História Alex - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 8
Palavras 875
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Ficção, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Nudez
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem! <3

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Alex - Capítulo 1 - Capítulo 1

Hoje a manhã estava gélida,nublado,as nuvens cinzas cobriam o sol,como se ele nunca estivesse lá.

por isso eu odeio dias chuvosos.

Assim que acordo,dou de cara com o espelho,a imagem estava embaçada por causa do frio,mas os longos cabelos pretos chamaram atenção.

Os olhos cinzentos é sem vida,mal eram encarados.

Assim que desci as escadas,já vi o de sempre,minha mãe desesperada,com um bebê no colo,enquanto cozinhava é falava no telefone ao mesmo tempo.

-Bom dia Jackie.

-Bom dia onne-chan!

Jackie é o meu irmão caçula,apesar de ser o ''príncipe'' da casa,perco a razão se odiar ele.

Minha mãe chega as pressas preparando a mesa e colocando o bebê na cadeira.

Jackie ficava enfiando o garfo no omelete é o esmagando com a colher,depois de um tempo,já era uma gosma estranha.

Eu mal comi o café da manhã,me levantei da cadeira e peguei um biscoito no armário.

-Não vai comer o omelete?

Minha mãe diz enquanto lavava a louça.

-E ficar olhando o Jackie o transformar numa gosma alienígena?Prefiro comer biscoito mesmo.

-Na próxima você vai fazer seu café da manhã!

Ela diz num tom brincalhão,eu respondo mostrando a língua para ela.

Assim que coloco o uniforme,vou direto para a escola.

O caminho era o mesmo de sempre.

Ficar olhando os alunos cumprimentando  uns aos outros parecia tortura pra mim,eu realmente não sabia me enturmar,a única amiga que eu tinha era minha irmã mais velha,que acabou entrando para faculdade de medicina e nos abandonou.

Foi um momento difícil,já que no mesmo ano o nosso pai morreu e deixou no testamento tudo para nossa irmã,na mesma hora ela foi embora de casa fazer intercâmbio nos estados unidos.

Nossa casa estava em ruínas e mal tínhamos o que comer,no fim tudo ficou bem,a mamãe conseguiu um emprego,é quando se casou pela segunda vez e teve o Jonny(Bebê que foi comentado no começo) logo que se separaram ela ganhou uma pensão,com o dinheiro do emprego é da pensão conseguimos nos manter.

Já estava perdida nos pensamentos do passado que mal vi que estava indo pelo lado errado.

-Ai droga!Espero não me atrasar para a a......

Assim que me virei para correr de volta,bati com um menino.

-Ãnh desculpa...

Apesar de ter se desculpado,ele tinha um tom desinteressado.

Meu corpo encheu-se de raiva.

Encarei o chão por alguns segundos,decidindo se ignorava,ou batia nele.

Decidi ignorar,já mesmo que tinha sido num tom arrogante,ele havia pedido desculpas,já estava começando a andar quando o ouvi dando um comentário arrastado,sussurrando para si mesmo..

-Que estranha...

As lembranças voltaram,a mesma frase todo ano,dei a volta tão rápido que quando retomei os sentidos do meu corpo,só senti o formigamento na minha mão é o garoto no chão.

Droga!

Uma das coisas que eu mais odiava,era perder o controle dessa forma.

A Indecisão chegou novamente,eu sabia que tinha que pedir desculpas,mas eu não queria.

Eu não queria a ponto de que quando tentei me desculpar,minha língua enrolou e vieram palavras totalmente diferentes do que pretendia.

-Seu idiota!,se me chamar mais uma vez de estranha, vai ser muito pior do que um tapa!

Exclamei num tom rígido,enquanto o lancei um olhar selvagem.

Na entrada da escola,vi o mesmo garoto,uma garota de olhos cor de mel e cabelos loiros foi correndo para ele.

-Meu Deus Eduardo! Sua bochecha está vermelha! O que aconteceu?

-E-eu...... 

Ele me lançou um olhar,apesar de estar olhando no canto do olho,fingi estar ignorando,ele voltou a atenção para a garota.

-Bati num poste.

O livro que estava lendo serviu para esconder a boca,enquanto ria.

Sério? Um poste?! Ele mente MUITO mal!

A garota deu uma risada inocente,e disse.

-Como você e desastrado! Devia tomar mais cuidado!

Essa garota tem algum problema mental? Ela não pode estar acreditando de verdade! deve estar se fazendo de lerda! não é possível!.

Assim que o sinal tocou,todos os alunos correram para suas respectivas salas,é a aula começou normalmente.

Ninguém prestava atenção na aula de história,era só um falatório inacabável! Até a professora de história parecia estar lutando para não dormir com seu próprio discurso.

Fiquei fazendo uns rabiscos até o sinal tocar,assim que tocou,fui direto para o refeitório.

Não peguei nenhum lanche,estava sem fome,então continuei desenhando

(Desenho na capa do capítulo)

Foi então que a mesma voz apareceu,agora menos desinteressada.

-Não vai me agradecer por não ter te denunciado?

-Até o poste que você ''supostamente'' bateu mente melhor.

-Mal agradecida.

Ele fala num tom brincalhão.

-Tanto faz.

Eu disse séria.

-Mudando de assunto,esse desenho está muito bom.

-Não perguntei nada.

-Por que você é assim?

-Assim como?

Tirei a atenção do desenho e arquei a sobrancelha num tom desafiador.

Ele sorriu.

-Grossa.

-Você que é chato.

-Então existe alguém gentil ai?

Ele colocou a cabeça em cima do caderno.

Fiquei vermelha na hora,pois o caderno estava em meu colo.

-O que esta fazendo?! seu idiota!

-Tentando chamar sua atenção :3

Pronto,agora estava parecendo um tomate!

-Você está vermelha.

Ele sorriu de novo

-Não estou! Eu esqueci o protetor solar!

Empurrei a cabeça dele,ele acabou indo direto pro chão.

-Quantas vezes você vai me fazer cair hoje?

-Quantas forem necessárias! Baka!

-Edu!

-O que?

-Meu nome.Edu.

Me virei o ignorando,e ouvi um suspiro.

-Alex.

Fiquei tão vermelha que não pude olhar para ver sua reação.

Hoje será um longo dia.


Notas Finais


~desculpa pelo cap pequeno~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...