História Além do Olhar - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 8
Palavras 485
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Sci-Fi, Super Power
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


É uma coisa nova pra mim, espero que gostem.

Capítulo 1 - EP 1.01- Piloto


Fanfic / Fanfiction Além do Olhar - Capítulo 1 - EP 1.01- Piloto

Capítulo 1- Piloto.

13/09/2008, nascia Denny McDonnell. Uma criança especial e abençoada.
O choro alto na maternidade indicava no nascimento de uma nova vida, a vida de uma criança com habilidades incríveis.
A mãe, Selina McDonnell era muito jovem e recém casada. Com seus 20 anos dava a luz para Denny.
Louis, o pai, observava o filho emocionado! A criança era pequena e inquieta, aparência herdada do pai.
Fios finos de cabelos castanhos escuros e cor dos olhos indefinidas por conta de ser um pequeno recém nascido.

O tempo passa, os pais percebem que o filho não fala. Não emite um som e diferente de quando nasceu era uma criança quieta. Tinha um comportamento estranho, Selina e Louis decidem levá-lo para um psicólogo, para averiguar o porquê do filho ser tão diferente.
A médica conclui que o pequeno seria autista e seria tão quieto pois vê mundo de uma forma diferente.
Os pais ficaram impactados como qualquer um que recebe a notícia, eles se perguntavam como cuidariam de uma criança que precisa de muito cuidado? Eles eram muito ocupados! Seria o fim do que eles batalharam para conseguir?
Pensamento errado!

Com três anos o garoto sabia andar, sentar e comer sozinho. Fazia tudo sem depender dos pais. A única coisa que o garoto não fazia era falar, o que intrigava os pais. Como saberiam o que o garoto quer? Como fariam o que ele deseja? Tantas perguntas sem resposta...

Atualmente os pais vivem normalmente com a condição do filho, o que agrada a todos. Denny é muito observador e absorve muito o ambiente, então, dependendo do clima, ele pode ficar chateado e revoltado ou feliz e muito contente. Alguns dizem que ele só não fala porque não quer.

Certo dia, todos foram para o parque da cidade, onde eles costumavam ir.
Eles montaram um balanço de pneu para Denny numa árvore, onde ele geralmente ficava isolado, como no dia.
Mas, não ficou nem quinze minutos e correu para os braços da mãe, sussurrou bem baixo:

--- Pe...Perigo.

A mãe arregalou os olhos, era sua primeira palavra, mas por que uma palavra tão forte de significado ruim?
Ele apontou para um trepa-trepa onde tinham muitas crianças se pendurando.
A mãe acariciou o rosto do menor e afirmou:

--- Pequenino, não há perigo nenhum! Vamos todos os dias no parque e nunca houve nada!

O trepa-trepa era muito alto e só as crianças aventureiras realmente iam naquele brinquedo.
Não demorou muito e altos estalos foram ouvidos do brinquedo de madeira.
Pendurados por um só braço, as crianças berravam por ajuda, desesperadas.
O brinquedo estava despedaçando!
Louis saiu correndo do banco de concreto onde estava sentado e foi salvar aquelas crianças imediatamente.
As crianças foram salvas pelo rapaz e virou manchete de jornal.
Será que o pequeno Denny falaria de vez? Isso o tempo dirá.

Selina pegou o celular e bateu uma foto do filho.
(Foto do episódio)


Notas Finais


Próximo episódio só Deus dirá quando!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...