História Além do que os olhos podem vêr - Capítulo 30


Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Visualizações 35
Palavras 407
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi docinhos e docinhas, tudo bem? Aqui é a Ana.
Bom, eu sou a nova co-autora, espero que gostem do meu cap.
Boa leitura! :3

Capítulo 30 - A descoberta!


O Adrien não aguentava mais, esgrima, chinês, piano. Ai, tantas aulas pra quê? Ele se perguntava, ele pensava em voltas e reviravoltas sobre seu pai. Será que o Sr. Agreste gostava dele? Como descobrir? Ele só conversava com Adrien uma vez ou duas, "como foi a aula?" ou "você  está bem?". Essas perguntas nunca saíram da boca do Gabriel, ele apenas passava horas e horas olhando para aquele quadro.

- Será que é uma boa ideia eu olhar o que tem nesse quadro?

Dizia ele para si mesmo.

Seu pai nunca falou nada para Adrien, enquanto isso, Plagg ficava repetindo "Olha" em voz baixa.

Adrien - Ah Plagg, por que você sempre fica me pressionando?

Plagg - Por que você é um chato e nunca me dá queijo, agora para de ser baixo astral e olha logo!

Adrien - Plagg... Não, eu não vou fazer isso!

Plagg - Tem certeza Adrien? Talvez você possa descobrir a verdade sobre sua mãe!

Adrien ficou rodando várias e várias vezes aquela sala pensando se olhava ou não o segredo daquele quadro até que, sem querer quando passou, seu braço empurrou o quadro que fez com que o quadro virasse e Adrien visse...

Atrás do quadro tinha fotos do Gabriel com a Leticia e tinha um papel, Adrien pegou e leu:

"Leticia, eu não estou aguentando.

Eu preciso te ver, sempre que eu olho pro meu filho...

Eu vejo você, eu tive que evitar.

Por favor, volte!"

Plagg - Nossa, que poema horrivel!

Adrien - PARA PLAGG!

Plagg - Adrien, olha isso...

Adrien - O que?

Quando Adrien olhou novamente para trás do quadro, viu um broche de pavão e do lado tinha um papel escrito "Le Paon". Adrien pensou: "Será que minha mãe era uma heroína?"

Ele colocou o quadro no lugar e foi falar com seu pai:

Adrien - Pai, pai!

Gabriel - *vira para o lado* O que foi Adrien?

Adrien - Pai, a minha mãe era portadora de um Miraculous?

Gabriel - Er, Bom. Por que você não pergunta pra ela?

Adrien - Por que ela morreu.

Gabriel - Que pena, então você está sem sorte. Pergunta pra outra pessoa!

Adrien - Tá...

Adrien correu para o seu quarto triste:

Plagg - Nossa, seu pai não é legal!

Adrien - Eu sei Plagg...

Plagg - Mas Adrien, eu conheço uma pessoa que você pode pedir mais informações; O Mestre Fu!

Adrien - Ok, vamos até lá!

Continua!..


Notas Finais


Bom pessoal, foi isso!
Espero muito que tenham gostado do cap e do meu jeito de escrever.
Pois é uma honra estar participando dessa fanfic, um beijo e até mais!
Tchau tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...