História Akira e as quatro relíquias - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Ação, Aventura, Luta, Magia
Exibições 19
Palavras 466
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Magia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá! Essa é uma "fanfic" que originalmente é um livro que estou escrevendo. Decidi criar uma fanfic para atingir mais o público, e quem me sugeriu foi a co-autora, kneesock-s. Muito obrigada!

Capítulo 1 - O som do amanhecer


Capítulo I – O som do amanhecer

 

            Acabo de me mudar para uma cidade nova (literalmente, pois o básico dela terminou de ser construída semana passada). Tudo é diferente aqui, e tudo é bem colorido.

O interessante é que todos os dias às 5:25 da manhã ouvimos um som. Mas não é um som desagradável, nem um som de galo cantando. É o som das várias e várias árvores que tem por perto balançando com o vento, que é suave e calmo. Porém, é forte o bastante para balançar as suaves folhas das árvores. Aqui na cidade criaram um nome para esse som. Dizem que esse é o som do amanhecer.

Contudo, tem um lado meio “ruim“ de se mudar. Ainda sou estudante, e preciso ir para algum colégio para eu poder me formar e ser o que eu quero, ou seja: um espadachim. Você deve pensar: mas não precisa estudar para ser espadachim, certo? Errado. Ser um espadachim não é apenas andar por aí com uma espada nas costas ou na cintura, sair cortando o que bem entender e fazer o bem. Ser um espadachim significa ver a espada como uma expansão do seu braço e entrar em harmonia com seu corpo e mente juntos. Assim você estará preparado para ser um espadachim, eu acho. Bem, foi o que o meu pai disse.

Mas para isso preciso estudar. Ao contrário do que muitos (ou talvez todos) pensem, eu não sou uma criança normal. Eu não tenho pais normais, muito menos uma vida normal, e... espera aí! Eu esqueci de me apresentar. Prazer, Akira Tenrou. Agora sim. Para começar, meus pais se chamam Elaine Tenrou  (minha mãe) e Yuri Tenrou (meu pai). O que tem os nomes deles? Nada. Nada além do sobrenome Tenrou, que dizem que todos com esse nome são “amaldiçoados”. O motivo você já vai descobrir.

O meu pai, Yuri, é o mais forte espadachim de toda história. Minha mãe Elaine é a mais forte maga de toda a história. E por coincidência (ou não) os dois são usam poderes das trevas. Eu sou filho único, e pelo o que o meu pai diz, herdei toda a sua força, competência e poder, juntamente com sua primeira espada (Que não é tão ruim assim, apesar de ser muito velha). 

Ele diz que ela é especial, e que eu não posso, nunca, jamais e por nada, apontá-la para amigos, ou pessoas companheiras. Além de ter herdado tudo isso, herdei o título de “Espadachim Negro“ que o meu pai também teve. Apesar de eu não ter muita habilidade com a espada(em comparação com o meu pai), decidi virar espadachim apenas para agradar o meu pai, mas sinto que aos poucos estou gostando. Já que falei um pouco de mim e de minha família para vocês, vamos começar.


Notas Finais


Esse capítulo foi mais para um resumo básico de como que vai ser a história, podem esperar mais dessa fanfic! Se tudo der certo, o capítulo dois sai ainda hoje.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...