História Akai Ito - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Midoriya Izuku, Personagens Originais, Todoroki Shouto, Uraraka Ochako, Yagi "All Might" Toshinori
Tags Romance, Shounen Ai, Tododeku, Yaoi
Visualizações 131
Palavras 1.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Fluffy, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


não sei se ficou bom つ´Д`)つ
geralmente antes de postar um capítulo eu mostro ele para alguém, pra saber se ficou bom ou ruim, se preciso aumentar algo ou colocar informações, mas infelizmente não achei ninguém, então... aqui vai um capítulo que eu estou quase rezando pra vocês gostarem ಥ◡ಥ

boa leitura, críticas construtivas sempre muito bem vindas (◠‿◠✿)

Capítulo 2 - Chapter two.


Fanfic / Fanfiction Akai Ito - Capítulo 2 - Chapter two.

Uma semana se passou desde que conheci aquela senhora vidente, desde então não a vi novamente. Passei essa semana inteira organizando minha matrícula na melhor escola da região, a U.A High. Eu tive a oportunidade de entrar nela e perambular pelos corredores e fiquei realmente impressionado, a escola era gigantesca, nada comparada a minha anterior. Por um instante pensei na reação do meu pai, ele provavelmente ficaria com raiva e reclamaria sobre a minha escola anterior, o que me deixou profundamente agoniado. Infelizmente ainda guardava rancor do meu pai, parecia ser tão... Impossível de compreendê-lo. O que ele fazia comigo não me parece ser algo explicável, foi muita maldade.

 

Numa tentativa de esquecer o sentimento negativo em relação ao meu pai (ou simplesmente uma tentativa de esquecê-lo), caminhei até uma praça próxima dali. Era um lugar incrivelmente lindo e com várias cerejeiras, infelizmente, para a minha tristeza, elas não estavam floridas por causa da época. Choraminguei para mim mesmo e sentei-me num banco, olhando as pessoas caminhando ali com seus filhos, namorados e cachorros.

 

De repente, senti meu coração se aquecer, em deixando incomodado. Apertei minha camiseta e respirei fundo, estranhando a situação. Escutei algumas pessoas escandalosas rindo enquanto alguém (aparentemente fervendo de ódio) gritava algo como “Deku, vai se foder!”. Franzi o cenho, confuso, quantos anos esse estulto tem? É uma criança de dez anos que acabou de aprender a xingar?

 

Fui atingido por uma felicidade imensa, surpreendendo-me, o que estava acontecendo? Nunca havia me sentindo tão feliz antes, senti-me como uma criança que havia acabado de receber um abraço da mãe depois de um dia triste. Meus olhos arregalaram-se quando lembrei da senhora de antes, ela disse algo sobre felicidade. “Mas você vai sentir-se mais feliz quando ela estiver perto...  É inexplicável, Shouto. Mas você vai saber na hora.”

 

Minha alma gêmea estava perto e eu não conseguia saber quem era. Haviam várias garotas passeando ali, como eu poderia simplesmente saber quem era? Se eu perguntasse algo como “Ei, você é a minha alma gêmea?” eu provavelmente levaria um tapa.

 

Procurei garotas com o olhar durante tanto tempo que quando percebi, eu já não estava mais tão feliz e o calor no meu peito estava sumindo. Desesperei-me e fiquei ofegante, eu não podia perdê-la tão fácil assim! Não agora que eu estava tão perto de encontrar a felicidade!

 

Sem hesitar, levantei-me e comecei a andar sem rumo, dessa vez olhando para o meu mindinho, esperando que o fio vermelho me guiasse, ele precisava me guiar. Nunca fui religioso, mas eu estava rezando por dentro para que pudesse encontra-la. O fio parecia estar se levantando, como se eu estivesse finalmente próximo da outra metade. Comecei a correr atrás de quem quer que fosse a minha metade, mas parecia que eu nunca chegaria até ela, porque eu já estava começando a ficar ofegante e cansado.

 

Depois de minutos intermináveis correndo, comecei a sentir meu peito se aquecer novamente, sorri grandemente, esperançoso, eu já estava me preparando para desistir, esperando a próxima oportunidade para acha-la e finalmente... Olhei para a minha frente, encarando o grupo de amigos que estavam na praça uns minutos atrás. Não podia mentir, eu estava completamente decepcionado, pois só havia uma garota ali, e ela estava segurando a mão de uma rapaz um pouco mais alto, que usava óculos e tinha cabelos pretos levemente azulados. Suspirei e foquei em seu mindinho, talvez ainda houvesse esperança, mas... O que realmente me surpreendeu foi que o fio dela estava ligado ao de outro garoto que estava no mesmo grupo, então ela não era minha alma gêmea.

 

Narrador. ( ̄ε ̄ʃƪ)

 

Todoroki não podia estar mais confuso, e com razão! Sua alma gêmea na verdade não era uma garota ou ele estava vendo coisas e se confundindo?

 

Dentro daquele grupinho, o rapaz de cabelos vermelho e branco pôde ver um garoto com cachos verdes esbeltos, olhos grandes que possuía uma altura mediana, rindo e amarrado em sua mão, mais especificamente no dedo mindinho, havia um fio vermelho fino com um lacinho perfeito, que Todoroki pôde claramente ver que se ligava perfeitamente ao dele.

 

Mas por estar perto de sua alma gêmea, ele deveria sentir-se feliz, então por que se sentia tão triste? Talvez triste não fosse a palavra correta para descrevê-lo, era mais como uma mistura de decepção e uma grande surpresa. Nunca passou pela cabeça de Todoroki namorar um rapaz, e descobrir que sua alma gêmea é do mesmo sexo que você é bem complicado, ele não poderia reagir de maneira diferente, principalmente o jovem Shouto, que é tão fechado.

 

Ele não havia percebido, mas ficou encarando aquele grupo de amigos por um bom tempo, sua sorte foi que eles estavam tão ocupados em discutir e rir que nem notaram que o garoto estava ali há muito tempo.

 

Com a cabeça cheia de pensamentos bons e ruins, Todoroki caminhou lentamente para o seu apartamento, ele se sentia esgotado, teve muito para absorver em um só dia, e as coisas só pareciam se complicar ainda mais! Quando é que ele finalmente ficaria em paz sem ser vítima de seus próprios pensamentos? Uma luz acendeu-se em sua mente, talvez... Esperança? Nem ele sabia, mas esperava profundamente que sua alma gêmea, independente do gênero, pudesse fazê-lo realmente feliz. Era exatamente tudo que ele esperava.

 

Mas então por que diabos estava indo embora sem falar com o amor de sua vida, certo? Essa é fácil, a senhora disse que um fio invisível conecta os que estão destinados a conhecer-se independentemente do tempo, lugar ou circunstância. O fio pode esticar ou emaranhar-se mas nunca irá partir, então eles se encontrariam depois, quando Todoroki estivesse mais preparado para conhecê-lo, pelo menos era isso que ele tinha em mente...

 

Um completo ato de irresponsabilidade, ou talvez inteligência, Shouto colocou tudo nas mãos do destino.

 

Enquanto o garoto quase se matava de tanto pensar, Izuku Midoriya nem sabia o que estava por vir, muito menos que logo ele conheceria o amor de sua vida. O quão complicado se tornará tudo isso? Claro que tudo que podemos fazer é juntar nossas mãozinhas e rezar para que Todoroki não estrague tudo, simples e infelizmente.


Notas Finais


ficou muito ruim? ╥﹏╥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...