História Além da Razão - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Piece
Personagens Alvida, Boa Hancock, Buggy, o Palhaço Estrela, Coby, Crocodile, Dracule Mihawk, Edward Newgate "Barba Branca", Eustass Kid, Genzo, Jewelry Bonney, Koala, Makino, Monkey D. Garp, Monkey D. Luffy, Nami, Nefertari Vivi, Nico Robin, Nojiko, Portgas D. Ace, Rebecca, Roronoa Zoro, Sabo, Sanji, Shanks, Smoker, Tashigi, Usopp, Zeff
Tags Luffyxhancock, Luffyxnami, Luhan, Luna, Sana, Teamhancock, Teamnami, Zorobin
Visualizações 85
Palavras 1.126
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Festa, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ae minna, mais um cap aí pra vcs!
Aqui msm eu já peço desculpa por dar Spoiler pra quem não viu esse filme ainda!

Capítulo 4 - Uma noite de terror!


Fanfic / Fanfiction Além da Razão - Capítulo 4 - Uma noite de terror!

 

Luffy On

(Mais tarde naquele dia)

Estava deitado na minha cama, jogando GTA V, quando escuto a campainha tocar, como eu tava sozinho em casa, desci pra ver quem era.

-Já vai. –Falei descendo as escadas ao ouvir tocar novamente. Abri a porta e vi que era a Nami. –Nami? Já chegou?

-Não idiota, ainda vou vir. –Falou sarcasticamente. –Tem problema? É que meus pais e minha irmã estavam me enchendo o saco lá em casa.

-Entra. –Dei passagem pra ela e a mesma entrou. –Mas então, o que eles estavam falando?

-Ah, estavam insinuando que eu tinha que arrumar um namorado, dizendo que sempre to de mau humor, etc. –Falou revirando os olhos.

-Kishishishi, eles tem razão…

-Não começa! –Falou lançando um olhar mortal em mim. –Então, o que pensou pra hoje?

-Nada demais, ficarmos todos aqui assistindo uns filmes, conversando, etc. –Com isso, a campainha foi tocada, eu fui atender e eram Sanji e Zoro. –Entrem aí, caras. –voltamos para sala e ficamos lá. Agora só faltavam a Robin e a Hancock.

-Boa noite, Nami-san. –Falou Sanji dando um beijo na mão da Nami, logo após se sentou ao lado dela.

-Oie Sanji-kun! Oi Zoro!

Assim que eu sentei no meu lugar, a campainha tocou de novo. O caralho, desse jeito eu vou acabar ficando com problema no joelho.

-Aí, alguém vai lá atender, devem ser as meninas. –Falei e Zoro foi atender.

-Entrem aí, meninas. –Deu espaço para entrarem. –Então, Luffy vai ser aquele mesmo?

-Com certeza, shishishi.

-Do que vocês estão falando? –Nami perguntou, não entendendo nossa felicidade. Foi aí que eu mostrei a capinha do filme Invocação do Mal 2. –Ah não. Esse filme não é de Deus. Eu já assisti o 1 e não to afim de ficar a noite toda acordada com medo de tudo no meu quarto.

-Ah, não seja medrosa Nami, é só um filme de terror. –Robin falou com um grande sorrso no rosto e com os olhos brilhando (Ela adora essas coisas macabras, kkk).

-É a Robin tem razão Nami! Não se preocupe em ficar com medo de dormir sozinha, todos vão dormir aqui hoje mesmo.

-Ahm, tá bom, vai coloca esse filme aí. –Falou fazendo bico. Coloquei o filme e sentei entre a Nami e a Hancock.

O filme mal começou e eu já tava com aquela puta sensação de que tinha alguém nos observando, me dando um certo desconforto. Parei de pensar nisso e voltei a olhar pra Tv quando a Nami deu um gritinho e agarrou no meu braço (Era aquela cena em que o demônio fala com mina pela primeira vez).

Conforme o filme ia passando, era um grito aqui outro ali, mas nada de mais, até que chegou numa cena lá que até eu comecei a sentir um pouco de medo (É a cena do quadro lá). Por mim tava tudo bem, mas… na hora que mostrou a sombra indo em direção ao quadro, confesso que eu fiquei com tanto medo que não passava nem wi-fi no meu… vocês entenderam. Tudo ficou pior quando o quadro se mexeu (Quando ele abre a boca), pois com isso a luz acabou e todos nós gritamos.

-KYYYYYYAAAAAAAAAHHHHHHH!!!! –Todos gritamos juntos.

-Calma galera, só acabou a luz, fufufu. –Robin falou tentando nos acalmar e ligando a lanterna do celular dela.

-É… você tem… -Zoro parou de falar ao todos nós ouvirmos o barulho de batidas vindo do andar de cima. –Que merda é essa! Luffy tá vindo de lá de cima.

-Vamos lá ver o que é. –Falei. Robin e Sanji concordaram em ir também.

-Não, não vai não. –Nami segurou meu braço. –Eu não quero ficar sozinha aqui.

-Vamos todos juntos então.  –Falei e todos concordaram. Assim que chegamos no topo da escada, ouvi outra batida, dessa vez vindo da direção do meu quarto. –Tá bom, quem estiver aí se prepara, porque eu vou encher de porrada. –Falei e abri a porta. Olhei em todo o quarto e não tinha ninguém lá.

Outra vez, um barulho se fez presente, só que dessa vez veio de lá da cozinha. Ao que me parecia era o triturador de carne da pia, o que não devia funcionar por estarmos sem luz.

-Vamo! –Falei correndo em direção a cozinha, sendo seguido pelos outros.

Durante o caminho, quase me matei umas três vezes por não estar enxergando. Assim que chegamos lá, a luz piscou umas 3 vezes e acabou de novo. Nessa hora um riso muito alto e medonho ecoou pela casa toda.

-HYAHAHAHAHAHA! –Senti um frio na espinha nesse momento. Seria possível mesmo ser alguma coisa “do além”?

-Quem tá aí? –Perguntei.

-Você só saberá depois que morrer, Chapéu de Palha. –Aquela voz falou um pouco mais baixo dessa vez.

-C-como sabe quem eu sou?

-Não interessa, você só precisa saber de uma coisa: Essa casa é minha agora. Então saia daqui.

-Não vou sair. –Falei determinado.

-Vai sair por bem, ou vai sair por mau!

-Luffy. –Nami sussurrou em meu ouvido. –Vamos embora daqui de uma vez.

-Não se preocupe Nami, é só algum palhaço querendo nos assustar. –Falei passando mão no topo da sua cabeça.

-Ei, tem alguém ali. –Hancock falou baixo apontando para o primeiro degrau da escada onde um vuto passou rapidamente indo pra porta da saída de casa. Nessa hora eu saí correndo atrás do tal vuto e o derrubei já do lado de fora da casa, onde.

-Quem é você? –Perguntei segurando em alguma coisa macia. Foi aí que percebi que quem eu tava segurando era uma garota e aquilo macio eram os seios dela.

-PERVERTIDO!!! –A garota me deu um tapa tão forte que me fez voar longe. Nessa hora eu pude ver seu rosto e era a Koala.

-O que aconteceu? –Apareceu outra pessoa vindo de trás da casa. Era o Sabo. –O que foi amor? –Perguntou pra Koala.

-Seu irmão, ele é um tarado. –Nessa hora ele lançou um olhar mortal pra mim.

-Mas o que merda vocês estão fazendo aqui? –Perguntei bravo. –Eram vocês que estavam fazendo isso?

-Sim hahahahahaha. Sabo começou a rolar no chão de tanto rir. –Você tinha que ver a cara de todos vocês.

-Maldito! Aí galera eram eles que tavam por trás de tudo. –Falei chamando o pessoal pro lado de fora. –Nami que antes estava tremendo de medo, agora emitia uma aura sinistra.

-Foram vocês?

-S-sentimos muito. –Falaram ajoelhando pedindo desculpas.

-Nossa noite de filmes já era agora. –Falei ficando emburrado. Olhei no celular e já passavam de meia-noite. –Vishi, é melhor ir dormir pra ir pra escola amanhã. –Falei, todos concordaram e voltamos pra dentro de casa. Eu nem me lembro como eles se arrumaram pra dormir lá, só sei que desabei na minha cama e dormi rápido. 

 

 

 

 

(Continua) ..............

 

 

 

 

 


Notas Finais


Oq acharam desse terror fake kkk?
Obs: Só lembrando que na quarta tem mais um.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...