História Além do prazer - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Tags Drama, Romance, Saga Crepúsculo, Sexo
Visualizações 17
Palavras 964
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Olhando para trás


Trabalho, a mesma coisa de sempre Tanya me enchendo o saco, Rose me olhando como se eu fosse surtar a qualquer momento e para coroar tudo o desaparecimento de Edward, ele não trabalha no mesmo andar nem tem o mesmo ritmo que o nosso, mas ele poderia ter dado um sinal de vida, até parece que ele virou fumaça ou nunca existiu, chego a falar sobre ele com Rosalie para ter certeza que ela o viu também, sei lá, vai que eu estou ficando louca....

E quando chega a hora do almoço estou ansiosa, não do jeito que deveria, ele tem que está sentado em uma mesa, olhando para a entrada me procurando, se não desisto de vez, finjo que nada aconteceu que ele não é esquisito, que transamos no dia anterior, e nem será tão difícil assim.... e mesmo vendo isso acontecer não me sinto feliz ou aliviada, como antes estou esperando algo ruim acontecer, e se a sensação de conforto não vem dele não virá de mais ninguém.  Sento à mesa de frente a ele, tento ignorar a vontade de chorar, afinal sei que tem muita gente olhando. – Boa dia? – Não é o melhor lugar para conversamos. – Precisamos? Ele está sério, não tem nenhuma bandeja à sua frente, nem está usando jaleco, e isso confirma tudo. – Sim, precisamos. – Então fala logo e fala de uma vez. – Não aqui. Para mim já deu, ignora-lo é a melhor coisa que posso fazer nesse momento, deixo ele esperando uma resposta e reviso tudo o que aconteceu no domingo, passo a passo. – Está me ouvindo? Ele mudou depois da ligação do pai dele, o ponto é.... onde eu me encaixo? – Tem alguma coisa a ver com seu pai? – Já disse que aqui não, você está me ouvindo mesmo? – Não, não quero falar com você. – Pode me ignorar se quiser mas precisamos conversar. – Não precisamos, não! Eu sei qual o final e você sabe, poupe meu tempo e o seu. – Eu tenho um motivo. – Seja lá qual for só vai me machucar mais, e será mais uma desculpa que um motivo real. – Você não é assim. – E eu achava que você também não era.

Escolho ter a última palavra e levanto, mesmo querendo saber qual a desculpa dele. Assim que saiu fico olhando o corredor, sem saber o que fazer. – Você precisa me ouvir. Me viro para encara-lo – Precisa, precisa!! Só sabe falar isso? tá bem o que é? – Eu pensei já ter visto sua cicatriz antes mas não com uma cicatriz. Franzo a testa. – Que? – Eu vi isso na minha mãe... pouco antes dela morrer... O mundo parece parar, eu sei o que ele está dizendo, nosso destino não pode ter sido tão cruel assim.... Ele está terminando comigo, por que eu sou filha de um assassino. – Eu mudei de nome. Antes eu meu sobrenome era Masen. Eu não penso muito, levanto a mão e bato bem forte no rosto dele com toda força que tenho no momento, ele leva a mão a bochecha, ele está incrédulo. – A faca que matou sua mãe matou a minha.... sinto lagrimas pesadas descendo por meu rosto, embaçando minha visão. – Isso é para você ter um motivo mais concreto para terminamos. Eu não tive culpa do que aconteceu. – Você... eu não posso... Olhar para você... – Quem não quer sou eu. No fim das contas você é mesmo um babaca.

A treze anos atrás minha mãe pediu o divórcio, não aguentava mais o alcoolismo do meu pai e as constantes agressões. Ele simplesmente pegou uma faca na cozinha e cortou sua garganta, eu estava na sala e o segui até o quarto quando ele pegou a faca, na minha cabeça ele estava só brincando com minha mãe, a imagem dela no chão com as duas mãos no pescoço sem conseguir falar, desesperada e olhando diretamente para mim.... não vai mais sair da minha cabeça. Em seguida ele olhou para mim e disse. – Você se parece com ela... eu estava esperando mas não tenho mais tempo, não é mesmo? Eu estava paralisada não consegui me mexer. Ele me puxou para dentro do quarto... eu não pode fazer nada só ficar parada esperando ele terminar.... eu morri bem antes disso e tudo o que ele fez comigo foi para ter certeza de que minha alma se quebrará.

Depois de garantir que eu não testemunharia contra ele, meu pai correu para o Centro Park, eu nunca soube o que ele fez realmente lá, eu nunca quis realmente saber, mas foi inevitável saber que a senhora Masen morreu com facada na barriga assim como eu estava na cama dos meus pais. Olhando o teto esperando a morte.

Obviamente eu não morri, foi salva por algum médico, e mesmo estando em coma, depois fiquei sabendo, que os médicos diziam que eu era um milagre, que eu teria morrido assim com as outras mas Deus quis me salvar, e quando eu acordei estava fazia, oca por dentro sem poder falar a dor que estava sentindo, e acreditar que Deus tem um proposito para mim é e foi a única coisa que me segurou em pé, mesmo nas minhas crise ansiosas, mesmo quando o sexo virou mais do que uma válvula de escape, me mantive de pé. Quando sai do abrigo e foi para a faculdade eu vi que o mundo era maior que minha dor, conheci pessoas, comecei meu tratamento com o Dr. Jason, comecei a viver.

Eu não posso e não vou pagar por coisas de que foi vitima, e coisa que mesmo que eu quisesse não poderia mudar, Edward pode ter seus motivos mais eu nunca vou abrir minha mente para seu ponto de vista. Edward pode muito bem ser o único homem a quem vou amar de verdade mas ele nunca terá meu perdão.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...