História Além Do Tempo - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Além do Tempo, Saga Crepúsculo
Personagens Bella Swan, Edward Cullen, Paul Lahote
Tags Bella Swan, Drama, Edward Cullen, Lívia Difiore, Paul Lahote, Romance, Suspense, Terror
Exibições 45
Palavras 7.333
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente bom terminei esse capitulo próximo será aonde terminei que foi perigo part. II então vem logo em seguida a continuação pra quem tem duvida os personagem falado e relatado era:
Paul Lahote (Osíris, Kinny e Eleazar que são de vida passada)
Livia (Isis, Lancaster e Kasya que são de vida passada)
Bella Swan Heatho, e uma deusa do oeste, Anabela e Joana/Husani que são de vida passada)
Edward Cullen (Seth, Guie e Akros que são de vida passada)
Bom quem quiser saber mais só pesquisar espero que goste beijos.

Capítulo 7 - Pecado Original Part.II (Fim)


Pov. Joana/Husani

Eu estava indo mais uma vez servir a sacerdotisa da deusa Isis à escolhida dos deuses eu não tinham raiva alguma dela, mas queria sua posição queria está à frente de tudo eu sou uma mera serva que irei passar vários anos aqui servindo ela e seus futuros filhos.

A minha mãe era uma hebreia ela era dançarina na casa de Senit e conheceu meu pai por lá logo ela ficou grávida meu pai era um dos guarda do faraó ele não quis saber de mim deixando eu e minha mãe na vila dos hebreus não tenho raiva dele nem o conheço bom a minha mãe veio a falecer me deixando sozinha e órfã eu então passei a ser criada com uma família eles era vizinho bom na casa não tinham muita coisa eles era três tinham uma criança um menino da minha idade eu passei varias momento bom lar até que a minha mãe adotiva morreu no parto então ficamos os quatro sozinho de novo eu sentia uma órfã de novo queria ir embora da vila eu queria algo melhor pra mim ou então eu case com algum príncipe ou um rei que me tirasse da pobreza que estou.

Eu estou tento muito com isso tudo eu vou tenta arranja um trabalho, eu estou a horas procurando algum trabalho e nada estou cansada paro em um local eu vejo era a casa de Senit eu entro lá e pergunto se estão precisando de alguém para trabalha logo o dono falar que estão precisando sim eu aceito logo falo que vou pegar minhas coisas não mim arrependo-me de ter aceitado.

Eu voltei para casa e ajeitei a minhas e faz um bom tempo eu vejo Eleazar ele ficou chocado com meu trabalho bom eu mentir dizendo que arrumei em uma casa como serva ia de qualquer jeito mesmo Eleazar e seu pai não aprovando ele sempre mim viu como sua irmã e nada, mas já tentei alguma coisa mais com ele disse que não podia fazer isso comigo porque ele me amava como sua irmã.

- Tem certeza que e isso que você quer mesmo Joana não precisar ir (Ele falar mais estou certo da minha decisão).

- Sim tenho certeza adeus muito obrigado por me acolher e me criar com alguém da sua família (Eu me despeço e vou embora sem olhar para trás).

Eu saio sem falar muito eu quero grandeza e riqueza eu vou rápido chego a casa de Senit mim instalo mim visto e me pinto estou parecendo com uma egípcia hoje a casa está cheia eu começo meu primeiro dia tinham muito guarda muito homens que passar sempre por lá a casa estava cheia.

Os dias foram passando eu continuava a trabalha na casa de Senit sempre estava cheia eu era a mais nova dançarina e todos mim queria levar para o quarto logico que eu não queria nenhuma queria algo mais importante eu conheço um guarda real ele disse que seria em breve um general deixei ele se aproxima de me seu nome era Khouri ele era uma ótima pessoa era alto tinham longo cabelo grande então mim deixei ser levada por ele para um quarto chegando lá servir com vinho e frutas ele pega minha mão e me beija eu estava nervosa eu sabia o que as mulheres do Senit fazia mais mesmo assim eu estou com medo e nervosa.

Eu estou de costa pra ele fecho meus olhos começo sentir tudo ele esta fazendo uma massagem no meu pescoço eu fico toda arrepiada ele deposita um beijo na minha nuca ele começa a deslizar sobre meu corpo tira a parte de cima da minha roupa revelando meus seios já rígidos ele começa a brinca com meus mamilos puxando e apertando eu gemo com isso eu estou indo a loucura mim esfregando claro ele era experiente ele continua aperta mais e mais meus mamilo eu estou relaxada em seus braços então ele mim vira e mim beija com urgência e malicia.

- Nossa você e uma deusa linda posso-te da o mundo aos teus pés (Ele falou algo que eu tanto quero riqueza e poder).

- Sim tudo o que você quiser-me da tudo (Eu falo querendo mais do seu toque).

Ele começa a tira sua armadura eu a judô atira logo eu vejo seu peitoral e os beijos ele puxa meus cabelos fazendo eu grita de dor me beija com força e beija meu pescoço e chupa eu gemo mais quero mais sentir as sensações ele aperta meus seios ele coloca na boca sugando muito forte eu arqueio mais pra ele ter o melhor de mim ele passar sua mão grossa em minhas coxas ate na minha bunda dando um tapa forte eu grito de dor e prazer.

Ele está vários minutos sugando todos os meus seios ele estão vermelhado e roxo de tanto ser chupado ele mim joga na cama sem nenhuma delicadeza eu arfo um pouco de dor sinto minhas costas doer um pouco ele volta a subir em cima de mim puxa meus bicos dos meus seios os puxando bem forte e falar algo.

- Você deve ser somente minha deve me servir toda vez que eu vim aqui entendeu? (Ele bem possessivo eu era nova nisso eu vou tanta tudo até aonde eu puder ir).

- Serei somente sua para sempre meu general (Trato logo de responder eu serei dele para o sempre).

Eu queria sua boca em torno de mim mais a dor que ele esta fazendo com meus seios logo trato de responder, ele começa mim chupa de novo e puxa um dos meus seios esquerdo e outra esta em sua boca mordendo ele se levanta e ficar nu diante de mim ele era lindo e seu membro já ereto.

- Abra bem as pernas porque você vai ser somente minha (Eu não conseguia mais me controlar eu quero sentir dentro de me).

Então eu abri ele posicionar em mim começa colocar seu membro dentro da minha entrada e dói muito estou chorando e gritando ele esta empurrando com força e então entra ele vai sugar meu peito outra vez com força e eu começo e me mover eu relaxo e sinto o prazer. Estamo-nos em um vai vem eu puxo sua nuca e o beijo e arranho suas costas então eu começo a me tremer e sento uma onda de explosão dentro de mim e logo ele também ele mim explicou o que era quando uma mulher chegar a seu ápice eu gostei muito do que fiz eu mim ajeito ele também voltamos para o salão feliz eu não era mais pura eu tinham deitado com desconhecido mim entreguei para obter alguma coisa no futuro.

E os dias foram passando com e os meses, todavia que ele vinha aqui nos tinha um prazer enorme então ele teve que ir a guerra amando do rei ele mim prometeu que quando ele volta se nos ia mora no palácio então esperarei por ele, alguns meses foram passando e nada dele vinham muito guarda para a casa Senit então passei ser cobrada pelo dono não tive outra escolha a não ser dormir com vários homens e guarda reis não tinha vergonha disso eu gostava de sentir desejada e amada mesmo que seja no meio de sujeira nunca mais fui para vila dos hebreus e nem queria depois irei visita- lós eu gosto deles mais não ira intender da minha vida.

Bom hoje era uma noite especial eu vir um guarda estava comemorando uma grande conquista ele era lindo era alto branco seus cabelos era castanho dourado sua boca avermelha seus olhos castanho escuro eu mim aproximei dele de um dos guarda servi vinho olhando pra ele não para de olha eu estava servindo ele pega na minha mão e puxa pra senta em seus colo tratei logo de servir e fomos para o quarto.

- Achei você linda ficaria mais linda em meu aposento (Ele era cordial me encantei por ele).

- Como se chama meu guarda? (Eu quero saber seu nome).

- Me chamo Akros (Lindo como ele era um general poderia muito bem sair de bem com isso tudo).

Eu não era nenhuma puritana esse homem esta mim deixando louca só com suas palavras nos entra no quarto ele mim beija com delicadeza e desejo ele foi beijando meu ombro deu uma mordida eu tremi em seu ato eu estava louca de desejo eu beijei tirei suas roupas estavam nu eu beijei seu peitoral ele pega meus peitos e aperta com força beijando cada um deles tombo minha cabeça pra atrás ele se delicia com meu ato minha mão esta em seu cabelo puxando ele sem nenhum aviso prévio ele estoca de uma vez em mim com lentidão mim fazendo querer mais dele

Ele mim estocou com força e rapidez cada vez mais profundo ele mim manda ficar de lado ele volta me estocar com força e suas mão estão em meus seios puxando meus mamilos eu só faço geme ele esta mim viciando cada vez mais nele então eu explodo e mim desfaleço em seus braços ele esta ainda dentro de mim ele explora meu corpo jovem que antes era puro eu estou ainda afetado ainda ele mim estimula e quando ele esta quase perto do seu ápice nos dois chegar a um ápice junto eu caio em seu peito tentando estabelecer minha respiração eu caio no sono profundo e feliz pela primeira vez desde que estou trabalhando aqui mim sentir completa estando com ele.

Alguns meses depois eu e ele sempre se amava logo ele levou pro palácio chegando falou que eu era sua prima de longa distancia mim mudei para o palácio nos somos amante sem que ninguém saiba ainda eu sou serva de uma sacerdotisa da deusa Isis ela era a querida dos reis porque foi escolhida por ela.

Estou aqui mais uma vez na cama do meu senhor eu vejo que ele tem admiração pela sacerdotisa kasya ela era linda mesmo eu tinham muito ciúme dele ele e só meu de mais ninguém tento de tudo atrapalha seus encontro mais eu sei que ele deseja casa-se com ela claro eles foram criando junto aqui ela e seu primeiro amor algo assim e estava tudo ajeitado para o casamento vou procura ela em seu aposento mais num a vista então vou a sala onde ela sempre ficar e dou de cara com Eleazar eu comprimento ele e mando lembrança para sua família eu saio rápido de lá não quero mim explica com estou fazendo no palácio.

Passaram-se uns dias eu vou à vila pra ver se os hebreus estão aprontando alguma coisa pra me revelar ao rei eu digo conversamos muito digo que amanhã ira acontecer um casamento o Eleazar ficar desesperado com que eu falei ele me manda escrever uma carta escrevo e mais interessante e para a kasya eu entrego pra ela e me escondo e vejo sua reação então ela esta gostando dele eu a sigo sem ela perceber e vejo ela e o Eleazar de longe eles se abraça e se beija e vão embora isso tudo pode é errado mais só irei dizer isso a todo mundo amanhã riu com isso não vai a haver casamento mais.

Eu mesmo me firo e caiu com a cabeça em uma quina de pedra e só vejo escuridão tomando conta de mim, eu desperto com alguém falando eu fico escutando e fazendo que esteja ainda consciente eu acabo dormindo. Eu tento acorda e quando eu mim acostumo com claridade vejo varias pessoas e falo de uma vez obtendo alguma coisa dizendo o que eu quero dizer.

- Eu eu estava procurando a sacerdotisa kasya eu a vir ela no fundo do palácio com hebreu eles fugiram e tentei muito e como tentei (Começo chorar e muito não mim sinto orgulhosa disso).

- Ela não mim quis escutar e acabou mim derrubando e acordei aqui (Eu amor Akros e ele também se ele não quisesse casa com ela eu ficaria feliz).

- Você esta bem minha filha calma (Falou um curandeiro eu comecei a me acalma).

- Eu sei aonde o hebreu mora posso levar lós lá (Eu falo e todo mundo ficar surpresa claro que ele não sabia que eu era Hebreia).

Era muitos guarda agente chegou a casa e logo um guarda chutou a porta e nos vimos os quatros eu os via como uma família que me criou só isso e mais nada eu olhava Akros ele estavam com raiva e com ressentimento por sua amada ter deixado ele em pleno casamento e pra ficar com hebreu eu sei que ele não ama mais ele gosta dela de jeito deferente deve ser o poder ela emenda ser uma pessoa escolhida por uma deusa.

- Então você veio pra cá? (Ele fala com deboche e raiva e desprezo).

- Sim eu fugir digamos desculpe Akros mas não vai a ver casamento mais porque eu eu amo e nunca amei não posso te oferecer nada eu sinto muito (Ela falar que não claro que mim sinto feliz em saber disso).

- Você fala isso desculpa por ter fugido ainda com seu amante um escravo hebreu imundo você esta louca vamos volta pro palácio agora mesmo (Ele está decidido que quer ela isso me deu uma raiva).

- E ele que eu amor e você não pode me obrigar a nada eu não amor se e isso que quer saber (Nossa ela admitiu que ama um hebreu Akros vai ate ela e pega em seu braço e arrasta ela).

Ele ficou possesso deve ser obsessão por ela algo assim eu olho mais uma vez então e vejo Eleazar empurrando em seguida lhe dando um soco em seu rosto Akros fica chocado com atitude ele então os guarda pegar ele eu estou observando tudo sem dizer nada.

- Como ousas fazer isso comigo hebreu ira pagar por isso (Ele está tão surpreso devido o soco na cara).

- Guarda prenda ele agora (Ele está ódio muito ódio mesmo ele chama os guarda eu fico no meu canto só olhando).

- Não meu senhor não faça isso ele um ótimo filho, por favor, eu lhe peço e rogo pela vida de meu filho (Isso não adianta ira só aumenta o ódio de Akros).

- Cala-se malditos irão pagar por tudo isso (Ele não deixará isso barato eu tenho pena dessa família que já foi minha uma vez).

- E você minha querida ira sim se casa comigo queria você ou não (Ele segura em seus braços com força ela tentava de tudo pra sair do seu aperto).

- Não se preocupe eu te amor cuida bem dele (Ele pega em sua mão e de seu irmão eu me sinto culpada por esta fazendo isso com eles).

- Meu filho que deus o projeta (O pai de Eleazar ainda tinha esperança mais se tratando de Akros ele não volta sem vida).

-Irmão, irmão, irmão não leve meu irmão (Ele grita e chora ao mesmo tempo).

- Agente se ver em outra vida adeus eu amo – os muito (Eleazar fala as suas ultimas palavras gritando).

Sairmos da casa e todo mundo olhando Eleazar sendo arrasto junto com sua amante eu estou um pouco arrependida do que fiz machuquei gente inocente só pra me obter riqueza e luxo e pequei mim afastei de deus eu sou um monstro, eu estou na porta da cela e entro vejo Eleazar chorando e mim aproximo dele.

- O que faz aqui veio ver de perto a sua traição? (Ele grita esta com raiva de me eu começo a chora).

- Desculpe mais sinto muito estou arrependida do que fiz (Eu me ajoelho e peço seu perdão).

- Se e isso que você quer eu te perdoou por tudo que você fez (Ele me levanta e falar está perdoada mais jamais terei seu carinho de novo).

- Guarda tira ela daqui não quero lhe ver nunca mais você tem meu perdão nunca mais irei confiar em você (Ele falou o que eu temia).

Eu pego tudo que eu ganhei e um mais pouco joia ouro tudo e roupa eu voltarei pra casa Senit até Akros se ajeita sua reputação eu irei me afasta um pouco eu amo isso esta doendo meu coração mais terá que ser assim o que fiz não tem perdão de deus de ninguém quando eu estava saindo eu dou de cara com uma pessoa que jamais poderia ter visto ai meu deus.

- Hora, hora que eu vejo aqui sua perdida (Ele agarra meus cabelos e puxa com força).

- Khouri eu e você o que faz aqui (Eu estou com medo dele minha cabeça dói com puxão dele).

- Eu sou o guarda daqui e você? (Ele me da uma tapa no rosto eu caio no chão me sinto zonza).

-Mim traiu você esta aqui por causa dele NE você e amante dele eu vou acabar com sua raça (Ele esta com ódio nos olhos).

- Desculpa mais você nunca mais apareceu eu mim apaixonei por ele (Eu tento de tudo para convencer ele eu tenho que chegar perto da porta pra eu fugir dele).

Então ele puxa meus cabelos eu estou sendo arrastada por ele varias guarda olha eu estou chorando e logo nos chegar à sala do trono ele me joga no chão com força bruta eu arfo de dor no meu corpo.

- Meu senhor essa mulher ela e da casa de Senit um perdida que esta aqui porque ela é ante do general Akros (Ele começa a conta tudo eu estou no chão ainda chorando).

- Como assim Khouri o que você sabe sobre isso? (O rei logo tratou de saber de tudo).

- Meu senhor a varias luas eu dormir com ela era minha amante e não só minha de vários homens da casa de Senit (Ele falou tudo eu vejo nojo em sua cara e olho e vejo Eleazar me olhando eu choro mais ainda).

- E além do mais ela esta aqui sendo amante do general Akros a varias dias ela é uma hebreia (Eu olho e vejo que o rei não gostou de saber disso temo pela minha vida).

- Como ousa sua insolente guarda prendar a leve pra cela (Os guarda me levanta).

- Ela estava roubando vários objetos também ela e culpada sua hebreia imunda (ele me da outra tapa eu caio e bato a minha cabeça no chão me fazendo quase perde a consciência).

-Eu não sabia o quer eu estava estou pagando pelos meus pecados eu iria morrer eu cometi vários pecado eu estou arrependida por tudo que fiz eu (Eu não conseguir falar vejo Akros eu me sinto aliviada).

Então Khouri vem em minha direção ele me acerta com sua espada dentro do meu peito eu arfo de dor muita dor eu caio no chão me sentindo tonta e fraca e vejo a minhas mãos estava cheia de sangue eu pressiono a ferida ela era grande e tinha muito sangue eu olho pro lado vejo Akros estava lutando com Khouri eu vir ele estava triste decepcionado então Khouri cair no chão morto seu corpo já não tinha vida mais Akros chegar perto de mim alisa meus cabelos e meu rosto.

- Desculpa eu amei você desde daquele dia que lhe vir eu deveria ter dito isso pra você (Ele fala eu choro por não poder viver esse amo com ele).

- Eu te amor muito (Eu engasgo com sangue então eu olho pra ele pela ultima vez).

Eu então fecho meus olhos para sempre dizendo que sempre irei amar até mesmo no outro mundo dos mortos.

 

POV. GENERAL AKROS

Eu estava feliz porque eu fui promovido a general da guarda real um feito histórico eu tinham uma posição e só falta casar eu só tinham olhos para kasya ela era a joia rara dos reis ela era escolhida da deusa Isis uma sacerdotisa vidente se eu amo claro que não amor mais casaria com ela pela sua posição e o poder que ela tem eu crescer ao seu lado eu como guarda e seu guardião então passamos a namora e uma noite de grande festa eu ia pedir sua mão em casamento na frente de todos.

- Minha linda deusa você aceita se casa comigo? (Eu pergunto pra ela na frente de todo mundo).

- Sim meu amor (Ela aceita eu a beijo).

Foi uma noite e tanto de festa eu e os guardas fomos à casa de Senit lá tinham varias mulheres que podemos deseja a noite toda logo eu reparei em uma ela era linda estava dançando e seus olhos ela não parava de me encara seus olha sempre em minha direção ela um pouco baixa seus cabelos castanho a vermelhado seus olhos castanho era uma bela morena logo ela vem servir um vinho pra nos beber e tinham um cheiro delicioso que me atraia como abelha para o mel.

Eu pego sua mão e puxo a fazendo cair no meu colo então beijo seu ombro e mordo eu levanto e nos dois vamos pro quarto ela esta nervosa pelo que vir ela não era nenhuma virgem pura daqui ela estava de costa então eu abraço e minhas mãos vão deslizando sobre seu corpo.

Eu tiro parte cima dela revelando seus seios lindo e branco eu passo a brinca com os mamilos apertando e puxando ela esta deliciando com isso e geme roucamente eu puxo e seguro então ela começa se esfregar em mim com urgência então eu a viro e beijo em sua boca linda sugando seus lábios e a penetrando com minha língua sua boca tinha gosto bom.

- Nossa você e uma deusa linda podem-te o mundo aos teus pés (Falo bem no seu ouvido).

Ela começa a tira minha armadura meio descompensada eu ajudo a tira ficando nu na frente dela ela me beija em todo meu peito eu vou de novo a seios aperto e ponho um na minha boca e chupo bem forte e dando uma mordida sungo mais e mais e vou pro outro faço a mesma coisa ela esta louca de desejo eu desço minhas mão passando em suas coxas lindas e passado minhas em sua bunda empinada dou um tapa forte ela grita de dor e prazer.

Ela abrir as pernas e vejo sua entrada e coloco meu membro duro de uma vez ela da um grito eu estoco rápida e profunda nos estamos quase eu estoco rápido e forte e ela explode entorno do meu membro ela esta quase falecida eu chupo seu seios deixando marcado e cheio de vermelhidão eu estou quase vindo eu vou lento ao mesmo tempo forte ela geme sem para e nos dois chegamos no ápice junto eu durmo um pouco e ela também.

Eu a passei a vim todos os dias pra casa Senit e amando todo dia ela passei ter sentimento por ela então a levei para mora no palácio ela serviria minha noiva eu acabei sendo seu amante ela era linda e bonita eu lhe ensinei varias coisa mesmo ela sendo hebreia mudei seu nome claro não poderia deixa nenhum outro homem em costa um dedo se quer nela pois irei mata ele.

Passaram-se varias semana meu casamento era hoje eu amo muito Joana mais mesmo amando irei casa ate porque eu sua companhia para sempre. Eu estou nervoso estamos na sala do trono e as portas iria se abrir de uma vez e foi quando vejo um guarda trazendo Joana em seus braços desacordados e além do mais e inconsciente.

- O que aconteceu com ela (Eu pergunto com medo de algo acontece com ela).

- Eu a encontrei assim já nos fundo do palácio (Eu observo ela está um pouco ferida e levar ela pra outra sala).

- Aonde esta minha noiva chame ela (Eu mando os guarda atrás dela não queria que nada desse errado nesse dia).

Passaram alguns minutos a Joana foi levada pra ser cuidada eu estou louca pra saber o que aconteceu com ela e quando mais uma vez a porta se abrir e vejo os guarda eles falaram que não encontraram a minha futura esposa em nenhuma parte do palácio eu me desesperei com isso ela não estava deve ter acontecido alguma coisa grave com ela.

Então eu estava mais desesperado do que ontem porque ela não apareceu e Joana acordou graça a deus ela esta bem meio confusa ela começa a falar e eu escuto tudo.

- Eu eu estava procurando a kasya eu a vir ela no fundo do palácio com hebreu eles fugiram e tentei muito e como tentei (Ela falou começo chorar eu fiquei louco em saber que ela tinham um amante).

- Ela não me quis escutar e acabou me derrubando e acordei aqui (Então ela fugiu e ainda agrediu ela estou com ódio).

- Você esta bem minha filha calma (O rei falou o que eu queria saber era onde esta traidora).

- Eu sei aonde o hebreu mora posso levar lós lá (Ela fala logo lembro que ela era hebreia).

Eu chamo alguns guarda e vamos ate lá busca ela queira ou não ela ira ser minha, seu poder diante do rei serei grandioso general, então eu chego lá um guarda da um chute na porta eu vejo ela esta de atrás daquele hebreu imundo ela estava com a mesma roupa então eu falo.

- Então você veio pra cá (Eu falo com deboche com nojo daquilo tudo).

- Sim eu fugir digamos que fugir desculpe Akros, mas não vai a ver casamento mais porque eu eu não amo e nunca amei não posso te oferecer nada eu sinto muito (Ela logo fala que não me ama que não vai a ver casamento eu sorrio com maldade).

- Você fala isso desculpa por ter fugido ainda com seu amante um escravo hebreu imundo você esta louca só pode ser vamos volta para o palácio agora mesmo (Eu não deixarei que ela fique aqui e ainda com esse hebreu eu vou casa com ela mesmo que seja a força).

- E ele que eu amor e você não pode me obrigar a nada eu não amor se e isso quer saber (Ela joga a maldita verdade na minha cara).

Eu ficou possesso deve ser obsessão eu nunca a perdoarei por isso ela olhava pro hebreu mais esses olhares era de amor um pro outro eu fiquei com ódio eu me aproximei dela peguei em seus braços com força com certeza iria ficar marcado eu puxo ela e vou arrastando e foi quando o hebreu saiu de seu canto rápido me empurrando ao mesmo tempo me dando um soco no meu rosto eu fiquei chocado com ato dele.

- Como ousas fazer isso comigo hebreu ira pagar por isso (Como ele ousar fazer isso comigo estou ódio mortal dele e dela).

- Guarda prenda ele agora (eu chamo esses imprestáveis que nem segurou um simples hebreu).

- Não meu senhor não faça isso ele um ótimo filho, por favor, eu lhe peço e rogo pela vida de meu filho (Velho nojento esta me pegando fico mais com raiva).

- Calam-se malditos irão pagar por tudo isso (Estou cansado disso quero ir embora terei minha punição).

- E você minha querida ira sim se casa comigo queria você ou não (Eu falo bem perto dela pego seu queixo a fazendo me olhar).

- Não se preocupe eu te amor cuida bem dele (Eu terei minha vingança com os dois amantes).

- Meu filho que deus o projeta (Reze pra um deus que nem existe).

- irmão, irmão, irmão não leve meu irmão (O pirralho gritava para seu irmão espero que todos morram).

- Agente se ver em outra vida adeus eu amo – os muito (Ele e sua fé ela não vai te salvar da morte meu caro hebreu).

Eu a arrasto com força e tudo quando chegamos perto do palácio uns guarda do rei me puxa a força levando ela pra longe de me claro ela era uma vidente a escolhida da deusa Isis eu fui pro meu aposento eu irei casa com ela custa o que custa irei mata aquele hebreu ainda eu vou atrás de Joana uns guarda falou que viu sendo arrastada por Khouri não entende eu fui correndo ate a sala do trono.

- Meu senhor essa mulher ela e da casa de Senit um perdida que esta aqui porque ela é ante do general Akros (Ele começou a falar pro rei eu a vejo deitada no chão seu rosto estava avermelhado ele devia ter batido nela).

- Como assim Khouri o que você sabe sobre isso? (O rei não gostou em saber sobre isso).

- Meu senhor a varias luas eu dormir com ela era minha amante e não só minha de vários homens da casa de Senit (Ela falou para me que se envolveu com um guarda mais ela me amava mais ainda só que eu não sabia queira ele Khouri).

- E além do mais ela esta aqui sendo amante do general Akros a varias dias ela é uma hebreia (Eu olho e vejo que o rei não gostou de saber disso temo pela minha vida).

- Como ousa sua insolente guarda prendar a leve pra cela (O rei manda os guarda apegarem eu tenho que fazer algo rápido).

- Ela estava roubando vários objetos também ela e culpada sua hebreia imunda (Khouri da outra tapa na cara dela e vai ao chão batendo sua cabeça no chão isso foi o bastante para me).

-Eu não sabia o quer eu estava estou pagando pelos meus pecados eu iria morrer eu cometi vários pecado eu estou arrependida por tudo que fiz eu (Eu apareço de surpresa seu olha se encontra com meu vejo que ela suspirar um pouco aliviada).

Então Khouri vai a sua direção ele acerta com sua espada dentro do seu peito ela arfa de dor e cai no chão eu saco minha espada eu sou muito rápido eu vejo ela devia sente muita dor e tinham muito sangue ela esta se remexendo no chão tenho que ser rápido com isso então ele se distrai eu em fio minha espada em seu coração ele cai no chão sem vida eu vou até ela chegar perto dela  aliso seus cabelos e seu rosto.

- Desculpa eu amei você desde daquele dia que lhe vir eu deveria ter dito isso pra você (Eu falo para ela que a amo desde que a vir pela primeira vez na casa de Senit).

- Eu te amor muito (Ela se engasga com sangue então ela fecha seu olho e a vejo pela ultima vez).

Eu vou ate o quarto de kasya ela esta de costa ela toma um susto não me esperava por isso eu me aproximo dela lhe dou um tapa no seu rosto ela tenta se levanta e correr a pego em seu pescoço e aperto com força ela me bate e bate e nada eu solto ela tenta de tudo recupera seu ar eu a levanto e lhe dou um tapa em seu lindo rosto vejo que a outra tapa corta seus lábios.

- Seu covarde ira pagar por isso lhe odeio por tudo que é mais sagrado (Ela fala limpando seu sangue ela pode até esta com ódio eu amantarei e seu amante).

Eu avanço nela rasgando suas roupas a deixando quase nua irei fazer ela minha a força ela tenta em vão me para dou outra tapa na sua face ela cair e me olha com sua boca cortada e esta saindo sangue seu rosto estava roxo devido das tapas ela estava zonza devia ter batido a cabeça com força subo em cima dela e pego em seus seios que estão de fora não sinto prazer mais irei se vingar dela depois matarei.

- Não adianta eu já sou dele de corpo e alma eu me entreguei para ele (Então ela se entregou para ele maldita seja que queime no inferno).

- Você se entregou a um hebreu imundo sua perdida (Eu pressiono minha mão em seu pescoço de novo ela está quase sem ar).

- Eu amo e ele me ama da mesma forma (Ela diz quase sem voz então ela pegar a estátua e taca em minha cabeça me fazendo ficar um pouco zonzo).

- Eu te amei te dei meu amor e você preferiu um hebreu (Digo algo para ela para que ela fique distraída).

- Você não me ama e nunca amou (Ela falar e sair correndo tento pegar ela).

-Eu vou matar ele na sua frente (Eu grito correndo atrás dela).

Eu consigo pegar ela só que ala avança em cima de me e taca outra estátua pesada na minha cabeça e caiu meio tonto de novo ela corre ela está indo atraís do hebreu tento a todo custo alcança ela e a vejo correndo e agarro em sua cintura nos caímos ela me da um chute e soco no meu rosto e sair correndo eu vou mata ela e ele pego uma espada e saio correndo em sua direção.

 

POV. KASYA

Eu estava sendo arrastada por ele eu vir que ele era mal mais eu era uma pessoa boa não tinham raiva dele então os guarda do rei me tirarão dele e fui para meu aposento eu descobrir que Husani era uma hebreia que seu não era seu nome verdadeiro seu nome era Joana e ainda ela era amante de Khouri e do Akros eles morreram eu sinto pena de sua alma pecadora eu estou preocupada com meu amor Eleazar.

FLASHBACK ON

Eu estou na casa de Eleazar eu abraço ele então ele me acalenta passa a suas mãos no meu corpo e na minha costa me fazendo arrepiar cada toque nós se beijamos com urgência cada vez mais aprofundávamos o beijo ele beija meu ombro e meu pescoço meu ombro estava desnudo e volto a beija com mais intensidade querendo mais dele.

- Tomei uma decisão, Eleazar. (Eu falo olhando pra ele).

- Oque é?(Ele está curioso).

Ele coloca a mão em minha cintura e aperta logo eu brinco com alça do meu vestido com gesto delicado eu tiro o deixando cair sobre meus pés revelando a minha nudez para ele seu olha estava diferente eu me viro ele aproxima de me eu sinto sua quentura me faz tremer ele passar a mão no meu pescoço e vai descendo e beija meu ombro nu sem pressa.

- Não sou mais uma sacerdotisa eu quero ver o mundo com meus próprios olhos isso e uma maldição eu quero você (Eu estou com um pouco de vergonha era pela primeira vez que eu ficava nua na frente de um homem eu amo ele estava pronta pra ele).

- Tem certeza que você que isso mesmo?(Eu pergunto estou nervoso e excitado com que pode vim depois).

- Sim eu tenho (Eu falo com toda certeza).

- Eu te amo tanto que doí no meu peito tudo que consigo sentir quando fecho os olhos me lembro de você, fico desejando-o inteiro somente para mim. (Ele se declara para me que me ama desde que nós se vimos).

- Eu amo – Te desesperadamente (Eu falo para ele).

- Me prometa que nunca me deixará? (Eu estou com medo então ele beija meus dedos frios).

- Sim Prometo mesmo que tente separa agente nossa alma sempre estará junta não importa aonde seja-nos sempre vamos se encontra (Ele falar algo que e verdade não sei como mais sentimos que nós se conhecemos faz muito tempo).

- Caso não tenha percebido ainda, faz tempo que eu não quero outra coisa (Eu dou meu consentimento para ele e nos beijamos de novo).

Então ele me levou para uma espécie de cama e me beija seus lábios nunca deixa os meus passo a minha mão seu corpo ele se levanta e tira suas roupas não para de olha pra ele seus era uma luxuria e desejo então ele ficar nu na minha frente seu corpo era musculoso e forte seu membro estava ereto ele sobe em cima de mim ele colocar seu membro dentro de me eu gemo de dor muita dor e quando ele colocar todo ele me da um beijo tento me acostuma com a dor eu me movimento ele também ele vai lento e forte ao mesmo tempo queria mais dele e ele me deu e lhe dei também e foi quando nosso ápice chegou junto me sinto tão cansada eu não era mais uma sacerdotisa pura a via me entregado pra meu amor e único esse momento vai está sempre na minha memoria.

 Ele me puxa para seu peito eu dou um beijo sua boca dando um beijo gostoso então nos se deita tentando recuperar nosso folego ficamos parado por um momento recuperando o folego eu puxei ela pra deita no peito sentir seu sorriso eu sorrir com isso então nos acabamos dormindo um pouco.

FLASHBACK OFF

Eu não estava arrependida eu amor tanto isso me faz ter lembrança da nossa noite como ele me tornou sua eu me tornei dele e quando grande barulho na porta me desperta era ele o Akros o que ele faz aqui esta com raiva e com ódio.

Akros entra no meu quarto ele está com ódio e raiva ele era como uma cobra por fora ela bom por dentro ele tinham seu veneno ele se aproxima de me então ele me da um tapa no meu rosto eu quase caio no chão eu tento correr ele pega em meu pescoço e aperto com força eu começo a bate e bate e nada ele era mais forte do que eu estou quase perdendo o sentido então me solta eu torço muito minha garganta esta doendo tenta puxar o ar pro meu pulmão ele me puxa me da outra tapa no rosto caio sinto o acido do sangue minha boca se cortou.

- Seu covarde ira pagar por isso lhe odeio por tudo que é mais sagrado (Eu estou com medo de morre aqui sem ver meu amado de novo).

Ele avança rasgando meu vestido me deixando quase nua eu taco uma estátua de alguns deuses egípcio na sua cabeça eu caio e vem me da outra tapa minha cabeça bate no chão sinto tanta do meu rosto está doendo e meu corpo minha boca está sangrando ele sobe em me sinto repulsa no seu toque ele está com sua mão sobre meu seios.

- Não adianta eu já sou dele de corpo e alma eu me entreguei para ele (Eu falo para ele vejo que ficou surpreso esse maldito).

- Você se entregou a um hebreu imundo sua perdida (Ele pressiona de novo sua mão em pescoço estou quase sem ar).

- Eu amo e ele me ama da mesma forma (Eu pego uma estátua bato em sua cabeça o o fazendo ficar tonto).

- Eu te amei te dei meu amor e você preferiu um hebreu (E ele e uma cobra mesmo que mentiroso).

- Você não me ama e nunca amou (E você nunca me amou e sair correndo).

-Eu vou matar ele na sua frente (Ele grita alto está quase perto de mim).

Ele me pega pela cintura faz com que caia ele está em cima de me então eu dou lhe chute e um soco na cara e mais outro e saio correndo pra sala do trono chegando lá empurro a porta de uma vez e corro pro braços do meu amado de novo.

- O que aconteceu com você quem fez isso com você? (O rei está muito preocupado comigo meu amor passar suas mãos em me fazendo relaxa um pouco).

- Meu rei foi a Akros ele esta fora de se ele queria me matar quer vingança (Eu temo pela minha vida e de todos que estão comigo).

- Como ele ouça fazer isso com você uma sacerdotisa? (O rei está furioso irá manda prender ele ou a morte).

- Guarda prenda ele agora e faz a minha lei ser comprida (Eu digo aonde eu vir pela ultima vez eles vão muitos ficaram na sala protegendo nós e o rei).

- Eu senhor peço que desculpe o hebreu ele não tem culpa disso eu que mim apaixonei por ele e como a deusa Isis se apaixonou por Osíris (Conto um pouco a verdade pra reis eu vou até eles dou um abraço em cada um).

- Ele ficara preso por ter levado você sem comunicar com ninguém seu caso ainda vai ser jugado (Eu me sinto aliviada um pouco posso ainda ajuda em seu julgamento).

Eu sorrio pra meu amor Eleazar ele ficar de frente pra mim no fim daria certo nos dois ficaremos juntos e foi quando eu vejo Akros correndo em nossa direção nosso guarda tentaram de tudo e foi quando ele lança sua espada em direção do Eleazar então ele lança sua espada sinto a espada nós atravessando meu peito eu arfo de dor e desespero eu sinto suas mão em mim eu vejo que ele foi atingindo também eu choro de dor então nos caímos de joelhos no chão com poça de sangue então eu arfo tentado a todo custo pra sobreviver.

- Eu lhe amarei para sempre (Ele falou pra me e faz com que eu chore mais ainda não quero morrer ainda não agora).

- A morte não é o fim (Eu falo pra ele tentando a todo custo viver).

- Sim eu sempre me lembrarei de você (Ele fala um pouco arrastado ele esta tentando ficar vivo).

- Eleazar eleazar mim ouça eu sempre te encontrarei você (Ele passa sua mão em meu rosto e sorri).

- Quando a ansiedade já me dominava no íntimo, o teu consolo trouxe alívio à minha alma (Ele diz já quase sem força pra lutar nós estamos morrendo e ninguém pode fazer nada e eu conto a ultima parte da história da deusa Isis pra ele).

- Sabe aquela historia da deusa Isis ela ressuscitou seu a amando depois que seu irmão Seth lhe desmembrou ele, ela consegui fazer ele a viver depois de morto eu não posso fazer isso mais nossa alma sempre se encontrara como a deusa Isis encontrou seu amado da morte (Ele ficar mudo por uns instantes eu arfo de dor eu sinto que estou morrendo eu não espero sua resposta o meu coração está parando de bater).

- Este é o meu consolo no meu sofrimento: A tua promessa dá-me vida (Foi suas ultimas palavras que eu escuto de sua boca).

Então os dois amantes acabam morrendo com a espada enfiada ambos em seus corações o jovem general foi decepado por grande sacrilégio aos deuses o ferindo sua protegida dos reis fizeram uma grande cerimonia para o casal como o rei não era favor do hebreu então lhe entregou as cinza para seu pai junto com da hebreia Joana seu pai e irmão e toda vila hebreu ficaram triste sentido o luto do jovem casal.

Viver sem amar é morrer enquanto se vive

Às vezes o amor de dois apaixonados não bastos para contrariar todos os impedimentos a esse amor. Às vezes, por muito forte e sincero que seja o amor entre duas pessoas, ele não consegue triunfar. São os amores impossíveis, e são esses que ficam na memória como amores perfeitos. Um amor que acabou antes mesmo de ter começado, será sempre um amor perfeito, pois nunca chega a passar as dificuldades de um relacionamento, os desafios de uma vida lado a lado. Assim, e se você vive um amor impossível, sei que sofre e sofrerá por ele, mas também o guardará com um carinho muito especial, pois o encanto e a ilusão desse amor nunca serão desfeitos. E o amor, possível ou impossível, valerá sempre a pena, por muito que cause dor, pois viver sem amar é morrer enquanto se vive!

 

 

 

 

 


Notas Finais


Gente boa leitura qualquer coisa só falar ou comentar viu beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...