentindo seu interior quente contra meu pênis, me controlando pra não machuca-lo.

Esperei ele se acostumar ate começar a movimentar devagar ouvindo seus gemidos aumentar me fazendo ir mais fundo e rápido.

Nossos gemidos em sincronia me levava à loucura desejando pro completo.

Segurei seus cabelos com as duas mãos beijando sua boca quando estocava cada vez mais rápido o sentindo gemer entre minha boca. Soltei uma mão do seu cabelo pegando eu pênis e movimentado rápido.

I.M: AMOR!... EU VOU... AAH! – gozou na minha mão fazendo que seu interior se contrair contra meu pênis.

Mais algumas estocadas gozei gemendo seu nome alto. Deitei minha cabeça em seu ombro o sentindo fazer carinho em meus fios me fazendo suspira contra seu pescoço.

KIHYUN: Vamos tomar banho – assentiu esticando seus braços pra eu pega-lo no colo – como ainda consegue ser fofo? – perguntei brincando vendo-o corar quando pegava no colo.

Tomamos banho e voltamos a deitar na cama já arrumada. Chang acabou dormindo em meus braços.

I.M ON

16:30PM

Acordei me espreguiçando tentando encontrar ele na cama, mas nada.

Sentei e vi um bilhete do outro lado da cama.

“SIGA AS PETALAS”

Olhei por chão encontrar varias pétalas de flores brancas.

Sai da casa andando pelas arvores sentindo um cheiro conhecido... Morango.

Encontrei-o com uma calça branca jeans e uma camisa rosa simples, sorrindo pra mim.

Atrás dele uma plantação de morango bem vermelhos.

KIHYUN: Chang – me chamou se ajoelhando – você é muito especial pra mim – pegou uma caixinha vermelha – e sempre será – abriu revelando um par de alianças com um coração em rosa.

Pegou minha mão colocando a aliança com seu nome no meu dedo.

Ajoelhei na sua frente pegando a aliança com meu nome colocando em seu dedo.

I.M: Não tenho palavra pra disser o quando você é importante pra mim – comecei a chorar – é infinito o amor que eu senti por você – o vi começar a chorar também.

KIHYUN: Te Amo Te Amo – me abraçou beijando varias vezes meu rosto – PRA SEMPRE! – gritou me fazendo rir.

I.M: TE AMO! – comecei a gritar também – PRA SEMPRE! – levantamos indo pra plantação.

KIHYUN: Agora essa plantação é minha e sua – disse sorrindo. Peguei alguns morangos mordendo cada um rápido – agora chega ou vai dar dor de barriga – riu me puxando pra longe dos morangos.

Meus morangos

Pulei em na sua costa fazendo que ele segure minhas coxas pra eu não cair.

Se eu me sentia feliz?

Feliz é pouco.

Eu o Amo e sempre Amarei.


Notas Finais


Gostaram? comentem sim.
Adoro morango kkkkk
Ate a próxima meus Anjos
AMO VCS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...