História Akatsuki - Nuvens De Sangue (Interativa) - Capítulo 3


Escrita por: ~, ~Tensai_Sama, ~Deeeder e ~L_MilGrau

Postado
Categorias Naruto
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Akatsuki, Aventura, Interativa, Irmandade, Luta, Mercenarios, Naruto, Personagens Originais
Visualizações 16
Palavras 1.382
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - A Missão


Fanfic / Fanfiction Akatsuki - Nuvens De Sangue (Interativa) - Capítulo 3 - A Missão

- Mas porque eles mesmos não fazem isso? – Questionou Franklin.

Tensai o encarou, como se a resposta fosse óbvia.

- Caralho, aqui só tem gente burra! – Reclamou.

- Fala logo! – Disse Hana.

- Porque, meus amigos, os meios que devem ser usados para salva-la não são permitidos pela porra de um papel chamado constituição, e se o governo americano usar esses meios, vão ter uma puta dor de cabeça com a mídia. – Respondeu.

- E porque eles pediriam isso para um grupo que eles caçam? – Questionou Katherine.

- Você acha mesmo que se todos soubessem que a Akatsuki está ativa eles iriam nós contratar desse jeito? E sem contar que a Velha Akatsuki fazia missões direto para os líderes mundiais, e nós não somos diferente. – Respondeu novamente.

- Então somos vilões? – Franklin questionou.

- Preferimos o termo “anti-herói que querem moldar um mundo novo”. – Disse Dayran.

- Tá legal, caralho, deixa de conversa e vamos logo! – David reclamou.

Eles então foram para uma parte subterrânea da caverna onde havia um jato, os novos membros ficaram surpresos com a tecnologia no local.

- Caralho, a gente tá na Batcaverna? – Bruce perguntou com ironia.

- Como vocês tem dinheiro pra isso tudo? – Katherine questionou.

- Digamos que temos uma “ajudinha”. – Dayran Respondeu.

Os 7 entraram no jato e se colocaram em seus lugares, o piloto automático se ligou e começou a voar para cima, quando atingiu uma determinada altura, voo para longe em uma incrível velocidade, enquanto iam para o local, o presidente apareceu na janela que também era uma tela.

- É bom ver que já estão indo. – Disse.

- Ok, mas vamos ao principal, sua filha foi capturada por terroristas, um resgate de uma pessoa tão importante custa 10 milhões de dólares, mas nas circunstâncias dessa missão, queremos aumentar para 16 milhões de dólares. – Disse Tensai.

- Darei o valor que quiserem, só tragam minha filha. – Respondeu.

- Relaxa, chefia, a gente traz tua filha e mata os terroristas de brinde. – Disse David.

- Estamos entendidos? – Questionou Tensai.

- Sim. – Respondeu e a tela se desligou.

Algumas horas depois

Em um lugar qualquer da Rússia

Stephanie Johnson, filha do presidente dos Estados Unidos Dylan Johnson, foi sequestrada enquanto estava na Rússia com o pai e a mãe para uma reunião com o presidente russo, após 1 mês de espera angustiante, o presidente se cansou da demora da investigação da Interpol, e acionou a Akatsuki, os mercenários que nunca falham, mesmo que percam suas vidas. Ao chegarem em uma floresta, viram uma base militar, que pelas condições estava abandonada a muito tempo, eles então pousaram um pouco longe do local, e saíram do jato, a floresta era grande, obviamente não iriam conseguir resgatar a refém em um lugar tão fechado.

- Aí, galera, o plano é o seguinte: Dayran e Hana, vocês usam o Byakugan pra localizar os terroristas, David, Bruce e Franklin, fiquem prontos para lutarem, e eu fico pronto pra dar apoio. – Disse Tensai.

- Mais e eu? – Questionou Katherine.

- Você é inútil. – Tensai respondeu.

- Porque?! – Questionou indignada.

- Porque nessa missão você é um plano B pra caso o inimigo seja muito difícil, e cá entre nós, nessa situação, não precisamos de genjutsu. – Respondeu.

- Vai se foder e dá uma função pra ela, caralho! – Bruce ordenou.

- Já tá com essa folga? Aff, dá próxima encontro eu procuro membros mais obedientes. – Reclamou.

- Dá logo uma função, merda! – Disse David.

- Tá, tá: Vamos distrair os caras e a Katherine prende eles em um genjutsu, pronto, satisfeitos? – Respondeu erguendo os braços em sinal de desistência.

- Vamos logo. – Disse Dayran.

Os 7 foram se aproximando agachados do galpão, Dayran e Hana pararam e ativaram seus Byakugans.

- São 10 homens armados com Ak-47s fora do galpão. – Disse Hana.

- Dentro do galpão tem outros 10 armados com fuzis. – Disse Dayran.

- E a refém? – David questionou.

- Ela tá lá dentro, amarrada em uma cadeira. – Respondeu Dayran.

- Bruce, agora é com a gente. – David disse para o amigo.

Os dois se levantaram e se aproximaram do galpão, quando saíram da mata, os 10 homens apontaram suas armas para eles.

- Vaza daqui, agora! – Ordenou em russo.

Os dois não responderam, somente ativaram seus Sharingans e avançaram, com uma enorme velocidade, retiraram as armas dos homens e as lançaram para longe, Bruce deu um salto no ar e lançou várias Kunais, que acertaram os homens, que caíram no chão agonizando de dor, enquanto Bruce caiu no chão em pé.

- Muito fácil. – Debochou.

Os outros então se aproximaram, Dayran ativou seu Byakugan e ficou surpreso com o que viu.

- O que aconteceu? – Questionou Tensai.

- Têm um selo no galpão, e parece ser bem difícil de abrir. – Respondeu.

- Merda! – Reclamou socando o ar.

- Eu posso abrir. – Disse Katherine.

- Pode? – Questionou Dayran.

- Sim, eu sou boa com habilidades que não são físicas. – Respondeu.

- Se fudeu, Tensai, haha. – David debochou rindo.

- Vai tomar no cu, como eu vou saber que ela tem essas habilidades?! – Respondeu irritado.

- Tá legal, as crianças podem parar? Katherine, abri o galpão. – Disse Hana.

Katherine se aproximou até a porta do galpão, e fez vários selos, e então parou, Dayran olhou com seu Byakugan e assentiu.

- Podemos ir. – Disse e desativou seu doujutsu.

- Beleza, o plano é o seguinte... – Tensai tentou falar, mas foi interrompido.

- Foda-se o plano. – Bruce o interrompeu e lançou três kunais com papéis bombas na porta do galpão, os outros se esconderam.

A porta do galpão explodiu, um dos terroristas então apontou seu fuzil para a cabeça da refém, Bruce e Franklin avançaram, este último foi tão rápido que nocauteou 5 terroristas sem ser visto, que receberam um Jutsu Bola de Fogo de Bruce e morreram queimados, Hana e Dayran então lançaram um Oito Trigramas em perfeita sincronia, nocauteando quatro terroristas, que receberam um Jutsu Bola de Fogo de David, morrendo queimados, o último terrorista que sobrou apontou seu fuzil para a cabeça da refém, querendo a usar para poder fugir.

- Mais um passo e eu mato ela! – Ordenou – O que vai acontecer é o seguinte...

- Ah, cala essa porra de boca! – Tensai falou balançando os braços e fez o selo da cobra.

Então, vários troncos de madeiras pontudos saem do chão e furam o tronco do terrorista, que largou a arma e morreu rapidamente, os novatos ficaram chocados e olharam para Tensai surpresos.

- Estilo Madeira. – Respondeu.

- Mas isso não é do Clã Senju. – Questionou Katherine.

- Mas o Clã Tensai é “filho” do Clã Senju. – Respondeu como se fosse óbvio.

- Tá legal, tira a refém dali. – Disse Dayran.

Bruce então foi até a garota de 14 anos de cabelos loiros e olhos azuis e cortou a corda que a prendia, ela então se afastou rapidamente com medo deles.

- Relaxa, a gente não vai te matar. – Disse Bruce.

- Cadê meu pai? – Questionou.

- Bom, resumindo: Somos um grupo de adolescentes de 15 anos que são mercenários de elite que foram contratados pelo seu pai pra te salvar. – Tensai disse para ser poupado de dar explicações.

- E um obrigado seria bom. – Disse David.

- Pra que eu vou dar obrigado pra vocês. – Questionou com arrogância.

- Eu só te conheço há alguns minutos, mas não fui com a tua cara. – Disse Tensai apontado para a garota.

- Ok, podemos ir? – Questionou Dayran sem paciência.

- Vamos logo. – Disse Tensai e eles foram para o jato, enquanto Bruce puxava Stephanie pelo braço.

- Me solta! Sabe em quem está tocando?! – Reclamou de forma esnobe.

- Eu to poco me fodendo pra quem é teu pai, e se não calar a boca, eu mando minha amiga te colocar num genjutsu em que você vai ser torturada, então fecha a matraca! – Respondeu.

Eles entram entraram e a garota se sentou em um banco atrás dos outros que se encontravam na frente do vidro.

- Pra onde vamos? – Questionou David.

- Não podemos levar ela pros States de uma vez, vamos levar ela pra um lugar combinado.

- Aff, é bom que o presidente nós page bem pra aguentar essa chata do caralho. – David reclamou.

- Eu ouvi isso! – Disse Stephanie.

- Era pra ouvir! – David respondeu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...