História Além de uma vida - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Marca de uma Lágrima
Personagens Personagens Originais
Tags Além Do Tempo, Paixão, Romance, Separação, Tragedia
Exibições 5
Palavras 506
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Poesias, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Olhemos por outros olhos


Já fazem 2 semanas que estamos aqui, e o Yago não me deixa em paz, já fomos a tantos lugares, cada um mais lindo que o outro, hoje terá um luau na praia e ele irá me levar, só pediu com que eu não colocasse muita roupa e tenta - se ir o mais simples possível, quando começou anoitecer, pedi ajuda a umas índias, que me deram uma saia feita de palha de bananeira, uma blusa curta preta que tava mais para um bustiê  (linguagem atual: top cropped), e me deram também um colar simples mais que era muito bonito, e uma rosa que coloquei no cabelo, e pintaram também meu rosto e meu corpo, fazendo espécies de pinturas indígenas, tava uma verdadeira Índia, se não fosse a cor branca e os olhos azuis, mas fora isso estava parecendo uma Índia, fui logo encontrar o Yago no luau, ao chegar lá me deparei, com mulheres da dançando e cantando em volta da fogueira, comida e bebida com fartura e umas pessoas tocando uma espécie de instrumento musical que soltava um som agradável ao ambiente, quando eu vejo o Yago vindo em minha direção 

-A moça linda gostaria de dançar? 

-Claro

Então ele me puxa e começamos a dançar uma dança tradicional da região e logo após fomos comer e por último ele me levou para um lugar silencioso um pouco afastado dali, e ficamos olhando o mar apenas escutando o barulho das ondas.

-A moça está gostando?

-Sim, esta formidável 

-Que bom, então estou seguindo cerro meu dever

-Que é?

-Deixar a moça distraída e feliz

-Eu não tô feliz só distraída

-Por que não está feliz?

-Gostaria de conhecer o amor

-Ah, é, eu também, mas ao contrário de você eu estou feliz

-Por que está feliz?

-Porque a vida não se resume apenas em encontrar o amor de sua vida, se resume em procurarmos a felicidade em coisas simples só assim conheceremos a dádiva do amor

-Você fala bonito

-E você é bonita moça 

-Obrigada mais uma vez moço- rimos com aquilo, eu imitava o jeito dele falar, e ele imitava o meu e parecíamos duas crianças rindo um da cara do outro

-Sabe, se um dia eu me apaixonar, espero amar uma moça como você 

-Como eu? como assim?

-Cheia de vida, que tem um sorriso lindo e que é muito teimosa e linda como a luz do luar

-Espero também um dia que eu possa me apaixonar por um garoto como você, que me faça rir e que me mostre que nem tudo está perdido

-Obrigado moça, eu vou ficar triste quando você for embora

-Eu também, mas a gente se encontra 

-Sim, o mundo é terra pequena, hoje a gente tá aqui amanhã não se sabe mais

Ao escutar aquelas palavras senti um aperto no coração eu realmente queria ficar naquela terra magnífica para sempre e os dias se passavam como o vento e como o Yago disse no começo 2 meses não é tanto tempo assim, e o que antes para mim era um tormento ter que passar 2 meses aqui, agora é tristeza por esta passando tão rápido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...