História Alfa e Ômega- Vkook - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Fantasia, Lobos, Nanjin, Romance, Vkook, Yoonmin
Visualizações 333
Palavras 1.619
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou aqui novamente, eu disse que ia publicar nesse final de semana mas acabou que não deu certo. Então hoje estou qui :)
Boa leitura <3

Capítulo 9 - Oito


Meu corpo podia estar naquele momento jantando, mas meu pensamento estava longe dali. O que o Jin havia me contado tinha sido um absurdo, a história do Yoongi era de outro mundo, eu nunca imaginaria que um garoto que tinha um rosto tão puro poderia ter passado por aquilo. Pensando bem, não sou a única pessoa que teve azar com a família, acho que por isso mesmo sem ter conversado ou nos visto em no máximo três vezes nós nos damos bem.

Temos uma família louca.

Uma família que não se importa.

A única diferença foi que no final minha mãe me salvou.

Já no caso dele foi o Jimin.

Encaro o Jimin e ele me encara de volta, ele sentiu ser observado, agora que sei a verdade sobre ele, surpreendentemente não tive medo, é só estranho pensar que não éramos a mesma coisa, sim éramos seres sobrenaturais mais não da mesma natureza.

Entendi aquele olhar que ele tinha, seus olhos transmitiam conhecimento, ele passou muito tempo na terra para saber das coisas, ele era um aliado.

Olhei para os outros meninos na mesa e percebi que todos ali podiam ter uma história diferente, podiam ter passado por coisas inimagináveis.

Meus olhos pararam em Jungkook, e fiquei pensando no que ele já passou. Fiquei o encarando até ele por os olhos em mim, deu um sorriso de canto e uma piscadela que fez meu rosto ficar vermelho, com isso seu sorriso aumentou muito mais. Ele sabia do poder que tinha sobre mim, e sabia utilizar isso a seu favor.

Terminamos de comer e todos levantavam para cada um ir a uma direção, fiquei para trás e fui ajudar o Jin.

- Hyung todos passaram por coisas diferentes? – perguntei enquanto colocava os pratos na pia.

- Tae ninguém teve um mar de rosas, acho que por isso que somos tão próximos. Nos entendemos, sabemos a dor de cada um. – ele falou em quanto guardava umas frutas.

- Você pode me contar. – perguntei esperançosamente.

Ele parou o que estava fazendo me encarou seriamente. Me arrependi na mesma hora por ter perguntado.

- Hyung desculpa... não precisa. Minha curiosidade foi grande. – me curvei em um pedido de desculpas.

Escutei uma risada e levantei a cabeça em sua direção.

- Não precisa se preocupar Tae querido. – ele falou se aproximando. – Não tenho problema em te contar, nenhum dos meninos contaria se não fosse eu, eles são muito fechados para coisas assim.

Sorri.

- Antes de contar vamos guardar logo isso. – arrumamos tudo no locar certo, deixamos as coisas limpas.

Fomos para fora da casa e sentamos em um banco observando as estrelas da noite. A lua e o céu estavam lindas, a lua tinha um brilho incrível, enquanto o céu estava coberto por estrelas, que paisagem.

- Vou te contar sobre o Hobie. – ele falou e fechou os olhos como se tivesse se concentrando, quando abriu novamente percebi que estava meio marejado, ele estava se segurando para não chorar. – Ele é muito forte.

Ele parou de falar por uns minutos e me encarou.

- Tae o que você faria se perdesse seu companheiro da forma mais cruel e na sua frente sem você poder fazer nada?

Fiquei sem reação, eu não queria nem imaginar, meu lobo já gemia na dor só de pensar em perder Jungkook.

Flashback on

A garota de pele morena era nova na região, tinha acabado de chegar junto com a família. Tinham vindo do Canadá para passar umas férias, tinham se apaixonado pela Coreia, a beleza do lugar encantava.

A garota humana andava pelas ruas com uma câmera pendurada no pescoço, desse jeito com certeza parecia um turista, mais não se importava estava feliz por realizar um sonho de conhecer tal local, era estranho, mas ela sempre sonhara com aquele lugar, era como se algo ali a chamasse.

Parou de andar quando avistou uma praça com poucas pessoas, andou devagar por aquele lugar e aproveitou para tirar fotos de tudo, em meio dessa distração acabou colidindo com um homem, apesar de que ela tinha a leve impressão de ter batido em uma árvore.

Antes de cair ela foi segurada pela cintura, quando abriu os olhos, nem tinha percebido que os havia fechado, olhou para um belo homem, possuía um rosto contagiante, de um sorriso que animava todos, um cabelo preto.

Ele era perfeito.

O homem a vê-la sabia que tinha encontrado sua pessoa certa, seu lobo estava agitado.

- Me desculpa não tinha te visto. – ele falou. A garota ficou abalada pela voz angelical.

Ficou o encarando igual uma idiota até escutar uma risada. Sentiu seu rosto corar e tentou responder.

- Des-Desculpa... f-foi min-minha culpa. – droga gaguejou feio. Ficaram se encarando como se não existisse nada entre eles.

Em todo esse momento a mão do homem continuava na cintura da garota.

- Eu sou Hoseok. – ele falou dando um sorriso. Que ela podia jurar que tinha visto o sol na sua frente.

- Sou Natasha. – ela falou olhando para o lado.

Quando percebeu a mão na cintura seu rosto se tornou mais vermelho se era possível.

Ficaram um pouco constrangidos por esse momento mais logo sentaram embaixo de uma árvore e conversaram, por horas e horas ficaram ali, nem percebiam o tempo passar até o telefone da garota tocar e sua mãe a chamar para casa.

Trocaram os números e cada um foi para um lado com um sorriso no rosto.

Ficaram se encontrando por dias, encontros românticos que quase levava a algo mais intimo em uma cama, mais Hoseok não queria que fosse daquele jeito a primeira vez da garota, queria fazer algo especial.

Só tinha um problema.

A garota faltava pouco para voltar a seu país, não queria, pois ali estava alguém que ela com certeza tinha se apaixonado. Hoseok não queria perder sua companheira estava tentando procurar um jeito dela ficar.

Até que um telefonema havia mudado tudo.

- Hobie. – escutou a voz da amada no telefone, estava chorando.

- O que foi querida? O que esta acontecendo? – o coração batia rapidamente.

- Meus pais... – seu choro aumentou.

- Estou indo, aguente firme. – ele saiu correndo com o telefone ainda no ouvido. – Não deixe de falar comigo ouviu?

Seus soluços estavam o despedaçando, estava desesperado, correu o mais rápido que podia, usou a velocidade do lobo para chegar rapidamente. E quando chegou sentiu o cheiro de sangue e de algo a mais.

Aproximou-se da casa que a família da amada tinha alugado para passar as férias e seus instintos estavam à loucura. Estava indo devagar até escutar um grito.

Correu em disparada derrubando a porta até chegar a sala e o que viu fez o seu corpo ter uma queda.

Os pais da amada estavam mortos no meio da sala, sangue em todo lugar, estava horrível a cena, levantou o rosto e viu sua companheira sendo presa por um lobo desonesto.

Sua fúria aumentou, seus olhos mudaram de cor.

Natasha olhava aquilo assustada.

O que estava acontecendo? Os olhos estavam ficando diferente?

- Nem pense em atacar. – o homem que a segurava com força falou. – Se não eu mato ela.

Hoseok ficou quieto por um momento sem saber o que fazer, não tinha ao que correr.

- Ela sabe o que você é? Ela sabe o que somos? Pelo olhar desesperado dela com certeza não. Mina querida deixar eu te contar uma coisa.

- NEM OUSE. – a voz de alfa se fez presente.

- Hoseok você não pode fazer nada. – quando o homem disse isso, alguns outros desonestos entraram na casa e injetaram um liquido no alfa que ficou fraco na hora sem conseguir se mexer, o prenderam em corrente e levantaram sua cabeça em direção do homem que comandava tudo.

Natasha olhava aquilo sem saber o que fazer, gritou para poderem parar mais de nada adiantava.

- CALA A BOCA. – o homem que a segurava apertou forte seu braço o quebrando.

Seu grito foi alto, o alfa tentava se soltar mais não conseguia seu corpo não queria obedecer.

- Me deixa continuar de onde parei. Então, existem lobos no meio dos humanos, possuem também outros seres, mas vamos nos concentrar nos lobos. Cada lobo nasce com uma força diferente, existem os ômegas, betas e alfas. Você já deve saber essas coisas de lobos, também deve saber que o alfa é o mais forte. Seu amado ali é um alfa e você é sua companheira, aquela que nasceu para ele. Infelizmente vocês não vão poder ficar juntos.

Seu corpo arrepiou com isso, não queria morrer.

- Vamos brincar um pouco.

Ele a jogou contra a parede da pior forma possível e abusou do seu corpo de todas as formas, seus gritos era o que deixava aquele homem feliz. O alfa assistia tudo àquilo sem poder fazer nada, quanto mais tentava se mover mais injeção era aplicado nele, seu corpo estava paralisado, seguravam seu rosto para ver tudo aquilo, a sua companheira. As lagrimas desciam pelo seu rosto, seu lobo uivava de dor.

Natasha sabia que ali era seu fim, olhou última vez para o seu amado e disse:

- Eu te amo, não se culpe e por favor por mim seja feliz e siga com sua carreira de dança, não desista, faça por mim e por você.

Aquilo foi à última coisa que disse e o último rosto que viu, ela queria lembrar-se daquele que lhe deu amor, sorriu e deu seu último suspiro.

Flashback off

- Demorou muito tempo para ele voltar a ser o que era, mas realizou o sonho dela e todos esses momentos ficamos ao lado dele. – Jin tinha lágrimas nos olhos.

Abracei o Jin e ficamos chorando, nunca imaginaria que alguém tão feliz como o Hobie tinha passado por aquilo.


Notas Finais


O que acharam?
Eu pensei em colocar primeiro os problemas dos meninos, do que eles escondem para depois se concentrar no Tae, não queria que ele já chegasse e ficasse do nada com o Jungkook, eu quero que ele entenda onde ele está e com quem ele convive, que todos tem problemas como ele e conseguiram superar. Eu quero que os meninos sejam uma força para ele.
Possivelmente só postarei na quinta, amanhã não tenho certeza porque parece que tenho curso de inglês, não sei, mais pode ser que eu poste, não vou confirmar sem ter certeza, e na quarta tenho um compromisso, ok?
Boa noite a todos e uma ótima semana <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...