História Akai Ito- O Fio Vermelho do Destino - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sakura Haruno
Tags Itahina, Narusaku, Naruto, Sakura, Sasukarin
Exibições 160
Palavras 3.852
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Ecchi, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, eu não sou o Goku (e nem o Nelson da Casa do Kame, essas aberturas de canais do YouTube...). Enfim, estamos com mais um capítulo. Sei que a Quarta Guerra Ninja ainda está se desenrolando por estes lados, mas agora eu farei uma pequena pausa para que vocês possam recuperar o fôlego e diminuir a tensão.

Enfim, continuando, o próximo capítulo será o último da Quarta Guerra Ninja, mas não o último desta fic, pois ainda terão algumas coisas a caminho e ela só se encerrará quando o Naruto virar Hokage. Até lá, fiquem com este capítulo, mas já irei adiantar que teremos um jornal revelando um pouco as curiosidades desta fic. Pelo menos, até aqui.

Capítulo 21 - FILLER- O Aniversário de Tsunade, a Semente de Naruto


Fanfic / Fanfiction Akai Ito- O Fio Vermelho do Destino - Capítulo 21 - FILLER- O Aniversário de Tsunade, a Semente de Naruto

Aldeia da Folha, sexta-feira, dia 1° de agosto. O sol ia se pondo e o céu logo ganhava um tom alaranjado de fim de tarde. No Prédio do Fogo, Tsunade suspirava aliviada por terminar o serviço e finalmente poder aproveitar aquele fim de semana para fazer o que havia ignorado pelas últimas duas semanas seguidas, descansar. Sentindo seu corpo mais leve por poder passar o resto do dia em casa e só voltar ao trabalho na segunda-feira, a Quinta Hokage se levanta para se dirigir até a sua casa. Antes de sair, ela avista Jiraiya encostado na porta, de braços cruzados.

Jiraiya: Naruto e Sakura progrediram muito desde que saíram daqui para treinar.

Tsunade: É verdade, sinto que eles já estão até nos passando. Bem, o que você está fazendo aqui? Você não deveria estar fazendo suas pesquisas para sua série de livros pervertidos?

Jiraiya: Bem, é que um escritor precisa de uma musa inspiradora. E eu já encontrei a minha.

Tsunade: Então por que você não corre atrás dela?

Jiraiya: Porque ela está bem aqui, na minha frente.

Tsunade se surpreendeu pela resposta de Jiraiya. De alguma forma, ele sabia como provocá-la e, por instinto, foi ela quem o atacou. Ela envolveu seus braços em torno do pescoço de Jiraiya e logo o beijou apaixonadamente. Nisto, uma batalha lingual era travada. Quando o ar tornou-se mais escasso para os dois, a loira afastou-se um pouco e encarou maliciosamente Jiraiya.

Tsunade: Quero ver se tudo o que é mostrado em seus livros é verdade ou pura propaganda enganosa.

Jiraiya: Princesa Tsunade, você sabe que o material aqui é de qualidade. Pode confiar no papai aqui.

Tsunade: Pois é. O pior é que eu sei bem disso. Então quero você lá em casa às dez, combinado?

Jiraiya: Com todo o prazer, doçura.

Tsunade e Jiraiya se afastaram e deram um leve selinho. O sorriso era estampado no rosto da Quinta Hokage. Nisto, sua fiel assistente Shizune e sua mascote Tonton retornavam para acompanhar sua mestra até a casa da Senju.

Shizune: Você está brincando, senhora Tsunade... Você e o Jiraiya estão...

Tsunade: Bem, quase isso. Não estamos igual a Sakura e o Naruto, que já estão praticamente casados. Mas estamos nos acertando, depois de muito tempo.

Shizune: E bota tempo nisso...

No caminho, Jiraiya ia sorrindo maliciosamente, já imaginando como seria seu tempo ao lado de Tsunade.

Jiraiya (pensando): "Não se preocupe princesa, você terá uma surpresa daquelas."

Enquanto isto, no Campo de Treinamento 3, Sakura estava sentada junto ao tronco onde Naruto ficou amarrado há alguns anos. A mente da rosada vagava por sua história de vida, desde o dia em que fora anunciado que ela, Naruto e Sasuke pertenceriam ao Time 7 de Kakashi até agora, em que ela já está quase se casando com o loiro.

Sakura (refletindo): "Nossa, como o tempo passa rápido. Até hoje me lembro do dia em que lhe soquei pela primeira vez, Naruto. Quem diria que nós estaríamos assim, praticamente casados? Eu fui a única que fez Naruto sofrer mais... Eu apenas fui fazendo tudo errado... só para estragar tudo... Eu não quero errar mais... não quero estragar tudo mais. Obrigada, Naruto. Obrigada por nunca desistir de mim quando eu não mais ."

De repente, Sakura é retirada de seus devaneios quando percebe que está sendo observada por três figuras. São elas: Ino, Hinata e Karin.

Ino: Ei testuda, para de brisar aí e vamos arrumar as coisas.

Sakura: Coisas? Que coisas?

Karin: Amanhã é o aniversário da Hokage. E combinamos de fazer uma festa surpresa para ela.

Hinata: Parece que até o Naruto tá envolvido nessa.

Sakura: Ah? Até o Naruto?- questionou- "só espero que ele não se atreva a cozinhar, pois não quero participar de nenhuma festa do lámen. Seu festival do lámen é exclusividade de Sakura Haruno"- pensou.

Ino: Então, o que estamos esperando?

As quatro partem em direção à vila, cientes de que aquela noite seria marcante, talvez até para aliviar um pouco as tensões que rumores de guerra possam causar. Na residência Hokage, Tsunade e Jiraiya estão conversando sobre o relacionamento entre seus alunos, Sakura e Naruto.

Tsunade: Sakura e Naruto estão cada vez melhores. Acho até que estão nos superando.

Jiraiya: É incrível como eles amadureceram tão rápido nestes últimos quatro anos. E não somente evoluiram como ninjas.

Tsunade: Ainda não acredito que eles finalmente se ajeitaram. Fico tão feliz pelos dois que até me vejo nela.

Jiraiya: Concordo contigo, Tsunade. Também acho que algumas atitudes dele são bastante parecidas com a minha.

Tsunade desvia seu olhar para Jiraiya e o encara amistosamente. Ela acena para que ele se sente mais próximo dela. Em seguida, a sannin das lesmas acaricia o rosto do sannin dos sapos.

Tsunade: Sabe, tem outra coisa que eles nos superaram. Acharam as conexões em seus corações muito rapidamente. Foi algo que eu demorei muito para descobrir, mas que hoje não me arrependo de nada.

Jiraiya: E o que você quer dizer com isto?

Tsunade senta no colo de Jiraiya e segura as suas mãos no rosto dele. Ambos trocaram olhares entre os olhos e a boca um do outro.

Tsunade: Finalmente descobri minha verdade, Jiraiya. Eu te amo, seu idiota.

Tsumade beija Jiraiya apaixonadamente, liberando toda a carga de sentimentos naquele instante. É como se ela se rejuvenescesse sem o auxílio de jutsus médicos. Na mesma noite, no clã Hyuuga, Hiashi conversa com Itachi a respeito de Hinata.

Hiashi: Eu sei que os seus sentimentos por minha filha são verdadeiros e que é hora dela crescer.

Itachi: Entendo sua preocupação, senhor Hiashi. Darei a minha vida pela felicidade de sua filha.

Logo, a própria Hinata chegou e se sentou ao lado de Itachi. Hiashi comunicaria a decisão para os dois.

Hiashi: Bem, como seu pai, devo prezar pelo bem-estar de vocês duas. Tanto pelo de Hinata quanto pelo de Hanabi. Por isto, estou permitindo que Hinata namore contigo.

Hinata se curvou a seu pai em sinal de respeito, mesmo não escondendo a felicidade de ver que seu pai aprovou o seu romance com Itachi. Na mansão Uchiha, Sasuke e Karin estão trocando beijos calorosos. O Uchiha e a Uzumaki estão num clima totalmente apaixonado, onde a camisa do moreno inclusive, já foi jogada no chao e o mesmo destino estava para a camisa da Karin, que já estava aberta.

Sasuke: Se eu soubesse que eu ficaria assim por você, teria te pedido em namoro mais cedo.

Karin: Ah Sasuke, você sabe mesmo como cativar uma garota...

Em outro local, um certo loiro estava deitado em sua cama de casal, tendo sua rosada por cima dele. Ambos se acariciavam enquanto trocavam olhares apaixonados.

Naruto: Sakura, eu tenho uma dúvida. Eu sempre fui apaixonado por você desde antes da Academia Ninja e você sempre me ignorava. Quando foi que você...

Sakura: Eu o quê? Quando me apaixonei por você?

Naruto: Isso. Quando você se apaixonou por mim?

Sakura: Ah, é meio complicado pois eu nunca fui muito boa com os sentimentos. Creio que foi durante nossa primeira missão juntos. Quando eu vi que você estava se esforçando o máximo para cumprir a missão enquanto o Sasuke só queria concluir sua vingança. Depois, quando fomos fazer o Exame Chuunin e no ataque do Shukaku, eu já comecei a te olhar com outros olhos e, por último, quando você saiu para treinar com o Jiraiya-sensei ou, como você diz, o Sábio Tarado. Foi neste exato momento que eu já tive toda a certeza do que eu queria ser de verdade. Ser uma ótima ninja médica só para te ajudar a resgatar o Sasuke. Mas como ele voltou por vontade própria, senti que essa promessa já não fazia mais sentido. Pois senti mais falta de você do que dele durante esses três anos.

Naruto: Mas, se eu não me engano, nós já estávamos namorando naquela época.

Sakura: Por isso mesmo. Foi ao vê-lo bem com da sua prima que eu então finalmente tive a certeza de que meu lugar é ao seu lado. E não me importo se for comparada com outras mulheres que escolheram estar ao lado de seus amados. Assim como Mito e Hashirama, Rin e Obito, sua mãe e seu pai e até a senhora Tsunade e o Jiraiya-sensei. Todos eles possuem uma ligação.

Naruto: Você está falando de um certo fio vermelho?

Sakura: Naruto, acho que você seja um telepata, pois era exatamente nisso que eu havia pensado.

Ambos riram e se beijaram apaixonadamente antes de dormir. No sábado seguinte, um sol entre nuvens indicava que a temperatura seria mais amena, suavizando as oondas de calor que atingiram a Aldeia da Folha nos últimos dias. Em sua casa, Tsunade acordara aos poucos e percebe que está com uma bela dor de cabeça e... nua. As cenas daquela noite tórrida lhe vieram em sua mente. Porém, ela percebe que está sozinha e vai para o banho. Depois, ela desce e percebe que o Jiraiya encontra-se na cozinha, terminando de fazer o café da manhã.

Jiraiya: Feliz aniversário, querida.

Tsunade: Peraí, então hoje é o meu aniversário? E ninguém me falou nada? Você tá aprontando alguma, seu sapo velho.

Jiraiya: Eu só queria preparar uma pequena surpresa para a mulher que eu amo.

Depois do café e de alguns selinhos, ambos foram dar um passeio na praça central da aldeia. A vista para o lago era muito sugestiva para o que ambos os sennins iriam fazer. O sannin do Monte Myoboku encarava seriamente a sannin da Floresta Shikkotsu enquanto segurava-lhe pelas mãos.

Jiraiya: Sabe Tsunade, às vezes está na hora de encontrarmos um local para atracarmos nosso barco. Um porto seguro para onde podemos descansar.

Tsunade: Acho até que já sei onde você irá parar, mas vamos continuar pois esta conversa está agradável.

Jiraiya: Não sei o que está acontecendo comigo, mas tem uma coisa em que Naruto e Sakura estão nos ensinando. Por isso, quero que seja sincera. Você aceita namorar este velho shinobi que te ama?

Tsunade ficara sem reação. Era a coisa que ela mais aguardava desde a morte de Dan. Seu antigo companheiro de equipe e mestre do noivo de sua aluna mais promissora estava lhe pedindo em namoro. Então a Senju logo criou coragem para responder-lhe.

Tsunade: Eu esperei mais de 20 anos para esta pergunta. E a resposta, desde todo aquele tempo continua sendo a mesma hoje. É claro que eu aceito ser sua namorada, meu sábio tarado.

Jiraiya e Tsunade se beijam apaixonadamente sem perceber que, do outro lado do lago, seus alunos os observavam com um sorriso largo nos rostos.

Naruto: Parece que a vovó Tsunade e o Sábio Tarado finalmente se acertaram.

Sakura: Ai Naruto, é feio ficar bisbilhotando a vida dos outros. Aliás, temos coisas melhores a fazer.

Naruto: Concordo contigo, minha Sakura.

Foi a vez de Sakura e Naruto trocarem beijos apaixonados. No fim daquele dia, quase no início da noite, todos estavam reunidos para comemorar o aniversário da Quinta Hokage. O clima estava um pouco mais voltado para um jantar romântico, visto que alguns casais estavam no local. Naruto e Sakura, Sasuke e Karin, Asuma e Kurenai, Shikamaru e Temari, Itachi e Hinata, além de Nagato e Konan estavam sentados perto de Jiraiya e Tsunade. Mas nada que impedisse as peripécias de um ou outro. Até que, em um determinado ponto, Tsunade se levantou e pediu a palavra. Por se tratar de uma ocasião especial, a Quinta Hokage já havia tomado duas doses de sakê, o que não era algo muito difícil para ela.

Tsunade: Gente, muito obrigada mesmo por terem se lembrado de mim. Sério. Eu queria contar uma coisa para vocês. Depois de muito tempo, eu finalmente decidi abrir mão do passado e entregar meu coração para alguém.- disse olhando para Jiraiya- Agora quero que você venha aqui, Jiraiya.

Jiraiya se levantou e aproximou-se de Tsunade e, antes que pudesse falar alguma coisa, teve sua boca preenchida pelos lábios sedentos de Tsunade. Aquele foi um beijo como a Hokage nunca havia dado em ninguém. Quando o ar lhes faltou, Tsunade logo revelou o que estava acontecendo, enquanto os presentes estavam surpresos com a cena.

Tsunade: Bem, eu e esse coroa gostosão aqui estamos namorando. E não é porque eu estou bêbada. Eu estou namorando com ele ébria, sóbria, com meia taça, taça cheia. Enfim, eu amo este idiota.

Após arrancar várias gargalhadas dos convidados, o casal era ovacionado enquanto se beijava com enorme amor e ternura. Enquanto isto, Sakura encostava sua cabeça no ombro de Naruto e virava seu rosto para sussurrar em seu ouvido.

Sakura: Amor, fique aqui pois eu vou no banheiro. Tá bem?

O casal de jinchuurikis se beija. Sakura se levanta e vai até o banheiro. Junto com ela, estão Hinata, Ino e Karin, que aproveitam a reunião para colocar a conversa em dia. As quatro conversavam enquanto davam uma repassada na maquiagem

Sakura: Meninas, fiquei muito feliz de saber que a senhora Tsunade e o Jiraiya-sensei estão namorando.

Hinata: Verdade, aqueles dois se merecem. Eles ficam muito bem juntos.

Ino: Também, depois de ver que o relacionamento amoroso de seus alunos está indo tão bem, devem ter criado coragem para assumirem que se amam. Não é mesmo, testa de marquise?

Sakura: Acho que você andou exagerando, Ino Porca. Tá, tudo bem. Eu e Naruto ajudamos um pouco.

Karin: Só um pouco, Saky? Sua história de amor com meu primo tem sido a fonte de inspiração para todos os casais que eu conheço.

Sakura: Acho que você está exagerando, Karin. Você não conhece muitos casais de nossa aldeia.

Karin: Certo, eu conheço poucos casais. Mas são o suficiente para validar a minha tese.

Ino: Falou a universitária. Aqui é só uma festa de aniversário, não uma defesa de tese de doutorado.

As quatro riram do comentário da Ino enquanto terminavam de se retocar. Elas saíram do banheiro enquanto Sakura ficava mais um pouco pois fora chamada para dentro de sua mente.

[Dentro da mente de Sakura]

Sakura encontrava-se com Uzume em uma enorme sala clara, que parecia um pouco com a Kushinada. A jinchuuriki estava com as mesmas roupas enquanto sua bijuu estava na forma de raposa de nove caudas. Sakura ouvia atentamente as palavras de Uzume.

Uzume: Muito bem querida, quero te contar uma coisa. Muito em breve, iremos passar por momentos difíceis. Quero que você jamais se separe de Naruto. Seja a força que ele precisará, pois será preciso que vocês dois estejam mais fortes do que nunca. Para isto, você precisa saber de uma coisa. Você é a reencarnação de Kaguya Ootsutsuki, a progenitora de todo o chakra.

Sakura: Eu? Como assim?

Uzume: Exatamente. E mais outros três parentes do Sábio dos Seis Caminhos despertaram nesta geração. São eles: Hamura, Indra e Ashura.

Sakura: E quem seriam esses?

Uzume: Hamura é a Hinata, Indra é o Sasuke e o Ashura é o seu amado Naruto.

[De volta ao plano físico]

Depois da descoberta, Sakura volta ao salão e se senta junto de Naruto. A mesma procura se distair com as conversas entre o pessoal. Em seu coração, começava a borbulhar o desejo de se entregar inteiramente para o Naruto. O tempo passa e a hora de ir embora e o pessoal se retira. Naruto e Sakura foram para a casa e, logo quando fecharam a porta, se beijaram como se não houvesse amanhã. As línguas se entrelaçavam e travavam uma guerra por espaço. Sakura agarra Naruto pela gola e o encara necessitada.

Sakura: Naruto, eu preciso te contar uma coisa.

Naruto (preocupado): Sim meu amor, pode dizer.

Sakura (desesperada): Eu sei que a Akatsuki virá atrás de nós dois para capturar nossas bijuus. E eu também sei que essa pode ser a nossa última oportunidade de ficarmos juntos- disse, deixando algumas lágrimas rolarem- Naruto, eu quero. Não, eu preciso. Eu preciso que você me foda.

Naruto: Amor, está tudo bem?

Sakura: Não, não está bem. Vamos ter uma guerra muito em breve e eu descobri que sou viciada em sexo. Mais do que isso, eu... EU SOU VICIADA EM SEXO SÓ COM VOCÊ.

[Momento hentai on]

Naruto se assustou com a revelação de sua noiva. Porém ele não teve tempo de processar esta informação, pois suas reflexões eram logo interrompidas pelos beijos de Sakura, que lutava para se livrar de suas roupas o mais rápido possível. Enquanto andavam em direção aos quartos, as roupas eram deixadas no caminho. ao entrarem no quarto, as últimas peças de roupa davam adeus a seus corpos e encontravam-se no chão.

Sakura: Naruto, me possua agora. Não quero daqui a pouco, tem que ser agora- disse, desesperada.

Naruto: Sa-Sakura...

Sakura joga Naruto na cama e senta sobre o mastro do mesmo e movimentava seu corpo insistentemente, como se suas células desejassem cada centímetro do seu noivo dentro de si. Ela cavalgava e quicava sobre aquele mastro de carne que ela tanto adora. A rosada estava embriagada de desejo pelo loiro e ele estava correspondendo plenamente a suas expectativas.

Naruto: É assim que você quer, Sakura?

Sakura: Isso Naruto, agora vai fundo e me arregaça. Acaba com esta puta que ama tanto ser comida por seu mestre.

Era como se Naruto entrasse em um genjutsu. Ao ouvir a palavra "mestre", o mesmo ficava louco e a penetrava violentamente. Com sua mente totalmente entregue, Sakura beijava seu amado de forma voraz. Mas, ao sentir que o clímax se aproximava, a rosada se levantou e deitou-se ao lado do loiro, apoiando seu corpo sobre os joelhos e as mãos. Entendendo o desejo de sua noiva pervertida, Naruto se levanta, ajeita seu mastro e o casal inicia lentamente um sexo anal. Aos poucos, os gritos de dor eram substituídos pelos de prazer. Sakura aproveitava para estimular a região do clitóris enquanto se derretia naquele momento. As horas se passaram enquanto o casal trocava de posições. Por incrível que pareça, eram as mesmas posições que estavam na série de livros "Jardim dos Amassos". Depois de algumas horas de sexo frenético, finalmente Naruto gozava dentro de Sakura. Desta vez, com ele por cima dela.

Sakura: NARUTOOOOOOO...

Naruto: SAKURAAAAAAA...

Finalmente, ambos gozaram juntos. Naruto se deitou de barriga para cima enquanto sentia suas pernas moles. Por sua vez, Sakura prendia o pênis de Naruto com chakra para deter o "rio de esperma". Aproveitando-se desta situação, Sakura descia seu rosto até a região onde sua mão direita estava. Sakura liberou o chakra logo após ter envolvido o pau de Naruto com sua boca para extrair o restante de sêmen que ainda restava no corpo do loiro. Naruto inclinava sua cabeça para trás ao sentir o resto de suas "forças" serem sugadas pela mulher de sua vida. A rosada se deitava sobre o seu amado enquanto o observava dormindo.

Sakura (pensando): "Naruto, eu fico feliz por você ser esse cara tão bom, não só nas missões, como também na cama. Desde o nosso primeiro beijo, mesmo que aquele tenha sido por acidente, eu tive a certeza de que você é o homem da minha vida."

[Momento hentai off]

Ao sentir um peso sobre seu corpo, Naruto desperta levemente e observa que Sakura está velando o seu sono. Ele a puxa contra seu corpo para que ela pudesse se aconchegar ainda mais.

Naruto: Saky, no que você está pensando?

Sakura: Sabe amor, eu estava pensando no quanto nós dois somos parecidos com nossos mestres.

Naruto: É mesmo. A vovó Tsunade e o Sábio Tarado estavam destinados a ficarem juntos desde quando foram escolhidos para pertencerem à mesma equipe e foram treinados pelo velhote.

Sakura: O que me faz despertar para uma incrível curiosidade que envolve nossa vila.

Naruto (curioso): Quê? Que curiosidade, Sakura?

Sakura (rindo): A de que você futuramente será hokage- respondeu, antes de beijar Naruto- Bem, se eu estiver certa, o primeiro e o segundo hokage foram os senseis do terceiro. Este que, por sua vez foi o sensei do seu pai, o quarto hokage, e da senhora Tsunade, a quinta. Seu pai foi o mestre do Kakashi-sensei e ele é o nosso mestre.

Naruto: Isso quer dizer que, segundo sua lógica, o sexto hokage seria o Kakashi-sensei e eu seria o sétimo, certo?

Sakura: Isso, meu garoto. E eu ficarei feliz em permanecer ao seu lado, assim como uma certa Pimenta Sanguinária da Folha.

Ambos riram da conclusão de Sakura e voltaram a se beijar apaixonadamente. Após o beijo, o casal dormiu. No dia seguinte, Naruto desperta e percebe que está sozinho na cama. Ao virar um pouco sua cabeça para seu lado esquerdo, percebe que sua amada rosada está de frente ao armário. Sakura olha para Naruto e sorri.

Sakura: Oi querido, já acordou?

Naruto: Amor, acabei de acordar agora e já vi um anjo rosado.

Sakura (sorrindo): Seu bobo, eu não sou nenhum anjo. Mas, mudando de assunto, você não acha que eu estou mais feminina agora?

Naruto se levanta e abraça Sakura por trás. O loiro beija o pescoço da rosada enquanto ela o puxa para beijar-lhe na boca.

Naruto: Você é muito especial. Você está um verdadeiro mulherão. Qualquer homem ficaria louco em tê-la ao seu lado. E não só em relação ao sexo. Você é companheira, amiga, uma excelente ninja médica.

Sakura: Naruto, o único objetivo de ter me tornado assim tão atraente foi para saber se um certo loiro ainda estava afim de mim. E, pelo que eu percebi, ele não só está afim como quer até presentear nossas vidas depositando sua semente.

Naruto: Você quer dizer nossas sementes, certo?

Sakura: Isso. Pois, depois dessa noite maravilhosa que tivemos, será uma surpresa eu não ter ficado grávida.

Naruto (espantado): Pe-pe-peraí, quer dizer que...

Sakura (sorrindo): Sim, eu estou em meu período fértil e tenho quase a certeza de que, muito em breve, contarei sobre minha gravidez. Ah, e aliás, você está maravilhoso com este seu corpo sarado, seu abdômen definido, seu corpo másculo, seu coração generoso... Bom, acho melhor pararmos por aqui.

O casal resolve se vestir e cuidar das higienes pessoais, se segurando muito para não se atracarem como na noite anterior. Em um outro local, mais precisamente em um dos quartos da mansão Uchiha, dois morenos acordam. Eram Hinata e Itachi, que haviam transado naquela mesma noite.

Hinata: Itachi, e então, como fui?

Itachi: Você foi ótima, princesa. Mesmo essa sendo sua primeira vez, você conseguiu se manter calma e conseguiu aproveitar o momento para desfrutar desse sentimento mútuo.

Hinata: Ah, Itachi, eu te amo, sabia?

Itachi: Sim, assim como eu também te amo.

[Dois meses depois...]

Sakura: Hi-Hinata, o que está acontecendo?

Hinata: Sakura, eu vou ser sincera contigo. Este tenketsu extra pode significar várias coisas. Porém, pelo ângulo em que este pequeno ponto de chakra está, acho mesmo é que você está...

Antes de Hinata finalizar seu comentário, Sakura coloca as mãos em cada lado de seu rosto e uma lágrima salgada começa a cair de cada olho rumo ao solo.

Sakura: Grá-grávida? T-t-tem certeza disto, Hina?

Hinata: Bem, você sabe mais de medicina do que eu. Mas, de qualquer forma, conhecendo o Naruto como nós conhecemos, acho que ele vai gostar muito da ideia de ser pai.


Notas Finais


Enfim negada, mais um capítulo terminado antes de voltarmos para a porradaria que conterá o clímax da Quarta Guerra Ninja. Não deixem de comentar. Quero que votem em quais seriam os casais que vocês querem ver. Os outros casais também terão espaço aqui, só não vale NaruSaku, pois eles são o casal principal.

Regras definidas, então nos vemos no próximo episódio.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...