História Akai Ito - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruhina, Outros Casais, Personagens Originais, Sasusaku
Visualizações 67
Palavras 1.480
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Primeiramente quero agradecer a querida @AdraudeAiram que me salvou ao ajudar-me a colocar um nome decente na fanfic kkk obrigada sua linda!!! Ao Kim Jin (Tô usando seu nome do face porque não sei se vossa senhoria tem conta aqui, se tiver me add 😘) que me chamou de deusa e eu amei Haha Também quero agradecer ao pessoal do Grupenho' no Facebook que me motivaram muito! Obrigadão!

Bom, não é a primeira fanfic que escrevo - meus observadores devem saber - minha outra fanfic - Nada além de... Amor - foi denunciada de plágio por que havia uma outra conta minha aberta com a mesma história - eu pensava ter excluído a conta 😢 - então, não desisti da outra, porém vou postar e finalizar essa primeiro para recomeçar na outra, enfim, espero que gostem.

Boa leitura!

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Akai Ito - Capítulo 1 - Prólogo

~ Capítulo 1

          By: MegamiMel ~

Naruto olhou o amigo e coçou o pescoço. Estava nervoso, nervoso demais. "Não existem duas Sakura's, apenas uma, umazinha só!", pobre loiro nervoso adoraria gritar aquilo ao seu amigo, porém ele prometeu para Sakura que não contaria sobre sua dupla existência e isso lhe matava por dentro. "Maldita Haruno!", ele quis gritar novamente. Sakura sempre abusou do senso de justiça de Naruto, mesmo quando eles nem eram amigos. Sentindo-se um mal amigo, nervoso e acima de tudo incapaz, Naruto bufou frustrado. 

 — É aquele olhar... E que olhar! — Impaciente, Sasuke passou a mão no rosto e suspirou. 

O Uchiha tão pouco percebeu a frustração do amigo, logo ele o observador nato, perdido em suas complicações amorosas, pensando em como deveria ser crime alguém nascer com um olhar daquele. Os quatro olhos que sempre reluziam como esmeraldas, lindos, lindos! Eles sempre estavam lá; o espreitando, e ele; mero mortal, apaixonou-se por eles - Sim, por todos os quatro! - assim como também por suas donas. 

"Bem, minhas Sakura's não são tão normais assim." 

Ele:  "O coração de gelo", "Ascendente de capricórnio com lua em aquário", o "Sem coração", logo ele, agora estava passando por um dilema amoroso. Com quem ficar? 

— Não, não... — O Uchida disse, num rompante que assustou as pessoas sentadas nas mesas ao lado. 

O restaurante estava cheio, porém Sasuke tão pouco percebeu aquilo. Ele simplesmente não podia escolher entre uma delas. Oh, ele não podia! 

— Você está apaixonado pelas duas... As duas Sakura's? — Doeu tanto pra Naruto fazer aquele pergunta, cometendo tal injustiça. Então ele puxou os cabelos, coçou o pescoço como se milhares de carrapatos estivessem grudados ali. 

— Apa... Apaixonado? — Sasuke quase engasgou. — Eu? Euzinho? Sasuke, Sasuke Uchiha? — E gargalhou igualmente um louco, como se aquela pergunta do amigo fosse a maior piada do mundo. 

As pessoas ao redor sussuraram umas pras outras, comentando o quão loucos aqueles garotos pareciam. 

— Hamram... — Naruto sorri e bebi um gole de sua cerveja ao escutar as palavras de Sasuke, então lhe olha com uma mensagem escrita na testa em letras invisíveis "Eu te conheço seu idiota, mais vou fingir que estou acreditando." 

— Tsc.  — Sasuke resmunga. — Talvez eu faça um harém e coloque elas duas lá. 

— Você está louco! — O loiro fala em meio às suas próprias gargalhadas. 

— Estou pagando meu pecado pelo que disse seis anos atrás. — Bagunça o cabelo num ato de nervosismo e sorri frustrado. — Eu afirmei que jamais amaria uma Sakura Haruno... Droga, droga, droga!!! Agora eu amo DUAS!  — E bagunça ainda mais os cabelos.

Agora todas as pessoas do restaurante achavam Sasuke realmente louco, inclusive os garçons e cozinheiros. 

— Eu gosto do modo que a advogada resolve todos os processos com uma determinação implacável, como ela me olha com raiva mostrando que se pudesse me cortaria em tirinhas e jogaria meus restos mortais para os cachorros e também como opina nas coisas da empresa e nem liga para o que digo, agindo como se fosse a própria dona e não eu... Aiish! E quando ela desfila com aquela saia... Droga! Ela deve estar planejando acabar comigo... 

— Hinata também usa uma saia daquelas. — Naruto comenta enciumado. — Elas chamam aquela coisa causadora de libido alheio de saia lápis... 

— Foda-se se é lápis, caneta, borracha ou até mesmo papel, se ela estivesse sem ela e na minha cama, seria perfeito! 

Naruto olha seriamente para o amigo e saca o celular do bolso, enquanto Sasuke começa a falar da "outra" Sakura:

— A outra é ainda mais linda. Você sabia que minha cor preferida agora é rosa? Só por conta do cabelo dela? — Perguntou retoricamente. — Ela sempre me escuta, é tão simpática e faz o que pode pra ajudar todo mundo... Aaah, quando ela me olha então... Deus é pai! — Suspirou apaixonado. — Aqueles olhares, elas tem o mesmo, igualzinho, igualzinho. Confesso que senti ciúmes do filho da Ino. 

Naruto franziu a testa perante o comentário, afinal porque Sasuke sentiria ciúmes de uma criança? 

— Por que você tem ciúmes do Ren? — O Uzumaki perguntou. 

— As duas olham pra ele com tanto amor... — E um flashback passou pela mente de Sasuke, um que sua advogada - Aquela mulher fria e má! - sorria para o menino, assim como um diabético alucinado por doces sorriria ao ganhar uma bala depois de cinquenta anos de abstinência. — Tsc. 

— Você só pode ficar com uma. — Naruto disse e ao ver o olhar triste do amigo, agradeceu a Deus por existir uma só Sakura Haruno. 

Obrigado, obrigado!

— Não posso... — Sasuke quis chorar naquele momento. Verdadeiramente, ele estava sofrendo. 

Naruto queria ligar agora para a Haruno e mandá-la contar toda a verdade para o Uchiha, porém - Maldito porém! - ela pediu tempo e o loiro sabia que Sakura tinha o seu porque, além disso Hinata também pediu para que deixasse a irmã de juramento resolver aquilo sozinha, "Sakura sabe o que está fazendo", foi o que sua namorada. 

— Com quem você acha que devo ficar? — A pergunta saiu num tom triste. — Aquela que me faz sentir calmaria ou a que deixa meu mundo de pernas pro ar? — Sem esperar por resposta, o homem - Completamente perdido! - prosseguiu. — Quando estou com dificuldades, aquela que me abraça ou a que  assanha meu cabelo como se eu fosse um cachorro? — E Sasuke pensou o quão bom era ser um cachorro quando sua advogada fazia aquilo. — Como eu posso escolher entre isso? — Sorriu sem humor, balançou a cabeça negativamente e então suspirou. 

Naruto estava quase chorando. 

Pobre Uchiha! 

Se houver no mundo alguém que deseje ver Sasuke Uchiha sofrer, está pessoa deve estar pulando de alegria agora. 

— Uma tem vergonha de me dar um selinho numa praça, mas me empurra até a prateleira de um mercado lotado e faz coisas piores que um encostar de lábios. Aquela mulher devassa... — Assanha os cabelos, meio descontrolado. — Acredita que depois de me deixar louco ela simplesmente foi embora? —  A pergunta saiu tão incrédula que Naruto apenas negou com a cabeça. — E a advogada que me apalpa no meio de uma reunião de negócios com dezenas de investidores e me "bulina" no elevado...Tsc. Aí que calor dos infernos, quem fechou as janelas ein? Deve ter sido algum desses malditos garçons, Tsc, Tsc. — Sasuke reclama, arregaçando as mangas da camisa. 

— Menina má. — Naruto disse simplesmente, ainda meio perdido ao escutar as aventuras amorosas do amigo. 

Sasuke nunca viveu nada parecido e Naruto sabia disso porque era seu amigo e confidente desde... Bom, desde sempre, afinal eles se conheceram antes de si entenderem por gente. Dona Kushina; mãe de Naruto, costuma contar que quando pariu sua coisinha loira - Sim, ela fala com essas palavras! - ela já havia combinado com Mikoto que seus filhos seriam amigos e então; num dia qualquer, ela foi dormir na casa da amiga e levou seu pituko', como lá só havia o berço do Sasuke, colocaram os dois bebezinhos pra dormirem juntos. Kushina disse que eles nem choraram aquela noite e que no outro dia quando foi ver os meninos, percebeu que eles se encaravam profundamente, pareciam até estarem numa briga pra ver quem ficava mais tempo sem piscar... Bom, ninguém acreditou naquilo, afinal Kushina sempre foi uma mulher fantasiosa demais. 

O fato é que Naruto sempre esteve com Sasuke e vice-versa. Por isso o loiro sentia-se tão angustiado quanto o amigo. Vendo a expressão confusa do Uchiha, resolveu fazer algo em que sempre foi bom; amenizar situações, assim começou a digitar ferozmente no celular. 

Sasuke empurrou o prato; quase cheio, e começou a batucar os dedos sobre a mesa - Ah, mesas traziam boas lembranças ao Uchiha - e um dos clientes do restaurante; incomodado com o barulho irritante, xingou-lhe perguntando se o garoto pensava que aquilo; por acaso, era uma bateria.

Devo dizer; querido cliente avulso, que Sasuke sequer escutou seus resmungos ou viu sua carranca raivosa, afinal o garoto está compenetrado demais, longe demais, pensativo, e em quê ele pensa? Bem... Deixaremos momentos eróticos para mais tarde. 

— Acho que am... — Se interrompeu. — Hey Naruto, pare de mexer no celular e escute o que seu amigo fala. Hn. Não é todo dia que se vê um Uchiha expressando seus sentimentos, você deveria estar vidrado em mim, afinal está acontecendo um fenômeno raro agora, não!? — O Uchiha resmunga frustrado com a falta de atenção do loiro. 

— Estou fazendo uma pesquisa para lhe ajudar. — Disse, calmo demais. 

Sasuke começou a estranhar o comportamento comportado do amigo. 

— Oh, não me diga que existe algo capaz de fundir pessoas? Existe? O que você encontrou?  — Sasuke pergunta esperançoso. 

Ele queria tanto que houvesse algo capaz de juntar suas duas Sakura's em uma só. 

Trágico, trágico, trágico! 

— Não, Não! — Naruto negou, mostrando a tela do celular para o Uchiha. — Encontrei um hospício, vou dizer que é causa urgente e marcar uma internação para você amanhã, porque meu amigo, você está louco, louco de amor! 

~~~   Quinze anos atrás...    ~~~

Continua... 


Notas Finais


Sim, eu comecei a história pelo meio kkk

Vou mostrar - apenas um pouco - de cada ano da vida da Haruno, porque nesses pequenos momentos, coisas primordiais acontecerão.

Sobre atualizações: Só posto um capítulo quando já há mais dois escritos, assim posso no mínimo fazer uma atualização no mês - em tempos de prova na faculdade - e no mês "livre", pretendo fazer atualização de dois a três capítulos.

É isso!!! Gostaram??

XOXO 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...