História Além da Última Estrela - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Peter Pan
Tags Fadas, Peter Pan, Terra Do Nunca
Exibições 15
Palavras 1.035
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Magia
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa é minha primeira fanfic, espero que gostem ;)

Capítulo 1 - Procurando um vestido


Fanfic / Fanfiction Além da Última Estrela - Capítulo 1 - Procurando um vestido

Hoje é sexta-feira, ou seja, dia de provar vestido para o baile de formatura. Bom, não vai ser aquele baile super chique, somente uma festa formal, mas minha mãe insistiu em comprar um vestido bem bonito, é claro que quando ela decidiu isso, segunda-feira, eu a tentei fazer mudar de ideia.

 - Agradeço pela sua atenção mãe, mas não é necessário um vestido para a festa, eu nem sequer gosto de usar vestido, posso muito bem ir de calça e blusa.

 - Mais você tem que aproveitar e além disso vai ficar maravilhosa de vestido.

 - Por favoorr, te imploro, não me obrigue a usar vestido, posso até ir de salto se você quiser...

 - Nem mais uma palavra, você vai usar vestido e pronto.

  É claro que quando uma mãe fala no tom de voz que minha mãe falou não adianta nada discutir, então concordei sob a condição de escolher o sapato.

  Domingo é minha formatura do terceiro ano no ensino médio e para falar a verdade não estou muito entusiasmada. Quem estaria na minha situação. Vou me formar no ensino médio com dezessete anos, sem saber para qual faculdade ir, pior, sem saber que profissão seguir. Espero que uma luz acenda em minha cabeça.

 

----------------------------  //  -------------------------------------

 

   Paramos no estacionamento da quarta loja de roupas, depois de provar ao todo nada menos do que setenta e sete vestidos, todos sendo rejeitados. Minha mãe não estava brincando quando disse que iria tirar folga no trabalho para passarmos o dia provando vestidos. Como ela pode gostar disso?

  - Mãe! Eu estou morta! Não podemos continuar amanhã? – Olho para ela com cara de quem lutou na guerra.

  - Só mais um pouco minha flor, sei que é nessa loja que está seu vestido – ela me suplica com os olhos.

  - Como você sabe?

  - Instinto de mãe – nós rimos e eu reviro os olhos.

 Amo muito minha mãe, ela é engraçada, gentil, otimista, inteligente, tudo que eu não sou. Além disso ela é muito bonita, com seu cabelo castanho escuro formado por perfeitos cachos, sua pele com tom de pêssego, seus olhos castanhos intensos e seu sorriso de amolecer qualquer coração. Descemos do carro e entramos na loja, onde uma mulher loira nos atende.

 - Bom dia! O que desejam.

 - Minha filha quer um vestido para a formatura da escola.

 - Na verdade não quero – murmuro. Minha mãe me ignora enquanto a mulher dá um sorriso.

 - Por aqui então.

 Nós seguimos a mulher até o fundo da loja onde há várias araras, um canto com sofá e espelhos e quatro provadores.

 - Sintam-se à vontade para provar o que quiser e se precisar é só pedir – a mulher diz.

 - Obrigada... – minha mãe fala.

 - Margot!

 - Obrigada Margot, já que ofereceu vou precisar de sua opinião por favor.

 - Claro.

 Nós olhamos várias araras e depois de cinco minutos eu tinha sete vestidos para provar. Assim que vestia cada um deles eu ia para fora mostrar e ouvir elas dizerem quão bem ficou em mim. Mas eu não gostava de nenhum, todos que elas disseram sim eu disse não e todos que elas disseram não eu concordava veemente.

 

-----------------------------------  //  ---------------------------------

 

   Depois de duas horas e meia eu estava quase desistindo de achar o vestido “perfeito” quando a mulher foi chamar uma pessoa que disse que podia nos ajudar, pouco depois apareceu com uma senhora que assim que pôs os olhos em mim já saiu e logo apareceu com um vestido encapado. Quando abrimos a capa eu perdi o folego. Com certeza se eu fosse usar um vestido era esse, ele é azul claro, com algumas camadas repicadas na altura da panturrilha, tinha alças finas, seu decote é reto e do busto até a cintura o tecido é meio franzido. Passo a mão nele, sua textura é suave e possui um brilho discreto quando a luz bate. Tiro o vestido da capa e corro para o provador. Minutos depois sai me sentindo outra pessoa, o vestido serviu perfeitamente. Olho para elas pedindo aprovação, minha mãe está me olhando como se lembrasse de algo bom, a mulher estava com um sorriso enorme e a senhora como se soubesse que isso ia dar certo e.... um certo ar de submissão.

  A senhora me entregou ainda uma Sandália Azul Clara Nobuck com Detalhes Vazados. Com isso minha mãe pagou tudo e fomos para casa, onde eu poderia vestir minha camisa do miraculous e ler um livro na minha cama, se os meus irmãos não me perturbarem.

  Ah meus irmãos, eu amo muito eles, mas quando eles resolvem incomodar eu tenho que usar toda as minhas forças para não sair correndo atrás deles com um pé de cabra na mão. O Jody tem 8 anos, cabelos loiros e olhos castanhos adoráveis, e sua função preferida é me chamar para ajudá-lo em tudo, por exemplo na tarefa de aula, arrumar seu quarto, fazer sua comida, brincar com ele, ir ao parque, escovar os dentes (apesar de saber fazer isso), entre outros; Miguel tem doze anos, cabelos loiros, olhos azuis que não deixam passar um movimento, ele é muito inteligente, mas quando resolve ser bagunceiro sai de baixo. Meu pai é loiro de olhos azuis e adorrraaa inventar, tanto que tem até um caderninho com algumas invenções, algumas já feitas, por isso ele trabalha numa fábrica de peças. Já eu tenho cabelo castanho escuro, olhos castanho claro e minha pele é meio branca, muitas pessoas dizem que eu sou a cara da minha mãe, mas ela é muito mais bonita que eu; meu passatempo preferido é ler, comer, escrever, comer, ver miraculous, comer e ler e comer e ler e estudar quando tinha aula.

Quando chegamos em casa meu pai fala que Jody está tendo o sono da tarde e Mick está na casa de Samuel, seu melhor amigo, brincando. Dou um beijo nos meus pais, vou para meu quarto, coloco a camisa do miraculous que parece mais um vestido, leio, depois vou comer, aí leio de novo e vou dormir.

 

-----------------------------------  //  -------------------------------

 

Essa noite sonho que estou correndo em uma floresta com o vestido do baile, a cada passo que dou ouço um barulho de relógio. Tic-Tac-Tic-Tac.


Notas Finais


Provavelmente está meio chata agr, mas os próximos cap são melhores, então por favor não parem de ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...